segunda-feira, fevereiro 12

COMO NASCE UM MITO?

“O mito é o nada que é tudo. O mesmo sol que abre os céus. É um mito brilhante e mudo. “ Fernando Pessoa descreve assim o conceito de mito. Neste Sociedade Civil, queremos perceber que carácter forte e simbólico que um mito transporta no tempo e a carga afectiva e de imaginação que exercem nas sociedades. Neste programa cabem todos os mitos, os históricos, os das artes e os mais antigos. Mas afinal como nasce um mito?

19 comentários:

José Araújo disse...

Mito , jaz em nascente de uma perfeita existência...

É do mito que nasce a ideologia , por existir, na necessidade do imperfeito ser, que vive consuante a essa mesma necessidade do crêr , para além do entendimento...

Vlad disse...

Quanto aos gatos (pergunta ainda agora colocada) existe um mito curioso que não tem origem no egipto e que diz que cada família deve possuir um gato para protecção contra o mal sobrenatural. Os gatos absorveriam os feitiços e maus-olhados dirigidos contra os membros da família e teriam mesmo influência intimidatória contra algumas entidades malévolas.
Eu por mim gosto de gatos ;)

Mário disse...

um mito nasce quando a pessoa/civilização desaparece...

ana disse...

axas k sim, mario?

Sunny disse...

Penso que a televisão banalizou os ídolos e os heróis. Com a TV os mitos são efémeros como o Zé Maria e pouco consistentes como o Castelo Branco.
Ainda bem que ainda existe cinema!

ana disse...

eu n concordo

lurdes disse...

tb axu vlad........sao tao fofinhos os gatos

Anónimo disse...

Afinal aquela voz tão agradável ao ouvido, presente nas reportagens que a SC faz, tem um rosto... ;)
Parabéns!

coelho disse...

o maior mito existente e o da igreja e o da criação do universo por "deus". mesmo com inumeras provas contrarias muitas pessoas ainda acreditam em Adão e Eva

portuense disse...

Convém perceber que fenómenos históricos como o Holocausto ou a revolução de Abril são, na possibilidade, vividos, interpretados, pelos jovens, como mitos.. Verdades longinquas e inconcebiveis.

ana sousa porto disse...

os mitos sao os espelhos da mente humana, são o reflexo dos seus desejos, das suas ambiçoes....nascem atraves da procura humana da perfeiçao...

Catarina Borges disse...

Em relação a mitos e a cinema, penso que é incontornável a referência ao filme "The man who shot Liberty Valence". Mostra não só como se constrói um mito, como também como é importante para a 'história' que este não seja desconstruído.

mario disse...

acho qude sim e vou explicar o pq!!! ja repararam que só se da valor quando as pessoas desaparecem... camões morreu na miseria... van gogh vendeu 1 unico quadro enquanto vivo,que valor se dava a fernando pessoa? e existem muitos casos assim!!!

Luís Inácio disse...

Creio que a discussão do mito peca pela não definição formal do mesmo. O mito, tal como define Mardones, é uma narrativa, um relato, num espaço temporal in illo tempora (i. e., num tempo para além do tempo), utilizando linguagem simbólica e que se debruça sobre as grandes questões humanas, e que tem determinadas funções. É neste sentido, que creio que se confunde a noção do mito com a noção de símbolo, de algo que simboliza uma prática/ estatuto/relação de vida presente (tal como o Mourinho pode ser considerado um símbolo de sucesso, neste sentido).
Uma outra nota é a ideia errada de mito urbano, visto que eles não passam de rumores fantasiosos.

Anónimo disse...

a loba k amamentou omulo e remo tb e um mito?

ana disse...

a princesa diana n precisou d morrer para ser valorizada mario

ana disse...

a princesa diana n precisou d morrer para ser valorizada mario

Anónimo disse...

de facto, que linda redacção que o sociedade civil tem ;) a partir de agora vou estar mais atenta às "vozes" que por aqui passam. Porque não um programa dedicado às pessoas que estão sempre por trás das vossas câmaras? profissões mistério... As vozes que criam um mito! porque não? é sempre com gosto que vos vejo. Agora é também com prazer. ;) desculpem se é abuso. mas esse vosso jornalista tem muita graça!

José Araújo disse...

Ficaram por entender o meu comentário...rsssss Faltava um filosofo na mesa..Mas também comentei sem têr visto ao mesmo tempo o programa e dai fui poéticamente vago...

"Mito , jaz em nascente de uma perfeita existência..."

Quis dizer que o mito é a imortalidade , gerado por um testemunho para além do entendimento da sua época, que se torna pela a sua imortalidade uma folcral perfeição... Por exemplo para mim é Nietzsche , que ainda no presente é uma marcante actualidade

Mas por favor quase pecaram em referir Bigbrotherhoods , como potênciais mitos , quase vos condenei por tal crime...Diria que não é mais que um fenómeno de popularismo ...na mais...