quinta-feira, junho 19

Poupar no lar

Acabaram-se os produtos de primeira necessidade baratos, assim o anunciam todas as entidades monetárias, desde o FMI à OCDE. Electricidade, gás, água, cereais ou gasolina passarão a pesar cada vez mais no orçamento familiar. O Sociedade Civil tem como função apresentar soluções – é o que faremos hoje. Vamos mostrar como reduzir em até 50% o consumo de electricidade e água, ou mesmo como deixar de pagar! Que ingredientes devem ser adoptados nos cozinhados para evitar usar os que estão mais caros, como trigo, soja, óleos vegetais, entre outros.
Neste SC queremos recuperar uma disciplina – economia doméstica – e ajudá-lo com dicas e conselhos úteis do que pode fazer na sua casa para poupar ainda mais.

Convidados:

Margarida Pinto Correia, Fundação do Gil
Ana Cid, Secretária-Geral da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas
Manuel Fidalgo, Consultor do Centro Europeu do Consumidor

66 comentários:

hugo disse...

Boa Tarde!
De acordo com a sondagem colocada, a área onde mais gostaria de poupar seria no transporte ( carro! ), mas a única alternativa obriga-me a levantar-me uma hora mais cedo, ir de carro até ao comboio e finalmente de autocarro até à empresa, além de não me permitir sair mais tarde para não ficar sem transporte...
Calculo que não seja muito diferente o panorama para outras pessoas que não vivam em cidades, onde os factores distância e horários são determinantes.
O lobby do betão/alcatrão é demasiado poderoso para abdicar do poder...

hugo disse...

Recentemente tive oportunidade(€!) de instalar um termoacumulador, uma vez que um esquentador desperdiça muito do calor gerado (e com a tendência do preço das botijas de gás!).
Penso que se os combustíveis fósseis forem substituídos (pelo menos a nível doméstico - cozinha, WC, climatização) por alternativas eléctricas e esta energia deixar de ser produzida a partir do carvão e gás para o sol, vento e água, o custo da electricidade pode até baixar!
Infelizmente, pratica-se apenas a filosofia da Punição da infracção e não Premiar a optimização...

Martinha disse...

Boa tarde

Fogão eléctrico, forno eléctrico, micro-ondas, máq. de lavar louça e roupa, termoacumulador, persianas eléctricas, computador, televisão, dvd... socorro, com tudo isto que eu tenho na minha casa torna-se difícil poupar... apesar de usar lâmpadas económicas a factura da luz assusta-me sempre que a recebo...

Daniel disse...

eu acho que a melhor maneira de poupar no lar e fazer uma boa gestão das energias da casa aproveitando ao máximo o que elas dos podem proporcionar.


Daniel Oliveira
16 anos

Inês disse...

Com a quantidade de energias renováveis existentes actualmente como a energia Geotérmica (aproveitamento do calor do interior da Terra), Biomassa (produtos da floresta e madeira que não necessitamos), Hidríca, Eólica, Biogás (decomposição de restos orgânicos)e a Energia Solar. O único problema ainda existente é o facto das pessoas não aderirem devido aos custos que envolve a instalação de um destes tipos de energia. É por isso que é importantissímo o apoio do Estado na dinamização e na "descomplicação" do processo (e dos custos!) para a adesão ( a estas energias), seja maior.

lady_blogger disse...

No euronios.blogspot.com poderão encontrar algumas dicas de como e onde poupar.

Hoje estou numa de poupar palavras...


CC

Maria Mendes

Carla Larião disse...

Boa tarde.
Onde gostaria mais de poupar era no meio de transporte , mas para isso, teria que dispor de mais alternativas em meios de transporte,estive em Dublin recentemente e fiquei espantada com os meios de transporte deles,de 5 em 5 minutos ha um altocarro,aqui no meio onde vivo (concelho de loures) existe uma camioneta,(rodoviaria) de meia em meia hora.

Dina disse...

A Câmara Municipal de Lagos pratica tarifas reduzidas no preço da água para famílias numerosas e para famílias que que não excedam determinado consumo mensal.

