sexta-feira, outubro 6

PORTUGAL VINÍCOLA


É das indústrias que confere projecção internacional a Portugal, e mantém o vinho no top das preferências dos portugueses. Mas a produção de Porto noutros países e a concorrência de outras bebidas poderá mudar este panorama.

8 comentários:

Filipe Fernandes disse...

Já que falaram da cortiça, sendo um produto natural muito bom na conservação do vinho, o que me têm a dizer em relação à madeira (Barris), visto estar a ser um pouco desprezada e a ser trocada por inox´s, plásticos, chegando ao ponto se colocar madeira dentro dos inox´s, acham que esse é um procedimento correcto para termos vinhos de qualidade.

João Pires disse...

Tenho uma garrafa de vinho tinto, caves aliança, garrafeira particular 1948. Está guardada em local escuro e na posição horizontal. Gostaria de saber se esta será a melhor forma de a conservar.

Sandra Silva disse...

Gostaria de colocar uma questão, o vinho tinto de por exemplo 2004 deve ser "decantado"?

Palmira Gueifão disse...

Possuo uma garrafa ainda selada selada, em cerâmica vermelha, da "Real Companhia do Vinho do Porto". É uma garrafa bojuda e com uma tampa também em cerâmica pendurada para se colocar após a abertura com quebra do selo.
Desconheço a data do vinho e, naturalmente da garrafa.
A pessoa que ma ofereceu já teria os seus sessenta e popucos anos, contou-me que foi seu pai que a comprou para o casamento dela; mas não chegou a abri-la.Gostaria de saber qual a idade desta garrafa e do vinho, ou onde me poderei dirigir para saber, até porque não estou a pensar quebrar os selos da Real compania do vinho do Porto.

Sandra Silva disse...

Boa tarde a todos e os meus parabéns pelo tema escolhido para o programa de hoje.Gostaria de colocar uma questão, o vinho tinto de por exemplo 2004 deve ser "decantado"?
Qual a temperatura ideal para servir um vinho com esta idade? Pode-se colocar um bocadinho no fresco ou deve ser sempre à temperatura ambiente, independentemente de estarmos no Verão ou Inverno?

Manuel dos Santos disse...

A Industria Vinicula portuguesa queixa-se de crise, falta de consumidores, no entanto e após uma visita que fiz a Taiwan, procurei vinhos portugueses e ninguem sabia o que era, os vinhos predominantes eram Australianos, Americanos e Argentinos.
Pergunto que investimentos é que tem sido feitos por todos os organismos públicos e privados para incentivar a exportação do nosso vinho.

Anónimo disse...

Um á parte!
Direccionado ao Sr. Manuel dos Santos. Estou bastante interessado na Economia Chinesa. Como efectuou essa visita podemos trocar de mails para discussão?

Bruno Macieira disse...

Desculpe não me ter identificado!!