terça-feira, março 20

COMO ESCOLHER UMA UNIVERSIDADE?


Depois do recente escândalo na Universidade Independente, será que pais, educadores e alunos conseguem confiar nas universidades nacionais? A integridade do corpo docente e administrativo deve ser um dos critérios a ter em conta na escolha de um estabelecimento de ensino superior? Neste SC queremos esclarecer os espectadores sobre o panorama do ensino superior em Portugal, colocando o enfoque numa abordagem prática e utilitária: como escolher uma universidade.

12 comentários:

claudia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniela Gonçalves disse...

Dissertação de Doutoramento: "Informação televisiva sobre Doenças Cardiovasculares e Alimentação": Um estudo do J.N, do "Sociedade Civil" e do "Haja-Saúde".

Pedido de Colaboração!

Estou a seleccionar 50 famílias que consumam este programa, o "Haja-Saúde" e o "Jornal Nacional", para as entevistar.
Contactem, por favor:
Daniela Gonçalves
dangoncalves@gmail.com
telm: 96 831 6519

Luisa disse...

Nem sempre se pode escolher a universidade, uma vez que as médias são um grande obstáculo, mesmo se se tiver adptidão.

Por vezes na busca de emprego, são colocados muitos obstáculos por não se ter estudado numa universidade conceituada.

Uma pessoa que tirou um curso de 5 anos pode obter equivalência a mestrado, uma vez que o mesmo curso é agora (pós bolonha) de 3 anos?

Mário disse...

Gostava de saber o porque que não se confiar no trabalho das universidades e um recem licenciado tenha de fazer um exame para assim ser capaz de fazer algo que durante 4 anos esteve a estudar. Por exemplo o porque que eu a acabar contabilidade tenho de fazer um exame para assim poder ser considerado técnico oficial de contas

Jaime disse...

Quanto aos custos porque não existe da parte do governo uma inspecção as casas para alugar… Quase ninguém passa recibo e pedem valores por casas sem condições. O recibo e essencial para os alunos, quer para o irs dos pais quer para a bolsa…

Isabel disse...

Estudei num Instituto Politecnico e deslocada de casa. O curso que tirei não foi a minha primeira opção, nem tinha conhecimento dele na altura, mas acabei por gostar e continuei, até porque não tinha média suficiente para entrar naquele que gostava.
Também não escolhi a universidade, foi aquele em que a minha média se enquadrava. Acabei também por gostar, mesmo estando longe de casa.
Acho que não precisa ser uma grande universidade (e conceituada), poruqe à muitas mais pequenas que, mesmo não sendo reconhecidas, são muito boas. Eu pelo não me posso queixar, tinha muito boas condições, embora esteja numa zona interior e pouco habitável.

Manuel disse...

eu estou numa publica e tenho o email e dias proprios para falar com os meus professores todos. a resposta aos emails e no maximo 24 horas!!! por isso nao concordo com a opinião de que isso so acontece nas privadas

Ana disse...

Há muitos professores do ensino superior que não têm aptidão para o ensino. Não deveriam estes professores ter formação ou ser tomada alguma medida neste campo?

Lembro-me de um professor que tive que não tinha mesmo aptidão para dar aulas. E apesar dos alunos reconhecerem que ele percebia daquilo que falava, mas não se sabia exprimir da melhor maneira. Era realmente uma excelente pessoa, mas isso não chegava para que fosse um bom professor...

Isabel disse...

Estudei num instituto politécnico (ensino publico) e os professores também se disponibilizam para atender os alunos.

roler3 disse...

Olá Fernanda Freitas,

Gostaria de saudar todos os intervenientes no programa de hoje, principalmente o meu Reitor Carlos Reis da Universidade Aberta.

Sou estudante da Universidade Aberta, tenho 47 anos e estou no último ano a fazer as últimas discipinas, no curso de Psicologia Social.

Gostaria que focassem mais o ensino á distância a as pessoas como eu que foram para o ensino superior já eu tinha 41 anos.

Cumprimentos,
José Maria Bompastor/Vila do Conde

Susana disse...

Acho que de uma maneira geral as privadas são menos rigorosas. Eu estudei numa pública e as diferenças notam-se mesmo agora como profissional.

homo vegetus disse...

www.acessoaoensinosuperior.pt