Susana disse...

Boa tarde, chamo-me Susana, sou casada e tenho dois filhos. Para 'nós' ,cá em casa, poupar... é muito difícil! Os preços dos bens estão SEMPRE a subir e os vencimentos mantêm-se em baixo! Pagando a casa, água, luz, gás, carro, escola + almoços, material e extras escolares, roupa, bens essênciais para casa e alimentação e ... sobra muito mês no final do vencimento! Sem falar que muitas vezes ele (€) não chega e vive-se sempre muito, muito apertadinho! E pelos visto com muita tendência a aumentar TUDO! Quando chegará a vez de se pensar em nós, cidadãos Portuguêses e principalmente nas nossas crianças?!?!??? Com a crise existente, como podemos arranjar € e tempo para a família? Essa questão de poupar tem muitas vertentes! Se pudessemos, com certeza, poupariamos... mas a crise é de tal forma ENORME que não chega nem para o essencial e estritamente necessário...! Á uns anos atrás, qdo. estavamos ambos desempregados cheguei a pedir ajuda, através do RSI, mas foi-me dito que, como o meu marido trabalhos e descontou todo o ano anterior a esse pedido nós só poderiamos abter esse rendimento no ano seguinte! Por vezes a incompreenssão, a crueldade e a insenssibilidade ajudam a piorar as coisas! Poupar é um assunto que 'dói' só de falar! Cada vez que recebemos a factura da luz, então, nem se fala! Muitos Parabéns pelo excelente programa! Cordeais cumprimentos,
Susana.

amélia disse...

Boa Tarde!!
hoje em dia, a preocupação de diminuir o consumo, é cada vez maior, e não só pela questão monetária, bem como pela questão ambiental!
Eu tento ter essa preocupação diária, embora por vezes seja difícil.
Conforme o Hugo referiu, também eu não posso optar por transportes públicos para me deslocar para o trabalho, isto porque trabalho por turnos e nem sempre há transportes disponíveis.
Vi os conselhos da Raquel Strada e , a verdade é que faço quase tudo o que ela referiu.
Há também uma boa opção, a de utilizar mantinhas para nos aconchegar-mos no sofá , em ver de termos o aquecimento ligado.
è algo que faço no Inverno, e para além de ficar confortável, poupo na conta da luz :-).
Parabéns pelo programa...EXCELENTE!!!

Rj disse...

Se as empresas transportadoras criassem mais soluções para os utilizadores.
Autocarros de meia em meia hora, comboios de hora a hora e metros que param às 2 da manhã não são uma boa solução.
Tenho de andar nestes três meios de transporte e, em época de trabalhos finais, é aborrecido ter de ficar na faculdade até ás 6 da manhã para apanhar um autocarro, que vem apinhado de gente, ou andar de comboio completamente enlatado.
Suponho que um bom sistema de transportes públicos seria uma grande poupança para a maioria dos citadinos.
A nível de compras é muito relativo, não ir ao supermercado com fome é uma lei de ouro, fazer uma lista de compras e por vezes experimentar marcas mais baratas (podemos ter uma boa surpresa).
A questão da energia é algo muito relativo, gostava de ver os telhados portugueses com painéis solares mas parece que isso não cai bem a certas empresas.
Por outro lado poupar em algo que é mau é apenas menos mau, isso não é propriamente uma solução boa. Repensar completamente a maneira como abordamos este tema é capaz de ser mais rentável do que andar aqui à procura de maneiras de poupar.

carica disse...

