quarta-feira, junho 18

Geração polegar

Estudos científicos revelam que o polegar da nova geração está mais desenvolvido... por causa das novas tecnologias.
Conhecida como a geração polegar, a juventude de hoje prefere estar em casa com o dedo na consola de jogos ou no teclado do telemóvel do que brincar com os amigos na rua. Em média enviam quase 240 mensagens por semana, e aos 16 anos já tiveram mais de três telemóveis. Fazem mais de 3 telefonemas por dia, gastam em média perto de 20 euros por mês e 60% não desliga o telemóvel na escola.
Num mundo em que o número de caracteres conta, a língua portuguesa sofre grandes alterações.
Neste Sociedade Civil queremos perceber a relação que se criou com o telemóvel e com os jogos. Será necessidade ou obsessão? Contribui ou não para o isolamento dos seus utilizadores? Provocará mudanças comportamentais?

Convidados:
António Granado - Jornalista do Público
Patrícia Dias - Docente da Universidade Católica Portuguesa
César Mourão - Actor

143 comentários:

Kanina disse...

Eu so uso sms porque tenho o meu namorado noutra cidade. caso contrario nem usava... mas apesar de usar as sms nao escrevo (nem na internet) em pites onde aquilo nem é portugues nem é nada. deem uma volta pelo hi5 e vao ver...é horrivel e nem é mais facil porque é mais dificil...

Ritinha disse...

Eu claramente prefiro telefonar, mas como as mensagens são de borla uso mais as mensagens. Mas agora os novos pacotes das operadoras (extravaganza, moche e tag) já oferecem chamadas, messenger e mensagens grátis, o que pode contribuir para o aumento das chamadas.

Ana Rita Rodrigues - 21 anos

Misc. disse...

Boa tarde. Uso as mensagens principalmente porque não me gastam saldo, uma vez que as mensagens são gratuitas com o meu tarifário, e é uma maneira de estar em permanente contacto com aqueles que gosto. Mas admito que muitas vezes são desnecessárias e ridiculas, mas é quase como um vicio. E por outro lado por vezes é mais "fácil" e mais conveniente a mensagem do que ligar, uma vez que podemo-nos "esconder nos nossos dedos" em vez de nos esconder-mos na nossa voz.

Misc. disse...

E outra coisa, como foi dito, e concordo plenamente, o não possuir telemóvel e quase como se fossemos excluidos da sociedade, pelo menos da sociedade jovem. Até porque a primeira coisa que é perguntado e pedido aquando do primeiro contacto é o numero de telemovel e o endereço de messenger ("essencial" para a não exclusão também).

Filipe disse...

Eu uso muito sms, e mais fácil falar por sms, nos assuntos "difíceis" de falar frente a frente. Incluindo os Custos. Uso bastante os SMS, incluindo as mini frases. Tambem uso bastante a Internet e Menssseger, do que agora também tem Internet, Mensseger no Telemóvel, até televisão. E a nossa casa electrónica Portátil.

Vania Catarina disse...

Os telemóveis trouxeram-nos um novo mundo, o do imediato, o de estarmos sempre contactáveis que, sem dúvida, facilitou em muito a comunicação. Porém, o telemóvel e, sobretudo, as mensagens escritas associadas ao msn e afins criaram uma nova realidade nas relações humanas: a impessoalidade e a falta da frontalidade que podem mesmo convergir para a ausência de sinceridade e verdade nas relações humanas. Além disso, e apesar de eu ter 21 anos, acho chocante a nova linguagem via sms. As abreviaturas e a introdução da letra "k" tornaram-se verdadeiros hieroglifos impossíveis de descodificar. E isso traz um problema acrescido: os jovens deixaram de saber escrever português correcto, porque se prenderam demasiado a essa esfera da linguagem das sms. Situação, no mínimo, preocupante...

_monstro_ disse...

Ao longo do tempo o telemóvel tem vindo a ser um aparelho indispensavelmente para "nos" (juventude).
Visto que assim podemos saber em qualquer momento onde estão os nossos amigos, tirar duvidas etc...
E talvez usamos mais as mensagens por ser de graça. Mas como alguém já referiu aqui com os novos tarifários já se nota que as pessoas a reduzirem no numero de mensagens e já começam a ligar, vejo isso mesmo por experiência própria.

Beatriz disse...

Tenho 18, sou estudante e aparentemente tenho tudo para pertencer à "geração polegar". Tenho dois telemóveis de operadoras diferentes mas, estranhamente, envio muito menos de 20 sms por dia (somando os dois telemóveis). Sem dúvida que os telemóveis são úteis. Mas é tão "ridículo" quando ao fim de um ano a acrescentarmos números à lista telefónica a vamos limpar, e percebemos que grande parte dos números utilizamos uma ou duas vezes e às vezes já nem sabemos de quem são.
A adaptação é muito importante, mas, há que ter conta, peso e medida. Nunca aderi aos k, x, e afins (até porque considero a nossa língua demasiado bonita para ser mal tratada) porque pura e simplesmente não facilita nada. Penso que foi uma necessidade da "nova" geração de criar uma linguagem própria, distinta e incompreensível para os "cotas". Mais uma forma de afirmação.
Concluindo, graças a Deus isto é um vírus controlável e não afecta toda a gente da mesma maneira. Há que saber utilizar estas novas tecnologias para nos facilitar a vida e não nos fazer passar de prisioneiros da distância ou falta de comunicação para prisioneiros do contacto permanente.

Oversuhk disse...

Diariamente quase não uso telemóvel, e não me sinto nada posta de fora da sociedade, até porque no meu grupo de amigos, todos temos telemóvel, mas não os usamos para além de uma eventual mensagem para os pais a avisar que vamos chegar tarde a casa. Não precisamos dos telemóveis muito simplesmente porque ou estamos todos juntos, ou, se estiver cada um em sua casa, estamos em permanente contacto pelo messenger ou pelo skype. Temos todos uma vida social sem problemas nenhuns, e preferimos guardar o dinheiro que gastaríamos em tarifas para ir ao por exemplo ao cinema, que será bem mais interessante =D

Pedro disse...

Boa tarde,
Eu pertenço a uma geração que assitiu à massificação das consolas de jogos, que presenciou o nascer dos telemóveis em Portugal e que tem na internet um modo de vida.
Por questões profissionais tenho na internet e nos programas de comunicação instantanea uma ferramenta de trabalho e até de lazer que me permite em limite trabalhar a partir de casa e comunicando com um grupo de colaboradores com a maior facilidade.
Os telemóveis são o famoso pau de 2 bicos, se por um lado nos permitem uma facilidade de comunicação a qualquer hora e praticamente em qualquer lugar por outro estamos reféns deles mesmo pois não é admissivel que não estejamos disponiveis. Assume-se que quem tem telemóvel tem a obrigação de estar disponível e quando não está surge logo a fúria do "porque é que tem telemóvel se não está ligado"

Giselle disse...

Boa Tarde,

Tenho 16 anos, e não tenho telemóvel. Logo, concluímos que é possível a sobrevivência sem a posse de um.
Mas é em tudo verdade o que aí tem sido dito, há uma pressão social para que todos possuam um aparelhinho mágico, que é ímpossivel hoje encontrar um que apenas faça chamadas e envie mensagens, penso que foi criado para isso.
Já me disseram que por não possuir telemóvel era uma pessoa egoísta, pois queriam contactar-me e não conseguiam, dei razão a essa pessoa, percebo que é quase um dever estar contactável, principalmente quando dependem de nós.
Talvez me torne num número de estatísticas, entretanto. Até lá, vou desfrutando da minha liberdade.

