quarta-feira, junho 17

Soluções para a infertilidade

O Estado comprometeu-se a aumentar para 70% a comparticipação nos medicamentos utilizados nos tratamentos da infertilidade e encaminhar de imediato para o privado casais em lista de espera de tratamentos de Procriação Medicamente Assistida. No âmbito do apoio ao combate à infertilidade foi inaugurado o centro de PMA da Maternidade Alfredo da Costa e, apesar da falta de profissionais nesta área, esta visa ser uma medida de apoio aos casais portugueses com dificuldades em conceber um filho - são entre 10% a 15%.
A infertilidade tem aumentado nos países industrializados devido a factores como o adiamento da 1ª gravidez, os hábitos sedentários, o consumo excessivo de gorduras, tabaco, álcool e drogas. No próximo SC fazemos o retrato desta realidade com os melhores especialistas.

Convidados:
Matilde Catalão
, Psicóloga da Associação Portuguesa de Fertilidade
Carlos Calhaz Jorge, Presidente Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução e Responsável pela Unidade de Fertilidade do Hospital de Santa Maria
Nuno Monteiro Pereira, Médico Urologista e Professor de Sexologia na Universidade Lusófona
Teresinha Simões, Médica Ginecologista e Obstetra na Unidade de Infertilidade da MAC

10 comentários:

CVC disse...

E como é que lidam os homens com a infertilidade? Ouvimos sempre as opiniões das mulheres...

Fátima disse...

Olá, chamo-me Fátima Gaspar e tenho 42 anos. Sou uma mini-empresária na área da avicultura, nunca perco um programa. Deixei de ir ao cfé para não me atrasar, só vou no fim de acabar o programa.
Continuem assim, parabens.

Fava Azul disse...

ha dois anos e meio que tento engravidar.
recorrer a tratamento privado torna-se insustentável pelos custos que acarreta. se entrar para o sistema publico já foi dificil porque tambem a minha medica de familia tambem era da opiniao que com 23 anos era demasiado jovem para assumir uma infertilidade.
actualmente tenho consulta de 5 em 5 meses. Para quem espera um filho é uma eternidade.

a pressão feita pela sociedade torna-se tao grande que por vezes evitei encontrar-me até com visinhos no predio pois já sabia que me iriao questionar - entao ainda nada?

Justme disse...

a infertilidade é uma doença e tem q ser tratada como tal..e deixar de ser tabu,,..eu sofro de infertilidade e fiz 1 ISCSI e engravidei no 1º ttt ( coisas que raramente acontece) quais os factores que levam a este processo falhar tantas vezes?

Olinda disse...

http://www.apfertilidade.org/eventos/2009/ Convido todas os casais com problemas de infertilidade a juntar-se a nos no 4º encontro da Associação Portuguesa de Fertilidad!
Obrigado Fernanda.
Olinda

luciano disse...

Olá, com todo o respeito pelo trabalho que tem vindo a ser feito pelos profissionais de saúde quero só acrescentar que existem alternativas dentro das medicinas Naturais, nomeadamente na Medicina Tradicional Chinesa, que tem mostrado resultados bastante satisfatórios, so a titulo de mais uma alternativa de Esperança para estes casais.
Obrigado Rodrigo e Sara.

monica disse...

boa tarde chamo-me monica e tenho 24 anos a dois sofri um aborto espontaneo e agora ja a um ano que tento engravidar e nao consigo, é uma frustação pois penso como é possivel para alguem que ja esteve gravida agora nao conseguir!a minha medica diz que pode ser de eu estar mais gorda ou da ansiedade, sera possivel? é normal ao fim de 1 ano ainda nao ter engravidado?

Portugal's Flavours disse...

eu sou uma história de infertilidade com final feliz. Tentei durante 4 anos, sem sucesso, e quando já não esperava tive o meu positivo de forma natural. Em vésperas de fazer 35 anos, pude finalmente ter a minha menina nos braços.
Não deixem de acreditar!

Portugal's Flavours disse...

eu tenho uma história com final, depois de um longo percurso de 5 anos. Engravidei naturalmente, quando já quase tinha perdido a esperança e dei á luz a minha filha em vésperas de fazer 35 anos.
Não deixem de acreditar!

lidador disse...

visitem http://evoraterraportuguesa.blogspot.com/