quarta-feira, outubro 3

DOENÇAS DOS ANIMAIS QUE PASSAM PARA OS HUMANOS

Segundo a ONU, "o risco de transmissão das doenças do animal para o Homem aumentará no futuro, tendo em conta o crescimento demográfico humano e animal, as modificações potenciais da produção do gado, a emergência de redes agro-alimentares a nível mundial, bem como um aumento substancial da mobilidade de pessoas e mercadorias". Em 1986 surgiu a BSE no gado bovino na Grã-Bretanha; 11 anos depois, a possibilidade de transmissão da doença a humanos foi confirmada. O mesmo se passou com a gripe das aves, e já se tinha confirmado com a febre aftosa e outras doenças que se julgava exclusivas dos animais.
O que comer? Que medidas tomar, sem entrar em pânico? Que medidas exigir das autoridades para minimizar ou inverter este derrubar das barreiras entre animais e seres humanos?

86 comentários:

lady_blogger disse...

Quando as doenças dos animais que são transmissíveis ao ser humano são perceptíveis a olho nu, não há tanto perigo.

Os casos mais preocupantes das últimas décadas devem ser o da encefalopatia espongiforme (a própria designação tudo diz sobre o aspecto do cérebro do gado bovino), e a gripe das aves. Ultimamente fala-se mais sobre as línguas azuis, mas parece-me que poucos sabem o impacto dessa doença.

Hoje estou sem grande tempo para postar, voltarei se conseguir, para pelo menos ver o debate no SC.

Cumprimentos Civis

Maria Mendes

Anónimo disse...

Como se desenvolvem essas doenças e que soluções existem?


A grande maioria dos casos de doenças que são transmitidas de animais (não humanos) para pessoas, são directamente derivados de factores que tem a ver com a criação intensiva de animais e seus derivados para consumo humano. As condições que estes animais têm nesses locais, é simplesmente do pior possível, têm pouca ou nenhuma higiene, estão sobrelotados, usam antobióticos de forma massiva o que faz com que se desenvolvam "super virus" (muito mais resistentes), e assim são locais mais que propicios ao aparecimento e desenvolvimento de doenças, em alguns casos doenças novas que nunca existiram, como foi a questão das vacas loucas entre outros exemplos.

A doença da gripe das aves teve origem na china e o seu aparecimento foi o resultado directo deste tipo de exploração intensiva e cruel de animais.

A solução para evitar todos estes problemas é o de deixar de contribuir para este negócio sujo, cruel e destructivo, que só prejudica a saúde das pessoas, os animais e o ambiente...

Ou seja, a solução é deixar de comer todo o tipo de carnes (peixe incluido) e sermos vegetarianos (visto que a nível nutricional nem sequer precisamos de produtos de origem animal). É positivo em todos os níveis, iremos ter uma melhor saúde e ajudar a proteger os animais e o ambiente.


Para mais informações podem ver os seguintes sites:


Associação Vegetariana Portuguesa
http://www.avp.org.pt

Centro Vegetariano
http://www.centrovegetariano.org

ANIMAL - Seja Vegetariano
http://www.sejavegetariano.org


Carpe diem

Anónimo disse...

Documentários sobre a forma como os animais são tratados e condições em que vivem nas explorações intensivas:




A CARNE É FRACA - Excelente documentário sobre o Vegetarianismo, Ambiente, Nutrição e Animais.

Alguma vez você já pensou sobre a trajetória de um bife antes de chegar ao seu prato? Nós pesquisamos isso para você e contamos, neste documentário, aquilo que não é divulgado. Saiba dos impactos que esse ato - aparentemente banal - de consumir carne representa para a sua saúde, para os animais e para o planeta. Realizado no Brasil, pelo Instituto Nina Rosa.

Ver vídeo:
http://video.google.com/videoplay?docid=-6718434770864499282


---------------


CONHEÇA A SUA CARNE - MEET YOUR MEAT - Um pequeno vídeo sobre a forma como a Indústria animal explora os animais.

"Depois de ver com seus próprios olhos o cruel processo de criação de animais para virarem comida, você entenderá por que milhões de pessoas decidiram deixar a carne fora de seus pratos. Para sempre." Em uma narração comovente, o actor e activista Alec Baldwin revela a verdade por trás da invenção mais cruel da humanidade - a criação de animais para alimento.

Ver vídeo:
http://video.google.com/videoplay?docid=195777870900147944&q=meet+your+meat

Maria (ª_ª) disse...

Não nos podemos esquecer das doenças que são transmissíveis ao Homem pelos animais de estimação que normalmente temos em casa e que também podem ser perigosas.

Anónimo disse...

Espero que falem de vegetarianismo, pois afinal é sem dúvida a MELHOR SOLUÇÃO para a questão das doenças transmitidas por animais que são explorados.

lady_blogger disse...

Vim cá só de passagem...

As grávidas devem ter especial atenção com o contacto com animais selvagens, de quinta e mesmo os caseiros, pois através do contágio de alguma doença destes poderão ter consequências até para o próprio feto.

CC

Maria Mendes

Anónimo disse...

... Já agora dizer uma coisa óbvia que esqueci...

o negócio da exploração animal, é "bom" unicamente para os produtores / empresas que ganham dinheiro com isso, e péssimo para tudo o resto, desde a saúde das pessoas, proliferação de doenças e novas doenças, especialmente mau para os animais e para o ambiente.

Boicote todas as carnes

Anónimo disse...

Sou Médico Veterinário Inspector Sanitário de carnes (em matadouros) há 10 anos. Neste momento, em Portugal, metade dos Inspectores Sanitários trabalham a recibos verdes, num regime totalmente ilegal e que não permite a execução da Inspecção de forma isenta, competente e capaz, cumprindo a legislação comunitária. O Estado engana claramente os consumidores, ao transmitir a ideia de que os perigos inerentes ao consumo de carne estão controlados.

Um Inspector que não se pode identificar.

Anónimo disse...

O HOLOCAUSTO ANIMAL
(ver os documentários indicados no inicio)


Estarmos a falar da produção intensiva de animais, é o mesmo que falarmos de escravatura de minorias (africanos, indios, etc) ou de autenticos campos de concentração...

Se pensa que não, repare no seguinte - Todos têm o seguinte em comum:

- são todos seres vivos sencientes (sensiveis, com personalidade, emoções, sentir dor, etc)
- todos são explorados e sofrem
- nenhum tem liberdade
- todos sofrem tortura / maus-tratos e no final são mortos
- todos são tratados como meros produtos sem a minima dignidade


Tenham vergonha os produtores, empresas e pessoas que vêm os seres vivos sencientes como meros produtos ou seres inferiores.

Não participe neste crime contra os animais e o ambiente, torne-se vegetariano.


carpe diem

Anónimo disse...