Sim, é um facto, para aqueles que não possuem telemóvel, o mundo, passa-lhes ao lado. Sinceramente, não me faz diferença.

Boa continuação de programa, o César Mourão é uma grande actor, uma vénia.

Cranio da escola;P luis cruz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
martagaspar disse...

Com os meus 71 anos tenho sempre ligado e à mão, nao sou dependente mas pode alguma neta precisar de mim.
Mensagens vão pela net, de borla, para quem preciso. Uso para lembretes e acordar.Tiro som e desligo na aula ou no médico,por exemplo.

Ana Tiago disse...

Eu uso o telemovel todos os dias, principalmente para mandar sms. As vezes até uso nas aulas, mas com muito cuidado para nao me o tirarem.
E como tenho sms de borla é muito mais fácil. Ligar é so mesmo á minha mae, pois é mais fácil para ela perceber.
Mas não me considero uma viciada pelo telemovel, se me tirassem o telemovel sinti-a a falta dele, mas nao enlouquecia.

mestre disse...

Chamo-me Daniel Azevedo e sou professor de Matemática. Utilizo o messenger para tirar dúvidas, este projecto ficou nos 30 projecto mais empreendedores no Audax da RTP2.
Inicialmente não tinha grande vontade de o utilizar, mas, rendi-me ás suas potencialidades. É excepcional e permite escrever como se estivesse ao lado do aluno com uma tabela própria.
www.oteumestre.pt.vu este projecto começou na Escola Eb 2/3 de Sátão , e neste momento temos cerca de 500 alunos de todoo país.

Ritinha disse...

Actualmente custa ver-me jovens como a minha irmã (que tem 18 anos) que são completamente dependentes do telemóvel. Usam o telemóvel durante as refeições, dormem com eles à beira da almofada, tiram dúvidas das aulas pelo telemóvel, etc.
E mesmo quando estão com os amigos passam mais tempo a escrever mensagens do que a falar com os amigos. Preocupante...

Henrique Silva disse...

Boa tarde,
eu mexi no meu primeiro pc(que não era meu) bastante cedo. O meu primeiro telemóvel foi-me "oferecido" (eu é que o paguei) no 9.ºano. eu defendo a proibição do telemóvel ( até que idade não sei). Eu uso o telemóvel porque me dá jeito para pedir transoprte e além disso serve-me como despertador. Não considero esta geração mais nova uma geração expert nas TI, apenas sabem o básico, o que para os mais velhos parece muito. A internet é uma ferramenta que consigo dispensar, mas que acelera bastante a aprendizagem de programas, opiniões( fóruns) e o contacto com outras pessoas de países estrangeiros.

Carlos disse...

olhem para as vossas canetas ;)

já repararam k estão a utilizar canetas bic laranja as quais já não são utilizadas pele geração polgar :)

ptp disse...

eu xo uso sms kando tenh mxm de falar com alguem, ñ xo um dependent do telemovel. Max kustumo usr muito o msn.

Beatriz disse...

Outra coisa... Nunca mais me esqueço de ter visto, já há uns anos, na porta de uma igreja, um cartaz que dizia: "Deus chama-nos sim, mas não pelo telemóvel, por favor desligue o aparelho". Nunca desligo os meus mas estão quase sempre sem som.

Pedro disse...

As novas gerações, e por novas digo crianças com 4/5 anos já sabem lidar com os telemóveis de forma básica, já sentem a curiosidade pelo computador e pela internet. O meu sobrinho com 5 anos já quer mexer na internet, pede frequentemente para ver filmes de desenhos animados e ouvir música no Youtube e quer jogar no computador.
Toda esta introduçao das tecnologias em tão tenra idade é surpreendente e ainda mais a rapidez com que as crianças aprendem a mexer e a querer fazê-lo sem ajuda dos adultos.
A utilização dos telemóveis por crianças é algo com que não concordo, pois com estudos ou não, a verdade é que sujeitar as crianças a radiações que não necessitam é algo que tem de ser controlado.
Outro ponto é que vivemos numa sociedade de à velociadade "da banda larga" em que um telemóvel com 2 anos é pré-histórico e um computador com 4 anos é da idade da pedra. Penso que também é necessário fazer uma pausa e avaliar para onde caminhamos com esta onda de rapidez de consumismo

®UB3N disse...

Tenho mensagens gratis porque por vezes preciso de qualquer coisa de um colega e e' simples...
Nas aulas nem sempre desligo o telemóvel, mete-o no silêncio e com vibração. E so em caso de urgência e' que uso as chamadas... E utilizo com frequência os jogos para me entreter!

Henrique Silva disse...

Eu gosto mais da transparentes bic, sao as minha preferidas. Actualmente uso PILOT devido à minha área.

José Carlos Marques disse...

Gostava de levantar uma questão ao jornalista presente: Como olha para os jornais electrónicos? Não aqueles que são apresentados no ecrã do computador, mas aqueles que vemos agora na ficção científica, onde as pessoas têm acesso a notícias que são actualizadas ao segundo num aparelho que transportam consigo dentro da carteira. Tem um pouco haver com as notícias que nos chegam por telemóvel, mas feito de uma forma mais imediata.
E já agora, de que forma é que este imediatismo na comunicação social pode afectar a importância das notícias e o funcionamento dos jornais? Não teme pela sanidade mental daqueles que tem que estar atentos às notícias segundo a segundo num universo que é agora muito maior?

Andromeda disse...

Tenho 25 anos e tive o meu primeiro telemóvel aos 18 anos, por escolha própria. Podia ter tido um mais cedo mas não quis porque não quis abdicar daquela sensação de liberdade que existe quando não se está contactável 24h por dia.

Sou estudante de engenharia informática e portanto a internet e os computadores fazem parte da minha vida. Contudo, não sou muito dada a este tipo de comunicação excessiva que caracteriza as pessoas da minha idade (e mais novas). Evito o messenger como o "diabo foge da cruz", acima de tudo porque não sei o que dizer. Prefiro falar com as pessoas "cara a cara", a conversa parece surgir e fluir mais naturalmente. A verdade é que continuo a gostar da liberdade que se tem quando não se está em contacto com alguém a toda a hora, ocupa tanto tempo! Tempo que eu posso utilizar para ler um livro, jogar um jogo de consolas, fazer exercício físico, ver um filme, estudar, etc. Posso dizer que uso o messenger exclusivamente para a realização de trabalhos da faculdade. Nesse sentido é bastante prático pois não preciso de sair de casa para realizar um trabalho de grupo.

No que diz respeito ao telemóvel a minha postura é semelhante embora não tão radical. É um aparelho de uma practicidade incrível mas posso afirmar com toda a certeza que conseguiria viver sem ele. Vivi tantos anos sem um e não morri, penso que poderia fazê-lo novamente. Pelo que me dizem sou bastante rápida a escrever sms mas envio menos de 20 por dia. Aliás, enviaria menos não fosse o facto de eu me recusar a utilizar abreviaturas. À custa disso uma mensagem minha pode às vezes ser composta por várias sms, mas pelo menos dessa forma a Lingua Portuguesa não é mutilada.
Faço poucos telefonemas, apenas quando preciso de contactar alguém mais rapidamente do que as sms permitem ou então não me apetece escrever.

Também não sou utilizadora de sites como o MySpace, Facebook ou Hi5. Prezo a minha privacidade acima de tudo e como tal sites desse género não são para mim. Não consigo compreender como tanta gente se expõe daquela forma, para que todo o mundo veja.

