terça-feira, junho 29

Empregos de Verão

A oferta de empregos sazonais, sobretudo na hotelaria, aumenta exponencialmente no Verão. A procura é feita essencialmente por jovens em busca do primeiro emprego ou por quem está desempregado. Mas onde se devem procurar estas ofertas de emprego? Em que zonas do país há mais oferta de trabalho no sector do turismo? As remunerações são superiores à média? Que qualificações são exigidas? Estes trabalhos temporários podem tornar-se em empregos de longo prazo? Onde no estrangeiro se encontram trabalhos de Verão bem remunerados?
Hoje, no SC, damos dicas sobre as melhores actividades, em Portugal ou no estrangeiro.

Convidados:
Alice Brandão, Instituto de Emprego e Formação Profissional
Isabel Heitor, Dir de Recursos Humanos de grupo hoteleiro
Graça Nunes, Vereadora do Pelouro da Juventude e da Educação da C.M. Grândola
Ana Jacinto, Secretária-geral Adjunta AHRESP

25 comentários:

Hallie van Wolf disse...

Muito boa tarde.
Chamo-me Patrícia, tenho 17 anos e recebi uma oferta de emprego sazonal no sector da restauração. Sendo menor (embora tenha autorização dos meus pais), fui avisada por algumas pessoas que já trabalham há algum tempo que, embora fazendo as 8horas diárias, a entidade empregadora não é obrigada a pagar-me ordenado igual ou superior ao ordenado mínimo. Que ordenado tenho eu direito a receber pelo meu trabalho? Cumprimentos

xiclomaniaco disse...

ola tenho 13 anos e gostava de arranjar um emprego para este verao mas ninguem me da emprego

tenho ipotese???

João disse...

JOÃO

O emprego de verão é uma altura em que todos são felizes.
Os estudantes mais carenciados ganham uns trocos, os recibos verdes aumentam e até as estatísticas têm aproveitamento político em ano de eleições.
Se Portugal tivesse verão 12 meses por ano os anti-depressivos não tinham lugar neste país.

Yasmin disse...

Olá! Parabéns pelo o vosso programa, é um verdadeiro exemplo de serviço público. Sou estudante e gostaria de ter um trabalho de Verão? Quais são as ferramentas disponibilizadas para permitir conseguir isso? Muito obrigada.

xiclomaniaco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joao Teixeira disse...

ou o joao

Graça disse...

Boa tarde
Concordo plenamente que este programa seja dirigido para jovens, mas infelizmente, há muitos desempregados com idade superior a 50 anos, que querem trabalhar e ninguém os quer.
Obrigada

Inês de Carvalho Narciso disse...

Boa tarde,
O meu nome é Inês Narciso e detenho licenciatura e mestrado na área das relações internacionais.
Uma das áreas de emprego sazonal que me interessa será nao no turismo, mas em escritórios, dado que se aproxima mais da minha área de formação.
Assim, gostaria de perguntar aos convidados do programa se têm conhecimento de iniciativas que se prendam com trabalho sazonal em áreas que não o turismo ou restauração.
Agradeço a atenção dispensada.
Com os melhores cumprimentos,
Inês Narciso

Joel disse...

Com o conjunto de trabalhos de verão, já tenho mais de 6 meses de descontos, na segurança social. Sendo eu estudante universitário, terei um dia direito à mesma a Estagio Profissional?

Obrigado

Joel disse...

Com o conjunto de trabalhos de verão, já tenho mais de 6 meses de descontos, na segurança social. Sendo eu estudante universitário, terei um dia direito à mesma a Estagio Profissional?

Obrigado

Nuno disse...

Boas Tardes...

Sou o Nuno e estou ao abrigo de um estágio profissional (INOVJOVEM).

Apesar de "fugir" um pouco ao tema, será possível saber se tenho direito aos 23 dias de férias?

Com os melhores cumprimentos,

Viriato disse...

Eu tenho 25 anos, estou no desemprego desde que tirei o meu curso de tecnico informatico, não falo bem de trabalho de verão... Mas creio que as agencias de emprego temporario, tendem a ser muito superficiais na avaliação dos CV, so ligando ao curso que se tirou, ao inves de saber o que foi feito ao longo da vida laboral e extra-laboral como voluntariado... posso dizer que não me inscrevo, tambem no iefp, porque ja me enviaram para a tropa duas vezes... não aceitando, (não porque eu queira, mas porque infelizmento não tenho tamanho nem peso, ficando 3 meses respectivos depois sem me poder inscrever no iefp) ... isto tudo leva a eu não confiar nas instituições e seu método de trabalho. Não digam que o pessimismo é genetico, porque se as coisas neste pais tem falhas, não da para ser optimista.

Mar' disse...

Boa tarde,

O meu nome é Maria e estou quase a fazer 18 anos, apesar de toda a gente dizer que é fácil encontrar um emprego, eu não sinto isso. Não tenho a carta, e não vejo oportunidades aqui tão perto. Já há dois anos que procuro emprego durante o Verão e ou diziam-me que era nova demais para trabalhar na zona ou que não procuravam ninguém. Sinto-me um pouco pequena. Apenas gostaria de juntar o útil ao agradável, contactar com novas experiências e receber um salário.

Obrigada.

nokax disse...

Olá, boa tarde.
Sou a Ana, tenho 16 anos e este Verão quis arranjar um emprego.
Confrontei a minha mãe com isso e ela não achou muita piada pois todo o dinheiro que eu arranjo é gasto em livros.
Eu pessoalmente acho que é um bom investimento, mas a minha mãe não partilha da mesma opinião.
Assim, passo as férias todas em casa em vez de fazer algo útil.

edo disse...

