terça-feira, março 25

Cancro colo-rectal – previna-se

Em Portugal, o cancro colo-rectal mata 10 pessoas por dia, afectando, segundo a Europacolon, cerca de 1 milhão de pessoas em todo mundo.

Entre os factores de risco destaca-se uma dieta rica em gorduras e proteínas e pobre em fibras, tabagismo e alcoolismo, mas também a existência de um familiar com cancro no intestino.

A mesma associação europeia estima que seja possível, até 2020, reduzir em 50% o número de mortes, se as entidades responsáveis agirem agora.

Saiba, neste Sociedade Civil, o que pode fazer para prevenir, detectar e tratar a doença.

5 comentários:

Raquel disse...

Olá Fernanda!

Uma das razões para um não diagnóstico reside no receio de fazer o exame pela sua característica evasiva mas também pelo receio de chegar a um diagnóstico de cancro. Estou certa que os doentes oncológicos são orientados do ponto de vista psicológico. Mas a minha pergunta vai para que tipo de medidas preventivas e sensibilizadoras com suporte psicológico têm sido feitas junto desta população?


Obrigada.

pires marques disse...

Boa tarde: venho pedir a Vossa preciosa ajuda pois sou colostomizado há 12 anos (anónimo) o que me levou a afastar-me dos meus amigos já fiz várias tentativas junto da associação para que fosse criádo um forum para que pudésse-mos trocar experiencias e puder-mos fazer amizades uma vez que há pessoas que nem sequer vêm á rua ajude-nos através do seu programa pois é extraordinário por favor obrigado.

Raquel disse...

Olá Fernanda!

Pergunto também se uma das medidas preventivas não passaria pela introdução de profissionais de psicologia no sentido de trabalharem as resistências às mudanças alimentares. Porque como psicóloga penso que não basta se ensinar a comer mas sim estudar as razões dos hábitos alimentares a que as famílias estão sujeitas no nosso quotidiano ( stress; depresssão; perturbações alimentares inerentes a novas modelos de beleza).

Obrigada.

Nany disse...

Nâo é bem um comentário mas mais uma questão.
Fui operada em França com 7 anos ao esófago por ingerir soda caústica.Devido a essa operação os meus intestinos foram deslocados e puxados p/ cima Estão fora do local habitual e uma parte já dento do diafragma.Por isso não posso fazer os exames habituais ao cólon. Nem a preparação pode ser efectuada.Gostaria de saber se haverá algum processo recente que me possam examinar pele parte externa.Não posso também engolir a cápsula pois fiquei com uma abertura no esófago bastante acentuada.Como já tenho 67 anos gostaria de poder verificar o estado dos intestinos.Agradeço a atenção e peço desculpa pela maçada .
Melhores cumprimentos de

Nany

Lina disse...

Olá Fernanda!
Eu sou doente oncologica, Cancro do Colón, fui operada vai fazer 6 anos, nessa altura eu tha 40 anos.Não entendo por vezes falarem na idade, pois, para mim no caso de qq tipo de cancro não existe idade real para ele bater à porta de qq pessoa. Eu não tive qq sinal e segundo os medicos ele já andava por cá à 10 anos (tha eu 30 anos). Não tho ninguem na familia com este tipo de cancro, mas agora, apartir de mim vão fazer a historia familiar, para salvaguardar as gerações futuras, pois tho 1 filho e tho sobrinhos directos, eles terão ke ser mto vigiados. Como eu digo sempre, nesta vida vamos ganhando as batalhas, mas o principal é estarmos prontos 1 dia para a guerra, e essa eu estou embora tb saiba ke será mto, mas mto dificil ganha-la....Jokitas e muito obrigado