quinta-feira, dezembro 13

OS HOMENS GANHAM MAIS DO QUE AS MULHERES. PORQUÊ?

Os homens portugueses ganham em média mais 9% do que as mulheres. A informação chega da Comissão Europeia, que definiu agora como prioridade diminuir as diferenças salariais entre ambos os sexos.
Bruxelas aconselha os homens europeus a assumirem mais tarefas domésticas para ajudar a eliminar a diferença entre homens e mulheres.
As mulheres europeias passam 24 horas por semana a cuidar da casa. As soluções passam por políticas de emprego adequadas, promoção da igualdade social, e paridade no acesso às carreiras. Dados do Eurostat revelam que apesar de as mulheres ganharem menos do que os homens, estas revelam uma maior preparação para ascenderem na carreira. Face aos factos, impõem-se duas perguntas: Por que ganham menos que os homens? Por que há tão poucas em cargos de chefia?

78 comentários:

Anónimo disse...

"OS HOMENS GANHAM MAIS DO QUE AS MULHERES. PORQUÊ?"


Numa só palavra: Machismo.

Anónimo disse...

Sou das mulheres que crê, que em termos gerais, temos mais a perder reinvindicando a igualdade, do que se assumirmos a diferença.

As Mulheres de hoje avaliam-se pelo seu contrário. Vitimas de uma cultura definida pelos Homens, sentem confusamente que lhes faltam as qualidades que eles protagonizam.

Ao procurarem ser competentes como os Homens, as Mulheres afastam-se da sua natureza feminina.
Será isto que nós mulheres pretendemos?

Alice Ferreira,35 anos, Porto

Mafalda disse...

Discriminação.

Muitas vezes as mulheres não têm acesso a alguns tipos de cargos ou salários porque infelizmente, continua a perguntar-se nas entrevistas de emprego se uma mulher tenciona a médio-longo prazo casar e ter filhos.
Esta é uma situação que não só discrimina as mulheres no acesso ao emprego como favorece a diminuição da natalidade.

Por outro lado com a precariedade do trabalho a reinar, é fácil não renovar contrato ou prescindir dos serviços de uma mulher aquando da licença de maternidade.

Anónimo disse...

Muito corajoso o seu Comentário...

A competencia das mulheres muitas vezes é superior á dos Homems, no entanto o Problema por vezes está na coragem em tomar decisões dificeis nos cargos de Liderança, ou seja correr Riscos...ai preferem deliberar a terceiros aconselhando ajuizadamente por trás, mas sem assumir,,,
Porquê ?

Anónimo disse...

Gostava de ver um debate franco e menos Defensivo nestas matérias...

Anónimo disse...

"Bruxelas aconselha os homens europeus a assumirem mais tarefas domésticas para ajudar a eliminar a diferença entre homens e mulheres".

Já faço isto há muito o tempo mas tal não elimina a diferença entre mim e a minha mulher...ela pode dar à luz e conceber um ser dentro dela e eu não.
Bruxelas dá algum conselho nesta matéria? OU a diferença irá continuar?

Rui Pereira, 37 anos, Lisboa

Anónimo disse...

Se quiserem verificar estatisticamente o que anteriormente foi Observado façam-se levantamentos com testes de personalidade e ficaram esclarecidos...

Anónimo disse...

Permitam-me discordar mas há caracteristicas femininas e masculinas claras...não são estereotipos mas real...mas o que pode acontecer é mulheres terem mais caracteristicas masculinas e os homens o contrário.

Agora o que irá ser sempre eternamente feminino é o acto de conceber a aí parece quererem omitir a questão da discriminação...

Ana Sousa

Anónimo disse...

e depois então vamos cientificamente ao debate...

A Dois ainda á pouco Tempo passou um programa sobre a guerra dos sexos onde se mostrava que logo com 1 ano de Idade as senhoras pediam ajuda para tomar decisões enquanto os rapazinhos tentavam á partida resolver as coisas sozinhos...não digo obviamente que o recurso á rede seja mau, antes pelo contrário, mas depois de ouvir todos os parceiros há que tomar decisões com coragem e responsabilidade...

Anónimo disse...

Isto é um facto pré Educativo...

Estudante de Ciencias da Educação

Anónimo disse...

Disse-se:

Ha muitas que querem participar na politica ?
A Verdade ?
Vejam 50 marcas diferentes de revistas femeninas...