Apesar de a imagem transmitida pelos produtores de frango nacionais ser a de preocupação pela segurança alimentar e de publicitarem o rigoroso controlo desde a produção ao abate e distribuição, o que efectivamente se passa é que sempre que os Inspectores Sanitários (supostamente isentos e estatais) determinam rejeições de carnes superiores aos esperado pelos produtores, sofrem pressões enormíssimas e são vítimas de perseguição por parte de produtores e, pasme-se, das próprias entidades que coordenam e chefiam a Inspecção Sanitária!

Anónimo disse...

O Sr Inspector Sanitárop trabalha para alguma empreso do estado?
E desde quando é que trabalhar a recibos verdo implica ser incompetente na profissão??

Rita disse...

Tenho apenas uma pequena pergunta:
pode-se propor temas para o programa?

Uma caixinha de músicas disse...

E que tal deixarem de comer animais?
O risco desaparecia. . .

E sempre faaziam alguma coisa de útil.

Anónimo disse...

Estar a afirmar que é possível criar animais num regime intensivo de uma forma minimamente higiénica, é a mais PURA MENTIRA. A não ser que o produtos gaste balúrdios de dinheiro para ter melhores condições e menos animais e fique com um claro prejuizo (que claro não vai fazer), isso é completamente impossível.

Se disserem o contrário estão a mentir.

Anónimo disse...

"Uma caixinha de músicas disse...
E que tal deixarem de comer animais?
O risco desaparecia. . .

E sempre faaziam alguma coisa de útil."


Esse seu bom comentário merece ter um complemento por ser tão óbvio... ou seja um "DUUUH" ... lol

Que pena que ainda não falaram sobre o vegetarianismo no programa, QUE É A SOLUÇÃO PARA TODOS ESSES PROBLEMAS.

Não querem dizer soluções para os ouvintes??? Então falem da melhor (e única).

Antonio Silva disse...

Sera possível converter um leão, tigre, leopardo, etc, etc, em animais vegetarianos? Penso eu, que o grande problema, das doenças que aparecem, ciclicamente, não e mais, que a natureza, a tentar regular, a densidade populacional, porque se não há alimento, para um determinado numero de população, intensificam artificialmente a produção de alimentos. Se e maneira mais correcta de actuar ou não, não sei.

Anónimo disse...

O PROGRAMA N É SOBRE VEGETARIANISMO!!
MAS SIM SOBRE AS DOENÇAS ANIMAIS QUE PASSAM PARA OS HUMANOS!!!
DUUUHHH

Anónimo disse...

"sofrem pressões enormíssimas e são vítimas de perseguição por parte de produtores e, pasme-se, das próprias entidades que coordenam e chefiam a Inspecção Sanitária!"



Esse seu comentário e da outra pessoa que diz que é inspector sanitário têm uma resposta: corrupção.

Quando se fala de dinheiro, é o vale tudo, neste caso é o de dar cabo de TUDO no planeta incluindo da saúde das pessoas, para se ganhar algum dinheiro. É a mesma história de sempre.

E porque é que no SC ainda não referiram estes dois testemunhos que evidenciam corrupção nessas instituições/grupos???

Será que não convém?


Fernanda, por favor refira estes dois testemunhos pois é mais que importante.

Anónimo disse...

"Anónimo disse...
O PROGRAMA N É SOBRE VEGETARIANISMO!!
MAS SIM SOBRE AS DOENÇAS ANIMAIS QUE PASSAM PARA OS HUMANOS!!!
DUUUHHH"


Pense um pouco.

Se é para falar dos problemas que ORIGINAM esse tipo de doenças (a exploração intensiva de animais), então também se está (ou devia-se) a falar das soluções, da forma de prevenir isso...

Então a *ÚNICA FORMA* de evitar que isso aconteça, é não comer carnes (que é bom para tudo e todos), pois de outra forma é *impossível* evitar essas mesmas doenças ponto final parágrafo.

DUH lol

Antonio Silva disse...

Se e para converter o planeta, num paraíso vegetariano, expliquem-me por favor, como se alimenta uma população, de 3.000 milhões de seres humanos, pondo de parte, o resto dos animais vegetarianos, sem utilizar químicos e métodoS artificiais, para aumentar a produção de vegetais, tais OMG, alguém vai continuar a passar fome de certeza.

Anónimo disse...

"Antonio Silva disse...
Sera possível converter um leão, tigre, leopardo, etc, etc, em animais vegetarianos?"


Essa comparação é impossível fazer por muitos motivos, mas essencialmente esses animais são carnívoros, biologicamente precisam mesmo de comer carne, os humanos são omnivoros o que quer dizer que podem decidir só comer vegetais, especialmente se se souber tudo de muito negativo que existe por detrás da indústria animal.

É uma questão de informação e consciência (ou falta dela).

Anónimo disse...

Ser Inspector Sanitário a recibos verdes (o Estado é o patrão) significa poder não ter trabalho amanhã se hoje tomar uma decisão que me parece necessária do ponto de vista da segurança alimentar mas que é economicamente desfavorável para o agente económico envolvido.
A legislação geral do trabalho não permite o exercício de funções subordinadas em regime de avença, quanto mais para quem representa a autoridade do Estado e tem que fiscalizar o cumprimento da lei por parte de particulares (neste caso, empresas do sector alimentar).

O Inspector que gostaria de se identificar

Anónimo disse...

PENSE Q O CONSUMO DE CARNE N VAI DEIXAR DE EXISTIR SÓ PQ VOCE QUER, POR ISSO TEM Q SE FALAR EM SOLUÇOES REAIS PARA PROBLEMAS REAIS!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Vitor Saraiva disse...

Boa tarde,

Gostaria de ver esclarecido se do ponto de vista do risco higio-sanitario e de qualidade nutricional se os produtos com origem no modo de produção biológico é diferente dos de produção intensiva ou industrial.

lady_blogger disse...

Eu e o meu marido tivemos há anos um colega de casa grego de Erasmus, que dizia que gostava tanto de carne que só a comia uma vez por mês. Depois explicou que só a comia com essa frequência para nunca enjoar de algo que tanto apreciava. Ou seja, adorava tanto comer carne que não queria correr o risco de enjoar desta.

CC

Maria Mendes

Anónimo disse...

"Antonio Silva disse...
Se e para converter o planeta, num paraíso vegetariano, expliquem-me por favor, como se alimenta uma população, de 3.000 milhões de seres humanos, pondo de parte, o resto dos animais vegetarianos, sem utilizar químicos e métodoS artificiais, para aumentar a produção de vegetais, tais OMG, alguém vai continuar a passar fome de certeza."



3 biliões de pessoas no mundo? Então não somos 6 biliões ?

Isso que diz não faz sentido... e tambem está muito mal informado sobre as questões que diz ai.

Neste momento já existe mais que alimentos suficientes para alimentar TODAS as pessoas no planeta, o problema da fome NÃO é falta de alimentos, porque os há em excesso, mas sim a DISTRIBUIÇÃO destes excedentes para quem precisa, que não acontece unicamente por questões económicas (para não prejudicar as empresas) e políticas.

Depois, sobre os OGMs e dando um exemplo, mais de 90% da soja produzida mundialmente é OGM, e desses 90%, praticamente tudo é usado para alimentar animais de criação, ou seja, o vegetarianismo não tem nada a ver com isto.

