sexta-feira, junho 9

O Futebol que nos une


Hoje começa o Mundial. Regressa o patriotismo no apoio à selecção e os eternos treinadores de bancada. Em Sociedade Civil, espreitamos o fenómeno social à volta do desporto-rei.

2 comentários:

Anónimo disse...

O Futebol que nos une? Quantos estudos sérios procuraram medir a opinião e a "união" das pessoas, relativamente ao Futebol?

É um FACTO que os Media veículam constantemente esse desporto e os seus protagonistas, acima de todas as outras matérias, da Economia às Ciências Médicas.
É outro FACTO que ninguém, de forma objectiva e rigorosa, pode afirmar com certeza absoluta que, no presente, o Futebol, tratado como é tratado, reúne a aprovação da maioria dos portugueses.

É engraçado e saudável jogar à bola. Mas é intragável e perigosa a desproporção mediática do Futebol profissional.
Eu abomino, detesto o Futebol profissional! Muitos amigos(as) meus detestam o Futebol profissional. Estarei completamente isolado?

O Futebol profissional devorou, entre nós, a generalidade dos outros desportos de bola. O Futebol profissional, alimenta em televisão os debates mais estéreis e velhos, roubando (muito) espaço a outras discussões, que seriam de interesse, o que é especialmente grave nos canais públicos.
Por exemplo, enquanto a "nossa" RTP Memória transmite Futebol de há décadas!, a BBC Prime ocupa as madrugadas com programação pedagógica, dirigida às crianças, ensinando-lhes de Matemática a Línguas.

Lamento, mas "torcer" por Portugal é "torcer" pela derrota da "nossa" selecção, porque a derrota do Futebol português pode representar espaço para o investimento individual e colectivo em tantas alternativas mais relevantes.

Quebre-se o feitiço. O Futebol profissional é um lixo. Apoiá-lo não é bom.

A.M.

Olho vivo disse...

Apoiado anônimo! qual futebol? é mais uma guerra urbana onde a corrupção e o compadrio se unem para enganar e entreter um povinho que além de desgraçado é cego!