Boa tarde tenho estado a ver o vosso programa e gostaria de saber como posso e onde posso me informar de empregos para jovens, eu tenho 16 anos e estava disposto a fazer de tudo. Mas nao sei onde posso me informar.E tenho autorização dos meus pais.
Se fizerem esse favor poderiam me dizer como e onde me posso informar.
Na zona de Torres Vedras.

António Henrique disse...

Boa Tarde

Chamo-me António Henrique Mira Cacilhas tenho 36 anos, sou deficiente motor, ganho uma pensão de invalidez. A minha pergunta e a seguinte estou a pensar em aceitar uma oferta de trabalho emprego perco o direito a pensão que tenho?

edo disse...

Boa tarde tenho estado a ver o vosso programa e gostaria de saber como posso e onde posso me informar de empregos para jovens, eu tenho 16 anos e estava disposto a fazer de tudo. Mas nao sei onde posso me informar.E tenho autorização dos meus pais.
Se fiserem esse favor poderiam me dizer como e onde me posso informar respondendo para este email: pedrosou67@hotmail.com

heleny disse...

Boa tarde.
Qual o interesse das empresas em contratar trabalhadores a empresas de trabalho temporário quando os vencimentos auferidos pelos trabalhadores na maioria rondam os 500 e os 700 euros e às empresas de trabalho temporário é-lhes pago 4 e 5 vezes mais do que é auferido pelos trabalhadores ?
Cumprimentos.
Pedro Ramos - Porto

Lya Grace disse...

Boa-Tarde,
Eu gostaria de estudar no estrangeiro e nao sei onde posso arranjar apoios.
Para alem disso gostava de saber se existem realmente partimes que encaixem em horarios escolares e que nos forneçam alguma estabilidade económica em países como a Inglaterra ou os Estados Unidos.
Obrigada

Marc disse...

Tenho seguido o programa e aproveito para deixar este anuncio para jovens universitários que já se encontram de ferias...

Relaçoes Publicas - Promotor - OPC

Cadeia de hoteis no algarve procura homem/mulher (18/25anos) para campanha promocional durante os meses de julho/agosto/setembro, possibilidade de continuar nos restantes meses facultativa. Não é necessario ser formado na Area do turismo/marketing/... procuramos pessoas bem educadas, dinamica, com boa apresentação, extrovertidas, capacidade de argumentação. Remuneração à comissão variando entre 350€ e 2000€ por semana (recibos verdes), disponibilidade de alojamento proximo do hotel. Para mais informações e marcação de entrevista ( Lisboa ou Algarve ) contactar: recrutamento.opc@gmail.com enviando uma pequena apresentação, CV e foto.

Nuno disse...

Boas tardes...

Sem fugir muito ao tema, gostaria de saber se estando ao abrigo de um estágio profissional, tenho direito aos 23 dias de férias?

Com os melhores cumprimentos,

Nuno

Cacau disse...

Boa tarde!

Sou a Cátia, tenho 18 anos e família na Suíça.

Arrajei lá um emprego durante duas semanas, duas horas por dia. Vou ganhar 470€ e ainda passar lá umas boas férias. O trabalho baseia-se na limpeza de um andar de escritórios. Algo leve que não me vai obrigar (felizmente ou infelizmente) a ter de usar o meu francês.

Acho que desde que estejamos dispostos, encontramos sempre algo interessante para fazer.

Parabéns pelo programa!

Jorge disse...

Antes de mais boa tarde…
Estou atento ao vosso programa de hoje e com tudo aquilo que foi apresentado, surgiu-me uma duvida…
Estando eu sempre atento ao mercado de trabalho a fim de procurar em breve mudar a minha actividade profissional, tenho reparado que cada vez mais existe uma elevada oferta de trabalho por entre as companhias aéreas, em serviços como “cabin crew”, mas este tipo de trabalhos exige uma formação que é paga e não é tão barata quanto isso. A minha questão é, estado cada vez mais a aparecer oportunidades destas, porque é que este tipo de formação não recebe também apoio do IEFP?
E outra situação já me vi muitas vezes interessado em fazer uma formação financiada mas vi-me muitas vezes barrado porque tinha formação superior. Não poderei eu apreender a “limpar ruas só porque sei dar aulas?”
Exemplo formação nível II se eu tiver o 12º já não a posso fazer com o apoio do IEFP… pergunto eu porque? Se na área de formação que me formei não há trabalho e se não tenho € para poder pagar uma nova formação, não tenho direito a ter ajudar para fazer uma formação que goste?
Jorge

mcmiguel_95 disse...

Muito boa tarde, chamo-me Miguel e resido em Loures.

Estou a assistir ao vosso programa e confesso que estou a gostar muito.

Tenho 14 anos e recentemente desloquei-me à minha Junta de Freguesia para saber se tinham tinham alguma OTL.

Como não tinham, encaminharam-me para a Câmara de Loures.

Fiz uma inscrição de ocupação de tempos livres e conclui que vou ter poucas chances de participar derivado à pouca oferta.

A minha irmã, no ano passado participou como voluntária. Este ano queria participar como renumerada, ao qual foi negado.

Lamento num concelho tão grande haver tão pouca oferta.

Cumprimentos

Elsa disse...

Foi referenciado pela Vereadora do Pelouro da Juventude e da Educação da C.M. Grândola da existência de parques de campismo que ofereciam
trabalho e alojamento para jovens no Verão.
Agradecia o envio dos respectivos contactos.
Elsa Pereira