Entretanto a selva da amazónia que é a maior zona onde se produz soja (quase toda OGM), está literalmetne a ser devastada para criar plantas e pastos para alimentar animais. Ou seja, produção de carne é directamente responsável pela destruição do ambiente (e podia dizer muito mais)...

Ainda há poucos meses a ONU fez um estudo que concluia que a produção de carnes era a PRINCIPAL responsável pelas alterações climáticas, mais do que todos os transportes publicos e privados do mundo combinados.


Para finalizar, os recursos naturais que são usados para produzir carnes para uma só pessoa, se fossem usados para produzir vegetais alimentavam entre 10 a 20 vezes mais pessoas.

para mais veja os documentários acima que vai perceber melhor.

Só não vê quem não quer...

Pedro Semedo disse...

Gostava de cumprimentar os convidados do programa pelos conselhos que estão a dar e pela perspectiva esclarecida sobre as quetões levantadas. De facto, é comum a confusão à volta dos cuidados de higiene alimentar a cumprir e a estabelecer como padrão na nossa vida diária. Gostei sobretudo do desmentido da ideia de que antigamente é que as coisas eram saudáveis e o carácter inócuo dos produtos domésticos. Ora, nem antigamente a alimentação era assim tão saudável e muito menos higiénica, nem os produtos caseiros são assim tão bons. Dependerá muito dos hábitos do produtor ou manipulador e aí temos que ver que os hábitos são muito duvidosos e a consciência ainda mais. Isso, e a ignorância...

Maria (ª_ª) disse...

Fernanda, se possível, pergunte aos convidados sobre o perigo dos animais domésticos, porque eu tenho uma horta com os meus vegetaizinhos e tenho algum receio dos gatos que andam para aí à solta e que possam contaminar os meus vegetais com as suas fezes e urinas… Embora lave sempre muito bem os vegetais, nunca se sabe que doenças esses gatos possam ter e possam ser passíveis de ser contraídas por nós indirectamente.
Obrigada.

Antonio Silva disse...

Se o Homem e um animal omnívoro, como e que se transforma, todo um equilíbrio alimentar, de milhares de anos, em algo completamente diferente, em apenas dezenas de anos.Penso que não será sensato, e sim demasiado perigoso.

Anónimo disse...

LOL para a Fernanda Freitas.

Por certa parte compreende-se o que diz sobre restringir-se ao tema, apesar de não concordar.

Abraços para si.

María disse...

Olá, boa tarde!
Agora que entrei no programa, e que estavam a falar do peixe que está à venda nas grandes superfícies, gostaria aqui de referir que normalmente se vende peixe "fresco" quando na realidade ele é congelado. Ou seja, quem compra e chega a casa e ainda o vai congelar, significa que o está a congelar, pelo menos, pela segunda vez.

Anónimo disse...

Porque é que os ovos no super mercado não estão no frigorífico?

Pedro Marinho disse...

Um beijinho para si Dra Fernenda Freitas
Pedro Marinho de Arcos de Valdevez

José disse...

Entendo estar dentro do tema do programa o facto de o Estado, responsável por salvaguardar a Saúde Pública, mantenha há 10 anos! a recibos verdes, centenas de técnicos responsáveis pela inspecção das carnes e das condições de higiene das empresas que as colocam no mercado.

A corrupção que um participante do blog sugeriu pode significar, por vezes, a colocação no mercado de produtos que o Inspector considera estarem impróprios para consumo e poderem causar prejuízo para a Saúde Pública!

Não é isto relevante para o assunto de que se está a falar?!

O Inspector que não se pode identificar

Anónimo disse...

Podem-se comer ovos caseiros sem perigo de apanhar salmonelas?

Anónimo disse...

"Vitor Saraiva disse...
Boa tarde,

Gostaria de ver esclarecido se do ponto de vista do risco higio-sanitario e de qualidade nutricional se os produtos com origem no modo de produção biológico é diferente dos de produção intensiva ou industrial."


Produção biológica é sem dúvida alguma de qualidade muito superior e na questão dos animais, menos cruel, apesar de significar ainda uma exploração, o que quer dizer que éticamente é mesmo assim reprovável, apesar de ser um mal menor.

lady_blogger disse...

Já que falamos tanto em animais, recorde-se que amanhã é Dia Mundial do Animal e do Médico Veterinário.
Dê um miminho especial ao seu amigo incondicional, que é o seu animal de estimação. Mas não se esqueça dos animais abandonados, e se puder adopte um ou mais lá para casa. Além de óptima companhia, os animais podem ser um guarda, uma distracção, ou um móbil de desenvolvimento psico-motor e podem incutir responsabilidade e respeito aos seus donos.

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...

"Anónimo disse...

Podem-se comer ovos caseiros sem perigo de apanhar salmonelas?"


Olhe anónimo, certo dia numa reportagem vi que há mais segurança alimentar nos ovos de aviário do que nos caseiros, isto porque neste últimos não há controlo ou certificação.

CC

Maria Mendes

Pedro Semedo disse...

Pior que carne estragada ou peixe podre só vegetarianos fanáticos. Está mais que estudado que o corpo humano necessita de carne para obter um crescimento harmonioso. Escusam é de se atulhar de bifes e apanhar doenças cardio-vasculares.

Uma alimentação saudável depende do organismo de cada um. Eu até tenho uma filha que não pode comer cenouras ou tomates porque é alérgica. Afinal, até os vegetais podem ser perigosos. (neste momento o fanático que está a mandar os posts já decretou uma fatwa...)

Estes fanáticos da alface só são perigosos porque há uns adolescentes que são apanhados pela propaganda desta religião e acreditam nas patranhas desta gente. Depois vêm os problemas graves.

Tive um familiar que decidiu ser vegetariano. andou meses a chatear o resto da família a tentar converter-nos. Na primeira festa de família que houve, o homem atirou-se à carne como Santiago aos mouros. Foi uma carnificina...

Ana disse...

Enquanto decorre o programa, passam alguns "sabia que...." em rodapé. Adorei saber que É PROÍBIDO DAR DE COMER AOS POMBOS EM LISBOA. Acrescenta que quem o fizer PODE ser multado em 80 euros. Pergunto, quem fiscaliza? No bairro onde moro (C.Ourique) os pombos são paulatinamente alimentados por avós e bebés. Os policias passeiam-se, também paulatinamente, sem nada fazer a não ser conversar e, eventualmente, multar carros mal estacionados.Será que em vez de passear conversando não devriam ter um papel mais interventivo, desaconselhando verbalmente as pessoas menos informadas e agindo nos casos de reincidencia? Já agora, os dejectos dos cães não são também um problema de saúde pública? Quem fiscaliza?

Catarina disse...

Houve um programa da sociedade civil em q se falou dos ovos ha uns meses. Disseram q os ovos n devem ser conservados no frigorifico por risco de salmonela.

Catarina disse...