Boa tarde,
Um dos meus maiores sonhos é chegar um dia a viver numa casa ecológica, que subsista totalmente das energias solar e eólica.
Lamento imenso que nas nossas habitações comuns pouco mais possamos fazer do que os pequenos rituais de poupança. Mas, estes embora pequenos, tenho a consciência de quão importantes são.
Para poupar o ambiente cá em casa utlizamos truques básicos, como reciclar, utlização de lâmpadas economizadoras, reutilização de algumas embalagens para outros fins, evitamos imprimir, reaproveitamento de folhas já impressas para escrever a lista de compras por exemplo, lavar a roupa sempre que possível com a máquina cheia e a baixas temperaturas, dosear a descarga do autoclismo.
Para poupar na carteira é muito raro utilizar o cartão de crédito, em produtos em que não sou fiel à marca opto pelas marcas brancas, aproveitamos as promoções estilo pague 2 leve 3. Por um único item não trago saco de plástico, embora os reaproveite.
A nível de roupa, reaproveito a mais velhinha para andar por casa, ou fazer dela trapos para limpeza.
A nível de carro, se a distância for pequena vou a pé ou de transporte público.
Sublinho que ainda tenho muito para melhorar, mas aos pouquinhos vamos integrando na nossa vida as acções de uma mente ecológica.

Um abraço. Ana Chagas

Ritinha disse...

Ana Rita - 21 anos

Estou a estudar na Holanda há uma ano e encontrei aqui muitas soluções:
- existem marcas brancas para todo o tipo de produtos.
- os sacos plásticos são caríssimos, o que faz com que toda a gente use "carrinhos" ou utilizem os sacos de pano.
- ando de bicicleta todos os dias e quando vou a Portugal já evito ao máximo andar de carro

É ao conhecer novas culturas que aprendemos novas formas de poupar, quer no dinheiro quer em energia.

Angélica disse...

Boa tarde.
Deixo aqui uma sugestão: visualizem o site www.storyofstuff.com.
É uma história impressionante sobre o consumismo contada, com animações e de uma forma encantadoramente simples, por Annie Leonard. Tomamos consciência da forma como somos induzidos a consumir de um modo quase doentio. Vale mesmo a pena. Acho que modifica a nossa forma de ver esta questão.

j disse...

Boa Tarde.

É verdade que se tem de poupar recursos, mas no nível de desenvolvimento que as sociedades estão isso não vai ser assim tão linear, pois cada vez mais vai ser necessário energia, é a tendência, uma necessidade imutável, é verdade que se pode fazer muito no renovável, instalando sistemas que atendam às necessidades básicas por exemplo na habitação, mas não chegam por si só, e muitas vezes ainda são extremamente caras levando pois a longos anos a amortização do investimento inicial e correndo o risco de dentro de 5 a 10 anos estarem completamente obsoletos, pois já apareceram novos equipamentos a metade do preço e com o dobro da produção de energia inicial pelo menos.

Eu que nunca fui grande apologista do nuclear, por todas as razões e mais algumas, sou obrigado neste momento a começar a considerar a hipótese, é a mais racional, a que nos pode resolver a escassez/ preço elevado de energia de forma mais rápida.

Miguel disse...

Ideias para poupança que ainda não foram apresentadas:
- nunca ir ao supermercado antes das refeições (vulgo com fome)
- usar tomadas triplas com botão, só assim conseguimos desligar alguns equipamentos que ficam em standby
- usar temporizadores nas tomadas de termo-acumuladores eléctricos e o cilindro para gastar apenas no vazio em bi-horário

Zélia disse...

Boa tarde,
Uma coisa que me faz muita impressão é a quantidade de papel que se estraga nas repartições públicas e ... em todo o lado. Por exemplo, nos centros de saúde os recibos são passados numa folha A4 embora ocupem apenas um cantinho. O mesmo se passa com as receitas médicas. Outra coisa são os sacos de plástico que se gastam desnecessariamente, estou a falar, por ex. do saco em que se coloca as bananas no supermercado. Será necessário colocá-las em saco de plástico?

Ana

j disse...

DIGA, DIGA.

Rob disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rob disse...

Fernanda, em primeiro lugar sou sua fã incondicional, sua e da vossa equipa, parabéns.
Sou instrutora de fitness, chamo-me Mira França e moro no Peso da Régua.
Nas minhas aulas dou dicas a todas as minhas alunas, principalmente na área da saúde que é a área que eu trabalho, aconselho sempre as minhas alunas a assistirem aos vosso programa.
Sobre o tema de hoje, tenho uma palavra a dizer, voltando ao assunto da água, na minha casa tenho banheira e tenho esquentador, cheguei à conclusão que, aquecendo a água através do gás do forno, economizo a água e o gás, porque até agora com o calor toma-se bons banhos quase frios, e poupa-se no gás e na água.

