terça-feira, abril 14

Atchim… estamos na Primavera!

A Sociedade Portuguesa de Pediatria alerta: as doenças alérgicas são subvalorizadas em Portugal, sobretudo na infância. A rinite alérgica, em crianças até aos 13 anos, representa um terço das doenças alérgicas a nível nacional e a asma situa-se nos 13%.
Estas doenças têm vindo a aumentar exponencialmente sobretudo devido a factores genéticos: 80% dos casos advém de progenitores que sofrem deste tipo de alergias.
Nas crianças podem afectar o rendimento escolar e a qualidade de vida, mas as consequências em adultos também originam absentismo laboral.
Com os melhores especialistas vamos dar os conselhos mais indicados aconselhar sobre a melhor forma de se proteger nesta altura do ano.

Convidados:
Libério Ribeiro, Presidente Secção de Imunoalergologia da Sociedade Portuguesa de Pediatria
Catarina Roquette Durão, Associação Portuguesa dos Nutricionistas
Ana Paula Barradas, Mãe de alérgicos
Manuela Cochito, Médica Dermatologista

24 comentários:

heber disse...

Saudações a todos. Estou de volta!!! espero que as vossas ferias tenham sido excelentes.
Há uns anos atrás no principio do verão, finais da primavera, para aí em Junho padecia de crises horriveis de rinite. Espirro atrás de espirro, nariz irritado, expectoração nasal completamente líquida, de tal forma, que acreditem, quando fiz os exames para a entrada na faculdade e as provas globais, entregava os impressos completamente humidos da expectoração nasal. Não podia perder tempo a estar a assuar-me e rendia-me à situação. O nariz tornava-se completamente intupido e caiam pingos nas folhas onde redigia. Passei horrores, até que o meu médico de familia me apresentou os corticosteróides, em forma de spray nasal, que conciliado com outros sprays que remediam os efeitos nefastos que estes quimicos têm na mucosa nasal, até mesmo no organismo, consegui uma terapia, mais ou menos descoberta ao longo do tempo que praticamente me extirpou estas crises. Até hoje desconheço qual o alergéno que provocava estas crises. Embora suspeite que possa estar relacionado com as mudanças da temperatura, o que é estranho, porque então não se poderia considerar uma alergia, ou será que se pode??? Deixo esta questão para os especialistas presentes.
Cumprimentos do héber

Pedro disse...

Boa tarde,
Tenho alergias desde infância, como por exemplo aos ácaros, e tive várias crises ao longo da infância que me levaram ao hospital por ter grande dificuldade em respirar. Nessa altura os meus pais tiveram que retirar as alcatifas e colocar um pavimento que permitisse uma melhor limpeza e menor acumulação de ácaros.
Hoje em dia continuo alérgico aos ácaros e tenho renite alérgica. Em certas alturas do ano também surgem eczemas localizados.
Na minha família, tive o azar de ser quem tem as alergias quase todas. Apenas do lado materno se encontram algumas alergias.
Há pouco tempo reparei que penso ser alérgico a melão, pois se consumir uma pequena quantidade fico com uma sensação de irritação e ardor na garganta. Gostaria de saber se é frequente esse tipo de alergia a frutos? E existe contra indicações no uso de antihistaminicos de forma continuada?

Cristina Rocha disse...

Boa tarde!

A gastroentrite pode ser considerado um tipo de alergia?

Como é que se pode tratar? Há algum aparelho na farmácia que identifique essas alergias?

Cumprimentos
Cristina Rocha

TrOoPeR disse...

Boa tarde!

Estão neste momento a falar sobre as alergias provocadas pelos animais de estimação, dando como exemplos o cão e o gato. Gostava de saber se existem alergias registadas em relação a outros animais de estimação mais exóticos, por exemplo os pequenos roedores: coelhos, porquinhos da índia, hamsters.

Cumprimentos,
Pedro Henriques

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João disse...

Boa tarde,

Sou Arquitecto Paisagista e verifico que por vezes alguns responsáveis municipais tendem a abater árvores com o pretexto de que causam alergias.
Quanto a mim, entendo que não se devem destruir os espaços verdes com este pretexto.

Estes (espaços verdes) devem sim ser bem desenhados e conter uma grande diversidade de plantas de modo a evitar os efeitos resultantes da concentração de determinadas espécies (choupos e plátanos).

Penso que as pessoas com alergias deverão evitar espaços com grande concentração de espécies a que são alérgicas, mas deverão também evita espaços muito poluídos e com má qualidade do ar.

Cumprimentos,
João Bicho

We Are Not Typical - WANT disse...

Boa tarde,

sei que já falaram da alergia e/ou intolerância à lactose mas aqui fica o meu comentário desabafo:

Sou intolerante à lactose e estou grávida de 20 semanas. Foi-me receitado ácido fólico + vitaminas pré-natal e amdos os fármacos continham lactose o que me fez passar as 12 primeiras semanas de gestação em sofrimento.