Agradecia a honestidade de comentarem este facto se para isso houver coragem,lanço o repto !

Anónimo disse...

A prova de que não há desigualdade de oportunidades entre homens e mulheres é o caso de imensas "Rosalinas Machados" que existem.

Porque é que continuam a insistir que as mulheres são eternas vitimas...os homens não podem conceber e aceitam essa diferença e nem sequer têm hipotese de discuti-la. Será justo e equilibrado falar assim?

António Mateus, Coimbra

Anónimo disse...

De acordo isso não altera o argumento !

Anónimo disse...

Não deixa de ser curioso querer falar-se de igualdade entre géneros neste debate, e estarem presentes em cena três mulheres e apenas um homem...

Alice Ferreira

Anónimo disse...

è obvio que o trabalho deve ser complementar e que isso é frutifero...indiscutivel !
O que eu digo é que há diferenças...e que devemos perceber as mais valias das diferenças no lugar de procurar Imitar a Liderança Masculina !

Anónimo disse...

em cena estão 2 mulheres e um homem;
a apresentadora não faz parte do debate- modera imparcialmente!!

Luis Melo

Anónimo disse...

Ao desvalorizarem-se como Mulheres, estas conhecem-se pela negativa, ou seja, por aquilo que ainda lhes falta realizar, afirmar, provar que são capazes.

As Mulheres perderam-se de si próprias. Os Homens perderam-nas e ao perdê-las perderam-se de si, igualmente.

É tempo de honrar o feminino e conciliar os géneros, não acham?

António Mateus

Anónimo disse...

Antes demais, acho injusto a escolha dos convidados de hoje! Visto falar-se em igualdades, 3 contra 1 é uma luta desigual! :P

Em relação ao tópico de hj, acho que é uma falsa verdade, pq em que termos é feito essa comparação? A comparaçao deve ser feita em termos de equivalencias iguais, estattutos e n na média geral de todos os que estao empregados, visto q Portugal tem uma média de 4 mulheres por cada 1 homem, é natural que a média de salário seja menor q a média geral dos homens, pq nem todos podem ser patrões! Agora acredito q os altos cargos q outrora smp foram atribuido a homens hj em dia as mulheres tenham algum dificuldade, mas cada vez menos...trata-se de dar tempo para q haja mudança de mentalidades... Mas n inventem igualdades entre homens e mulheres, pq morfologicamente, geneticamente, e cerebralmente são diferentes! Acredito e tem q se acreditar q ha trabalhos que podem ser melhor executados por mulheres do q por homens e vice-versa!

O salário tem de ser justo c as competencias e importancia do trabalho e n pelos géneros!

Anónimo disse...

Ha muitas que querem participar na politica ?
A Verdade ?
Vejam 50 marcas diferentes de revistas femeninas...


O QUE É QUE ISTO TEM A VER???
há pelo menos 3 diarios desportivos... montes de revistas de automoveis, motos etc etc viradas para homens...
POUPEM-ME MEUS SRENHORES E ASSINEM OS COMENTARIOS

Luisa M

Nataxxa disse...

Como ja tinha comentado a dias noutro post, trabalho numa loja de informática e telecomunicações, da qual sou sócia-gerente com o meu sócio e marido.

Não sofro qualquer discrimicação dele em relação ao meu trabalho, mas sim por parte dos clientes!

Ainda é muito forte a ideia de que informática é uma coisa de homens e não de mulheres. O que mais me chateia, é que a grande maioria dos clientes não sabe do que fala, mas já põe em causa os meus conhecimentos, antes de eu abrir a boca! Como eu estou a atender o público sou apenas mais uma "empregada de escritório" (sem ofença): que não é "patroa" e muito menos percebe de informática.

Teresa Rodrigues

Danniela disse...

trabalho numa empresa em que a maioria são mulheres, elas ganham o salario minimo ou pouco mais, eles ganham de 900Euros para cima. eles estao na secretaria a dar ordens, elas estão no duro!
e mais extraordinario é que quem tem filhos com menos de 2 anos nao pode trabalhar na empresa.
acho que aqui ainda estamos antes do 25 de Abril.

Anónimo disse...

A mais valia das senhoras para mim está na Ideia de que estas são promotoras de um desenvolvimento Integrado e sustentado da Empresa e do seu tecido Humano e relacional...
Bom para o marketing para os contactos e carteiras de clientes ,mau para a tomada de decisões arriscadas...