Para alguém que lida com computadores diáriamente, muito para além daquilo que faz o comum dos utilizadores, que gosta de jogos de consolas/computadores e de tecnologia de um modo geral parece-me que sou um tanto ou quanto arisca a tudo isto. A sensação que tenho é que apesar de disfrutar de toda esta tecnologia de um modo natural, conseguiria abandoná-la de um momento para o outro. Aliás por vezes sinto um certo ímpeto em fazê-lo. Parece-me que não gosto de me sentir dependente da tecnologia.

E quanto a desligar ou pôr o telemóvel em silêncio, faço-o sempre que estou nas aulas, vou ao cinema, ou estou numa situação que exije que o faça por uma questão de respeito por terceiros.

Nuno disse...

Boa tarde,
trabalhando numa loja Nokia em Lisboa, tenho a perfeita percepção das faixas etárias dos utilizadores deste meio de comunicação. Acho que de facto se começa a utilizar demasiado cedo mas, muito por culpa dos pais, que ao tentarem controlar ao máximo os filhos, esquecem-se que dão para as mãos uma ferramenta que dá uma independência gigante. Lembro-me do meu pai me ter dado com 16anos o meu primeiro telemóvel e de ao ver crianças com 10 anos arrepiar-me e sentir-me velho (tenho 24anos). Mensagens escritas uso com frequência, muito mais que chamadas, aliás, chamadas só mesmo quando preciso duma resposta imediata. Realmente são outros tempos, e mesmo para nós acabados de sair da adolescência é estranho existirem mudanças tão bruscas.
Obrigado

T7A disse...

eu ouvi falar que fizeram um estudo sobre a radiaçao dos telemoveis e que colocar um ovo no meio de dois telemoveis a ligar um para o outro e ao fim de 30 minutos de conversa o ovo estava cozido

isto é possivel????

philippe_poet disse...

Boa tarde. Tenho uma irmã que não pode passar 15min sem o telemóvel.É realmente preocupante(do meu ponto de vista) os níveis de obsessão a que alguns jovens chegam. Eu dei por mim a desligar o telemóvel, porque alguns amigos meus não me deixavam em paz até que respondesse as mensagens.Alguns deles até ficavam zangados comigo.

Philippe 24 anos

Tatiana disse...

Tenho 15 anos e apenas aos 18 anos irei ter um telemóvel.
Até gradeço, de certa forma, que até agora não me tenham ddo um telemóvel. Por um ldo, nõ estou em contacto constnte com os meus amigos mas por outro, sei que não sou tão vulnerável a possíveis doenças que os telemóveis possam vir a causar.

NPinto disse...

Tenho 35 anos, tive o meu 1º computador no último ano da faculdade (24 anos) e o meu 1º telemóvel (oferecido) com 27 anos... talvez porque não "aprendi" a "viver" com um computador, uso este apena para trabalhar. Tenho sempre muita curiosidade por explorar o software (de trabalho),sou uma utizadora diaria da net, mas não tenho paciencia alguma para jogar (nem mesmo a paciência)...Quanto ao telemóvel é muito util, sem duvida, mas noto que "atrofia" o modo de "agir" das pessoas, posso deixar um exemplo (que me deixa fula):antes do telemovel eu combinava um encontro no dia tal à hora tal com determinada pessoa e estava combinado...hoje com telemovel tento continuar a instituir essa forma de combinar (não usando o telemovel)mas em vão, porque do outro lado tenho logo a resposta: "tá, tá combinado mas quando chegarmos ao local, ligamos"... Dá para não depender tanto do telemovel? e usar o "cerebro" para agendar tarefas? (e se nos falta a bateria?)...
cumprimentos a todos e os parabéns pelo programa...

miguelito disse...

Luís

Boa tarde!
Acho que os telemóveis são um meio muito bom de comunicação mas deve ser utilizado com moderação.
conheço casos de pessoas que ao terem 1500 sms por semana para enviar não "caem" no mundo real enquanto não mandam essas mensagens.
O telemóvel pode ser um bom meio de comunicação, por vezes podem denunciar o nome das crianças quando se fazem downloads de músicas com nomes, atraíndo assim a presença de pessoas que lhes poderão fazer mal.

Já contactei com pessoas amigas, e em conversa se constata que hoje não há tempo para nada e temos todos os meios que nos mobilizam rapidamente e há 20 e muitos anos não havia telemóvel e havia mais tempo para diálogo.

Andromeda disse...

Os adolescentes hoje em dia podem usar abreviaturas para "conversar" de modo a que os seus pais não compreendam o que eles estão a dizer mas a verdade é que sem telemóvel, internet ou abreviaturas eu também o fazia, simplesmente usava a lingua inglesa. Podia estar ao lado dos meus parentes a falar com um amigo sem que eles percebessem o que estávamos a dizer. Talvez por isso o meu domínio da lingua inglesa seja tão bom...

Streat Team de Braga disse...

Eu sou mesmo completamente viciada no Telemóvel.
Costumo gastar o limite de mensagens grátis a meio da semana.
Crio smiles e tudo xD

Este por exemplo é o bil dos tokio Hotel-----> #:D
xD


Joana--- 15 anos

Manuel disse...

Voçes falam em tantos estudos.Gostava que soubessem qe em escolas no Japao onde jovens colaboraram deixando de usar o movel em tempo escolar, subiram as suas notas 4 valores1 E os jornalistas que com tanto entusiasmo pelas novas tecnologias, , já deixaram saber escrever e ler Português...Uma coisa é poder beneficiar desses meios , outra é estar dominado por elas! Como vêem ps senhores, a nossa pobreza não é só económica, mas sobretudo Social! 13 milhões de moveis para 8 milhões de habitanyes diz alguma coisa???

EviL disse...

Acho intolerável algumas pessoas pensar que sou obrigado a atender uma chamada.
Ainda sou libre de escolher quem e quando atendo uma pessoa.

Quanto aos SMS é um negócio de milhões, pois para as operadoras o custo é zero.
O único requesito é as antenas e centrais terem energia. Já o são obrigado a ter por causa dos telefonemas.

José Carlos Marques disse...

Gostava de levantar uma questão ao jornalista presente: Como olha para os jornais electrónicos? Não aqueles que são apresentados no ecrã do computador, mas aqueles que vemos agora na ficção científica, onde as pessoas têm acesso a notícias que são actualizadas ao segundo num aparelho que transportam consigo dentro da carteira. Tem um pouco haver com as notícias que nos chegam por telemóvel, mas feito de uma forma mais imediata.
E já agora, de que forma é que este imediatismo na comunicação social pode afectar a importância das notícias e o funcionamento dos jornais? Não teme pela sanidade mental daqueles que tem que estar atentos às notícias segundo a segundo num universo que é agora muito maior?

_monstro_ disse...

as vezes para algumas pessoas é muito mais fácil exprimir-se por palavras escritas pois o receptor assim não se apercebe do tom de voz ou das emoções de quem esta a transmitir as memsagens, logo as sms facilitam a conversa.
Porque a certos assuntos que as pessoas ainda tem "vergonha" em falar pelo telemóvel.

Ana Rita Matos disse...

Se é inegável que a era da Internet fez emergir uma geração polegar potencialmente mais informada e esclarecida nas mais diversas áreas do saber, coloco,na qualidade de professora, o contraponto a esta questão: não causará esta imediatez no acesso à informação a atrofia do raciocínio, a incapacidade de relacionação de conhecimentos, a impaciência ou a falta de persistência na procura do conhecimento? Não será o "copy-paste", técnica generalizada de construção do saber, uma ferramenta castradora da descoberta, do mérito, da individualidade?

Ana Rita Matos
32 anos

Susana disse...

