quinta-feira, junho 18

Reforma antecipada

O caso dos professores é o mais recente. Dos 4 mil docentes que se reformam em 2009, uma parte pediu a reforma antecipada alegando desmotivação, mesmo correndo o risco de perder cerca de 270 euros por mês.
No caso dos funcionários públicos, foram 23 mil que anteciparam a reforma.
Apesar destes números, cada vez é mais comum a teoria do “envelhecimento activo”. Uma forma de manter, muito por causa do aumento da esperança média de vida, as pessoas a trabalhar mais tempo. Queremos trabalhar menos anos?
Queremos trabalhar até ao fim dos nossos dias? Não deveríamos usufruir dos mesmos direitos de protecção social da geração passada? A integração destas pessoas em projectos de solidariedade social fará sentido?

Convidados:
Luísa Guimarães
, Vice-presidente do Instituto da Segurança Social
Vasco Costa, Director-Adjunto da Caixa Geral de Aposentações
Eugénio Rosa, Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública
Nuno Carvalho, jurista da Deco

26 comentários:

Ana disse...

Boa tarde,
gostava que comentassem por favor a situação da minha mãe.Ela trabalhou 42 anos numa empresa textil , começou a trabalhar com 12 anos de idade. A empresa entretanto faliu e a minha mãe conta agora com 55anos de idade e os ditos 42 anos de contribuições para a seg social. Será justo ter penalização na reforma?

AKC disse...

Quanto mais cortarem nas reformas, mais pessoas vão pedir para se reformar.

Há uma falta de visão estratégica enorme dos governantes que não vêem que com estas medidas estão a levar à reforma pessoas que não estariam sequer a pensar fazê-lo.

O país perde, assim, de 2 maneiras.

E não satisfeitos com isto, todos os anos continuam a cortar ainda mais.

O objectivo destes senhores é que as pessoas trabalhem toda a vida e nunca possam vir a usufruir dos seus descontos para a Segurança Social.

Por este andar, em 2015, quem se quiser reformar com a reforma máxima, terá de ter 100 anos de idade... abram os olhos e vejam a qualidade de vida que estão a retirar às pessoas, numa altura em que elas planeavam gozar um pouco da vida.

Além do mais, estão a retirar espaço aos mais novos, pois com as reformas a ocorrer aos 65, 70, 75... e mais anos, não haverá lugar para todos, pois o Governo está a matar a "renovação".

Vagos Online disse...

Tenho 57 anos e 30 anos de descontos. Estou desempregada sem direito a subsídio de desemprego. Não arranjo emprego com esta idade e sem qualificação.
Estou condenada a ficar sem trabalho e sem reforma até aos 65 anos?
Maria Rosa

Antonio Martins disse...

Pergunta ao Director-Adjunto da Caixa Geral de Aposentações

Caso: O beneficiário esteve sujeito a dupla tributação, durante um período da sua carreira contribuinte.
Tem direito ou não a um suplemento de pensão, correspondente aos descontos efectuados?

Maria Marques disse...

Tendo pedido a reforma por incapacidade em Dezembro p.p. e, após análise do Médico-relator em 24.03.09, gostaria que me informassem, se possível, qual o prazo provável do despacho.
Os meus cumprimentos.
Maria M.

Sociedade Civil disse...

simuladores online:

www.seg-social.pt
www.cga.pt

Saudações Civis

Rui Freitas disse...

Boa tarde,

Sou professor, tenho 55 anos de idade e 29 anos de serviço. Quando posso reformar-me mesmo penalizado.

Nuno Freitas

AKC disse...

Os objectivos do Sistema de Segurança Social são:

- Trabalhe mais anos e
- Receba menos pensão.

O facto de estarem a mudar as regras do jogo a toda a hora, é de completa má fé.

Se a Segurança Social não tem dinheiro para pagar pensões, digam isso claramente às pessoas e não as obriguem a descontar até morrer para estarem a financiar políticos e governantes que trabalham 8 anos e levam reformas por inteiro.