Anónimo disse...

Penso que estão a esquecer-se de algo muito importante: não podemos esquecer que homem e mulher são efectivamente diferentes e que há empregos masculinos e empregos femininos e aí também se notam as diferenças de salário como se o trabalho "feminino" valesse menos que o "masculino". Há ainda outra questão que gostaria de referir e prende-se com o nome dos cargos no masculino e feminino. Exemplo: as mulheres são (ou eram) chamadas de hospedeiras, enquanto que um homem com a mesma função era um "assistente de bordo". Discriminação social no trabalho... Obviamente que o lado mais humanizado do trabalho é uma ameaça muitas vezes à postura masculina, e por isso mesmo é desvalorizado esquecendo-se todas as vantagens que essa inteligência emocional pode trazer a uma empresa.

Marília Campos - 29 anos - Coimbra

Anónimo disse...

Caro Luís Melo

Mesmo com 2 mulheres e 1 homem se vê o equilibrio...falta saber se um ser humano jornalista ou moderadora do debate consegue ser imparcial??

Anónimo disse...

Anónimo disse...
Ha muitas que querem participar na politica ?
A Verdade ?
Vejam 50 marcas diferentes de revistas femeninas...


O QUE É QUE ISTO TEM A VER???
há pelo menos 3 diarios desportivos... montes de revistas de automoveis, motos etc etc viradas para homens...
POUPEM-ME MEUS SRENHORES E ASSINEM OS COMENTARIOS

Luisa M

Disse e é verdade o futebol e os carros mas não só... tambem tem a Visão, os diarios economicos e centenas de outros que tais, no caso das senhoras não conheço uma unica Magazine do género...
Roupas, lazer, maquilhagem, sexualidade, familia culinaria e decoração...
É MENTIRA ???

ni disse...

agora que se fala em deporto,algo que está mal. hoje em dia, como é sabido, existe o futebol feminino. existem mulheres que jogam muito melhores que os homens, mas melhor em tudo! nao olhe-mos so para a tactita mas sim, para o facto de nos jogar-mos, como federadas mas sem nada ganhar, nem um centimo! enquanto os homens ganham tudo.

Anónimo disse...

A prova de que a moderadora não é um ser "hibrido" e imparcial é de que não faz referencia a alguns comentários pertinentes aqui deixados devidamente identificados.

Alice Ferreira, 35 anos, Porto

Anónimo disse...

Quanto á Informática essa opinião, (a dos clientes) baseia-se na compreensão estatistica da realidade qoitidiana...veja-se a inscrição das senhoras nas Engenharias...já para não falar das competencias Cientificamente demonstradas no Pensamento Objectivo/Matematico assim como no desenho Técnico !

césar Luciano disse...

Um dia um Professor veio à minha escola para dar uma palestra sobre um programa matemático. O meu grupo era constituído por mim e UMA colega. Quando o professor se dirigiu ao meu grupo, falou apenas para mim ignorando a minha colega, a qual demonstrou muito interesse no assunto.

Anónimo disse...

Oh Homem... ( porque só pode ser um homem...)
então você acha que as mulheres não lêem a Visao, a exame ou os diarios económicos????


Luisa M

Mafalda disse...

A discriminação por parte não só da entidade empregadora, como do público também é uma realidade.
Por se ser mulher, principalmente quando também se é jovem, é-se vítima de discriminação pela parte de muitos para quem, independentemente da profissão, uma opinião feminina tem menos valor que uma opinião masculina.

Anónimo disse...

Se me perguntarem porque é que á muito mais inscrições das senhoras em Psicologia eu responderei sem problemas e de forma clara e assumida, porque estas têm uma melhor Intuição e compreensão empática sobre o estado de espirito dos pacientes, assumidissimo...sem problemas...

lady_blogger disse...

