quarta-feira, março 25

Que peixe comemos?

Sabia que metade do peixe que comemos não veio do mar, mas sim de um tanque de aquacultura? O mundo produziu, só em 2007, 144 milhões de toneladas de peixe pescado e criado em aquacultura, dos quais pouco mais de 110 milhões foram para consumo humano e o restante para alimentação animal. O último relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) sobre o Estado das Pescas e da Aquacultura indica que 19 % das reservas piscícolas do planeta estão a ser sobreexploradas, 8% estão esgotadas e apenas 1% em recuperação. Cerca de metade (52%) está a ser explorada nos seus limites máximos.
Afinal ainda vamos comer peixe nos próximos anos? Durante quanto tempo? E com qualidade?

Convidados:
Maria Paes Vasconcelos, Associação Portuguesa dos Nutricionistas
Carlos Luciano da Costa Monteiro, Vogal do Instituto Nacional de Recursos Biológicos e Director do Instituto das Pescas da Investigação e do Mar
Teresa Pina, Bióloga marinha e responsável de conteúdos educativos do Oceanário de Lisboa
Henrique Luz Rodrigues, Professor de Farmacologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

27 comentários:

Jota disse...

" Os animais são meus amigos...e eu não como os meus amigos." - George Bernard Shaw

Vou directamente aos produtores que neste caso são as algas.

Jota disse...

Mas para as pessoas que querem continuar a comer peixe há boas notícias. No Alaska foi implementado um método na pesca do halibut que resultou e é usado noutras partes do mundo. Estabelece quotas individuais de pesca para cada pescador, sendo essas quotas negociaveis.
Isto faz com que o pescador não vá pescar tudo à ganância e em vez disso pesque conforme as necessidades do mercado.

Fica o artigo:

http://www.ifqsforfisheries.org/news/news_weeklystandard.php

Jota disse...

O método referido é o das "quotas de pesca individuais". Vale a pena ler o artigo.

Rosa Branca Pinto disse...

Por vezes fico sem saber qual é que consumo, mas facilmente identifico que pode não ser o nacional, uma vez que os preços, quando acompanhados com a etiqueta de "Produto Nacional", disparam em crescente.
Assim, opto muitas vezes por uma alimentação baseada no vegetarismo, evitando gastos tão elevados e poupando a saúde.

Rosa Branca.

Dominic Oliveira disse...

Boa Tarde, como imenso atum - cerca de 5 latas por semana (cada lata tem 200g), comer tanto atum fará algum mal?

Dominic Oliveira disse...

:( sim eu sozinho, nao tenho muito tempo para fazer o comer, dá em media uma por dia. eu sei que devo variar mas tenho medo é que faça algum malificio,

Dominic Oliveira disse...

Nao como sempre a mesma coisa, mas como estou numa faculdade de desporto e tenho pouco tempo para fazer normalmente o almoço, opto por fazer algo que gosto e que seja rápido - atum:), normalmente massa com atum e tomate, mas variu, ora com arroz e atum, salada de atum, massa com atum e milho, etc. A minha a pergunta vai ao encontro de se tanto atum poderá fazer algum malificio ao organismo, porque em termos de variadade de alimentos na alimentação sei que não é correcto porque pode causar carências de outras substâncias.

Sociedade Civil disse...

Robalo Escalfado

- Robalo
- Lingueirão
- Mexilhão
- Salicórnia
- Algas
- Broa de milho
- Flor de sal
- Limão

Dominic Oliveira disse...

Normalmente também vario com outros enlatados - sardinha, lulas, etc., para ser rápido porque o problema é esse. Á noite já é mais facil - um salmaozinho com uma salada hmmmm:)

cláudia disse...

O peixe enlatado faz mal?

cláudia disse...

Não compro peixe sem ser congelado, não por preguiça de me levantar cedo para comprar o melhor, mas simplesmente porque não sei quando o peixe oferece todas as condições.
Poderiam explicar-me alguns truques para detectar a qualidade do pescado?

Pedro disse...

Gosto muito de peixe, mas neste momento estou a trabalhar na Ilha do Porto Santo. Aqui há 2 supermercados, um tem a peixaria fechada pela inspecção e o outro só tem de vez em quando Vejas( Bodião), peixe espada, ,salmão e carapau, todos com um aspecto que mete medo e que de fresco não têm nada. Congelados, só têm daquela pescada em filetes que toda a gente conhece.
Tudo o que é pescado nestas águas
é para exportação.
Como posso compensar a falta deste alimento??

Susana disse...

Boa tarde
Gostava de saber se as gambas, a sapateira, o berbigão, as ameijoas e o carangueijo pertencem à mesma especie, isto é, se são todos considerados marisco.
Obrigada
Susana

Catherina Sanders disse...

Boa tarde,

Uma dúvida.... Tenho uma amiga vegetariana, mas mal come peixe. Mesmo a nutricionista dela lhe aconselhar comer, 3 a 4 vezes, peixe por semana.
O que fazer neste caso? Existe algum vegetal que substitua o peixe?
Obrigada.
Abraços,

Catherina

cláudia disse...

De doenças podem surgir devido à carência de omega 3 e outras características do peixe na nossa alimentação?

Sociedade Civil disse...