"Pior que carne estragada ou peixe podre só vegetarianos fanáticos. Está mais que estudado que o corpo humano necessita de carne para obter um crescimento harmonioso. Escusam é de se atulhar de bifes e apanhar doenças cardio-vasculares."
Caro Pedro, lá por nao concordar, nao é necessario ter uma atitude odiosa contra vegetarianos, se tivesse alguma razao, perderia-a toda por se manifestar de um modo tao derrotista.

Antonio Silva disse...

Tudo se resume, a um simples facto, nunca será possível, na minha modesta opinião, vivermos num paraíso, de ausência de doenças transmissíveis,homem\animal, animal\homem, como tal essencialmente ha que haver uma fiscalização rigorosa.

lady_blogger disse...

Fala-se das doenças que os animais nos podem transmitir...
E quanto às que nós podemos transmitir a eles...?


CC

Maria Mendes

Anónimo disse...

MTO BEM DITO PEDRO SEMEDO!
HÁ TB JOVENS Q POR MODA OU N QUEREM SER VEGETARIANOS À FORÇA E DPS TORNAM-SE ANEMICOS!

Maria (ª_ª) disse...

Sim, é uma horta própria, ou seja, para consumo próprio e é biológica, não tem produtos químicos.
Todas as outras preocupações com a higiene eu tenho.
Obrigada, Fernanda. :)

Pedro Semedo disse...

Não tenho nada contra vegetarianos.

Agora daqueles que fazem disso o princípio e o fim da vida e, pior do que isso, aborrecem os outros de morte e se infiltram em programas destes (sérios e honestos) para divulgar de forma abusiva os seus estilos de vida, isso é que eu não posso. E decidi ser assim tão acintoso para responder à letra à propaganda desonesta do senhor (ou senhora) que enviou os posts.

Antonio Silva disse...

OS MEUS MAIS SINCEROS PARABÉNS, SR. PEDRO SEMEDO, DISSE TUDO COM MUITO HUMOR SEM OFENDER NINGUÉM.

Anónimo disse...

"vegetarianos fanáticos.""Estes fanáticos da alface"

Fanáticos? Desde quando dizer factos científicos é fanatismo?
Alface? É mesmo os esteriotipos insultuosos e sem sentido. Está só a falar de 1 alimento entre muitos milhares.


"Está mais que estudado que o corpo humano necessita de carne para obter um crescimento harmonioso"

COMPLETAMENTE FALSO, não acredite nos "estudos" manipulados que só visam beneficiar quem ganha com esse negócio.
Mas já agora se acredita mesmo nisso, explique então como éque sempre houve e há dezenas de milhões vegetarianos saudáveis por todo o mundo, desde há muitos anos/décadas? Poooois....


"pela propaganda desta religião"

Religião? Você gosta de comédia lol. Isto não é religião alguma, é uma questão de protegermos o planeta e a vida nele, incluindo nós próprios, ou quer contribuir para um mundo destruido para a sua filha?



"Tive um familiar que decidiu ser vegetariano. andou meses a chatear o resto da família a tentar converter-nos. Na primeira festa de família que houve, o homem atirou-se à carne como Santiago aos mouros. Foi uma carnificina..."


Se isso é verdade então ele/ela não era vegetariano.



Quando não se tem argumentos passa-se para o insulto.

Maria (ª_ª) disse...

Ser vegetariano ou não, é apenas uma opção de cada um, não vale a pena estarmos aqui a discutir isso. O importante é haver higiene e segurança alimentar tanto na indústria como em nossas próprias casas, seja em produtos de origem animal, como vegetal, pois ambos podem transmitir doenças ao Homem.

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio Silva disse...

Gostava de ver uma criança nascer crescer ate a idade adulta só comendo vegetais, ou um pediatra aceitar eesa dieta alimentar.

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

"Anónimo disse...
MTO BEM DITO PEDRO SEMEDO!
HÁ TB JOVENS Q POR MODA OU N QUEREM SER VEGETARIANOS À FORÇA E DPS TORNAM-SE ANEMICOS!"



LOL, mais outro esteriotipo sem sentido

Dando um exemplo:

É "engraçado" como só reparam nos 0,1% de vegetarianos, que não tiveram cuidado com a alimentação que tinham e ficaram com algum tipo de problema, e não reparem nos 99% de pessoas que comem carnes e outros alimentos maus, que tem algum tipo de problema de saúde, na maioria dos casos de gravidade média ou muito séria.

Sem falar nos milhões que morrem todos os anos por mltiplas doenças devido a terem uma alimentação desse género.


Pois, desses não falam que não convem ver os factos :-p

lady_blogger disse...

Hoje muitos insultos tem havido de parte a parte. Deixem-se disso. Cada um come do que gosta e ponto final!

Já comia uma picanhazinha acompanhada de repolho salteado em azeite...

;-)

CC

Maria Mendes

Anónimo disse...

"Antonio Silva disse...
Gostava de ver uma criança nascer crescer ate a idade adulta só comendo vegetais, ou um pediatra aceitar eesa dieta alimentar."


Obrigado pelos risos ;-P


Está muito mal informado.

Hoje em dia há já muitos médicos, nutricionistas e pediatras que até só aconselham alimentação vegetariana (veja exemplos no video "carne é fraca").

Existem centenas de milhares de crianças assim em todo o mundo, que nunca comeram qualquer tipo de carnes e produtos de origem animal, eu pessoalmente conheço várias muito saudáveis.



Agora a prova dos nove...

Ainda não me explicou que, se é verdade que humanos nutricionalmente precisam de carne, então como é que sempre existiram e existem milhões e milhões de vegetarianos que o são há muitos anos e décadas... ou que tipo de nutriente só existe na carne e não nas plantas. Vá encha.se de coragem e explique lá.

LOL

Antonio Silva disse...

OK. FICAMOS TODOS ESCLARECIDOS E PERANTE AS EVIDENCIAS DOS BENEFÍCIOS DOS VEGETAIS E MALEFÍCIOS DA CARNE SÓ FALTA CONVENCER OS COITADOS DOS COMEDORES DE CARNE DESTE PLANETA QUE OU MUDAM RAPIDAMENTE DE DIETA OU MORRERAM DENTRO DE POUCOS ANOS.
P.S. GOSTARA DE ESTAR PRESENTE OU MELHOR MANDEM-ME O DVD COM A FILMAGEM , DA TENTATIVA DE CONVENCER OS LEÕES A COMER PALHA.

Filipe Albuquerque disse...

è lamentavel que o suposto moderador deste canal permita tanto disparate, tanta ingenuidade, tão má informação, por parte de algums...
no fundo a intromição de 1 lobby num espaço de debate publico que se pretende sério...
tenho por certo que a maioria dos telespectadores não se revêem neste tipo de manipulação que acredito que nem seja mal intencionada, mas que é em duvida infantil ingénua e extremamente linear...

O ser humano é OMNIVORO tem caninos como é certo que tambem tem molares... e cada 1 tem a LIBERDADE de comer o que entende que para si é mais necessário....

somos o resultado de 1 longa EVOLUÇÃO pelo que obviamente não devemos debater demagogicamente a sua circunstancia...