Mira França

Rita disse...

E as fraldas?
Como poupo nas fraldas?
Estao carisimas...

j disse...

NÃO FERNANDA, NÃO É NADA DISSO, É INVEJA, COMO OLHAM PARA SI E SABEM QUE É BONITA FICAM A OLHAR PARA SI...

Cláudia disse...

Boa tarde,
Tenho 2 pessoas na nossa sociedade ao qual tenho GRANDE ADMIRAÇÂO pelo que fazem e pelo que são.

Hoje estão juntas no Sociedade Civil. Fernanda Freitas e Margarida Pinto Correia.

Poupo no pequeno almoço (passei a tomar em casa), na agua ( aproveito a agua do banho para o sanitario)e visto roupas à minha filha de 3 anos, dada por uma amiga e quando vou ao supermercado levo o saco que enorme que comprei no IKEA; sao grande e muito resistentes.

Cumprimentos,
Claudia Carvalho

Ana disse...

Comprar produtos de uma marca branca é efectivamente uma boa escolha.
Já trabalhei numa fábrica de produtos alimentares e é com conhecimento de causa que digo: os produtos de marca branca sofrem um duplo controlo de qualidade (o da fábrica e o da marca).

Antonio Pereira disse...

Boa tarde
Parabens pelo programa, e queria perguntar, para quando "Sociedade Civil" em horário nobre na TV?
Gostaria de deixar uma ideia para redução do consumo de água. Recebi hoje mesmo a minha factura do SMAS com o valor de 47€ dos quais só 17€ é que são de consumo, porque não anular todas as taxas, aumentar em +- 100% o valor do m3 e criar escalões: quanto mais se consome mais caro é o m3 de agua. Assim incentiva-se a poupança (menos €€) e agrava-se o esbajamento.
Obrigado

rita disse...

Boa tarde! Q felicidade descobrir q as dicas da minha mãe desde a minha infância estão a ser bem aplicadas por mim(e tenho 32 anos).
Neste momento posso dizer q enquanto solteira já consegui fazer 3 coisas por iniciativa própria sem supervisão da mãe:1 -desliguei a arca congeladora pq não preciso dela, dado q corro o dia todo - foi uma prenda dos meus pais qd fiquei a viver sozinha - e o consumo é grande (só espero ver a diferença na factura da EDP);
2 - as luzes extra da casa (portão), divisões não usadas - apago todas.
3 - no inverno passado mudei-me para o quarto mais pequeno da casa e logo o consumo de energia do aquecedor foi menor!
Enquanto solteira acho q se pode fazer mais.
Outra dica: descobri q as peças de roupa básicas em algumas grandes superfície são duradouras, com design e baratas. Para quem gosta de poupar devia de comparar! Só é pena nem sempre dizer MAde em Portugal.
As minhas compras são agora no comércio local porque sai mais barato para mim,(eu comparei), frutas, leguminosas e carne/peixe. O meu único luxo é querer que sejam produção nacional! Não preciso de campeonatos de futebol para acreditar na qualidade e trabalho do país onde nasci!
Tudo de bom e continuem o bom trabalho!!

Relíquias e Poemas da Titia disse...

Boa tarde,
estou enganada ou para fazer compras online é preciso pagar um quantia extra?
obrigada

rita disse...

Ah! e esqueci-me de outra coisa: poupar nos alimentos perecíveis - eu consumo demais fruta no verão! - salada de fruta!

Manuel disse...

Trabalhei 13 anso na Grande Distribuição no Departamento de Marketing e Publicidade. Depois de "ensinar" muitos Portugueses a consumir mais do que precisavam, hoe deixo aqui algumas dicas que penso podem ajudar.
1ºNao fazer compras com fome
2ºFazer compras mais do que uma vez por mes devido ao tempo de vida das promoções
3ºconfirmar os preços por quilo ou litro, em produtos unitarios.
4ºLista de compras, sempre
5ºConfiar nas marcas brancas
6ºAproveitar o pague 2 leve 1 caso seja artigo necessario
7ºAs compras on-line nem sempre abranjem artigos em campanha.
8ºEnsinar as crianças de que só se deve comrar o que é preciso devido ao facto dos artigos para eles lhes serem colocados á frente do nariz(merchandising)
Bom trabalho

Ines disse...