Sou daquelas pessoas a quem um dia perante uma reunião de grupo escolar com uma psicóloga, ela estudou cada caso e convidou-nos a dizer o que achariam que os colegas seriam num futuro profissional. Todos foram capazes de mencionar actividades para os colegas, porém quando chegaram a mim viram com nitidez a minha apetência mas nem colegas nem psicóloga conseguiram definir uma profissão. Todos me disseram que tinha jeito para mandar e que teria muito provavelmente um cargo onde o pudesse fazer. Na altura nem era a dita mandona, nada disso, mas tinha jeito para convencer as pessoas, o que é bom quando se tem um cargo de chefia e se tem que atribuir tarefas.
Hoje em dia reconheço que há trabalhos que me apaixonam, nomeadamente aqueles em que se tem algum controlo dentro duma empresa, também adoro investigação e produção de conteúdos informativos/informáticos, mas o meu forte é a gestão orçamental que também implica que por vezes tenha que se mandar.
Talvez por isto não goste muito de ser funcionária de ninguém porque não sou boa a acatar ordens, e muito menos de entidades superiores que tenham menos habilidade para a função que desempenham ou que tenham conseguido este por mera cunha.
Quando o trabalho me agrada e os directores são competentes, aí sim, podemos navegar juntos.

E se hoje aqui se reclama porque as mulheres ganham menos que os homens, acho que este até será um problema secundário quando comparado com a discriminação por se ser casada ou estar em idade fértil, isto para nem falar nos despedimentos pós-parto.

CC

Maria Mendes

Anónimo disse...

Parece-me justo as mulheres reinvindicarem o "espaço masculino" como diz uma das intervenientes do debate televisivo.

O que eu questiono é se os homens podem reinvindicar o "espaço feminino" quando o acto de conceber ou dar á luz ainda lhes é vedado??

Rui Pereira

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

QUANTO Á vISÃO, OU O DIARIO ECONOMICO, ANALISE O TARGET MARKET...SE TIVER CORAGEM...

Lealdade Feminina disse...

Trabalho na construção civil, sou pintora... Sempre ganho menos que os homens mesmo fazendo o mesmo trabalho.
Por exemplo enquanto um homem ganha 7 euros p hora, eu ganho 4 ou 5... no meu último trabalho ganhava 3,5.
Esse mês todos os homens já receberam o pgto e eu ainda não. Sou divorciada e tenho um filho de 5 anos. Tenho uma Licenciatura em Educação Artística e cursos de Pinturas Decorativas... nenhum dos homens com os quais trabalhei tem a mesma qualificação que eu, muitos nem sequer tem o 9º ano.
Em muitos setores há diferença, mas no meu, chega a ser ridículo...

Juliana Xavier

Anónimo disse...

Questiono a interveniente da APAV se numa sociedade sem valores de referencia, é legitimo desmontar estereótipos que desde sempre sustentaram a educação das gerações futuras...como fica a educação das crianças sem mães presentes que optaram por esterotipos masculinos?

Ana Sousa

Orlando Dias disse...

Sinceramente acho que vivemos num mundo de homens, no entanto acredito que o futuro é das mulheres. Enquanto os miúdos se entretêm com as playstations, as miúdas muitas vezes dão o seu tempo por melhor gasto. Basta olhar para as médias das miúdas nas escolas e na % de mulheres no ensino superior à 20 anos atrás e agora.
Claro que hoje em dia as mulheres estão em desvantagem, a maioria das decisões são tomadas por homens e vivemos num país machista onde ainda se olha para a mulher pela mais natural responsável pelos filhos. No entanto, acredito na selecção natural, uma vez que as empresas vivem dos lucros, o paternalismo dará lugar à competência…

Anónimo disse...

EDUCAR OS FILHOS ???
E ELAS DEIXAM ???
POR ISSO ANDAM TÃO BEM EDUCADINHOS NA ESCOLA...O MENINO QUER A MÃE DIZ QUE SIM !...
DESENVOLVIMENTO DA CORDENAÇÃO MOTORA NUMA FASE ESSENCIAL DO CRESCIMENTO DO ZERO AOS 6, NÃO QUE VAI CAIR DO BALOIÇO...EU SEI LÁ ETC,TETC !!!

pmrpi disse...

As mulheres saem mais da universidade, no entanto, temos de olhar para o tipo de cursos que elas saem, os empregos bem pagas tipicamente estão associados a gestão/economia ou ciências/engenharia, onde as mulheres estão longe de dominar em termos de números, ou notas, nestas áreas os homens em norma são melhores e mais. Logo é normal que depois também ganhem mais, o problema está no tipo de cursos escolhido pela maioria das mulheres, cursos esses que acabam em desemprego na maioria dos casos, ou ordenados muito baixos.

Anónimo disse...