Salmonete Assado

- Salmonete
- Batata-doce
- Toucinho
- Chalotas
- Creme de agrião
- Hortelã da ribeira
- Azeite
- Manteiga
- Limão
- Sal

AALVESP disse...

boa tarde estou todos os dias vejo este programa desde a Venezuela e gostaria de saber se é possível receber os cartões informativos a través do meu e-mail aalvesp@gmail.com para os poder usar e dar a conhecer aqui na Venezuela. Também gostaria saber que qualidade de peixe é bom para uma dieta de hipertensão.

Cristina Varandas disse...

Gostaria de saber o que é mais saudável consumir pescado fresco ou pescado congelado?

Halteres disse...

Olá, boa tarde a todos.
Sendo a discussão sobre peixe, decidi contar o que me sucedeu.
Desde sempre, fui pouco "adepto" de peixe.
Contudo, recentemente adquiri uma aparelho para cozinhar, cujo nome não vale a pena mencionar.
O que é certo é que, a minha dieta passou a conter muitas mais refeições de peixe, especialmente da forma que a doutora (nutricionista) referiu.
Isto para dizer que no espaço de 6 meses, aumentei 5 kilos de peso (e não foi gordura).
Agora digo a toda a gente, Comam Peixe.
Obrigado
--
Vítor Barreiros, 28 anos, Barreiro

catarina dias disse...

BOA TARDE,

O MEU FILHO TEM SETE MESES E VAI COMEÇAR A COMER PEIXE. QUAIS OS PEIXES RECOMENDADOS? SERÁ QUE POSSO DAR PEIXE CONGELADO?

CATARINA DIAS

conceição disse...

Boa tarde.
Gostava de saber se as ovas de peixe podem substituir o peixe.
De que peixe e que as ovas sao mais ricas em nutrientes?
E quais as maneiras de as confecionar?

Jota disse...

É preciso ter atenção que os vegetarianos não preciisam das mesmas quantidades de certos nutrientes que os comedores de carne. O Gandhi era vegan e morreu com 80 e tal anos assim como outros vegetarianos famosos.

http://www.vegsoc.org/info/omega3.html


"On becoming a vegetarian : I saw fishes swimming happily in the water, and I’ve no rights to take their life to fill my stomach. When I was small, my parents said that fish was good to me. But they are already not around and I’m still here." - Theresa Hsu

http://www.ivu.org/news/online/interviews/teresa.html

http://mel.uberkids.com/blog/?p=152

Jota disse...

Já agora, os suplementos de Omega 3 podem ser extraídos do peixe o que implica a morte do peixe.

Jota disse...

E quando os médicos dizem alguma coisa o melhor é espetar-lhes com este. O senhor em causa morreu aos 96 depois de cair de um escadote.

"My situation is a solemn one. Life is offered to me on condition of eating beefsteaks. But death is better than cannibalism. My will contains directions for my funeral, which will be followed not by mourning coaches, but by oxen, sheep, flocks of poultry, and a small traveling aquarium of live fish, all wearing white scarfs in honor of the man who perished rather than eat his fellow creatures." ~George Bernard Shaw

Teresa disse...

Olá Boa tarde,
falam aí em substituição do dha por suplementos, mas eu ouvi dizer que acima de 30º o DHA é destruido e passa a tóxico,
Aliás existe no mercado a publicidade de um óleo que põe os "meninos mais inteligentes" porque tem esse suplemento, mas as mamãs não sabem que se o usarem para fritar o peixinho ou outro alimento o DHA já ultrapassa os 30º convertendo-se em tóxico.
Promovam o azeite que somos nós que produzimos e que é a unica gordura que aguenta o ponto de fumo acima de 180º e é também a UNICA que deixa os fritos secos e com uma crostinha saudável.
O azeite pode ser só usado uma unica vez assim como todas as gorduras se for para fritar proteínas como o peixe ou carne.
Na fritura de outros alimentos não proteicos pode ser usado saudávelmente até 7 ou 8 vezes o que afinal faz desta gordura saudável e tão desprotegido em Portugal na nossaa agricultura um alimento económico, saudável e sustentável.
Não usem azeite virgem, nem extra virgem para fritar. Comam o azeite extra virgem em cru, depois de cozinhado fica como o outro.
Assim aprendem a poupar e a comer bem e com qualidade.

Dominic Oliveira disse...

Que livros me aconselha sobre receitas rápidas de peixe?

P.Sanches disse...

Boa tarde Fernanda!

Desde já felicito-a a si e a toda a equipa do Sociedade Civil pelo EXCELENTE programa, a televisão portuguesa já merecia algo assim, pois desta forma estamos a educar, a desenvolver e tornar mais felizes os portugueses.

A minha questão penso ser pertinente e focaliza-se na higiene do peixe, e na sua confecção.
Há alguns meses, vi na televisão um conceituado programa estrangeiro sobre saúde ("Saber Vivir"), no qual alguns especialistas afirmavam a necessidade imperiosa de confeccionar muito bem o peixe, uma vez que este por vezes se encontra contaminado por parasitas internos (sobretudo) e seus ovos, os quais podem facilmente ser introduzidos no nosso organismo por via das refeições se não forem bem cozinhados.

Também disseram, que uma vez no organismo, estes parasitas podem criar problemas sérios em qualquer parte do nosso corpo, podendo a sua erradicação ser algo complicada.

Gostaria que por favor, o presente painel se pronunciasse relativamente à minha questão.

Muito obrigado e continuação de bons programas.

Paulo Sanches.