Na suiça, a utilização dos manuais escolares, é oferecida pela escola e é incutida aos alunos a ideia de não estrgar. Já que outros alunos vão usar no ano seguinte.

Inês

Miguel Oliveira disse...

boa tarde a todos!

Poupar não é fácil, mas com empenho consegue-se sempre fazer alguma coisa!

É incompreensível, por exemplo, só agora os hospitais (falo com conhecimento de causa, pois sou enfermeiro) comecem a fazer reciclagem de papel, plásticos e vidro! Aquelas caixas de medicamentos enchem caixotes e caixotes de lixo...

Outro problema são os horários de alguns transportes. Como é que é possível de carro eu demorar 45 minutos a chegar ao trabalho, enquanto que de comboio mais metro demoro 1h 30m...

Confesso que sou um adepto das marcas brancas e, até ao momento, estou plenamente satisfeito, embora alguns desses produtos tenham, por exemplo, mais açúcares e sal.

Isilda Pinheiro disse...

Boa tarde!
Tenho 28 anos, casada e 1 filha e estou desempregada)
Em Maio fiz as compras para o mes e gastei +/- 139.00, em 02/06 fiz novamente a lista, coloquei os preços à frente, somei e dava 113.75, fiz as compras e paguei 113.73 (excepto talho e fruta).
Compro marcas brancas porque nao noto grd diferença na qualidade, já no preço é astronomica.
Dou um exemplo: a Planta 500gr estava a 1.89 e a de 250gr estava 0.89, logo trouxe 2 de 250gr, e quem dz neste artigo diz outros em que a qtd da embalagem varia.
Vou ao talho e frutaria pois sao um ao lado do outro e posso verificar preços, qualidade e qtd e trazer o que quero sem embalagens.
So tenho pena de produtos de higiene/limpeza e fraldas serem tao caros.
No hipermercado a lista é a salvação da nossa carteira.

amélia disse...

É inevitável, não comentar outra vez!!
Há pouco falaram da questão dos livros escolares, e da estratégia que a Noruega tem , na transmissão dos manuais escolares.
Eu faço parte de uma família numerosa, e os meus livros escolares foram quase sempre os dos meus irmãos, e a escola que eu frequentava , tinha um sistema de retorno dos livros, ou seja, se os livros da minha irmã mais velha , não fossem utéis para mim, por eu optar por uma área diferente, então eram entregues á escola, e esta encarregava-se de os dar a quem precisasse, e por sua vez eu recebia os livros de alguém!!!
Já lá vão muitos anos desde que isto aconteceu, e hoje é lamentável não haver tanta partilha, talvez porque a sociedade está demasiado materializada! É PENA.............

filipe disse...

Boa tarde

Trabalho num Hotel na Cidade do Porto e de facto existe um controlo bastante elevado no que conta a poupar em energia e água se não vejamos exemplos com lógica:
- Existem sensores em todos os corredores para evitar que lampadas estejam ligadas 24 horas.
- Os extratores de ar estavam ligados 24 horas por dia no restaurante quando o mesmo é utilizados entre as 07:00 e as 23:00.Actualmente foi montado um relógio para desligar 5 motores durante a noite..não havia necessidade.
-Todos os quartos têm uma redução no chuveiro para evitar o gasto de tanta água..etc!Se Resulta?Uma coisa é certa!!!Num mês houve uma poupança de 2ooo euros...

Filipe
Porto

j disse...

FERNANDA, NADA NA VIDA É DE BORLA...

Antonio Pereira disse...