AS CONSOLAS E OS VIDEO JOGOS DESENVOLVEM INUMERAS COMPETENCIAS INTELECTUAIS, FACTO CIENTIFICO...

Anónimo disse...

CORRECTO CARA COLEGA Á QUE VALORIZAR ESSAS PROFISSÕES...

Anónimo disse...

Porque não respondem os intervenientes às questóes do Sr. Rui Pereira ou da Dª Ana Sousa, nomeadamente acerca do acto desigual de conceber??

António Gonçalves

lady_blogger disse...

Os homens costumam ser mais insensiveis, e por seu lado as mulkheres devido a questões fisiológicas são mais susceptíveis e agem mais impulsivamente, logo talvez vejam os homens como mais competentes por agirem com a cabeça fria. Uma directora preocupa-se com o trabalho, com ir buscar os filhos, ir fazer as compras e imaginar o que vai fazer de jantar, etc, etc, etc. O director regra geral só se tem de se preocupar com o seu trabalho e pouco mais, logo parece mais competente porque também a sua mente está inteiramente voltada para o seu trabalho, não estando preocupado com horário de ir às compras ou arrumar a casa.
Mas não quero com isto afirmar que as mulheres que são chefes sejam todas incompetentes e que devam ganhar menos que os homens.
Realmente concordo que se testem o q.i., mas sobretudo o q.e., este último poderá muito ajudar a entender o quão boas directoras poderão ser algumas mulheres.
Bruxelas apela à divisão de tarefas, mas as coisas não vão funcionar, ninguém faz nada só porque houve alguém que pediu.


CC

Maria Mendes

paio pires disse...

(modo PNR ON)as mulheres deviam era estar em casa a lavar a loiça e a cuidar dos filhos!(MODO PNR OFF)

:D

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Orlando Dias disse...

sim sim.. eu também já passei centenas de horas a jogar pro evoltion soccer e posso confirmar isso. Ao fim desse tempo todo bem investido, falava grego, alemão, chinês e àrabe..

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

A mulher só devia sair da cozinha em dias de jogos de futbol, para levar a cerveja fresquinha ao seu homem!
:D

Anónimo disse...

Será que este tipo de debate contribui para conciliação dos géneros...ou se pauta por abrir uma especie de feridas antigas divisionistas ou separatistas querendo um género se afirmar perante outro...
Haja PAZ em tempo de Natal...

Tiago Gay & Liliana Lésbica

Lealdade Feminina disse...

A maioria dos investidores não são necessariamente homens, muitas vezes são casais... mas a palavra final na escolha do quadro ou escultura que é muitas vezes do homem... Na minha experiência como decoradora, geralmente saão as mulheres, as esposas que tratam do assunto.

Anónimo disse...

A BRILHANTE SÉRIE O AMOR NO ALSASCA TEM UMA FRASE MUITO INTERESSANTE SOBRE ESTES ASSUNTOS...LEMBRAM-SE ?

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ArquiMiguel disse...

Boa Tarde,

Estou a assistir ao programa relação de trabalho entre homens e mulheres na RTP2. Não encontrei o forum, assim aqui deixo a minha opinião:

A questão de hoje, é em si só controversa: Os homens ganham mais que as mulheres?

E porque não? Qual é o problema?

A nível histórico e "genético" os homens estão mais preparados para trabalhar... ensinados e preparados para essas competências.

O que realmente me preocupa é as mulheres quererem Poder... e dizem-no em voz alta. O Poder e a ascenção social são as grandes motivações definidas em Sociologia, e realmente tem sido o grande problema da humanidade.

Democracia é exactamente a amizade entre os Homens, e não é torna-los todos iguais... isso são os extremos. Vamos aproveitar as vantagens de cada um e não cair, NOVAMENTE, em extremismos.

A nossa democracia tem 30 anos, é muito nova... mas vamos leva-la pelo melhor caminho, já que pode ser ainda "educada" em comparação com os outros paises do mundo que precisaram de várias gerações q queimas de sutiens para estabilizarem.

Cotas, tornar homens femininos... a civilização conhecida tem 4000 anos, de evolução da democracia. Os problemas basearam-se sempre na necessidade de Poder.

Acredito que as mulheres numa sociedade democrata possam ser o inicio do fim da necessidade de Poder, pela sua capacidade afectiva, entre outras, e não uma nova forma de o inflamar. E claro com acesso ao trabalho.