O Tema do programa de hoje não se ligava directamente com este eterno debate que tem ASFIXIADO muitas vozes neste CANAL... porque obviamente desmotiva a participação de muitos para 1 participação séria franca aberta e inteligente sobre os temas propostos...

Nem todos os VEGETARIANOS tem este tipo de atitude e obviamente que o meu comentário não se dirige para eles, esses tem pela minha parte o meu mais sincero e maior respeito...
as suas opções são em democracia perfeitamente legitimas e em muitos casos sábias...

Defender o VEGETARIANISMO com INTELIGENCIA ( porque até é defensavel ) passa por 1 atitude muito diferente da que aqui se tem visto...

è OBVIO que a carne deve ser ingerida com moderação
e tambem é verdade que ela é substituivel por produtos vegetais, o que não faz disso argumento válido para impor essa dieta a ninguem até porque ela nunca será colectiva...
logo as soluções apresentadas são redutoras e impraticaveis...

espero que percebam que é no vosso próprio interesse como grupo de opinião que tem que ser mais responsaveis naquilo que dizem...

Não tenho nenhuma querela particular convosco sou até e sempre procurei ser bastante tolerante,tenho vários amigos vegetarianos com quem tenho muitas conversas animadas sempre baseadas no respeito mutuo o que inclui a capacidade de aceitar a discórdia sem recorrer ao insulto e á calunia...

É recorrente por aqui, chamarem MENTIROSOS aqueles que CORAJOSAMENTE resolvem discordar de algumas pseudo-verdades absolutas repetidamente apresentadas como suluções ultimas ou perfeitas...

NÃO È SÉRIO, NÃO É CREDIVEL...

Anónimo disse...

lol..

Hj houve guerra campal!

Cheguei a tempos ou ja só vou encontrar "cadáveres"? lol

Deixem-se de guerras e de discursos insultuosos pk este tipo de discursos n convencem ninguem.

Respeitem-se mutuamente e vamos ajudar e deixar-nos ser ajudados para dora avante termos cada vez um estilo de vida melhor, mais saudável, mais equilibrado e com maior harmonia c meio-ambiente, vegetal e animal deste nosso planeta azul.

Sem equilibrio e sem honestidade o futuro só pode ser negro!

Vamos cuidar de nós, das florestas, das serras, dos campos, dos rios, dos mares, da atmosfera, dos habitat's animais, do planeta Terra, PK SÓ TEMOS ESTE!


admd

Anónimo disse...

Cara Rute, ja deixei akilo nakele sitio k vc sabe! :P

Bem, de facto começo a concordar que fazia falta um blog à parte dos blog's do dia, tipo blog geral mas k n tivesse "longe" deste blog da SC...


Cumps!

admd

Maria (ª_ª) disse...

Realmente ADMD, isto às vezes parece mesmo uma verdadeira “batalha campal” ou um derby entre Sporting e Benfica onde não há “fair play” (acho que precisamos de um árbitro, lol). Se por um lado uns exageram na defesa da sua camisola, outros contra-atacam de uma maneira também reprovável.

Como eu disse anteriormente (e também já foi mencionado por outros comentadores), ser vegetariano ou não, é uma opção de cada um e temos é que respeitar as decisões que cada um faz na vida.

Eu não sou vegetariana, tenho amigos vegetarianos (tal como tenho amigos de outros clubes) e não há este tipo de situações, precisamente porque há respeito pelas decisões que cada um toma.
Não tenho nada contra os vegetarianos, antes pelo contrário, até como comida vegetariana (eles é que não comem a minha, lol) e quando como carne, esta também ocupa uma parte relativamente pequena do prato e não a maioria ou metade que também acho que é um exagero.

É verdade que o “vegetariano de serviço” do blog exagera no seu discurso, mas podem-se ir habituando, porque sempre que o tema está relacionado com a saúde ou alimentação, a lenga-lenga do costume aparecerá novamente, senão basta consultar os temas mais antigos sobre esses assuntos para comprovar. Com o maior respeito que tenho por si (e por todos os outros comentadores), mas eu acho que tem a consciência que se excede, senão provavelmente não teria deixado de se identificar como fez, até a Fernanda sabia o seu nome de cor… Mas como cada um tem a liberdade de agir como quer, é livre de fazer o que entender, mas não se esqueça que nem toda a gente está habituada ao seu discurso e pode estranhar, como foi o caso de hoje. lol ;)

Cumprimentos

P.S.: Sejam felizes :)

Maria (ª_ª) disse...

Pois é ADMD, eu já sugeri isso anteriormente e se calhar faz mesmo falta. ;)

Anónimo disse...

Oh Filipe Albuquerque.

Para eslarecer as coisas, mas não sei se reparou, que se alguém ofendeu forte e feio, foi o sr antonio silva com uma ajuda do seu outro "amigo".

De resto o que foi dito, pelo menos da minha parte, foram FACTOS sobre vários assuntos.

E mais uma vez, É MAIS QUE ÓBVIO que o vegetarianismo deveria ter sido falado no programa, porque se este aconteceu para se falar de formas de precaução e de como evitar esse tipo de doenças que aparecem em explorações de animais, que, OBVIAMENTE, a melhor solução é eliminar esse tipo de comércio (que para mais é cruel e destructivo), sendo vegetariano, que assim seria garantido que mais "vacas loucas", febre aftosa, lingua azul, gripe das aves, etc etc etc etc etc etc etc, não aconteceriam.
Como já disse, em explorações intensivas de animais, é IMPOSSÍVEL impedir que estas doenças apareçam, devido à forma como tudo é feito... então agora para mais com os OGMs que os animais são alimentados, mais doenças desconhecidas estão a aparecer, a última no reino unido derivado da febre aftosa suspeita-se que seja disso.

Como o ADMD disse e bem, vamos cuidar do planeta, da vida nele existente, se queremos ter um futuro para nós e para nossos filhos.
Uma das melhores e mais fáceis formas de começar a fazer isso, é no supermercado, é em deixar de contribuir para o negócio da exploração animal, que afecta TODOS os sectores da sociedade e ambientais, mais do que qualquer outra coisa.


Agora é claro, há quem não goste de saber destes FACTOS, porque é mais fácil viver de forma comodista sem ter a consciencia sempre a "matutar", recusando saber o que de facto se passa para não sentir que tem de mudar. E é por isso que alguns recorrem ao insulto sem sentido e mediocre, porque inconscientemente estão-se a tentar "auto-defender" a se auto-justificarem no que fazem, mesmo que seja mau.


Por isso...

Só não vê quem não quer.
Conta factos não existem argumentos.
Quando não há argumentos usa-se o insulto (= antonio silva :-p ).

Sara disse...

Ei lá! Tanta energia!