Boa tarde
Como poupar agua: recebi hoje a minha factura do SMAS de 47€ dos quais apenas 17€ são de consumo (mesmo que reduza em 20% o meu consumo irei pagar +-43€ - Qual é o incentivo?). Anulem todas as taxas, aumentem o preço do m3 em 100% e criem escalões de agravamento (quanto mais consumir mais caro é o m3 de água).
Obrigado

lia disse...

ola boa tarde infelizmente não tenho rede de transportes publicos que possa utilizar para me deslocar para o trabalho....por isso fui obriga a trocar o meu carro a gasolina por um a gpl...
o unico inconviniente e que como a garagem do meu predio e subterranea ela tem de ficar na rua.....
parabens pelo programa liliana

LIGIA disse...

A boa hora fiz um zapping pela televisão e parei, é claro, no v/ programa. Ainda o estou a ver há pouco tempo mas estou a adorar. Eu, por exemplo, no caso das roupas gosto bastante de optar por blusinhas lisas (daquelas que se compram nos saldos das zaras e berskas por uma bagatela) ainda há pouco tempo comprei umas de Verão a €1.50 e depois é ver-me a colocá-las originais (coser uns botões originais, pintá-las; aplicar uns feltros, etc) e algumas deixo-as mesmo lisas e a a acompanhar outras peças não ficam nada atrás de muitas peças que se vêm nas lojas de marcas!!! Se calhar se todos pararmos um bocadinho para pensar todos encontramos outras dias para poupar... Bjs!

Maria João disse...

Gostava de vos pedir para deixarem uma sugestão aos supermercados Pingo Doce.

Há uns tempos passámos a pagar os sacos de plástico. Eles justificavam isso com o excesso de consumo de plástico por parte dos consumidores. Na mesma altura o Pingo Doce resolve colocar tudo quanto é legumes em sacos fechados, bem como grande parte das frutas.

lia disse...

faço um enorme esforço na rotina do dia a dia para poupar....desde desligar o esquentador, comprar marcas brancas,usar lampadas economicas banhos rapidos....
temos que nos adaptar as situações e não fazer um escandalo pois poderia ser muito pior,talves estejamos e um pouco mal habituados...liliana

Joana disse...

Boa tarde!

Parabéns pelo programa, tem sempre assuntos bastante interessantes.

Quanto à flor de iogurte, que referiram aí no programa, é de facto um optimo alimento, que eu tenho em casa, e poupa-se bastante nos iogurtes!!!
Sendo também muito mais saudável... com fruta, mel, cereais, compotas, etc.

Até requeijão dá para fazer.

Felicidades para o programa.

Cumprimentos a todos.

Rita disse...

Boa Tarde!
As fraldas estao pela hora da morte..o meu filho tem 8 meses e gasta fraldas á velocidade da luz. como poupar?

pedro disse...

.com

Joana disse...

Boa tarde!

Parabéns pelo programa, tem sempre assuntos bastante interessantes.

Quanto à flor de iogurte, que referiram aí no programa, é de facto um optimo alimento, que tenho em casa, e poupa-se bastante nos iogurtes!!!
Sendo também muito mais saudável... com fruta, mel, cereais, compotas, etc.

Até requeijão dá para fazer.

Felicidades para o programa.

Cumprimentos a todos.

fantasy disse...

Olá, boa tarde a todos.
Estou a ver o vosso programa com agrado, pois dá dicas úteis a muita gente.

Integro o que é vulgar denominar-se por grupo das familias numerosas e confesso que, não estando ao nível da classe média, a ginástica orçamental é intensa e tem vindo a agravar-se há medida que os preços não param de subir, mesmo ao nível dos bens de consumo básicos.
Passeios de fim-de-semana é algo que não fazemos há muito tempo e as compras de supermercado são limitadas ao essencial.
O guarda-roupa resulta de uma mistura entre o que é dado porque deixou de servir aos filhos mais crescidos de amigos e primos; e a que se compra nos saldos.
As férias são passadas em casa ou com os avós pois não há verba para programar férias diferentes.
Ironicamente, nem sempre foi assim e sem querer parecer futil ou peneirenta, anseio pelos dias em que vou poder dar um pouco mais de qualidade de vida às minhas crianças: passeios, viagens, cinema, teatro. Em suma, vida para além da televisão e das idas ao supermercado.
Lamento que o nosso serviço público seja tão vulnerável aos lobbies, pois como foi referido no programa "é ridiculo que se comprem manuais escolares todos os anos", só para citar este exemplo. Isto é verba que não vai para os dentes ou para o nutricionista...
Continuem com o bom trabalho

Rj disse...

http://www.teslamotors.com/
provavelmente algo que toda a gente deveria ver.