Boa tarde, mais uma vez é com muito agrado que vejo e participo neste programa!
Acho que, também muito devido á violência , os pais tentam precaver-se oferecendo um telemóvel aos seus filhos. Muitos pais podem fazê-lo por 'vigilância' mas outros preocupam-se mesmo muito com a violência existente e que só tem vindo a aumentar! Se mais nada resulta nem ajuda... alguém tem de se preocupar e ajudar os jovens e crianças!

Miguel Pinheiro disse...

Na minha opinião acho que vocês estão a generalizar muito a atitude dos jovens. Por exemplo eu tenho 16 anos e envio provávelmente 5 sms por mês, e não escrevo com abreviações. Mesmo no Messenger, escrevo as palavras como manda o dicionário. E a maioria das pessoas com quem converso faz o mesmo

Heitor Gonçalves disse...

Tenho 52 anos e tanto profissionalmente como pessoalmente (sou radio-amodor à 33 anos) tenho estado ligado às telecomunicações.
O disparate que hoje se vive com os telemóveis tem sempre este meu comentário: "Fazem tudo até chamadas".
Parabéns pelo seu feliz programa.

Heitor Gonçalves

N-Gin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Strawberryzinha disse...

gxtei dxt programa XD

Só há uma coisa horrível... páginas tantas deparo-me a pensar... como raio se escreve bem a palavra xpto... quando estou a escrever em exames de faculdade, muito por culpa do despachar das sms e do irc.

Patrícia I. M. Santos

martagaspar disse...

Esses códigos n uso pois demoram mais a escrever do q as palavras, mas para as netas escrevo sempre portugues e já disse que me escrevam em portugues. Qualquer dia as raparigas só sabem portugues de código!
Para as jovens amigas tb escrevo...lol.N kero parar no tempo. O K foi de propósito.

Ricardo Neto disse...

ola sou o Ricardo Neto estou a assistir ao vosso programa o qual assisto todas as noites a repetiçao... Nao passo sem o telemovel enm MSN .... um abraço ao Cesar sou fa outro aos restantes convidados e um beijo a fernanda... o meu BLOG

www.ricardoneto.blogspot.com
MSN: fadista_rn@hotmail.com

RICARDO NETO ;)

Giselle disse...

César, de quando em vez, sim, peço a alguém que me mande uma mensagem. Mas normalmente deixo em casa, no famoso papelinho no frigorifico uma mensagem para onde vou.

Diogo disse...

Eu uso telemóvel para telefonar quando preciso, mando sms e claro que aproveito as borlas mas quando tenho de telefonar nem me preocupo se gasto saldo. ligo e pronto. Não sou viciado e prova disso é que o meu telemóvel chega a ficar dias sem bateria!

Sou contra a linguagem "poupa tempo" e prefiro ligar a escrever no messenger e telemóvel.

Diogo Carquejo- 16 anos

Antonio Barata disse...

Chamo-me António Barata e tenho 43 anos.
Sou um fervoroso adepto das TIC, tenho msn,hi5, e myspace e outros. quanto ao telemovel acho de grande utilidade, uso-o meramente no minimo, telefonar para situações rapidas e importantes msg. para informações de menos importancia e breves. Acho que a geração pulgar, se encontra muito dependente das TIC, mas apenas da parte mais ludica. pois já verifiquei que em muitos casos não sabem trabalhar, com os mail e folhas de calculo ou word.
Acho também que deveriam ser questionados os valores gastos por a actual juventude ( em todo o mundo), não só por estas TIC, mas por todos os gadjet. Tendo em conta a actual crise mundial, nos casos de fome existentes em Portugal e no mundo.

Rj disse...

Uso o telemóvel para que me contactem, raro é o dia em que pego no dito para fazer chamadas.
Acho porém, que a dependência do telemóvel é proporcional à sociabilidade da pessoa.

"Just as a side note" muitas pessoas conhecem-se através destes meios. Dizer que ninguém "adiciona ao msn messenger" ou "atende um telefonema" de um estranho é desconhecer a sociabilidade da juventude de hoje em dia.

Beatriz disse...

Ao contrario do que se disse, conheço muito boa gente que adiciona ao msn, ao hi5 ou a outro sitio qualquer, muitas pessoas que não conhecem. E que depois se vão conhecer e tal... Também se criam círculos sociais só no msn ou no hi5 e que depois se transpõem de um sitio para o outro e por vezes para a "vida real".

N-Gin disse...

Boa tarde! Eu tenho 17 anos, tenho dois telemoveis de operadoras diferentes e não dispenso nenhum dos dois. Costumo enviar mais de 600 sms's por semana e sei que muitas delas seriam desnecessárias. No entanto não me julgo viciado pois praticamente só envio mensagens quando estou sozinho, por exemplo nas viagens diárias de autocarro. Normalmente quando estou acompanhado nem me lembro do telemovel.
Mesmo tendo um uso um pouco excessivo de sms's gosto muito de escrever a caneta e dou muito valor a ver um texto sem erros tendo até amigos que me chamam de "xato" quando lhes corrijo algum erro nos seus blogs ou até nos nicknames do msn. :)

Gil Pinto

Inês disse...

boa tarde!

Esta semana propuz a uma amiga com quem falo muito frequentemente ao telemovel, é para mim como uma irmã, que instalasse um telefone fixo, como o que eu tenho em casa, que lhe permitiria ter net e telef em que as chamadas para rede fixas seriam completamente gratis! pois é, não quis, a resposta foi de imediato:

-e se aderissemos à Extravaganza?

é o mundo dos dias que correm!
o telefone 'já não é prático, o telem está mais à mao, e já tem quase o mesmo preço'

Inês, 16 anos

Carla Larião disse...

boa tarde,
uso o meu telemovel para mandar mensagens ate porque sao gratis, mas quando o meu filho tinha telemovel(antes de ser furtado por um colega) maior parte das mensagens nao as conseguia decifrar.

WWE - Portugal - O Blog disse...

O telemóvel hoje em dia não funciona apenas como um meio de comunicação mas como "um acessório essencial para o adolescente". Hoje em dia os jovens são cada vez mais timidos, e tendem para comunicar desta forma mesmo que estejam a 1, 2 metros de distância. São essenciais para conhecer outros adolescentes e sem eles não "se abrem" uns aos outros. Isto é estremamente mau uma vez que pode causar problemas nas relações devido a problemas na escrita e faz com que o jovem viva todo o dia, durante todas as actividades com o telemóvel. Não tenho mensagens grátis, e não me importo com isso, mas posso garantir que é muito dificil não usar. Espero que esta tendencia venha a acabar e não a inovar com os novos tarifários das operadoras disponiveis (como o tag ou Extravaganza). Esperemos todos que a geração polegar seja temporária.

André Silva
16 anos

TMorais disse...

Viva!
Contrariamente ao que foi afirmado no programa, as relações entre os jovens começam muitas vezes nos telemóveis, messengers e hi5's. Os jovens adicionam contactos de pessoas que não conhecem. E essas relações que muitas vezes começam virtualmente, são transpostas para o mundo real.
Tito de Morais
http://www.MiudosSegurosNa.Net

CarlosS disse...

Ola tenho 18anos e nao uso muitos SMS ja que nao intendo medade do escrevem mas veja..."De aorcdo com uma peqsiusade uma uinrvesriddae ignlsea,não ipomtra em qaul odrem asLteras de uma plravaa etãso,
a úncia csioa iprotmatne é que
a piremria e útmlia Lteras etejasm
no lgaur crteo. O rseto pdoe ser
uma bçguana ttaol, que vcoê
anida pdoe ler sem pobrlmea.
Itso é poqrue nós não lmeos
cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa
cmoo um tdoo.

Sohw de bloa."
Veja que realmente e vrdad... :)

Ana Tiago disse...

