quinta-feira, Setembro 7

Como criar a sua própria empresa

A criação de um negócio por conta própria, nomeadamente de micro empresas, pode ser uma alternativa de carreira ou uma solução para o desemprego ou para evitar a reforma antecipada. O processo é agora mais fácil do que a maioria dos cidadãos crê, e abundam os casos de sucesso.

11 comentários:

Anónimo disse...

Estou a pensar em depois do 12º ano, tirar um curso profissional em Multimédia em que não seja necessário entrar na Universidade. O IEFP dá formação nesta área?
Desde já digo para que o site do IEFP devia ser mais simples para os jovens.

Anónimo disse...

Boa Tarde.

Recentemente fiquei desempregado e apresentei um projecto para a criação do meu próprio negócio para benificiários do subsídio de desmprego. Tudo correu bem, o o projacto foi aprovado em tempo record e recebi o dinheiro a que tinha direito.
No entanto o prazo de aprovação pelo IEFP são de 60 dias uteis, tirano depois o ptrazo de entrega do subsídio que pode demorar meses.
Uma pessoa que se encontra desempregada e que tem de esperar meses para conseguir criar um negócio afasta qualquer um. Por que é que não encurtam os prazos de resposta e de atribuição do subsídio?

Anónimo disse...

Agradecia um comentário à seguinte questão:
parece-me que grande parte dos apoios existentes focam-se exclusivamente para desempregados e jovens à procura do 1º emprego. Compreendo que esse grupo deverá ser de alguma forma "favorecido", mas não me parece correcto nem sequer estrategicamente uma boa opção, fechar as portas de muitas das linhas de financiamento disponíveis e até de acções de formação dinamizadas, fechar esses apoios a pessoas que, apesar de terem algum vínculo laboral (muitas vezes frágil), que gostariam de dar o passo empreendedor na criação da sua própria empresa.

Obrigado e muitos parabéns pelo excelente programa.

Luis Alves

Lisete Alves disse...

Boa tarde,

Antes de mais, parabéns pelo programa e felicidades para o mesmo.

Este tipo de programa, principalmente com temáticas como a de hoje é extremamente útil, dando a possibilidade de vermos (especialmente quem está a pensar em criar o seu próprio negócio) algumas dúvidas esclarecidas.
Por esse motivo, eu queria aproveitar para colocar algumas questões (pedindo desculpa se estas já estivessem previstas de serem abordadas):
* pode-se candidatar a apoios do IEFP para criação de própria empresa alguém que não esteja desempregado?
* quais os vários tipos de apoios que existem? quais as condições de acesso? quais os passos a seguir? que período de tempo é que poderemos contar até uma resposta final?
* estes apoios são dados em forma de reembolso ou antes do arranque? (ou seja, precisaremos de arranjar outra forma de financiamento para o arranque?)
* para além do iefp, que outras soluções existem como forma de ajuda a quem pretende criar um negócio e não tem capital para isso?

Desde já agradeço pela ajuda.

Anónimo disse...

sim mas como pode um desempregado de longa duraçao ter dinheiro para investir?para recorrer de emprestimo,tive q pedir a familiares dinheiro para pedir um alvara \a camara muni. pois so aceitam project com pedido de alvara.como tou desempregado longa duraçao estou endividado e sem dinheiro para continuar a pagar as rendas

Anónimo disse...

No âmbito da agricultura existem algumas formas de apoio concreto? È que para esta área existem muitas verbas que se têm que contar à partida tal como a aquisição de tractor agricola, bem como instalações.

Anónimo disse...

Boa tarde,

Empreendorismo foi um excelente tema para o programa de hoje. Numa altura em que a economia portuguesa está a crescer a um ritmo superior ao dos últimos cinco anos e em que existe um optimismo crescente quanto à capacidade do cumprimento das promessas da diminuição o desemprego em Portugal; "Como criar a sua própria empresa" vai de encontro ao cenário vigente.

A titulo de resumo do que vi no vosso programa de hoje vem-me à cabeça trés palavras essenciais à criação de uma empresa: Criatividade/Inovação, Timing e a sua pontinha de Sorte.

Fica aqui a questão, não estará o grande problema e a falta de empreendedorismo dos Portugueses ligada não há dificuldade de cria uma empresa mas sim continuar com ela?

Anónimo disse...

Boa tarde
meu nome é joao, apresentei um projecto para criação do meu proprio emprego, projecto esse que foi entregue finais de dezembro do ano passado. Gostaria de saber porque é que o centro de emprego demora tanto tempo. Este projecto foi entregue no centro de emprego de cascais, e no mes de julho depois da avaliação feita pelos responsaveis da avaliação destes projectos em lisboa, cascais pediume o contrato de arrendamento, e as licenças da camara. Mas sempre com o aviso que poderá mesmo assim nao ser aprovado.
Sera que têm consciencia que é preciso algum capital para obter estes documentos, e tendo em conta que para alem do ile, tenho o subsidio de desemprego, e caso o proprietario do espaço e o arquitecto nao compreendessem a situação seria obrigado a criar a minha empresa perdendo o subsidio desemprego.
Sera que as chefias têm consciencia que estas medidas faz imensas pessoas com sonhos desistirem dos fundos?

Anónimo disse...

EXMOS SRS,

PRIMEIRO QUE TUDO GOSTARIA DE LHES DAR OS PARABÉNS PELO PROGRAMA, É PENA NÃO HAVER MAIS COMO ESTE EM HORÁRIOS NOBRES.
RELATIVAMENTE AO TEMA DE HOJE GOSTARIA DE VOS COLOCAR UMA QUESTÃO.
TENHO 30 ANOS, ESTOU DESEMPREGADO E A RECEBER O SUBSÍDIO DE DESEMPREGO. VOU CANDIDATAR-ME AO PROGRAMA DE CRIAÇÃO DO PRÓPRIO POSTO DE TRABALHO, RECEBENDO O VALOR TOTAL DAS MENSALIDADES (18) A QUE TERIA DIREITO, MAS COM A OBRIGAÇÃO DE MANTER ABERTA A EMPRESA POR 4 ANOS. NO CASO DE SURGIR UMA PROPOSTA DE TRABALHO (POR CONTA DE OUTREM) QUE ACHE INTERESSANTE ACEITAR NESSE PRAZO (4 ANOS), PODEREI ACEITAR SEM TER DE ENTREGAR O DINHEIRO DAS MENSALIDADES? MESMO QUE SEJA PARA TRABALHAR EM PART-TIME?
PASSARIA A SER TRABALHADOR POR CONTA DE OUTREM E EMPRESÁRIO. TERIA QUE PAGAR A SEG. SOCIAL DAS DUAS SITUAÇÕES, OU PODIA PEDIR ISENÇÃO DE UMA DELAS?
AGRADECIA RESPOSTA PARA O SEGUINTE EMAIL: npwsur@yahoo.com
CUMPRIMENTOS,
NELSON PACHECO

Cláudia Bernardo disse...

Boa tarde,
Gostaria de saber todas e possíveis informações para poder recorrer e solicitar o subsídio de criação do próprio emprego. O que fazer, como começar, se poderá ser kker tipo de negócio. Será que me podem ajudar com esta informação?
csbernardo@hotmail.com

Grsch disse...

Ficar desempregado e mesmo duro ! Indico este site para ajudar a galera que esta desemprega: Empregos, Estágios & Concursos

Abraços.