quinta-feira, abril 12

O DIREITO DE SER IMIGRANTE

No Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades, vamos contornar as implicações da afixação de um cartaz que pode abalar a integração de imigrantes na sociedade portuguesa, mostrando o que várias comunidades imigrantes trouxeram a Portugal: os produtos acessíveis do comércio chinês, a mão-de-obra qualificada de Leste, os ritmos calorosos africanos, as iguarias do Oriente, entre outras. Neste programa, descobrimos qual a contribuição da imigração para o desenvolvimento do país e não só. A nível de índice demográfico europeu, serão os imigrantes a resposta à baixa natalidade?

17 comentários:

Mário disse...

O direito de ser imigrante não é estragar o que é dos país onde estamos, não é receber pensões e ficar em casa sem fazer nada... não é ser grande mafioso e os portugueses que lhe pagam os gastos nas prisões... não é ter 15 anos e estar no 8 ano... existem imigrantes que deviam ser deportados para os seus países pois não acrescentam nada, antes pelo contrário só estragam e provocam gastos. Eu não concordo com a xenofobia, mas já começa a ser demais, os portugueses não tem de suportar pessoas que vem para cá e depois não querem fazer nada, e o que fazem muitas vezes é mal aos outros.

Anónimo disse...

Falem sobre o que disse o mario.. concordo com a opinião e gostava de saber o que acham esses senhores do assunto

Joaquim Santos, Lisboa

Anónimo disse...

vcs por acaso ja foram a chelas? e a amadora? e ao barreiro? existem la pessoas que passam o dia sem fazer nenhum, a porta do cafe... imigrantes de raça negra em que os pais fartam-se de trabalhar e nao tem mao neles, com 14 e 15 anos ainda estao no 6 ano...

João coimbra- vila franca

p.s. nao falem so dos muitos bons exemplos... falem dos tambem muitos maus exemplos

Tiago sousa disse...

eu tenho uma prima que estuda numa escola em chelas... foi uma aluna de 5 ate ao 7 ano... este ano esta no oitavo e apanhou uma turma em que mais de metade sao muito mais velhos que ela e portam-se mal... ela baixou as notas esta em risco de chumbar e os professores se os metem na rua,e porque sao racistas...

tiago sousa disse...

sao mesmo acusados pelos proprios alunos de serem racistas, quando sao os proprios alunos que os provocam, e faltam os respeito aos professores...

Anónimo disse...

Tive alunos imigrantes : chineses, russos,angolanos e brasileiros... Quem me dera fossem todos como eles... Os angolanos e brasileiros muito simpáticos e amáveis, os russos trabalhadoes e verdadeiros exemplos e os chineses de uma persistência e respeito louvável...
Quem me dera só ter desse tipo de alunos.

Mário disse...

com o que disse antes nao quero que pensem que sou contra a imigração, acho muito bem, mas acho que as leis de deportação deviam ser mais rigidas e o que aconteceu em frança devia de servir de exemplo... os portugueses estao em frança para ganhar a vida, para trabalhar, nao vimos nenhum a pegar fogo a carros, nem atirar pedras a policia... alias falando das coisas pelos nomes eram mesmo só cidadãos de raça negra

José Alves Dias disse...

Ora vejamos os direitos e deveres:
Um amigo meu brasileiro veio trabalhar para Portugal legalmente, com contrato, descontos, etc, etc. A esposa veio depois e não lhe era permitido trabalhar legalmente, embora pudesse usufruir de todos os direitos (saúde, educação, etc). Todos sabemos que trabalho ilegal existe. Ora ela começou a trabalhar assim mesmo. Queria respeitar os seus deveres mais isso não lhe era permitido. Nas palavras dela: "o governo é mesmo burro, trabalho à mesma e apesar de queres descontar e pagar impostos não posso".
Expliquem lá como é que isto ajuda o estado da arte da imigração no nosso País!

Amadeu Gaspar disse...

Que poema, óh Cesário!

Os belos gigantes cultos, formados, capazes
de criados, a servirem mansamente e a diário
os analfabetos, rudes, portugueses capatazes
neste injusto, opressivo mundo bestiário.

Mr Eko disse...

Para mim tanto me faz,
Desde que tragam a evolução e a inovação para cá
é um feito importantissimo.
Portugal como qualquer país do mundo é um pais sem alma e garra onde a corrupção prolifera,
por isso quantos mais imigrantes houver melhor será.
O Nacionalismo já não é como dantes,não lhe tirando a garra dos ultimos tempos é claro, mas tem o tempo contado o que é certo.
Digam o que disserem é a minha opinião.
Mas á uma coisa que todos os imigrantes em portugal têem que se lembrar é que as leis são para se cumprir e os portugueses estão acima de qualquer cidadão estrangeiro (em portugal).
Tenho dito!

Anónimo disse...

Sou imigrante, brasileira, à partir do momento em que me apaixonei por um português e aceitei casar-me com ele, uma romântica história... No entanto, apesar de no Brasil conhecer muitas famílias portuguesas, dos que lá foram também como imigrantes, me deixa sempre indignada quando me encontro em alguma situação onde me sinto discriminada por ser brasileira... Em pleno século XXI, em plena Europa, em pleno Portugal que um dia sonhei tanto conhecer!!!

Anónimo disse...

boa propaganda para virem para cá mais...
os maus exemplos nem pensar... so bons, so propaganda para virem para cá ainda mais


joão coimbra

Anónimo disse...

Boa Tarde Fernanda Freitas:

Tenho muito respeito pelos imigrantes, mas a verdade é que fui despedido a 29/12/2006, era Delegado de Informação Veterinário, hoje quem ocupa o meu lugar é uma Brasileira!!!
Não Compreendo, e acho que o estado Português devia de proteger mais os Portugueses a nível de trabalho!!!!
Não me falem de Imigrantes, para mim, estão a mais, não têm futuro na nossa sociedade...!!!!
Quero um EMPREGO!!!
A mim não me interessam os Portugueses que foram para fora, interessam-me é os Portugueses que lutam cá e procuram emprego!!!
150 000 postos de trabalho segundo José Socrates...!!!!
Miragem!!!!
Desilusão!!!

USINA DAS BONECAS disse...

QUE BONITO!...

Expressão de António Neves, caboverdeano, advogado devotado a causas imigrantes-emigrantes:

« - Bem, uns pagam, outros não pagam, mas vai-se andando...
(...)
Claro que gosto de Fado, mas, pra mim, a Morna é tudo!...».

Ah... Amigo, com o seu singelíssimo desabafo, provocou-me uma linda comoção. Vou voltar mais tarde com uma homenagem que teciono prestar à benquista Morna da Cesária e de Tito Paris.

Eugénio Bragal
Porto - Portugal

USINA DAS BONECAS disse...

JÁ AQUI AO DISPOR...

Para «matar sodade», a adocicante e ao mesmo tempo plangente trova caboverdeana:

A MORNA

Eugénio Bragal
Porto - Portugal

Anónimo disse...

Como cidadão portugues cada vez tenho mais sérias dúvidas sobre se este blog corresponde a uma boa utilização de dinheiros do estado.Vou aguardar mais um pouco...

Anónimo disse...

Não há dúvida alguma que há infelizmente portugueses que não fazendo ideia mínima sobre o que se lhes depara, revelam-se em lastimável estado miolar e sequer reconhecem a lástima que representam. Assim, eu não aguardaria sequer um minuto para correr muito a tratar-me...