Morceguito69 disse...

Apenas gostaria de falar que precisam de pensar em dar dicas para quem não vive nas grandes ou pequenas cidades, onde não tem Continente e esses Hipermercados!
Quanto ao carro muito em breve irei colocar um post no meu blog Preços de Combustíveis (http://precos-combustiveis.blogspot.com) que irá falar sobre os carros eléctricos que já existiram no passado e que foram destruidos.
Hoje em dia não se poupa dinheiro porque tem gente a enriquecer com o dinheiro que a gente gasta.
Ricos cada vez mais ricos e pobres cada vez mais pobres!
Se as pessoas com salários altos, acima dos 3500 euros, neste país descontassem 10% para um fundo para dar a famílias de mães solteiras desempregadas e sem trabalho... o mundo português estaria bem melhor!!!

Margarida disse...

Sinceramente, penso que de borla, e sem quaisquer contrapartidas só o ar que respiramos!

claudia canario disse...

tenho a tarifa bi-horaria da edp assim consegui reduzir a factura

Dreamlu disse...

Boa Tarde a todos e parabéns pelo óptimo e útil programa!

A verdade é q somos um povo que sofre com todos estes aumentos, e com a política que temos neste país...e assim, muitos de nós "precisa de gastar", de sentir uma espécie de compensação. Abrem-se as bolsas...e depois é que são o "ElAS".

Cristina disse...

Está a passar na internet várias coisas da poupança com os carros e que o mundo não liga. Por exemplo:
Em 1996, as primeiras viaturas eléctricas de produção em série, os EV1 (Electric Vehicle 1), foram fabricados nos EUA pela General Motors, e circularam pelas estradas da Califórnia. Eram viaturas rápidas:
faziam dos 0 aos 100 km/h,
em menos de 9 segundos ! E silenciosas ! Não produziam nenhum gás de combustão
(nem sequer tinham tubo de escape)Eram fácilmente recarregáveis com
energia eléctrica na garagem de casa.Dez anos mais tarde, estes carros do futuro
desapareceram completamente! O que é que se pode fazer?

x disse...

Boa tarde,

Li na revista da acp que poupa-se combustível, entre outras:

Desligando o motor em paragens de mais de um minuto.

Mantendo as janelas fechadas quando a velocidades elevada :"A resistência ao vento aumenta o consumo de combustível e as emissões de gases de escape"

Reduzindo a utilização do ar condicionado pois este "obriga a maior esforço de motor, com o correspondente aumento de consumo de CO2"

Mantendo o carro afinado reduz também as emissões de CO2.

Partilhe o seu carro com outras pessoas que têm o mesmo destino.

pedro disse...

boa tarde.
cheguei a percorrer algumas distancias a pé para colocar as embalagens nos ecopontos que distanciavam bastante da minha casa o mais proximo.cerca de 2km.

Maria disse...

Ainda há "almoços grátis"...
(como esta publicidade que estou aqui a deixar).
Neste site, tudo é dado! Basta procurar!
http://tralhasgratis.blogs.sapo.pt/

David disse...

Parece-me que muitas questões acabam sempre num dilema final. O tempo.

Pois não é ele que nos faz cada vez mais recorrer aos meios fáceis de obter energia..para o que quer que seja.. Então há q ir ao fundo da questão, quem quer esse tempo? Parece-me a mim que serão os fazedores de Economia.

O mais pequeno vendedor, se puder vender a mesma coisa em dois sítios não o fará somente num só, nem que para isso tenha que gastar um milionésimo da energia poluente do nosso planeta..para levar o produto até a um 2º 3º..pontos de venda. Um mero exemplo..

