terça-feira, outubro 13

Osteoporose: 800 mil doentes

Cerca de 800 mil portugueses sofrem com esta doença metabólica que afeta os ossos.
Muitos consideram que é um problema exclusivo das mulheres ou das pessoas idosas, mas não. Pode surgir em qualquer idade, até porque está provado que as dietas de emagrecimento rápido ou mudanças repentinas nos hábitos alimentares sem serem acompanhadas de exercício físico agravam o risco de aparecimento de osteoporose.
Um estudo israelita afirma haver uma forte correlação entre as pessoas que sofrem de depressão e a osteoporose, dado que perdem densidade óssea.
Todas as dúvidas vão ser respondidas pelos melhores especialistas dos parceiros desta área.

Convidados:
Viviana Tavares, Reumatologista e Presidente da Direção da Associação Nacional contra a Osteoporose
Maria Paes de Vasconcelos, Associação Portuguesa dos Nutricionistas
Pedro Ferreira, Farmacêutico
Fátima Baptista, Professora Associada da Unidade de Exercício e Saúde da Faculdade de Motricidade Humana

17 comentários:

Martinha disse...

Olá boa tarde

Até que ponto beber leite em excesso não é contraproducente? Não seria mais vantajoso complementar com legumes verdes e exercício físico.

Eu pessoalmente não gosto de leite, enjoa-me, mas como 2 ou 3 iogurtes por semana, sopa todos os dias com muitos legumes verdes e pratico exercício físico moderado, corro algum risco de vir a sofrer de osteoporose?

Martinha disse...

Queria dizer ainda quando era pequena não conseguia beber leite na escola, porque ficava enjoada, mesmo assim e tavez porque bebi leite materno até aos dezasseis meses e em casa sempre me alimentei muito bem com muita sopa e fruta, não fiquei muito pequena, 1,68m e 64 kg. Tudo isto para por em causa a teoria de se ter que beber quase obrigatoriamente muito leite.

Cristina Jorge disse...

Leite de soja pode ser uma boa solução, certo???

pe disse...

Está comprovado cientificamente que os laticínios são negativos para a saúde das pessoas e especificamente para os ossos, ou seja, ao contrário do que os anúncios criados pelas empresas de lacticinios afirmam, o leite não só não ajuda a prevenir a osteoporose como pelo contrário a provoca. Cada vez mais médicos e nutricionistas confirmam isto. Quem afirmar o contrário ou protege certos interesses econômicos ou não está informado.

As fontes de cálcio de origem vegetal além de poderem conter mais cálcio, são de muito melhor qualidade e mais facilmente absorvidas ( ver exemplos em www.centrovegetariano.org ). A vitamina D que é importante nesta questão, pode facilmente ser produzida pelo corpo se uma pessoa apanhar alguns minutos de sol todos os dias. Depois também é importante fazer exercício físico.


Dando um exemplo de porque é que os laticínios provocam osteoporose:

A proteína dos laticínios (e das carnes) não só não ajuda o cálcio a ser absorvido nos intestinos (o que já é só por si muito negativo), como ao ser absorvida torna o PH do sangue mais ácido, ao acontecer isto, para estabilizar o PH do sangue o corpo RETIRA CÁLCIO dos ossos. Ou seja, para além do leite não só prejudicar a absorção do cálcio, como também retira cálcio dos ossos, um efeito duplamente negativo neste aspecto.

O leite de vacas e cabras ou outros animais foi evolui biologicamente no sentido de alimentar sim as suas crias e não seres humanos, biologicamente não são compatíveis. Afirmar que o leite de outros animais é bom e necessário para a saúde humana, é ser enganado e estar a enganar.

Cumprimentos


PARA MAIS INFORMAÇÕES:

www.centrovegetariano.org
www.avp.org.pt

Daniela Angélica Moreno disse...

Boa tarde neste momento fiquei preocupada, será que consumo lacticínios em excesso? Bebo cerca de 3 copos de leite por dia bem como de vez em quando iogurtes e queijo.

Terra do Nunca disse...

Muito boa tarde.

Gostaria de perguntar o que fazer em caso de intolerância à lactose?

Sabesse que existem outros alimentos que contém cálcio mas em muito menor quantidade que o leite.

Quais os alimentos aconselhados ou que possuem maior quantidade de cálcio, para além do leite?

Celia disse...

Num programa de ciencia passado á pouco no canal 1 e orientado pelo Prof.Nuno Crato foi dito que afinal não esta comprovado que o leite deva ser ingerido durante toda a vida com os efeitos que se esperava.
Apenas na infancia durante os 20 anos mais ou menos o calcio se fixa.
Depois não á certezas e ainda pode conduzir a acumulaçoes indesejadas nos rins.
Certo?

Celia disse...

O calcio apenas se fixa nos ossos durante os primeiros 20 anos de vida.
Depois pode gerar até acumulação nos rins.
Esta é a opinião actual dos cientistas.
Não há comprovação do contrario.

pe disse...

Também é preciso fazer notar que não são só os laticínios que ajuda a provocar osteoporose, mas que existem outros fatores, especialmente na alimentação, que contribuem e muito para que o cálcio seja mal absorvido e/ou retirado dos ossos.

Ter uma alimentação à base de proteína animal (consumir carnes, ovos, etc) provoca isso, assim como também consumir outros produtos como café, açúcar, produtos químicos, etc.

Para o cálcio ser melhor absorvido e aproveitado, e fortalecer os ossos, deve-se consumir proteína VEGETAL, alimentos vegetais com maior quantidade de cálcio, vitamina C para ajudar na absorção, entre outros.

Cumprimentos

Celia disse...

A Nevralgia inter-costal que pode levar á cama durante meses com anti-inflamatorios ,é derivada da osteoporose?
Qual o método para melhor a tratar ?

pe disse...