Opções alimentares à parte, se se alimentar naturalmente os animais, ou seja, dar-lhes o que eles comeriam se vivessem em liberdade e se se acabasse com a criação intensiva de animais, certamente a quantidade de doenças seria reduzida em larga escala e evitar-se-ia o sofrimento e a morte de milhares em consequência destas, e obviamente que a saúde do que comemos influencia a nossa própria saúde!

RUTE disse...

Gracias ADMD. Já lá vou ver o ficheiro.

Quanto aos confrontos... não me vou pronunciar muito à cerca. Só acho lamentável.

E proponho à SC que crie um Fórum à parte deste Blog onde serão colocados os temas do dia, ou temas genéricos.
Todos os comentários que não estivessem no contexto da ordem do dia seriam apagados e em sua substiuição surgiria, por exemplo, a mensagem: "Assuntos fora do tema são debatidos em www.Sociedade-civil.oteuforum.com/".

Um Blog é para receber comentários ou dúvidas aos assuntos publicados. Só facilitaria o trabalho da Fernanda Freitas não ter estes extensos textos. Deve ser terrivel no stress do directo tentar conciliar a atenção que dá aos convidados ao mesmo tempo que lê os comentários do Blog.

Um Fórum é para debate público, troca de conhecimento, etc etc...

Eu adoro ordem e metodologia. Vamos organizarmo-nos por favor?

E...sempre que possivel procurem não serem tão inflamáveis por favor. Meninos tão crescidos a guerrear como crianças da primária!! É assim que vamos salvar o Planeta?? À estalada uns aos outros... Hum não me parece.

Sylvie disse...

Ao ler estes comentários só sinto pena...pura pena pelo facto das pessoas usarem este espaço para se criticarem umas às outras, tentarem impor as suas ideias deitando as dos outros abaixo, quase insultando-se,etc. Este fórum é para ser útil! é para trocar ideias (que mesmo sendo diferentes devem respeitar as dos outros!)
Quanto ao assunto em questão quero aproveitar desde já para agradecer ao "Anónimo" pelos link que nos deixou porque para além da variadíssima informação que têm, fez também com que eu visse um Vídeo Chamado "A carne é fraca" e no fim tomei a decisão de não voltar a comer carne e/ou alimentos que venham deste desmesurado sacrifício e tortura aos animais. Conforme o relato de uma Senhora durante o vídeo eu desabafo o mesmo: "Recuso-me a participar nestas acções".
Eu já de mim sou uma pessoa que passo bem sem carne. Gosto muito de saladas, legumes, verduras, frutas, frutos secos, etc. Ainda não estou totalmente familiarizada com os substitutos vegetarianos da carne (como hamburgeres de Soja, por ex.) mas vou estar...
Tenho notado que a carne, nos últimos anos, tem não só um aspecto e um cheiro diferentes como é composta por mais gordura do que carne, muitas das vezes! Do último avio que fiz no talho ao preparar a carne para dividir por sacos e congelar tirei um saco daqueles transparentes da fruta cheio de gordura!! Bom,convém explicar que o avio é constituído por 8 Kg de carne. Eu tenho sempre este costume de limpar a carne de gorduras mas cada vez está a ter mais e mais! Os frangos tem aquela pele tão grossa e gorda. Já me enoja. Atenção que isto nada tem a ver com a qualidade do talho. Pelo que lá têm afixado, pela clientela que tem, e pelo que já conversei com outras pessoas o talho tem não só qualidade como garantias de higiene e controlo sanitário. Isto é o que mostram. Mas na realidade, a carne não corresponde a isto! Mas não é só neste talho!
Aconselho toda a gente a ver este vídeo:
http://video.google.com/videoplay?docid=-6718434770864499282
Obrigada.

RUTE disse...

Sylvie que optima decisão. Porém há que ser uma vegetariana consciente. Uma vez que é de extrema importância incluir proteina em todas as refeições. Neste caso proteina vegetal.

Por outro lado convém fazer uma transição suave para o vegetarianismo. Ou seja, ir diminuindo aos poucos o reino animal na sua alimentação.
Digo isto porque qualquer mudança brusca nos costumes têm consequências sérias em nós.
Se quer o meu conselho, elimine as carnes vermelhas em primeiro plano. De seguida coma pelo menos 3 vezes por semana carne branca ou peixe. E vá diminuindo para 2 vezes por semana a 1 vez por semana conforme for evoluindo nessa sua decisão.

Outra coisa fundamental é vigiar a sua saúde durante esta transição. Assim como depois da transição. Faça análises regulares.
E informe-se muito bem sobre os substitutos da carne: O que são, como se confeccionam e se a Sylvie é alergica ou não. Pois, por exemplo, o seitan é gluten de trigo. Há pessoas que são alergicas ao gluten.

Aviso-a já que os seus intestinos vão começar a funcionar melhor. E a principio até poderá ter fezes mais liquidas e frequentes. Beba muita água e não tem nada a preocupar pois é o organismo a limpar todas as toxinas que acumulou pelo consumo de carne em excesso.

Anónimo disse...

Atenção q o vídeo retrata uma realidade brasileira e n portuguesa! Cá existe mto mais condições, controlo e fiscalização (como aliás foi dito no programa pra quem teve atento)! Se come carne, prefira a nacional, se não come, pode preferir os produtos nacionais na mesma.

Filipe Albuquerque disse...

Fico muito satisfeito ao ver nos 2 ultimos posts, a tal participação responsavel e informativa que sempre defendi...

Filipe Albuquerque disse...

Como sempre gostei de Filosofia procuro no confronto de opinião não o conflito em si, mas o debate animado que defenda da melhor maneira possivel a diferença de perspectivas...

Na arte da RÉTORICA os argumentos que surgem devem ser confrontados racionalmente, mesmo quando concordamos completa ou parcialmente com eles...
Só desta forma se fortalecem convincentemente as posições apresentadas...

Há que fazer de Advogado do Diabo para perceber a força da argumentação á medida que esta se desenrola...

É nesse sentido que muitas vezes me sinto obrigado a contra argumentar...

Tem-se dito algumas coisas verdadeiras, mas nem sempre...
Outras são largamente exageradas ou Ingénuas...
Percebo em muitas delas uma exelente intenção, uma genuina vontade e preocupação séria com a resulução de problemas complicados e com o despertar de consciencias...
mas é necessário (se formos honestos) ouvir atentamente a contra argumentação, até para evoluirmos no nosso discurso sem com isso ficarmos ofendidos...

Sara disse...

Ao comentário da Rute à Sylvie só tenho a acrescentar que a alimentação deve ser variada, não importa a quantidade mas sim a variedade, vai ver que vai gostar! =) Eu tornei-me há alguns meses e já não sinto qualquer falta de carne ou peixe. Não se esqueça de que a vitamina B12 é importante e não existe na fruta nem nos vegetais, pelo que pode comer alimentos enriquecidos com essa vitamina como por exemplo o leite de soja. Eu tomo o que se vende no Lidl e é muito bom e livre de OGM's, além de ser dos mais baratos no mercado. =)

Cumprimentos a todos!

Maria (ª_ª) disse...