O mesmo em cada um dos nossos empregos, em que sempre se quer tudo mais rápido..

Chegamos ao limite do nosso bem-estar.. e ao limite do nosso planeta.

Para quando a mudança de mentalidade dos "Economistas" ou pelo menos dos meios de obter os fins? Uma mudança social..da maneira de viver..dos valores.

Obrigado Fernanda

Antonio disse...

O problema de toda a gente ter o seu carro mesmo que seja só ele nele é do estado. Numa sociedade em que as pessoas têm que infelizmente ficar a trabalhar até tarde e todo o tempo é precioso, uma pessoa ainda consegue poupar bastante tempo a andar de carro mesmo que apanhe transito! Ou se investe nos transportes em Portugal ou as pessoas continuarão a usar carro, porque de certeza que se as pessoas poupassem nos transportes tanto em dinheiro como em tempo as pessoas trocariam muitas vezes o uso do carro pelos transportes públicos.

pauloaguia disse...

Para a rita, sobre as fraldas: durante o dia use fraldas de pano e deixe as descartáveis para a noite (que é para não haver assaduras, por ficar lá o xixi durante muito tempo).

x disse...

E não deitem roupa para o lixo! Uma peça de roupa consome uma quantidade exorbitante de Àgua para ser produzida. Entre as instituições carenciadas, há a associação Humana to people com vários postos de recolha: http://www.humana-portugal.org/Articel.asp?NewsID=58

Bruno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jccfraga disse...

Boa tarde!
Em minha casa poupa-se no que se pode .Gás, electricidade, água, compras para a casa, alimentação( as tais marcas brancas, o comprar os legumes no lavrador vizinho).

Ando a ver a possibilidade de instalar um sistema para aproveitar energias renováveis, mas, já viram os preços!!???
quase que é preciso fazer outro empréstimo!!!

Ando a estudar e a projectar um sistema caseiro. Para isso não falta informação na Internet e também porque trabalho na área da electricidade...está quase pronto.

A minha pergunta é ( a ver se alguém me ajuda sff ) é que vou ter gastos, ( bem menos do que se comprasse um sistema já pronto é verdade ) posso meter esses gastos para o IRS?? uma vez que é um sistema DIY

já agora porque é que estas tecnologias demoram sempre tempo a chegar aos mercados : http://www.cyclonepower.com/index.html

Parabéns pelo programa

carla disse...

so para dar os parabens pelo programa...

Inês disse...

Com a quantidade de energias renováveis existentes actualmente como a energia Geotérmica (aproveitamento do calor do interior da Terra), Biomassa (produtos da floresta e madeira que não necessitamos), Hidríca, Eólica, Biogás (decomposição de restos orgânicos)e a Energia Solar. O único problema ainda existente é o facto das pessoas não aderirem devido aos custos que envolve a instalação de um destes tipos de energia. É por isso que é importantissímo o apoio do Estado na dinamização e na "descomplicação" do processo (e dos custos!) para a adesão ( a estas energias), seja maior.

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lady_blogger disse...

Por algum motivo as acções da EDP Renováveis têm estado a descer...

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...

Os sites painatal.info e painatal.org
estimulam a dar e a trocar bens, contribuindo deste modo para ajudar qualquer pessoa a poupar.

CC

Maria Mendes

Ana Rita disse...

Cara Fernanda, como sugerido no v/programa aderi ao continente online e como a D.Margarida P.Correia mencionou que não tinha custos fui logo registar-me no entanto encontrei estas letras pequeninas : O Continente Online faz entregas de 2ª feira a Sábado entre as 10h30 e as 22h30. Entregamos também aos Domingos na maioria das zonas abrangidas.
O valor do serviço de entrega é de 6€ para encomendas de valor igual ou superior a 125€ e de 8€ para encomendas de valor inferior a 125€. Acresce 2€ para o período nocturno (das 18h30 às 22h30) e aos Domingos.

Portanto as entregas não saõ a custo zero como foi mencionado e para mim que moro a 4/5 km do continente não faz sentido pois não iria poupar gasolina.