sexta-feira, novembro 14

Diabetes em crianças e adolescentes

As recentes estatísticas da Federação Internacional da diabetes revelam que em cada ano mais de 70 mil crianças desenvolvem diabetes tipo 1.
O tipo 2, que se desenvolvia sobretudo em adultos, ataca agora os mais jovens devido à obesidade e falta de actividade física.
Quais os sinais de alerta? Como diagnosticar, como prevenir e como actuar nas fases de negação da doença?
Neste SC juntaremos os melhores especialistas da área para todos os esclarecimentos.

Convidados
Rosa Pina, Médica Pediatra
José Manuel Boavida, Presidente da Sociedade Portuguesa de Diabetologia e Coordenador Nacional do Programa Diabetes
José Jorge Letria, Escritor e Diabético
Ana Paula Gomes, Presidente da Comissão dos Cuidados Gerais da Ordem dos Enfermeiros

17 comentários:

lady_blogger disse...

Poderia existir ou existirá em algum país uma vacina que evite a diabetes, ajudando a produzir a insulina necessária?

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...

Uma forma de evitar a diabetes é ter uma boa conduta alimentar, o que não é fácil de colocar em prática, pois há sempre um alimento saudável que não gostamos, ou um que só ajuda a engordar e que adoramos.

Nas escolas nunca deveria existir a opção de comprar batatas fritas, chocolates e outros doces, bolos de pastelaria, refrigerantes. Os menus deveriam ser saudáveis e todos os alunos deviam ter uma folha de presença nas cantinas e bares de escola, para os encarregados de educação e a própria escola poderem controlar a saúde dos alunos e perceber o que está mal na alimentação destes, e saber de quem é a culpa pelos erros alimentares, se serão os pais ou a escola.
Fica a sugestão!

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...

Fernandinha, já foi ao Remade in Portugal? Quer vir? Estou a pensar ir lá esta tarde.

CC

Maria Mendes

Strawberryzinha disse...

Gostava que à semelhança do que acontece com os diabéticos, em que lhes oferecem as máquinas para poderem controlar os seus níveis, pagando estes apenas as fitas para o respectivo aparelho, que o mesmo também venha a acontecer para os doentes de hipocoagulação, de forma a que estes possam na comodidade da sua casa e com a ajuda da tele-medicina e o projecto AIRMED da fundação Vodafone, ter uma maior comodidade e principalmente um melhor controlo, para possibilitar um melhor acompanhamento e melhor ajuste da medicação. Um aparelho de hipocoagulação ronda os 500 euros... claramente não é para todos!

Se para as pessoas que sofrem de anorexia ou bulimía, é recomendada terapia familiar, julgo que poderá ser estendido para as várias doenças do fórum alimentar, seja de origem psíquica ou fisiológica.

Teresa Revez disse...

Recentemente ouvi falar de um calçado inovador - calçado fisiológico - mais conhecido pelo ANTI-sapato MBT (Masai Barefoot Technology). Activa a circulação e melhora a postura. Será que é um calçado ideal para estados iniciais da Diabetes?

Teresa Contreiras

Florbela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Família de Pinho Marques disse...

Antes de mais, boa tarde! Parabéns por mais um tema tão interessante, eu q sou fã da vida saudável, gosto imenso de estar interessada nestes assuntos.

O q quero deixar testemunhado é apenas um constactação, tenho 28 anos e dois filhos de 10 meses e 3 anos, preocupo-me imenso com a vida e saúde deles, mas inacreditavelmente não vejo isso nas outras mãe, nem nas da minha idade, eu que sempre julguei que vinha de uma geração mais consciênte. Frequento e sou moderadora de um fórum de bebés e crianças e só por aí, já consigo retirar o quão importante é para os pais a alimentação dos filhos... Tento fazer propaganda à vida saudável, mas poucos parecem interessados e os que parecem, raramente passam às práticas!