O motivo de necessidade financeiras em momentos dificeis foi pontual. Podemos sempre recuar e promover a familia, e não uma civlização baseada em autistas rebeldes solteiros. Existimos para sermos emparelhados.

Para mim, as mulheres que procuram o Poder que perderam aos 25 anos de idade (poder estético entre os homens). Isso não é saudaável. Outras nem nunca o tiveram, nesse caso ainda a necessidade de Poder é maior

Penso serem estas as questões mais pertinentes... caso o objectivo do programa não seja audiências... neste caso as femininas.



Fui educado de forma machista, e simultaneamente moderna... no verdadeiro sentido da palavra. Uma coisa não implica, ou deixa de implicar, a outra. Não sou machista, mas anti-feminista. O feminismo preocupa-me bastante, não pela minha felicidade nem dos mais próximos de mim, mas por essas mulheres.

Acho que o feminismo é o resultado de mães revoltadas, e a revolta não provoca à partida atitudes construtivas. Neste caso, resulta em filhas com pouco futuro emocional, e muito provavelmente solteiras ou divorciadas.

Acredito na igualdade de direitos, mas que as pessoas são diferentes.

As maiores felicidades,

Miguel,
Arquitecto

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Orlando Dias disse...
sim sim.. eu também já passei centenas de horas a jogar pro evoltion soccer e posso confirmar isso. Ao fim desse tempo todo bem investido, falava grego, alemão, chinês e àrabe..


NÃO SEJA LINEAR NEM DESINFORME...
HÁ MUITOS OUTROS, PARA ALEM DESSE, OLHE OS RPG´S DESENVOLVEM AS COMPETENCIAS DE COMUNICAÇÃO E AS LINGUAS...QUER MAIS ?

Anónimo disse...

Questiono a interveniente da APAV se numa sociedade sem valores de referencia, é legitimo desmontar estereótipos que desde sempre sustentaram a educação das gerações futuras...como fica a educação das crianças sem mães presentes que optaram por esterotipos masculinos?

Ana Sousa

Juliana disse...

Trabalho pra uma empresa com contrato e mesmo assim as diferenças acontecem dessa forma brutal
Juliana Xavier

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lealdade Feminina disse...

A Justiça e a sociedade é masculina e patriarcal, não vale a pena me estressar procurando meus direitos... Encontrei uma nova forma de atuar para desmasculinizar a sociedade e equilibrar as energias masculinas e femininas.
É preciso agir, e não simplesmente reclamar. As mulheres são fortes e precisamos é nos dar as mãos para construir uma sociedade mais justa para todos.

Anónimo disse...

Coragem e dever de cidadania para denunciar desigualdades. É bonito, mas as represálias podem incluir a perda de um trabalho que já é precário. E esse é um luxo a que a maior parte das pessoas não se pode dar nos tempos que correm...

Lealdade Feminina disse...

Em off...

Criei 10 passos para a construção da Lealdade Feminina, pq nós mulheres temos de estar unidas, e assim a sociedade vai mudar... Ainda não está acabado mas gostaria de divulgar pra ti, pessoalmente, e pros demais convidados...
Beijinho

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Diogo disse...

Considero que em algumas areas ainda ha descriminação prejudicial para as mulheres. Mas existem tantos outros em que sao descriminados os homens. Gostava que uma senhora me responda à seguinte questão:
"- Porque razão em certos locais de (por exemplo de diversão nocturna)o homem tem de pagar para entrar, ou não entra se não esta acompanhado, e a mulher não?

Pedro disse...

o facto de as mulheres ganharem menos deve-se "apenas" ao facto de os segmentos empresariais estarem viciados... isto porque as empresas ainda querem o homem na direcção. quando a sociedade se "abrir" as mulheres assumirão cargos de topo na maioria das situações.

Há ainda uma outra coisa que queria abordar... Falaram em posts acima que há machismo por parte dos homens... vejamos o seguinte exemplo... um homem licencia-se em educação de infância... é claramente discrimado na procura de emprego, bem como pelas colegas de trabalho... que nome darão a isto???

Sociedade Civil disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lealdade Feminina disse...

A sociedade discrimina pq dividiu o ser humano em masculino e feminino... Homens e mulheres tem seu lado masculino e feminino. À mulher não é permitido expressar seu lado masculino, e ao homem não é permitido expressar seu lado feminino.

