terça-feira, julho 16

Novas terapias complementares

Para algumas pessoas, as terapêuticas e profilaxias na saúde passam não só pelos fármacos e pela medicina, mas também pelas terapias complementares. Acupuntura para doentes com artrite reumatóide ou fisioterapia chinesa para doenças que afetam a mobilidade são apenas dois exemplos. Mas quando se trata da saúde é necessário distinguir que terapias têm alguma base científica e para que doenças estão aconselhadas e quais assentam apenas na crença de quem as utiliza e não têm qualquer efeito ou estão mesmo contraindicadas para algumas patologias. Neste programa trazemos-lhe um completo dicionário sobre terapias alternativas.

5 comentários:

João Caldas disse...

Boa tarde. O tema de hoje não era sobre a sustentabilidade em Portugal? Obrigado.

Sérgio Mendes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Mendes disse...

Blogger Sérgio Mendes disse...

Ja se ouviu neste programa uma quantidade inacreditável de imprecisões e falsidades.
1ª ....Reiki está comprovado ciêntificamente - è falso convinha que a participante indicasse algum "paper" de alguma instituíção credível que sustente esta afirmação
2ª Meridianos, energias (qual) campos electromagnéticos tudo conceitos genéricos que de concreto só têm o nome.
3º "Conprovado pela física - quântica" convinha perguntar à participante se têm a mais remota ideia do que é física quântica pois o contexto em que a usou não se aplica de todo.

De tudo o que se afirmou a única verdade cientificamente comprovada é o efeito placebo.

Para dissipar as dúvidas basta pedir aos intervenientes documentação de suporte de entidades com competência cientifica comprovada. Vão ter alguma dificuldade

Sérgio Mendes disse...

...Por favor alguem explique a essa Sr.ª que a mecânica quantica não diz nada sobre o vazio.

O que é que a energia vibracional tem a ver com os estados de espírito?
E a ter isso está provado onde?

Conforme afirmou um dos participantes até podem ser verificados alguns efeitos terapeuticos das práticas alternativas agora o que é insuportável é esta utilização despropositada e ignorante de referências avulsas a conceitos cientificos utilizados apenas como buzzwords para dar credibilidade a um discurso pseudo cientifico.

Sara Delgado disse...

É utopia que a maioria dos médicos façam uma análise global e prescrevam terapias multidisciplinares. A maioria das vezes, principalmente no sistema nacional de saúde, nem olham para o doente que têm à frente. E sim, têm preconceito em relação aos pacientes que recorrem conjuntamente à medicina convencional e às alternativas. Nunca um médico de medicina alternativa vai dizer não faça esta medicação que o seu médico prescreveu ou não faça este raio-x. E se a pessoa precisar de ser operada são os primeiros a coadjuvar as duas áreas da medicina. Agora que dissermos ao nosso médico convencional que estamos, conjuntamente a fazer tratamentos com medicinas alternativas descriminam o doente e/ou dissuadem o doente de continuar os tratamentos complementares e já assisti à umilhação do paciente. Tenho várias provas reais na minha família onde estas duas medicinas conjugadas funcionaram e onde a convencional falhou a alternativa resolveu mesmo a tempo de efeitos graves e não foi fé nem o poder da mente foi algo que funcionou mesmo independentemente de todo o resto. Há muita hipocrisia, muito medo e muitos interesses em deferimento do bem estar das pessoas.