Apesar de não ser vegetariana, concordo plenamente com a Rute e a Sara, a Syvie deve optar por ser uma transição consciente. Hoje em dia há alternativas no mercado para tudo.
Quanto a receitas, nesse caso não posso ajudar muito, pois quando faço comida vegetariana, é inventada. lol ;) Mas tenho a certeza que a Rute e a Sara têm excelentes opções como já partilharam no blog. :)

RUTE disse...

Bem-vindo Sr.Filipe Alburqueque precisamos mesmo de pessoas respeitadoras para animar a conversa.
Sylvie quando eu puder hei-de publicar um post no meu blog com informação sobre substitutos da carne pois muitas amigas minhas têm as mesmas dúvidas sobre a soja e seus derivados.
Por agora ando ocupada com o Festival de cinema francês e o tempo para lazer é pouco.

Anónimo disse...

Costumo qd me é possivel ver o SC e considero um programa de grande utilidade pública, mas desta vez fiquei bastante desiludida.
Parece me que se esqueceram de ter pelo menos um dos convidados, para debater a outra parte do tema, pois todos os tres estavam do mesmo lado e no fim do programa, foi passada a mensagem, na minha opiniao, completamente errada, de que o consumidor pode ficar descansado, pois a carne que consome é totalmente segura e controlada. Basta informarmo-nos um pouco e averiguar no terreno para perceber que infelismente isso não é verdade!
È certo que a asae está a fiscalizar no terreno e ainda bem, mas muito ainda há a fazer e de certo que não consegue chegar a todo lado!
Mesmo aquilo que é legal, está provado cientificamente que é susceptivel de causar graves danos a longo prazo, estou a falar dos pesticidas,antibioticos,quimicos,etc,...
Quando uma das convidadas, que representava o organismo estatal ( penso que da saúde),disse que quando ia ao supermercado não comprava peixe, pois macroscopicamente este apresentava más condiçoes, e ficava-se por ali permitindo que outra pessoa o pudesse comprar, sim senhor que belo exemplo civico esta srª demonstrou , agora subentenda-se o resto!!!

José Costa - Casal do Marco disse...

Gostaríamos de ser espanhóis como votamos em Salazar como o melhor português e se vota no partido da oposição como contrapeso do partido que está no governo mas nos desiludiu.
Não quero ser espanhol mas como não quero fazer a revolução para correr com políticos manifestamente corruptos, só me resta escolher a integração em Espanha pedindo ajuda aos espanhóis para correr com estes políticos!
Só isso nos motiva a querer ser espanhóis!

Sylvie disse...

Muito obrigada Rute e restantes comentadoras!
Sim, eu vou fazer essa transição com cautela, devagar e principalmente com informação (seja da minha médica seja de outras pessoas que me possam ajudar nesta matéria).
Eu sempre tive inclinação para comer comida saudável. Fui criada c os meus avós, numa casa com quintal no qual tínhamos plantados desde frutas a legumes (dos mais variados tipos) e o meu avô tinha uma filosofia de alimentação muito rica e que me foi passada. Entretanto cresci, vim viver para Lisboa, deixei de ter o quintal e passei a ter que comprar nos supermercados os ingredientes o que de início foi estranho pois nunca tinha comprado limão, salsa, hortelã, tomates, etc.
Hoje em dia como realmente carne mas nunca fui de comer muita e cada vez me sabe pior. Na minha opinião (mesmo antes de ter visto o referido vídeo já a tinha)a carne tem vindo a piorar com o passar do tempo, até o cheiro da carne e a sua coloração é diferente. Não sei se é dos químicos que dão aos animais se é o que eles comem ou se são outros os motivos. Por isso, para mim não me vai ser mt difícil deixar a carne. Vou ter que o fazer gradualmente e como por motivos de doença forçosamente faço análises ao sangue de 3 em 3 meses vou poder controlar sempre a reacção do meu organismo!
Acredito que nascemos preparados para comer de tudo um pouco do que a Natureza nos dá o problema é que a ganancia e brutalidade levou á produção de certos alimentos em massa em que para o fazer são obrigados a usar químicos e isso estraga o que de bom e saudável havia nos referidos alimentos.
Mais uma vez obrigada a todos e até breve.

Anónimo disse...

"Anónimo disse...
Atenção q o vídeo retrata uma realidade brasileira e n portuguesa! Cá existe mto mais condições, controlo e fiscalização (como aliás foi dito no programa pra quem teve atento)! Se come carne, prefira a nacional, se não come, pode preferir os produtos nacionais na mesma."


Está a falar do documentário "Carne é fraca".

Aquilo que lá é mostrado é retirado dos onsiderados "melhores" matadouros e criadores de animais do país, e o sistema e métodos é exactamente igual em todo o mundo, incluindo portugal, o que difere é que não há locais onde as condições são melhores, mas sim são ainda muito piores.

Não tenham ilusões, é tudo assim ou ainda pior.

Anónimo disse...

"Digo isto porque qualquer mudança brusca nos costumes têm consequências sérias em nós.
Se quer o meu conselho, elimine as carnes vermelhas em primeiro plano. De seguida coma pelo menos 3 vezes por semana carne branca ou peixe. E vá diminuindo para 2 vezes por semana a 1 vez por semana conforme for evoluindo nessa sua decisão."


Isso depende das pessoas e da vontade de mudarem de forma mais rápida ou lenta.

Nos casos de ovo-lacto-vegetarianos (aqueles que não consomem qualquer tipo de carne), desde que esteja minimamente informado, pode-se o ser literalmente de um dia para o outro, dependendo da vontade da pessoa, proteina é o que não falta nos vegetais e de melhor qualidade.

Para quem quiser ser vegetariano puro (vegano - não comer NADA de origem animal), ai sim é preciso fazer uma transição suave (semanas ou meses) e estar muito bem informado onde pode-se buscar outros alimentos (mais saudáveis) e nutrientes.

Knowledge is power.

Anónimo disse...

Se você defende o lema knowledge is power então deveria ir visitar 1º um matadouro de Portugal para ver as diferenças, antes de falar sem saber o q se passa cá!! E já agora visite a zona alentejana onde a maioria dos animais são mantidos no campo à vontade. NÃO FALE DO Q N SABE! O pior cego é aquele q n quer ver! Você apenas vê numa direcção e isso fica-lhe mto mal. Abra os seus horizontes e n seja tão obstinado!

Anónimo disse...

O programa, definitivamente não foi sobre "doenças dos animais que passam para os humanos"...

Há concerteza um dominio do ASAE que aplica regras completamente desfazadas à nossa realidade. A realidade Europeia.

Anónimo disse...

"Anónimo disse...
Se você defende o lema knowledge is power então deveria ir visitar 1º um matadouro de Portugal para ver as diferenças, antes de falar sem saber o q se passa cá!! E já agora visite a zona alentejana onde a maioria dos animais são mantidos no campo à vontade. NÃO FALE DO Q N SABE! O pior cego é aquele q n quer ver! Você apenas vê numa direcção e isso fica-lhe mto mal. Abra os seus horizontes e n seja tão obstinado!"