O porquê do X em vez do S, não é por ser fofinho mas sim porque no telemovel para por o S tem de se carregar quatro vezes, e para por o X é so preciso carregar duas vezes. O que é mais rapido.

José Gonçalves-Pinto disse...

só queria dizer que umas letras são preteridas em relação a outras (e.g. mas vs max) por causa do número de cliques que se têm de fazer em cada uma das telcas. assim para escrever mas necessitamos de 6 clicks, e para escrever max, de apenas 4 clicks..logo se poupa o máximo de tempo

Pedro Machado disse...

Ninguém me tira da cabeça, O telemóvel hoje em dia é como o tabaco!!!

Alex disse...

===Linguagem abreviada===

É inevitável que a supressão de vogais e a substituição de consoantes em determinadas palavras surja. Qualquer pessoa, por muito má vontade que tenha em tentar não compreender o que se transmite, consegue interpretar minimamente ao que chamam de hieróglifos e atribuir-lhes um sentido.

Trata-se de um contexto em que é premiada monetariamente a redução da quantidade de caracteres. A introdução dos smilies é uma consequência - com apenas 2 ou 3 caracteres, consegue-se transmitir uma emoção que só com o uso de várias palavras seria equivalente :)

===Radiação e alternativas===
Li que basta ter o telemóvel no bolso para a probabilidade de se ter cancro da próstata aumentar [não encontro a fonte agora, colocarei mais tarde se mo pedirem].

Soluções a que eu costumo recorrer: - desligá-lo quando o tenho de transportar deste modo;
- transportá-lo na mala/mochila;
- deixá-lo em casa.

Alternativamente, uso VoIP no meu portátil (legal e com tarifários mais baixos que os das operadoras), em hotspots ou nas universidades, em que o sistema Wi-Fi está funcional.

Em relação aos SMS, muitos sites providenciam o seu envio gratuito. Aliás as próprias operadoras permitem-no. Penso que nos outros países não são cobrados, não tenho a certeza porém...

Alexandre - 22 anos

Rj disse...

n-gin disse
Costumo enviar mais de 600 sms's por semana...
Jesus

Marta disse...

Ola. Eu sou uma rapariga muito sociável e para mim nao etr o telemoel no bolso ou na carteira é extremament grave! Normalmente mando 80 mensagens por dia! telefonar só para as pessoas mais importantes! Acho que o telemovel faz parte de mim! Nunca me largo dele.

JB disse...

Eu sempre achei que o x começou a ser utilizado porque é mais rápido escrever um x do que um s. Nesse sentido para escrever max carrega-se 4 vezes no tlm, para escrever mas carrega-se 6..

Ricardo disse...

ola... eu uso o telemovel a nivel pessoal e profissional. Uso mais o messenger para os trabalhos da faculdade, porque assim nao precisamos de estar reunidos e em casa fazemos os trabalhos. trocando ficheiros e discutindo as coisas. Para estudar dá jeito porque tiramos duvidas sem ter de ligar ou deslocar-me a casa de alguem. Neste momento nao conseguia acabar o meu curso sem o msn ou o telemovel. Dependo dele para comunicar e estar em contacto permanente.

ricardo, 21 anos

j disse...

Boa Tarde.

Não coloquem o telemóvel junto do travesseiro, não andem com ele no bolso das calças, evitem andar com ele junto ao corpo, só mesmo durante as chamadas.
Daqui a 5 ou 10 anos vão ver os cancros a surgirem por aí, depois não digam que não foram avisados...quando começarem a aparecer na tiroíde, no cérebro, nos testículos ou nos óvarios aí vão abrir os olhos, mas depois já vai ser tarde.

Ricardo Neto disse...

Ola sou o Ricardo Neto sou cantor vejo o vosso programa sempre a noite nao passo sem o telemovel nem o MSN...
Um abraço ao Cesar Mourao do qual sou admirador

Um beijo a Fernanda..

O meu blog www.ricardoneto.blogspot.com
Msn: fadista_rn@hotmail.com

Ricardo Neto ;)

Pedro Machado disse...

600 sms por semana? já é bastante... Mas ha jovens como eu que chegam a enviar mais de 1500 sms por semana!

lady_blogger disse...

Eu sou mais geração polegar no teclado do computador. Não me viciei no telemóvel. O primeiro que era para ter, preferi dá-lo ao meu marido.
Ainda a semana passada achei um telemóvel HTC 3400 (de uns 400 euros) e fui à lista de contactos para tentar saber quem conheceria o dono, e acabei por devolvê-lo, isto dias depois de eu ter tido um caso de roubo arquivado em que fiquei entre muitas coisas sem um telemóvel.
Na geração polegar podemos considerar também a dos jogos.
Confesso que às vezes até me esqueço de andar com o telemóvel, mas por exemplo nunca me esqueço de vir ao blog do Sociedade Civil.

CC

Maria Mendes

Vera disse...

Para responder ao facto de "max" ter x e não s.

deriva da velocidade da escrita de mensagens no telemovel. para clicar na letra s, sao necessarios quatro toques no 7, enquanto para obter um x, basta dois toques no 9. torna-se mais rapido escrever "max" do que "mas"

Davide Marquês disse...

Antes de mais, parabéns pela temática escolhida.

A utilização das novas tecnologias de informação pelos nossos jovens (contrariamente ao que foi referido) não os torna em peritos na tecnologia.
Como utilizadores realmente passam a dominar o funcionamento das tecnologias mas inadvertidamente caem num mundo de uma perigosa complexidade.

A descoberta deste novo mundo deverá ser feita em conjunto entre pais e adolescentes porque ambos têm algo a oferecer. Os adolescentes podem oferecer a sua agilidade tecnológica enquanto que os pais podem oferecer a sua experiência de vida (no mundo pré-tecnológico).

Apenas para concluir ficam aqui alguns exemplos das mudanças trazidas por este novo mundo:
- colocar conteúdo online não só o torna público como mundialmente disponível (gostavam de ver um vídeo do YouTube do vosso filho/a a abrir o noticiário de um noticiário de outro país?)
- a dominância do MSN/HI5 trouxe o explicitar das ligações entre as pessoas (os seus laços sociais) o que acaba por sobrevalorizar esses laços (qual é a importância real de apagar um amigo no hi5? Será que deixa de ser nosso amigo?)
- Face às recentes iniciativas de mercado da TMN e Optimus torna-se obrigatório que um jovem esteja no Moche e/ou no TAG. Dada a tendência para estar sempre "online" quais as profissões que os jovem da "Geração Polegar" poderão ocupar? ;)

Novamente parabéns pelo programa! :)

sdf disse...

oi mnh gent
vcs ja repararam k nunca maix mxtram abreviaturas a xerio???
kand e k vcs pensam nixo???
a maioria das pexoas xao cm eu e o ptp k ali em xima meteu uma igm do tip...
nao sabem nada ...
sim? ps ps (poi pois)

EviL disse...

Usa-se o x porque basta carregar duas vezes no 9
enquanto que o s requer carregar quatro vezes no 7
Outros cortes de palavras são por culpa do limite de 160 caractéres por mensagem, logo há que cortar.
Todos os atropelos de português são devidos a isto.

DavidF disse...

tenho 23 anos, enfermeiro...
decididamente o telemóvel tomou parte das nossas vidas.concordo com o que foi dito acerca de o tlm nos dar alguma privacidade, no entanto, o oposto tb acontece...nao podemos fazer nada sem o tlm por perto...se nao estamos contactaveis, quase que é activado um sistema de alerta para localizar a pessoa em falta...

Beatriz disse...

