segunda-feira, junho 5

Poluição e Saúde

Hoje estamos discutir que consequências tem a poluição na saúde. O aumento da poluição é incontornável para o desenvolvimento do país? O que é que o cidadão comum pode fazer para diminuir a poluição? E como é que se pode proteger das agressões ambientais?

3 comentários:

Heitor Cleto disse...

A pior poluição é a que não se vê, a poluição química que biliões de pessoas fazem ao usarem no seu dia a dia produtos nefastos quer no seu lar quer com o uso do seu automóvel

Anónimo disse...

Apreciei bastante o programa que se centrou nas poluições regulares que desgastam e provocam doenças nas pessoas. Gostava, no entanto, de chamar a atenção para questões ocasionais como o Rock in Rio introduzem numa cidade como Lisboa.

Este concerto perturbou o sono de milhares de lisboetas. Na freguesia de São João de Brito (já bastante longe do Parque da Belavista)dormi pouco e mal durante quatro noites. Na 1ª noite só consegui adormecer perto das 4.00 da manhã e tive o desprazer de acordar às 7.00 da manhã com novo barulho. O Barulho até às 4 da manhã foi a pedra de toque de todos os dias. Do que pude apurar com outros moradores do bairro, todos eles sentiram o mesmo.
Se passado um dia o sono pesa, no final de 5 dias de concerto é insuportável.

É verdade que nem sempre as pessoas se queixam e raras vezes com as entidades apropriadas. No entanto, como a Dra Luisa Schmidt disse no vosso programa, quando a pessoa queixa-se entra num calvário. Descrevo de seguida as diligências que fiz:

- telefonei para a Câmara (já
tinham um largo rol de queixas; informaram-me que houve um pelouro que deu uma licença especial para o
som e que assim não podiam fazer nada);

- PSP (a qual me disse que não podia fazer nada, que eu devia ir ao Rock in Rio falar com a organização!!!);

- Polícia Municipal (disseram-me que uma senhora tinha chegado a ir ao Rock in Rio , segundo sugestão da PSP e não a tinham deixado falar com a organização; sugeriram a outro senhor ir ficar a casa de familiares para não ouvir o barulho!!!).

Como se permite dar um cheque em branco a uma organização, ainda por cima sem se ter testado as consequências? Para além da irresponsabilidade inicial, a CML foi incapaz de corrigir o erro.

Escrevi ainda à organização do concerto e ao blog do Dr. António Prôa, mas não obti respostas. É especialmente bastante triste que este, vereador do ambiente da CML, apresente um blog para dialogar com os lisboetas, mas depois não permita que comentários desfavoráveis sejam publicados no seu blog.

Para não se pensar que se está a falar de meia dúzia de pessoas, o concerto dos Guns N'Roses chegou a ouvir-se na Expo e nos Foros de Amora (Amora-Seixal)! Por favor, façam a diferença e chamam a atenção para este problema para que em 2008 se volte a passar o mesmo.

Com os melhores cumprimentos

Pedro Goulart
pvazgoulart@yahoo.com

PS - E não estou a apelar para que dêem um bilhete como fizeram a vizinhos mais próximos. Eu quero dormir!

Anónimo disse...

Nice colors. Keep up the good work. thnx!
»