"Muito boa tarde.
Gostaria de perguntar o que fazer em caso de intolerância à lactose?

Sabesse que existem outros alimentos que contém cálcio mas em muito menor quantidade que o leite.

Quais os alimentos aconselhados ou que possuem maior quantidade de cálcio, para além do leite?"



O corpo do ser humano NÃO ESTÁ biologicamente preparado para consumir leite de OUTROS animais, é simplesmente incompatível e provoca problemas de saúde. Deve-se sim sempre evitar consumir isso.

Pode ir ao site do www.centrovegetariano.org e lá existe uma tabela de alimentos vegetais que contêm mais cálcio do que o leite animal.

Boa sorte.

Sofia disse...

Boa tarde

Gostaria de saber, qual o motivo pelo qual,o médico após operar uma fractura prescreve multivitaminas e sais minerais?

Muito obrigada

Vera disse...

Boa tarde.

Antes do mais obrigada por este programa e por falarem neste assunto que é de enorme importância.

Gostava por favor de saber o que é a Osteopenia e se está relacionada com a Osteoporose.

João Paulo Sousa disse...

Para o bem ou para o mal, o nosso quotidiano é inundado de “informação” que se num dia é infundada, no outro é garantia cómoda e no outro contradiz tudo o que atrás foi dito anteriormente, “comprovado cientificamente”… e em que pé ficam, os que à mercê da dita ciência, um dia deverão tomar “muito leite” (salutar hábito não duvido!), mas no outro terão que abdicar do dito se tomarem ansioliticos e derivados? Porque deveremos mudar com tanta regularidade de hábitos alimentares, consoante as necessidades de mercado… o tal iogurte é reforçado com ómega 3? E o tal produto lácteo tem muito mais cálcio? Pergunto-me antes, o porquê da manipulação de determinados produtos, ou pelo menos dos seus “benefícios”, se amanhã serão totalmente diferentes?
Tenho saudades de enquanto criança ter aprendido a composição da roda alimentar, que não baralhava, não voltava a dar e era muito benéfica… e do tempo em que sendo crianças, “podíamos ser saudáveis selvagens”, correndo um dia inteiro, brincando e não existirem palavrões como “hiperactividade” e consequentemente “ritalinas e outras inas” para fabricar zombies… e ainda se fala em exercício físico e de todos os riscos que dai advém, da sua falta? Pode ser ingenuidade minha, mas não se devolverá saúde e bem-estar, enquanto os estigmas da auto-estima não forem resolvidos... e essa não se vende em embalagens de comprimidos.

pe disse...

Tenho de avisar e corrigir que ao contrário do que a nutricionista do programa e representante da APN disse, que a vitamina D não se encontra apenas no consumo de carnes (peixes), de facto não é necessário consumir tal para obter a vitamina D, esta pode ser produzida pelo corpo humano apenas bastando que uma pessoa fique alguns minutos ao sol. Os raios solares ao tocarem na pela produzem a vitamina D, essencial para a absorção e transformação do cálcio para fortalecer os ossos.

Qualquer nutricionista bem informado sabe esta questão.

Rimbaud no Café de Flore disse...

Olá, antes de mais o incentivo para continuar com o programa. Assisto em directo ao programa de hoje acerca da osteoporose e gostaria de colocar a sueguinte questão: sou um individuo do sexo masculino com 60 anos que pratica 3/4 vezes por semana natação livre. Em cada sessão de 35 minutos seguido de crawll equivalem a + ou - 1500 metros. Estarei a exagerar no exercício fisico para a minha idade ??? . Obrigado

mariabesuga disse...

Vi o programa mas num lugar onde não tinha meio de tentar "participar"...

Falou-se tanto do quanto é necessário tomar leite que resolvi fazer este contacto para dizer de como o tomamos cá em casa.

Tomamo-lo em forma de Kefir, ou seja, o leite depois de fermentado pelos grãos de kefir.
É uma bebida um pouco ácida mas se preparada com os cuidados precisos não é mais ácida que iogurte natural. Tomamo-lo sem adoçantes, natural portanto.
Eu e o meu marido tomamos 2 ou 3 copos por dia e o nosso menino que tem oito anos toma um copo de manhã e leva num frasquinho para um dos lanches na escola. Às vezes pede mais num lanchinho ao chegar a casa depois do banho e antes dos trabalhos de casa.
O que tomamos ao pequeno almoço é preparado pelo meu marido e acompanhado com uma taça de fruta que ele também prepara.

Considero um bom alimento e tenho a experiência de que me faz bem a nível de funcionamento dos intestinos e mantém estáveis os níveis de hemoglobina. Fiz a experiência passando a tomar esta quantidade de que falo (antes só tomava um copo por dia, só tomávamos ao pequeno almoço). Passados cerca de dois meses deixei de tomar o Folicil, medicamento que tomava diariamente, e continuei com o kefir. Sempre e com bastante regularidade fazendo análises para conferir a hemoglobina que se mantém a níveis acima do que conseguia com o Folicil.

Considero que a nível de composição não fica atrás dos iogurtes que se vendem em supermercado como mais compostos disto e daquilo bons para este e mais aqueles males e que compensam o organismo em tudo e mais alguma coisa. Tudo para mais vender.

O kefir é um produto que pode fazer-se em casa e ter sempre à disposição, claro que dá um pouquinho de trabalho não sendo só abrir o frasquinho e tomar e pronto.

Peço desculpa pelo longo comentário mas achei uma informação útil.

Se alguém quiser grãos de kefir tenho quase sempre para dar. Não devem vender-se mas passar-se a quem se interesse que passarão a outros numa espécie de compromisso "filosófico".

Deixo um abraço.
Maria Besuga