Procurei ácido fólico e vitaminas sem lactose que fossem adequadas para grávidas e ninguém me conseguiu ajudar. Passei pelo centro dee saúde, pela maternidade, por uma consulta de ginecologia/obstetrícia e uma de homeopatia. Depois de tantas horas perdidas e dinheiro gasto, acabei por encomendar a medicação na Bélgica.

Em Portugal nenhum dos médicos que consultei foi sequer capaz de me dizer quais os alimentos que contém ácido fólico para que me fosse possível ajustar a alimentação e suprir a falta dos medicamentos (que deveriam servir para suprir a falta de determinados alimentos :)).

Curiosamente, o laboratório que comercializa as vitaminas que estou a tomar também existe em Portugal mas aqui não existe este produto.

Será que em Portugal há menos gente intolerante/alérgica à lactose? Ou será que a falta de informação não permite às mulheres grávidas procurar alternativas sem lactose?

Grata pela atenção

Cátia Maciel

JoãoG disse...

Boa tarde!

Duas perguntas muito concretas:

1- É verdade que os exames sanguíneos, para a detecção de alergias, só são infalíveis a partir dos 5 anos de idade?

2- Fui alérgico até aos 12 anos aos ácaros. Digo fui, porque deixei de ter qualquer sintoma desde que emigrei para um país tropical durante 3 anos. Hoje em dia, em Portugal, não tenho qualquer sintoma (tenho 40 anos).
Aqueles 3 anos de intensa humidade reverteram a minha situação clínica...?

Grato

Joel Cunha disse...

estou a ver o vosso programa e tenho uma dúvidas sobre alergias:
1- é verdade que o polen está mais activo ao fim-do-dia?
2- uma pessoa com asma é mais propensa a alergias?
3- as alergias alimentares são semelhantes às alergias que temos ao pó, ao polen e outros?

excelente programa!!

We Are Not Typical - WANT disse...

Boa tarde,

sou intolerante à lactose e estou grávida de 20 semanas.

Foram-me receitadas vitaminas pré-natal e ácido fólico em suspensão que continham lactose.

Devido â lactose existente na medicação passei as primeiras 12 semanas de gravidez em sofrimento.

Curiosamente, nenhum dos médicos que consultei me soube dizer que alimentos poderia comer para reforçar o consumo de ácido-fólico.

Depois de gastar muito tempo e dinheiro em médicos - obstetra, madernidade, médico de família, homeopata - acabei por encomendar as vitaminas pré-natal da Bélgica.

verifiquei que o laboratório que comercializa estas vitaminas na Bélgica tem representação em Portugal mas aqui este produto não existe.

Será que em Portugal há menos mulheres intolerentes/alérgicas à lactose? Será que é a falta de informação não permite aos/às portugueses/as procurar estes medicamentos sem lactose?

Grata pela atenção

cátia maciel

heber disse...

obrigado pelo esclarecimento da duvida relacionada com a temperatura. a reportagem foi muito explicita nesse sentido.
Saudações do Héber

elsa cintra disse...

Olá, a todos.

Sou mãe de uma menina de 8 anos a quem foram diagnosticadas algumas alergias aos dois anos, nomeadamente aos àcaros, gramineas e baratas. A Marta fez vacinas durante algum tempo e a situação melhorou muitissimo. Em pequena fazia muitos episódios de dificuldade respiratórias, com muita pieira, tinha de fazer aerosol, uma medicação SOS, mas felizmente tudo isso passou e hoje em dia é uma menina saudável que raramente se constipa. Tem no entanto um eczema que surge na face,amiúde vezes, o dermatologista medicou-a com advantan (cortisona). Depois de meia dúzia de aplicações o eczema passa. a minha questão é saber se o uso continuado deste creme não é prejudicial, uma vez que tem por base a cortiisona? Obrigada. Elsa (Lagos)

Ines Tôco disse...

Boa Tarde.
Chamo-me Inês e tenho 19 anos e vivo em Castelo Branco, sou alergica desde criança.
Ha uns tempos descobri que sou alergica a latex, e sei que ha alimentos, como tomate, pera, que estao bastantemente ligados com esta alergia e que causam alergia alimentar. gostaria de saber, mesmo que nao me cause à partida, qualquer sintoma, se deva evitar esses alimentos essencias a uma boa nutriçao, ou se será melhor evitar qualquer intoxicaçao.
obrigada e parabens pelo optimo programa

Pedro disse...

Boa Tarde,

Embora tenha acompanhado com bastante interesse as informações relativas ao eczema (dermatite atópica) o qual me afecta.

