sexta-feira, outubro 9

Como controlar a tensão arterial?

O último rastreio em Portugal revela que a maioria dos portugueses sofre de hipertensão. Apenas 20% da população portuguesa apresenta níveis normais de tensão arterial.
Segundo os especialistas, os hipertensos limitam-se a tomar a medicação indicada, mas em nada tentam alterar o seu estilo de vida e os hábitos alimentares.
Neste SC, queremos chamar os médicos especialistas para que possam aconselhar e alertar os portugueses para a importância de uma alimentação adequada.

Convidados:
Fernando Pádua, Médico Cardiologista e Presidente da Fundação Professor Fernando Pádua
Elsa Feliciano, Associação Portuguesa dos Nutricionistas
José Pedro Almeida, Docente na Faculdade Motricidade Humana
Pedro Queiroz, Director-geral FIPA - Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares

14 comentários:

Rita :-) disse...

Olá, meu nome é Rita Ferreira. Tenho quase 30 anos e toda a vida tive tensões de passarinho (80/50).

Durante a gravize cheguei a ter tensões de 70/40 e depois acabei por fazer uma pré-eclâmpsia (hipertensão) e o parto foi provacado quando eu estava com 150/90 de tensão.

Já me disseram que este tipo de situações pode ser indiciosa de hipertensao na 3ª idade. Confirm-se?

A minha avó também tinha tensões baixissimas e hoje em dia com 70 anos chega a ter 170/120...

Obrigada,
Rita Ferreira

Claudio disse...

Parabéns pelo programa.
Eu como prof de Ed Física de crianças dos 10-12 anos, tenho como meta fundamental a promoção da actividade física fora da escola, uma vez que os 90 +45 min das aulas de EF não são (por si só)suficientes para melhorias cardiovasculars. Como diz o Professor José Pedro Almeida, há necessidade de convencer os pais a não deixar de incentivar as crianças na prática desportiva. Eu,na escola, sinto isso na prática.
Cumps Cláudio Pedrosa

Portugal Decosta disse...

Boa tarde, é muito simples por as crianças a comer correctamente: é só os pais darem o exemplo! Não é preciso brincar na mesa! Se os pais comerem correctamente e explicarem aos filhos como e porquê se deve comer saudavelmente os filhos também o farão. Infelizmente, os pais ou comem mal ou não sabem como ensinar as crianças. Já fui criticado muitas vezes por não deixar o meu filho comer doces! Mas sendo Tecnologista Alimentar continuarei a fazê-lo. E o meu filho mostra como uma criança pode, desde tenra idade, comer correctamente: enquanto os colegas lancham bolos, ele lancha uma salada de tomate com pepino todo contente. Alem disso, nunca comeu a comida pré-feita da Industria Alimentar – cheia de sal - e muito menos entrou num restaurante de comida lixo! Ele come comida feita em casa na qual a sopa está presente todos os dias!

Florinda disse...

Uma pessoa que, por exemplo, aos 30 anos inicie a prática regular de exercício físico e inicie uma alimentação saudável, produz a longo ou médio prazo o mesmo benefício que uma pessoa desde a mais tenra idade, tenha hábitos alimentares saudáveis e de exercicio regular?

Maria disse...

A partir do momento que uma mãe minha conhecida põe 2 colheres de café de sal na sopa de um bebé com menos de um ano, já tudo se espera... Ainda não se tem consciência de que o sal é essencial, mas não em tão grandes quantidades. Tem de se insistir cada vez mais nessa educação alimentar, e esse será também o meu futuro papel como dietista.

Maria.

Cristina Rocha disse...

Boa tarde!
Acho que não custa nada medir a tensão arterial, a diabetes e o colesterol. Se bem que já me disseram que a medição do colesterol com a "picadela no dedo" não é fiavel.
Mas nos centros de saúde (e cada vez mais em juntas de freguesia) fazem estas medições, ou nem todas?

Cumprimentos

Lady Chatterley disse...

Eu, que não sou hipertensa (mas que sou filha de uma senhora, entretanto já falecida, com esse problema), defendo que a chave para prevenir esta doença (assim como qualquer outra que possa ser prevenida) está na defesa e na divulgação de uma educação para a responsabilidade individual sobre a saúde.
Não adianta dizer, sobretudo aos mais novos, que não se deve abusar nos açúcares e nas gorduras, ou que não se deve levar uma vida sedentária: há que viver o que se prega. E o exemplo começa em casa.

Carmo Remelhe disse...

Boa tarde.
Gostaria de saber se a tenção arterial alta pode ter apenas origem em situações de stress e ansiedade. Neste momento estou a fazer o estudo da minha tensão arterial (MAPA) e tenho sempre muito cuidado com a alimentação, para além de praticar exercício físico.
Õbrigada pela atenção.

Florinda disse...

Uma pessoa, que por exemplo, inicie uma alimentação saudável aos 30 anos aliado a uma prática regular de exercício físico, obtém o mesmo benefício a médio ou a longo prazo que uma pessoa que desde a mais tenra idade paraticou exercicio regular e se alimentou saudavelmente?

Sylvie disse...

Boa tarde!
Acho que todos os alimentos são importantes para nós e não devemos por nenhum de parte. O segredo está no equilíbrio e na variedade.
Obrigada,
Sylvie.

Sylvie disse...

Tenho bebido chá verde.
Disseram-me que tem muita cafeína.
Que quantidade se pode beber deste chá sem haver o perigo de subir a tensão?

Sylvie disse...

Quais são os sintomas da hipertensão? (peço desculpa se já foi referido no programa)

David e Dulce disse...

Boa tarde,
Embora as percentagens de DDR dos vários nutrientes seja um grande avanço e uma mais-valia na informação ao consumidor,
há algo de falacioso na informação dada por determinados produtos principalmente os ricos em açucares simples e sal.
Refiro-me ao que cada empresa estabele-se por si como a Porção Recomendada, por norma são quantidades irreais que, na minha opinião, qualquer consumidor moderado ultrapassa com facilidade.

Obrigado,
David Saraiva
V. N. Gaia

Carla disse...

É preciso chamar a atenção para esta doença "silenciosa". Medir a tensão arterial com alguma regularidade, ter cuidado com a alimentação e praticar exercício fisico é meio caminho andado para evitar a Hipertensão.