Podia dizer tudo isso de si.

Diga-me lá um matadouro onde não exista sofrimento de qualquer tipo nos animais? Não existe nenhum.

Diga lá um matadouro onde não haja grande proliferação de bactérias e onde as carnes não contenham certa quantidade das mesmas? Não existe nenhum.


Por fim, nos supermercados mais de 99% das carnes são de regime intensivo, o que significa que isso das animais andaram "livres" (mas que são no entanto visto como objectos e explorados... alguém gostaria de ser escravo de outro???), é apenas uma infima parte.

O pior cego é aquele que não quer ver :p

Anónimo disse...

"O pior cego é aquele que não quer ver"

Tá mto enganado, pq eu já vi, ao contrário de si.
Para sua informação, os animais n sofrem pq são insensibilizados 1º!
Um matadouro q cumpra as exisgencias da lei em segurança e higiene alimentar dificilmente terá essas contaminações de microbianas, é por isso q é OBRIGATÓRIA a implementação do HACCP!
Se o matadouro n cumprir estas exigencias, n está de acordo com a lei e por isso é obrigado a fechar ou a passar a cumpri-las.
Só se o matadouro n cumprir as exigencia é q se proporcionarão condições ideais para o desenvolvimentos de microrganismos, pq a carne é um excelente alimento para eles.
Comer ou n carne produzida em regime intensivo é de escolha de cada um, ninguém obriga ninguém a nada e tb acho mal isso!

Anónimo disse...

Tá mto enganado, pq eu já vi, ao contrário de si. Para sua informação, os animais n sofrem pq são insensibilizados 1º!"


Meias-verdades ou mesmo mentiras.
1º, isso só acontece com alguns tipos de animais.
2º uma percentagem muito grande dos que supostamente ficam inconscientes, ainda continuam conscientes na fase de esfaqueamento, sangramento, retirar a pele, enquanto estão a sentir e bem, mexendo-se convulsamente com as dores e na tentativa desesperada de se tentarem libertar e fugir da dor, vídeos (tirados em segredo) disso tudo a acontecer é o que não falta, e tirados nos "melhores" (entre os piores) matadouros, se não acredita (é mais não querer acreditar), pesquise pelos videos que há muitos, aconselho a ver o EARTHLINGS no video.google.com
3º Mesmo se um animal ficar planeamente inconsciente antes da matança final, mesmo antes dissoe já foi de muitas formas e feitios torturado, mal tratado, sofreu imenso, tanto antes da morte como na exploração intensiva.


Ainda não me respondou a isto:
Gostaria de passar o que eles passam?
Ah pois, é mesmo mentalidade do género "os outros quero lá saber, só me preocupo com o meu bem estar".



"Um matadouro q cumpra as exisgencias da lei em segurança e higiene alimentar dificilmente terá essas contaminações de microbianas, é por isso q é OBRIGATÓRIA a implementação do HACCP! Se o matadouro n cumprir estas exigencias, n está de acordo com a lei e por isso é obrigado a fechar ou a passar a cumpri-las.
Só se o matadouro n cumprir as exigencia é q se proporcionarão condições ideais para o desenvolvimentos de microrganismos, pq a carne é um excelente alimento para eles."


Claro a carne é excelente a acumular e propagar bactérias e outros micro-organismos como parasitas, é a que também apodrece muito mais rapidamente, é também a origem da esmagadora maioria das intoxicações alimentares.

E se acha que os matadouros e outros locais têm boas condições, você deve mesmo ser ingénuo, mais uma vez vídeos é o que não falta, alguns tirados em portugal nos igualmente "melhores" matadouros, além que ainda aqui houve dois inspectores que trabalham nisso, e que admitiram que isso que diz é totalmente falso, que existe muita corrupção no meio, e depois ainda tem o descaramento de dizer que é tudo muito limpinho e tudo sobre regras... leia os comentários deles. O que está na lei é uma coisa, aplicar é outra totalmente diferente.




"Comer ou n carne produzida em regime intensivo é de escolha de cada um, ninguém obriga ninguém a nada e tb acho mal isso!"


Sim, matar ou não matar seres sencientes, destruir o ambiente e o planeta ou não, é sem dúvida da escolha de cada um.

Ninguém que seja minimamente consciente e com coração, iria apoiar a indústria mais cruel que existe, a exploração animal, muito pior que qualquer outra que se possa imaginar.

Vejam o vídeo EARTHLINGS e ponham-se no lugar dos animais, mudam logo de ideias.

Anónimo disse...

CHEGA DE INSULTOS E CHEGA DE DISPARATES!!
Acredite no q quiser e faça bom proveito disso!
N quer acreditar no q lhe digo, azar o seu! Eu já estive presente e sei como funciona, apesar de saber tb como funcionam outros matadouros noutros cantos do mundo e q são deploraveis! Mas você só acredita em videos e mas videos e mais videos feitos sabe-se lá aonde, tudo menos cá em Portugal.
E fica o desafio, VÁ VISITAR UM MATADOURO DE PORTUGAL! Duvido q saiba o q é o HACCP qto mais um matadouro! Cresça e apareça!
Pensa q é melhor q os outros lá pq é vegetariano? Engana-se, pq é com atitudes dessas q se vê a verdadeira essencia das pessoas, e a sua n é nenhuma!
E já agora, pra q saiba, é graças aos animais q mta gente está viva e é tb graças a eles q a esperança média de vida tem aumentado tanto!
E vá desejar a morte a outro, tá bem? Pq você n me conhece de lado nenhum!

Anónimo disse...

"N quer acreditar no q lhe digo, azar o seu! Eu já estive presente e sei como funciona, apesar de saber tb como funcionam outros matadouros noutros cantos do mundo e q são deploraveis!"


Ser cego e acreditar em mentiras ou meias-verdades? Não obrigado.
Se sabe não parece, pois como alguns inspectores admitem acima, a lei não é cumprida e existe grande corrupção no sector.



"Mas você só acredita em videos e mas videos e mais videos feitos sabe-se lá aonde, tudo menos cá em Portugal.E fica o desafio, VÁ VISITAR UM MATADOURO DE PORTUGAL!"


Uma imagem vale por mil palavras e vale muito mais do que as suas "palavrinhas", assim aqui estão alguns vídeos do que se passa em portugal:

http://www.tvanimal.org/




"Pensa q é melhor q os outros lá pq é vegetariano? Engana-se, pq é com atitudes dessas q se vê a verdadeira essencia das pessoas, e a sua n é nenhuma!"


Aqueles que acham que têm o direito de escravizar, torturar e matar seres sencientes é que não têm essência nenhuma.



"E já agora, pra q saiba, é graças aos animais q mta gente está viva e é tb graças a eles q a esperança média de vida tem aumentado tanto!"


Pura mentira. Não sabe do que fala.


"E vá desejar a morte a outro, tá bem?"


Não seja hipócrita, você é que fala no direito de MATAR SERES SENCIENTES.