quinta-feira, novembro 10

Novas formas de poupar energia

A fatura dos portugueses em matéria de energia vai aumentar mais 4% já a partir de janeiro. Nem só as famílias vão ter de poupar, mas também as escolas e as empresas. Todos sabemos o que devemos fazer para poupar energia, mas este Sociedade Civil espera dar mais dicas e soluções sobre formas eficientes de usar a energia recentemente postas em prática. Um dos melhores métodos para aprender a poupar é por comparação. Custa mais aquecer a casa com aquecedores elétricos ou com lareira? As lâmpadas de LED são mais económicas que as de halogéneo? Todos os esclarecimentos serão dados no Sociedade Civil.

Convidados:
Alexandra Cunha, Presidente LPN
Rita Antunes, Quercus
Isabel Oliveira, Deco Proteste
Mário Nina, Faculdade de Engenharia UCP

2 comentários:

Zoil disse...

A meu ver é um erro extinguir as lâmpadas incandescentes utilizando um argumento puramente económico e ecológico.

Nem sempre, ao contrário do que se pretende convencer, as lâmpadas fluorescentes compactas são vantajosas. Pelo contrário, se forem acesas e apagadas podem durar muito menos do que o anunciado.

Para além disso, o fabrico e o fim de vida são bastante mais poluidores, dado que contêm mercúrio, que é muito tóxico.

Não é preciso pensar muito para perceber que cada tipo de lâmpada tem um lugar e não se devia entrar em "modas" para servir os interesses de quem as fabrica e comercializa.

Destination disse...

Boa tarde.

Parabéns pelo programa que sigo sempre que possível. Em relação a este tema tenho uma dúvida: o facto de andar sempre a ligar e desligar alguns aparelhos da corrente (por ex. as boxes da MEO e ZON que precisam de reinicar) não aumenta o risco de avariarem? O mesmo que passa com algumas lampadas que demoram a aquecer... quando deixo um compartimento por pouco tempo, prefiro deixar a lampada ligada do que desligar e depois ter de estar novamente a aquecer... será uma má opção?
Obrigada
Ana - Porto