Além disso, em geral, quando falo dos perigos da má alimentação e da necessidade de practicármos exercício, para teremos uma vida saudável, sou logo vista como uma exagerada ou obcecada!! O que hoje em dia está na moda é dar às crianças tudo o que elas pedem, e o pai que não o faz, é criticado e mal visto! Vejo-o por exemplos bem próximos de mim!

Mais flagrante ainda são as escolas que não praticam a boa alimentação, devem rondar os 90%, devem ser mais do que as que estão preparadas para terem alimentação para diabéticos e outras minorias, pois isso está na moda, agora comer bem, isso é para os velhotes!! Até nos INFANTÁRIOS, a ementa alimentar e paupérima, isto é gravíssimo!!

Temos que fazer alguma coisa, o governo ou quem de direito tem que agir urgentemente!!

Obrigada, Ana - Norte

Maria disse...

Olá boa tarde... Estou a gostar imenso do programa..
Sou diabética Tipo I, há já quase 5 anos.Tenho 19 anos.. Quando me foi diagnosticada foi um grande choque, isso sem dúvida... e ás vezes ainda penso.. Mas porquê eu...?!

Mas apesar de tudo parece que ganhei uma nova vida.. novos hábitos, uma alimentação mais equilibrada, e principalmente uma nova postura de vida...:) E a isso agradeço também a APDP, que sempre foram espectaculares em tudo...

E é engraçado, que o ser diabética, tendo consultas de nutrição, me suscitou curiosidade nessa área.. E por isso estou a tirar uma licenciatura em Dietética e Nutrição...

Só vantagens..

Um resto de bom programa...

"Maria"

Anjos disse...

Olá Boa tarde.
Li recentemente um estudo que dizia que os doentes de Fibrose Quística têm risco acrescido de desenvolver diabetes.É verdade?
O meu filho sofre de FQ e como sempre foi muito magrinho têm uma dieta hipercalórica e hiperproteica para tentar aumentar o percentil.Ele têm o pancreas mais pequeno que o normal,algum destes factores é por si só factor de risco? o que fazer quando a alimentação deve ser rica em gorduras e açucares?Existem outras formas de prevenção da diabetes?Ele é muito activo,isso ajuda certo?!

Anjos disse...

Eu tive diabetes gestacional do meu primeiro filho,o que têm fibrose quística,isso acrescenta riscos para ele?Na minha segunda gravidez não tive diabetes,e a minha filha nasceu saudável.Fiquei com a duvida se o feto é que interfere nos valores de "açucar" da mãe e não o contrário como seria de supôr! Talvez seja uma dúvida infundada e sem sentido mas realmente penso nisso algumas vezes.

better65 disse...

ola boa tarde. parabens por abordar a doenca do sec. xxi.
Sou diabética tipi 1 tenho 43 anos e sou mae de 1 rapariga e 1 rapaz.
ambas gravideses de alto risco acompanhadas no hospital de santa maria.
quero deixar a mensagem para que todas as pessoas diabeticas vivam na esperanca de um dia em portugal podermos usofruir da bomba infusora gratuitamente.

AXFDASILVA.BLOG disse...

B TARDE

Anjos disse...

Obrigada,obrigada,obrigada!Fico quase sem palavras...Parece que dia 21 e 22 vão ser intensos!Fico muito contente que um programa de excelência como é o Sociedade Civil vá abordar quase em exclusivo o tema da Fibrose Quística e de outras doenças raras.Para bem de todos é importante que as doenças continuem raras mas não desconhecidas!Bom trabalho...fico a aguardar ansiosa...

lady_blogger disse...

Vim há pouco do Museu da Electricidade. Vi poucas pessoas a visitar a Remade in Portugal.
Alguns detalhes colocá-los-ei brevemente no euronios.

CC

Maria Mendes

Susan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Susan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jenna disse...

A obesidade e a diabetes estão a aumentar nas crianças, porque estas não fazem uma alimentação saudável, esta alimentação tem que começar em casa, tem que ser moderada e equilibrada, pode-se comer de tudo com moderação.
As crianças portuguesas comem muitos doces,fazem almoços só com esse tipo de alimentos, as únicas pessoas que podem modificar essa situação são os pais