Para quem diz que é mais rápido escrever um x que um s, nunca pensaram que a escrita automática e correcta do tlm é mais rápida? Assim que descobri a escrita automática n quero outra coisa. Escrevo mais depressa e, como é lógico mais letras e mais palavras que muita gente de usa os x's. É uma questão de "domar" o telemóvel e adicionar as palavras que mais se utilizam.

Taninha disse...

Na minha opinião o telemóvel é um objecto muito importante no dia a dia, porém não o utilizo com muita frequência, e apenas o utilizo com as pessoas mais próximas pelo que este facilita o contacto com o outro. Confesso que sou um pouco dependente pelo messenger, e não passo um dia que seja sem ele. Apesar dos contras que surgem com esta geração polegar, acredito que este nivel de desenvolvimento é positivo.

Rax disse...

Viva a escrita inteligente que torna possivel escrever MAS com três cliques apenas!!!!

Uma pergunta para os convidados: Será que a primeira coisa que vão fazer depois do programa é verem o tlm?

Ricardo disse...

Tenho 26 anos e comprei o meu primeiro telemóvel aos 17, esta geração mais nova tem acesso mais facilitado à internet e às comunicações móveis, tarifários e equipamentos mais baratos, mais fontes de aprendizagem que a ajuda a lidar com problemas/barreiras encontradas, portanto não existe o medo de utilizar um computador ou um telemóvel como existe em alguns membros das gerações mais antigas.

Outro facto é que se o amigo de um miúdo tem determinado equipamento hi-tec, ou utiliza um serviço na internet, esse miúdo sente a necessidade de ter ou fazer igual ao amigo, o consumismo espontâneo também se aplica neste caso.

PEDRO DE CASTRO disse...

A doença do futuro vai ser a tendinite no polegar!!

Sabbah disse...

Dois cliques em vez de quatro?! Não tinha noção que a juventude de hoje tinha dias tão ocupados...

cátia disse...

Boa tarde, escrevo porque a questão de trocar os “S” por “X” também já me causou certa curiosidade, e, confrontei colegas que escreviam sms onde substituíam s por x, e perguntei o porque. O que me foi respondido por várias pessoas foi: se olharmos para o teclado do telefone o “s” aparece na tecla 7 como a 4º letra, enquanto que o “x” nos aparece como a 2ª na tecla 9, então o motivo era economia de tempo “para não ter que estar a carregar quatro vezes na tecla 7”.

alguém disse...

A utilização dos "x" e dos "K" é usada para diminuir o número de caracteres de uma msg.
Assim, no lugar de se usarem dois "ss" coloca-se um "x", que por vezes acaba por produzir o mm som e diminui o nº dos caracteres.
Tal como o "X", também o "k" produz o mm efeito. Em vez de se usar "qu" coloca-se o "k".
Dps existe também outra forma que é a de retirar algumas vogais deixand só as as consoantes...
Neste momento quase tdas as operadoras têm packs de msgs gratis p/ tds as redes. No entanto, na altura em que esta nova forma de escrever começou a aparecer, isso n acontecia, e criou-se esta técnica....dps acabou por tornar-se moda e considerado "fixe" pelos adolescentes...

LuiGi disse...

usa-se o 'x' porque é mais rápido escrever que o 's', bastam dois cliques na tecla 9 em vez de quatro cliques na tecla 7.
quanto mais rápido se escrever uma sms mais tempo se tem para escrever mais uma ou duas.

luis, porto

vanessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cristina disse...

Muito boa tarde. Deixo uma interrogação. Como será com a implementação do novo estatuto do aluno que no artº 15º refere " Não transportar quaisquer materiais, equipamentos tecnológicos (...) passíveis de perturbarem o normal funcionamento das actividades lectivas"?

Marco disse...

Boa tarde,
A minha filha consegue mandar sms's de dois telemoveis ao mesmo tempo, sem olhar para o teclado e a conversar com outras pessoas. Os jogens podiam usar estas capacidades para a escola.

Sisi disse...

ACho que as pessoas dependem muito dos telemoveis..

EU a unica coisa que me salva nos testes é o telemovel utilizo-o para fazer cabulas os professores n veem É OPTIMOO LOOOL

Tiago Kayen disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alberto disse...

Eu uso as sms apenas para poder falar com a minha namorada ñ posso dizer k ñ sou dependente mas tambem n posso dizer k sou dependente mas muitas vezes a minha vida e gerida através do telemóvel pois se ñ tivesse telemóvel ñ poderia combinar saídas nem dizer aos meus pais que vou xegar tarde tudo isto e incentivado com os novos pacotes e antos do mais devo concordar com a professora Patrícia Dias pois o uso de x em vez do s assim como outras letras e uma forma carinhosa de falar sem mais a acrescentar obrigado

Raquel disse...

eu apenas queria escrever uma pquena coisa... uns momets atras disseram k n percebiam pk e k s utilizava os 'x' em vez d 1 's' na palavra 'mas'... e apenas pk e mt mais facil carregar 2 vz na tecla do k 4... por exemplo pa s obter a letra 's' no telemovel tem d se primir a tecla 4 vz... da imenso trabalh mas pra s obter a letra 'x' basta apenas carregar 2 vz.. n e mais simples xD
e apenas uma kestao d economizar o esforxo...

xP

lady_blogger disse...

Em td há sp ____________ (s).
(Em tudo há sempre riscos.)

Ter um telemóvel não só pode ter riscos para a saúde como atrai as atrações dos larápios pode-se ser mais facilmente agredido para no-lo roubarem.

Mas ter um telemóvel tem também as suas vantagens...

CC

Maria Mendes

Alberto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Denny disse...

escrevese o 'x' em vez do 's' porque clicase menos veses nas teclas do telemovel...para o 'x' clica-se apenas duas veses no 9 e para o 's' clicase 4 veses no 7. logo é mais rapido...obrigado

Bruna disse...

A questão de usar "X's" acho que se prende mais com o excesso de erros que os jovens dão e a forma como contornam isso.
Acho também que a escrita de sms só prejudica os jovens na escrita de português correcto.

lady_blogger disse...

Graças aos telemóveis há também muitos casamentos que se desfazem. Então os 3G são um verdadeiro mecanismo de controle do conjuge. Qual detective privado!

CC

Maria Mendes

WWE - Portugal - O Blog disse...

O telemóvel hoje em dia não funciona apenas como um meio de comunicação mas como "um acessório essencial para o adolescente". Hoje em dia os jovens são cada vez mais timidos, e tendem para comunicar desta forma mesmo que estejam a 1, 2 metros de distância. São essenciais para conhecer outros adolescentes e sem eles não "se abrem" uns aos outros. Isto é estremamente mau uma vez que pode causar problemas nas relações devido a problemas na escrita e faz com que o jovem viva todo o dia, durante todas as actividades com o telemóvel. Não tenho mensagens grátis, e não me importo com isso, mas posso garantir que é muito dificil não usar. Espero que esta tendencia venha a acabar e não a inovar com os novos tarifários das operadoras disponiveis (como o tag ou Extravaganza). Esperemos todos que a geração polegar seja temporária.

André Silva
16 anos

Hugo Brites disse...

eu nao conseguiria viver sem o meu telemovel, e com ele k me mantenho em contacto com os meus amigos nas ferias nos fim de semana para combinar trabalhos da escola.
Tenho 250sms gratis por dia e por vezes chego a ultrapassar este limite.
os meus sabem disto e por vezes ameacam de me tirar o telemovel pk sabem k assim eu vou fazer o k eles mandam. lol

Hugo 16 anos

JoaoSantos disse...