Mas voltando ao assunto...

OS HOMENS GANHAM MAIS PQ OS PATRÕES E CARGOS DE CHEFIA SÃO OCUPADOS POR HOMENS!!!

Orlando Dias disse...

Tal como no futebol, não se jogam com 11 pontas de lança as empresas devem procurar os seus 11 iniciais. Claro que existem diferenças entre os homens e as mulheres. No entanto essa diversidade é que muitas vezes consegue a equipa perfeita. Infelizmente este tipo de assunto tem tendência a dar mais ênfase a opiniões machistas ou feministas… equilíbrio, é isso que falta.
Claro que as mulheres são prejudicadas, quantas horas por ano falta uma mulher por causa dos filhos e quantas vezes falta o homem? Quantas mulheres são despedidas quando são mães e quantos pais o são? As leis são muito bonitas, mas se calhar em vez de permitir os papás gozarem parte da licença das mulheres, estes fossem obrigados a ficar em casa… seria um bom ponto de partida para as coisas mudarem, mas para isso era preciso um governo socialista… espera até temos um… bem mas por outro lado temos de agradar aos patrões que depois acaba-se o pirilim para as campanhas…

ArquiMiguel disse...

Cara Fernanda Freitas,

Não me identifiquei no comentário, mas enviei um mail pessoal.

Pode sempre responder para o mesmo.

Lamento ver este tipo de discussão no ar, numa altura em que deviamos, Portugueses, juntar forças para criarmos exactamente uma "Sociedade Civil" civilizada.

Desprezo guerras, e espero que possamos construir pontes.

Como se disse, na função pública promove-se a familia. O feminismo é extremamente util às empresas privadas, pela competição.

Estamos a ser geridos como máquinas.

Miguel, Arq.

Lealdade Feminina disse...

lADY BLOGGER

Já que não tem tempo de atualizar seus blogs, entre para a Lealdade feminina...
Abraços e Beijinhos

Juliana e Theo...

Estamos no Algarve...

Anónimo disse...

Estes debates da igualdade, descriminação, oportunidades & direitos, vão sempre dar ao mesmo..os homens são os carrascos e as mulheres são as eternas vitimas...

Será um homem ou uma mulher que diz isto? Fará diferença? Ou facilitará a argumantação ao serviço dos nossos pré-conceitos??

Anónimo disse...

Cara Lealdade Feminina

"A sociedade discrimina pq dividiu o ser humano em masculino e feminino..."

Tal não é verdade, não foi a Sociedade que fez essa divisão, eu preferia dizer distinção!!
Foi a Natureza!! Esta fê-los irremediavelmente diferentes...a menos que mudem de sexo...isso já é possível.

Mas o que ainda não é possivel é discutir o acto de conceber nos Homesn e as Mulheres neste tipo de debates preferem não falar disso...PORQUÊ???

António Gonçalves

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Lealdade Feminina disse...

Meu anjo... A Natureza nos fez seres humanos... com sexos complementares, o macho e a fêmea... A sociedade nos dividiu em homem e mulher, e retirou do homem o direito de ser feminino, e À mulher, o direito de ser masculina... e já agora fez uma confusão ainda maior qdo determinou o que é masculino e o que é feminino... vc não sabia disso? ninguém te contou???

Lealdade Feminina disse...

Homens e mulheres são vítimas de um sistema patriarcal...

Anónimo disse...

"Meu anjo... A Natureza nos fez seres humanos... com sexos complementares, o macho e a fêmea... A sociedade nos dividiu em homem e mulher, e retirou do homem o direito de ser feminino, e À mulher, o direito de ser masculina... e já agora fez uma confusão ainda maior qdo determinou o que é masculino e o que é feminino... vc não sabia disso? ninguém te contou???"

o seu discurso é anedótico!!

Fala-se q as mulheres sao poucas as q conseguem chegar a altos cargos e eu pergunto, qual é a qtidd percentual de homens e mulheres a candidatarem-se a esses cargos? Só sabendo a qtidade de mulheres e homens a candidatarem-se ou a concorrerem para esses cargos é q se sabe se elas sao ou n discriminadas e n pelo nº actual de homens no/com poder.

Sociedade Civil disse...

Agradecemos que todos os comentários à margem do tema sejam enviados por mail

Saudações civis