Gostaria de questionar qual a melhor forma de lidar com o eczema na face.
É me bastante difícil controlar o eczema a nível facial, muitas das vezes só mesmos os corticoides parecem resultar o que não é lá muito bom.

Tive eczema quando era bebé e agora com 25 anos reapareceu.

Também sofro de rinite alérgica com alergia ao pólen.

Obrigado

Intenso disse...

Boa tarde,
Depois de ter o meu primeiro filho (hoje com 2 anos e meio) fiquei com alergias que noto ser maior na altura dos mudanças de estações... Eu moro em Sesimbra e pelo que o meu médico me disse os pinheiros fazem com que eu fique pior. E tenho de estar a tomar medicamentos, coisa que não gosto muito! :(
Obrigada e bom trabalho

Miguel Novais disse...

Boa tarde.

Eu sou alérgico aos cintos metálicos.

Gostaria que me dessem umas dicas para evitar estas alergias.

Cumprimentos,
Miguel Novais

elsa cintra disse...

Olá, a todos.

Sou mãe de uma menina de 8 anos a quem foram diagnosticadas algumas alergias aos dois anos, nomeadamente aos àcaros, gramineas e baratas. A Marta fez vacinas durante algum tempo e a situação melhorou muitissimo. Em pequena fazia muitos episódios de dificuldade respiratórias, com muita pieira, tinha de fazer aerosol, uma medicação SOS, mas felizmente tudo isso passou e hoje em dia é uma menina saudável que raramente se constipa. Tem no entanto um eczema que surge na face esquerda amiúdes vezes, o dermatologista medicou-a com advantan (cortisona). Depois de meia dúzia de aplicações o eczema passa. A minha questão é saber se o uso continuado deste creme não é prejudicial, uma vez que tem por base a cortisona? Obrigada. Elsa (Lagos)

Pedro disse...

e como lidar com o extremo que pode ser um choque anifilático?

Studio Design disse...

boa tarde
eu sou ana tenho 59 anos, e queria pedir uma informacao.
Tenho a pele seca, e sempre que toco na minha pele ao vestir e tirar roupa fico sempre marcada e muito vermelha naquela zona que toco
Isso e uma alergia?

JorgeB disse...

Olá boa tarde este mensagem é mais direccionada para a doutora Manuela, eu tenho 23 anos mas a partir dos 18 anos comecei, perante situações de intenso esforço físico, por desenvolver pequenas borbulhas vermelhas localizadas essencialmente nos braços e pernas que acabam por desaparecer se tomar banho ou se repousar meia hora, após uma consulta com uma Médica Dermatologista passei a saber por ela que o mais provável era ser alérgico a minha Própria transpiração.
O que pergunto é o seguinte, será possível isso? Porque se isto for assim, esta situação, será que se poderá considerar como uma doença Auto Imune?

maria amélia disse...

É possível um eczema não tratado durante anos degenerar em cancro?

M.Tomé disse...

Olá, tenho o corpo com eczemas nos mais variados sítios, inclusive numa axila, e partes baixas. Fui medicado com um ansiolítico e um preparado. Melhorei mas conforme acabou o tratamento voltei a ficar na mesma....Está tudo na minha cabeça?!?!

Sociedade Civil disse...

o SC pode disponibilizar os contactos dos médicos presentes no programa.

saudaçoes civis

migalhamente disse...

Olá! Acho q todas as alergias da família confluiram para a minha pessoa :p

Pedro,
eu também sou alérgica ao melão e também tenho eczema na cara e rinite.
as alergias a frutos, como o melão, estão muitas vezes relacionadas com a acidez. Portanto, podem não ser alegias, mas apenas intolerâncias. Eu, por exemplo, não quando como frutas ácidas a mais (tomate, melão, ananás e morangos e laranja em menor grau) sinto que os meus eczemas pioram consideravelmente.

ja exprimentei vários coticosteroides para o eczema, até que descobri o Elidel e o Protopic. são pomoadas carissimas (50€) mas resultam mesmo e eu acho que vale mesmo a pena. Quanto ao eczema na cara, não se deve aplicar pomadas fortes... O que eu costumo fazer é agua termal, lavar a cara com um gel neutro e por protector solar. Os cremes que parecem gordura de foca ainda pioram (pelo menos a mim) por isso é melhor usar coisas muito neutras...

heber os meus pingos do nariz tb eram horriveis xD entretanto, comecei a fazer termas no verão, eles têm lá uns aerossois e isso, e fiquei muito melhor da rinite e a alergia que tinha nos olhos quase desapareceu. e no inverno nem me constipo :)

JoãoG os testes de alegia via análise nem sempre são conclusivos. Eu gastei uma batelada a fazê-los e não me acusaram nada... os de picar no braço são os melhores. tenho dito.

Subscrevo a dúvida da maria amélia: até que ponto é que um eczema pode evuluir para um cancro??