A questão que realmente deve imperar é se na realidade o telemóvel é um meio de os indivíduos se comunicarem uns com os outros, ou de outra forma é no fundo um modo de alheamento social, de tentativa de ter um contacto mais distante, menos emocial e num certo sentido mais material.

Creio ser algo a discutir.

RiCarD0 disse...

Como qualquer jovem da minha idade eu uso e admito usar a linguagem sms, que, no meu entender é o resumo de certas palavras que nos ajudam a poupar tempo e espaço, tornando-se úteis em determinadas alturas. No entanto, a grande maioria confunde muito facilmente linguagem sms com aquilo que é um total genocídio verbal da língua portuguesa. A meu ver isso não é linguagem sms, nem siglas, nem nada que se possa considerar uma linguagem mas sim uma confusão, uma estranha impressão de que é. Muito lamentavelmente receio que no futuro haja um novo acordo ortográfico em que a falsa linguagem sms perdure.

ivo disse...

Mais uma dessas sms malucas que recebi e fiquei a olhar para um palaçio aqui vai:

Eu adwo-te ´p´ sepe e amwt mwt[é uma das mensagens que não percebi
sou da opinião que escrever pt é bom apesar de eu dar alguns erros mas sempre é melhor que escrever assim

alguém disse...

Fernanda existem 1500 msgs gratis por semana....para algs operadoras e existe outra com 250 por dia.....

Andreia disse...

Boa tarde. Tenho 24 anos e não sou dependente do telemóvel e quando se fala de que os jovens são dependentes penso que também é um pouco culpa dos pais pois tenho uma prima com 14 anos e os meus tios simplesmente não a deixam levar o telemóvel para a escola nem dormir com ele, leva o telemóvel quando é necessário, por exemplo em viagens de estudo. Na minha opinião, é um absurdo jovens gastarem mais de 1500sms por semana mas conheço quem os consiga gastar :)

Alberto disse...

Rj disse...

n-gin disse
Costumo enviar mais de 600 sms's por semana...
Jesus

por amor de deus isso nao e nada eu xego a acabar as minhas 1500 em menos deuma semana

Jose disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ca'tya disse...

Tenho 12 anos e custumo mandar 200 a 300 mensagens por dia .. As vezes passado 2 dias ja gastei as 1500 mensagens q tenho por semana

João Correia disse...

Tenho 15 anos gosto de tecnologias mas efectivamente gosto da minha língua portuguesa e acho que o exagero das abreviaturas é um assassino para a nossa língua. Por exemplo tenho um amigo que efectivamente sabe teclar melhor do que escrever com a caneta o que se perde o verdadeiro sentido da expressão escrita e uma amiga que em todas as palavras substitui os s pelos x , na minha opinião apesar de utilizar o telemóvel( mas não ser dependente ) este estraga um pouco a verdadeira socialização (Qualquer dia vemos todos em casa só a comunicar através de MSN e telemóvel o que é um absurdo), por exemplo no ouro dia vi uma amiga em completo sofrimento (no sentido irónico) porque a mãe não carregou o telemóvel o que acho um pouco exagerado.

chokes disse...

Boa tarde,estou-vos a escrever via telemovel pois de momento estou sem pc,ja estao a ver a liberdade destas maravilhas. O mito do ovo cozido é verdadeiro,na minha faculdade Isep fizeram essa experiencia e ao fim de 45m o ovo tava cozido. Cumprimentos

optimistamaldisposto disse...

A razão de a geração polegar escrever max em vez de mas é porque no telemovel para se chegar á letra s é necessário pressionar mais vezes que para chegar á letra x, a velocidade torna-se aqui a questão fundamental.O problema acontece quando este se torna a principal forma de escrita dos jovens tornando-se dificil para eles terem de na escola escrever de uma forma "convencional". Relativamente aos maleficios para a saude dos utilizadores,acho que ainda não passaram anos suficientes para se descortinar as suas reais consequencias.

Tiago Kayen disse...

Eu tenho 17 anos, vivo na Sertã e tive o meu primeiro telemovel aos 13 e até aogra só tive dois.
Fico extremamente impressionado com as pessoas que mandam cerca de 200 a 250 mensagens por dia, o que e equivalente ao numero de mensagens que eu envio por ano.

ivo disse...

É verdade que a radiação dos telemoveis pode ser prigosa mas acho que a coisas bem piores mas nuca oiço nada sobre essas outras coisas porque é que tém de ser sempre o telemovel o (acusado de todos os probelemas) !!!

Joaquim disse...

Fernanda, estou aver seu progr e em relação ao comentário do Dr António Tavares, peço que veja este video de alguns seg, é uma dica IMPORTANTE

http://videos.sapo.pt/qKKMS8dRtCMcZKcDZa5r

OBRIGADO

Érica Cerqueira disse...

Eu echo que uso o telemovel a toda a hora e por vezes sinto-me muito stressada porque não me respondem. No outro dia a minha mae até se chateou comigo porque pediu-me ajuda e enquanto a ajudava estava a mandar sms. Por vezes acho mal usar muito o telemovel, mas é mais forte que eu...
Apesar de tudo, venho vindo a corrigir a minha escrita pois antes escrevia "axim".
É a primeir vez que vejo o programa e achei interessante =D
Bjs

Sisi disse...

A ESCRITA INTLGENTE DA MT TRABALHO!

Nês disse...

eu em media envio 120 xmx por dia, as minhas amigas dixem k e muito mas eu axo k é pouco. tenho 3 telemoveis, e estou sempre no msn.

Pedro Arunca disse...

Percebe-se que muitos jovens, e não só, utilizam o telemóvel para jogos e outras funções que os mesmos disponibilizam (ex. calculadora, agenda, etc.). Deveria ser possível aceder a essas funções sem que para isso o tivessemos que ligar à rede e assim estaríamos menos tempo expostos às radiações.
Obrigado

chokes disse...

Boa tarde,estou-vos a escrever via telemovel,ja estao a ver a liberdade que estas coisas. O mito do ovo cozido é verdadeiro,na minha faculdade Isep fizeram a experiencia e ao fim d 45m o ovo tava cozido. Cumprimentos

jessica disse...

Tenho 14 anos e desde os meus 8 anos que tenho telemóvel. Porém só há 2 anos atrás (com 12 anos) é que comecei a dar-lhe mais atenção.
Neste momento, o telemóvel é a minha grande companhia.
E no pack de 1500 sms por semana , no último dia não me sobra nenhuma sms para gastar.
No entanto, acho mesmo que quando não se sabe usar o telemóvel, este chega a ser bastante perigoso.

Beijinhos , bom programa !
ah , e não se preocupem em não saber escrever/ler em abreviaturas , é um assassinio à lingua portuguesa :S

JoaoSantos disse...

Cambada de putos

Érica Cerqueira disse...

Eu echo que uso o telemovel a toda a hora e por vezes sinto-me muito stressada porque não me respondem. No outro dia a minha mae até se chateou comigo porque pediu-me ajuda e enquanto a ajudava estava a mandar sms. Por vezes acho mal usar muito o telemovel, mas é mais forte que eu...
É a primeir vez que vejo o programa e achei interessante =D
Bjs

Antonio Barata disse...

