terça-feira, abril 21

Alimentos de Primavera

Nestes primeiros dias de Primavera vamos à procura dos produtos de época e sempre com soluções saudáveis.
Este é um programa para quem se descuidou com a saúde ou com a linha – no fundo, os conselhos mais práticos e úteis de uma alimentação diversificada e saudável. Uma abordagem actual, agora que portugueses e portuguesas já rumam aos ginásios para recuperar a forma antes do Verão. Há tempo ainda para ter em atenção alguns mitos relacionados com a alimentação nesta altura do ano. Aprenda todas as dicas neste Sociedade Civil.

Convidados:
Francisco Araújo
, Médico de Medicina Interna Hospital de Santa Maria
Elsa Feliciano, Associação Portuguesa dos Nutricionistas
Pedro Queiroz, Director-Geral da Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares
Vitor Sobral, Cozinheiro

7 comentários:

Dominic Oliveira disse...

Boa tarde. Existem alimentos desta época mais importantes que outros para comer á noite?

A Gerência disse...

As alterações à alimentação com as estações parece-me uma boa "desculpa" para variar a dieta.

Noto é a tendência para preferir alimentos mais pesados no inverno, quase que para "aquecer", e no verão optar por pratos mais leves, até porque para ir passear, o enfartamento é impecilho. Isto não será concerteza saudável e equilibrado.

Miguel Almeida, Loures

Dominic Oliveira disse...

Boa tarde! existe alimentos mais importantes nesta época para ingerir na noite?

Jane & Cia disse...

Antes de mais parabéns pelo excelente programa.

Sou mãe de 2 crianças, uma de 3 anos e outra de 4 meses e madrasta de um adolescente com quase 17 anos.

Com o meu filho de 3 anos a alimentação parecia correr lindamente, comendo sopa sem ser passada, e comendo legumes e frutas crus. De um momento para o outro parece fazer guerra a tudo o que é verde. Comendo apenas na sopa pois pensa que são espinafres e que vai ficar como o Poppey.

Deixo uma dica para evitar que os pequenitos tomem gosto pelos refrigerantes: Não dar! O João pensa que Cola ou outros são como o vinho, são só para os crescidos.

O meu enteado só vive connosco á um ano e infelizmente já vinha formatado: legumes são raros e a fruta quase nula. Salvam-se os morangos e o tomate. Quando são assim maiores como é que podemos demonstrar a importancia destes alimentos?

Obrigada e desculpem se me alonguei

Ricardofsgomes disse...

Boas tardes a todos!

Desde já os meus parabens pela forma sucinta e global como costumam abordar os diversos temas neste programa.

Sou pai há 6 anos, e, nesses 6 anos tenho estado sempre muito atento a novas temáticas que se relacionam directa ou indirectamente com a saúde e a educação dos meus filhos. A alimentação é um desses temas, como é óbvio, e preocupa-me imenso ouvir constantemente dizer que a obesidade está relacionada com os alimentos que os nossos filhos ingerem. No meu dia-a-dia, relaciono-me com vários casais com filhos, e conheço por isso um universo razoável de crianças. Acontece que tenho notado que tem vindo a aumentar o numero de casos que eu conheço de crianças sub-nutridas. Já ouvi inclusivamente um pediatra dizer que ao seu consultório teem chegado casos de crianças com graves casos de deficiência imunitária provocada por uma alimentação débil ou insuficiente. E não são casos de pobreza nem casos de os pais, segundo a nossa sociedade pelo menos, não saberem o que é uma boa alimentação. São sim casos de falta de vontade de se "chatear" por causa de uma sopa que os filhos não gostam ou não terem tempo de ensinar os filhos qual a importância da alimentação. Acreditam que há crianças com 4 anos (e se calhar com mais)que não associam fome a comida, e sede a bebida? É triste.

maria amélia disse...

Queria apenas alertar que água em excesso também é prejudicial. Tenho um certo "vicio" em água (cheguei a beber 7 litros por dia) e não é por isso que deixo de ter a pele ressequida e escamativa sobretudo nas pernas. Também tenho celulite e outros problemas para os quais a solução apresentada é beber água. O meu corpo está tão habituado à água que para a "deixar", ou seja, beber apenas 3 a 4 litros por dia, passava horrores com a boca seca e outros sintomas de "privação".

Dominic Oliveira disse...

Boa tarde! existe alimentos mais importantes nesta época para ingerir na noite?