Sou um fervoroso adepto das TIC, tenho msn,hi5, e myspace e outros. quanto ao telemovel acho de grande utilidade, uso-o meramente no minimo para telefonar em situações rapidas e importantes, msg. para informações de menos importancia e breves. Acho que a geração pulgar, se encontra muito dependente das TIC, especialmente para situações mais ludica. pois já verifiquei que em muitos casos não sabem trabalhar, com os mail e folhas de calculo ou word e outras ferramentas. Acho também que deveriam ser questionado os valores gastos por a actual juventude (em todo o mundo, não só por estas TIC, mas por todos os gadjet. Tendo em conta a actual crise e carências a nivel mundial, nos casos de fome existentes em Portugal e no mundo, gostaria que o painel de convidados comentasse, esta inconguência.

eduarda disse...

ola eu tenho 21 anos, já não sei bem quantos telemoveis tive. mas acho que é importante, basta saber usar. a escrita inteligentes nao é usada pelos mais novos. é mais frequente nos pais. nós os jovens nem precisamos de olhar para o telemovel para sabermos o que estamos a escrever, temos um radar nos dedos. um abraço Eduarda Pereira

Daniel disse...

eu acho que os telemóveis nos facilitam a vida diária pois permitem-nos um mais rápido contacto com as pessoas. eu uso o telemóvel basicamente para falar com amigos ou com os meus irmãos mas por exemplo o meu pai (devido a ser motorista de turismo) necessita do telemóvel para contactar com a família quando vai para o estrangeiro. por isso digo que actualmente os telemóveis são indispensáveis.

Daniel Oliveira
16 anos

cátia disse...

A escrita inteligente não vem com todas as palavras que se querem usar á partida, acho que os jovens preferem escrever e adaptar as palavras letra a letra do que passar pelo “inconveniente de ter que inserir palavras no telemóvel.

João Santos disse...

Boa tarde,

Outra situação é quando queremos escrever quando, quem? Kando, kem? Por exemplo Quarteira, Kuarteira...

Hoje nesta sociedade em que tudo acontece muito depressa existe a necessidade de enviar sms depressa.

http://quarteiraxxi.blogspot.com/

Nês disse...

é mt mais ximplex excrever com x e nao com s

Andromeda disse...

Não gosto nada de abreviaturas e lido muito pouco com elas. No entanto percebi fácilmente o que o SDF escreveu. Pergunto-me porque razão será...

Alcindo disse...

Boas,

ÉumaRealidade,AsNovasTecnologiasVireamRevolucionar PorCompletoNosUltimosAnosAcomunicaçãoEformasDeInteragir.GeraçoesMaisJovensSofremComOefeitoDaNovidade,PorventuraOusoPodeSer Excessivo,CabeAcadaUmSaberModerar,TambemUmaTarefaParaQuemEduca,NaoSoPaisMAsTambemEducadoresEsociedadeEmGeral,PrepararOsJovens(eNaoSo)ParaQueOusoDestasNovasFerramentasNaoUltrupasseAbarreiraDoSaudavel,ParaQueNaoSeComprometaAnossaSaudeMentalEfisica.MasComoDisse,éAfaseDaNovidade,AosPioneirosTudoÉdificilPoisNaoExisteExperienciaParaAconselhar

p.s:Peço desculpa a falta de espaços,mas assim ilustro como escrevo as minhas sms de modo a poupar espaço.

Alcindo 24 anos

Henrique Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Acordo ortográfico?? Não será acordo criptográfico???

Henrique Silva disse...

Devido a um erro de interpretação...

"Eu gosto mais da transparentes bic, sao as minha preferidas. Actualmente uso PILOT devido à minha área."

PILOT

Sou da área de artes(design). Os artistas gostam de usar PILOT G-tec c4.

http://www.cityorg-pdq.co.uk/acatalog/pilot-g-tec-c4-gel-pen.jpg

http://photos23.flickr.com/33878130_3a84da30b6.jpg

Rui Rodrigues disse...

Boa tarde, tenho 31 anos. Toda a minha formação académica e trabalho estam associados às tecnologias, informática e telecomunicações e não posso deixar de fazer um comentario sobre este assunto. Não me parece que haja uma geração polegaro-dependente, pois esse fenomeno mina varias gerações. Devo dizer sobre os telemoveis que desde que tive um trabalho em que tinha que ser acompanhado 24H/dia por 3 telemóveis decidi que pelo menos a titulo pessoal, não posso, nem quero ser escravo do tele...Quantas vezes estamos, por exemplo, na casa de banho, e vem o nosso filho a correr, com o tele na mao..."PAI PAI..ta a tocar"...grrr! "deixa filho, se tocar e eu estiver disponivel, logo atendo!" E os "amigos" que ligam 20 vezes com intervalos de 1 minuto até atendermos? Será que é para nos vencerem por exaustão? Eu pergunto, "se puder, não atendo à primeira? se não atender, não terei a liberdade de ligar mais tarde?" GRRRR! 8-) sobre as abreviações nas mensagens: so espero que realmente não se esqueçam de como se escreve português, senão teremos de fazer um acordo ortográfico português-sms. Cumprimentos.

Daniel disse...

por mim eu acho que apesar de da maior parte dos telemóveis terem dicionário que nos permite uma escrita facilitada os jovens da minha geração preferem uma escrita especifica pois e mais rápida do que a escrita facilitada que o próprio telemóvel oferece

Daniel Oliveira
16 anos

Susana disse...

Chamo-me Susana e tenho 30 anos. Gosto muito do actor César Mourão! só é autor 5 estrelas porque não existem 6...é maravilhoso! Gostava muito de poder conversar com ele... que sabe um dia...! Cumprimentos pra todos vcs! áh áh lol ;-)

lady_blogger disse...

Susana, esse actor vi-o passar com uns amigos perto da minha casa há uns meses atrás, mas há quem diga que é habitual andar por estas bandas.
E a questão das 6 estrelas, já existem...

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lady_blogger disse...

Olha o Dr. Granado...
Poderia ter sido sua aluna...
Não se deixou encantar pelas "Terras de Sua Majestade"?

CC

Maria Mendes

Susana disse...

ok Lady, então ser-lhe aõ atribuidas 10! que para ele, como actor, são poucas! Eu vejo-o sempre no programa Fátima, na sic! por enquanto ainda não se paga imposto para rir, não´é?! áh áh áh áh!

lady_blogger disse...

Susana, pelo menos por cá e de fonte fidedigna confirmaram-me agora que ainda não há imposto sobre o riso e/ou sorriso. Mas os americanos são capazes de tudo, não tardarão a inventar algo do género...

CC

Maria Mendes

Susana disse...

yah...!

Alex disse...

===O OVO Cozido===

Quanto ao ovo ficar cozido, fiz a experiência num dia em que disponibilizaram chamadas grátis para os utilizadores.

A chamada já tinha mais de uma hora de duração e o ovo continuou cru.
No entanto, a quantidade de informação (repercutida na intensidade do som) a passar de um telemóvel para outro era baixa (não havia ruído na sala).

Quando os colocava lado a lado e falava, era reproduzido um eco que era ampliado cada vez mais.
Talvez se houvesse uma transmissão contínua neste sentido, a destabilização do ovo pudesse ser um pouco maior... E quem sabe, cozê-lo de vez!

Henrique Silva disse...

Isso do ovo deve ser mentira.
O facto de ampliar o som é obvio(vai fazendo cada vez mais eco). Se aproximares um microfone da coluna tb faz isso.

mãos disse...

Eu uso sms em casos não urgentes, por exemplo saudar, perguntar a localização de um amigo...Somos aliciados pelas redes que nos oferece m milhares de sms grátis...mas confesso que este vicio e chato porque há vezes que numa conversa de amigos, encontramos alguns concentrados no telemóvel, digamos isolado da conversa....

mãos disse...

Eu uso sms em casos não urgentes, por exemplo saudar, perguntar a localização de um amigo...Somos aliciados pelas redes que nos oferece m milhares de sms grátis...mas confesso que este vicio e chato porque há vezes que numa conversa de amigos, encontramos alguns concentrados no telemóvel, digamos isolado da conversa....