As pessoas estão fartas de mentiras!

raquel disse...

Boa tarde

Ouvi dizer à uns dias que estava em estudo uma nova proposta de calculo da reforma em que a soma da idade do trabalhador, com o tempo de descontos fosse superior a 90. Teria direito a reforma na sua totalidade.
Atá que ponto isso seria provavél?
Obrigado

Sérgio Farias

Claudia disse...

Boa tarde.
Para além do tempo de descontos, existem outros factores que devem ser contabilizados, como por exemplo o tempo de serviço militar nas ex-colónias? Esta questão foi discutida há uns tempos mas não sei em que situação está actualmente. A existirem esses factores podem por favor dar algum exemplo?
Muito obrigada.
Uma vez mais verifica-se a grande utilidade deste programa. Continuem o óptimo trabalho.
Cláudia Veiga

fatima disse...

Faço 60 anos em Agosto e completei em Abril 33 anos de serviço. Quando me posso aposentar com penalização?

Saliento que se tivesse agora 55 anos e 30 de serviço poderia faze-lo de imediato.

Dr.Brain disse...

Boa tarde! tenho 28 anos e com os comentarios que estou a ouvir a unica pergunta que me vem a cabeça é: Então não serve para nada descontar? No fim contas feitas se o dinheiro for bem poupado/investido conseguimos nos sem as aposentações vir a proporcionarmo-nos uma vida melhor para o futuro, pensem nisso.... abraçoes.

Manuela Vaz disse...

Estou a ver o programa e gostava de colocar uma pergunta: Sou professora, tenho 51 anos e 30 anos de serviço. Quando posso reformar-me sem penalização?

Lúcia disse...

Boa tarde,

Não sei se isto está directamente relacionado com o tema do programa, mas gostaria de salientar a importância, na minha opinião, de dar oportunidade aos reformados de integrarem acções de solidariedade social, actividades em part-time, formação pessoal e profissional, etc.

A chamada terceira idade, por norma e na actualidade, não é inválida nem incapaz, mas ao ficarem fechados em casa, sozinhos, os idosos acabam por perder a motivação e a energia que antes os caracterizava.

Estes pequenos trabalhos constituiríam uma remuneração suplementar e possibilitavam, acima de tudo, o sentimento de pertença a uma comunidade.

Antonio disse...

Tenho 61 anos, 44 de descontos ininterruptos e estou desempregado desde Janeiro de 2009. Quanddo posso reformar-me sem pebnelizações ?

António Fernando

Lúcia disse...

O caso dos trabalhadores independentes é muito diferente do que tem sido dito no programa? Se sim, seria possível explicá-lo, em linhas muito gerais?

Obrigada.

Sardine disse...

Olá Boa tarde,
O meu pai trabalha à 41 anos na EMEF, tem 57 anos de idade e gostaria de solicitar a reforma antecipada. Desconheço qual a penalização que sofre se se reformar antecipadamente.

Obrigada pela ajuda

pedro disse...

boa tarde,
a minha mãe tem 55 anos de idade. com um carcinoma diagnosticado foi indicada pelas entidades médicas como incapacitada de exercer a actividade profissional, tendo pois, pedido a reforma por invalidez. esta não lhe foi concedida pelos entidades competentes. com 41 anos de descontos é atribuída uma pensão de 128euros. será justo?

roler33 disse...

Olá Fernanda Freitas,

A representante da segurança social disse que os anos em que se esteve desempregado a receber subsídio de desemprego, entram para o calculo de reforma. De que maneira? Conta como anos de serviço? Como são calculados esses anos?

Agradecia uma resposta.

Obrigado.

Cumprimentos,
José Maria Bompastor
(Vila do Conde)

Dr.Brain disse...

Ola, com a crise mundial instalada a falta de dinheiro nos cofres do estado é inacreditavel... teem q se ir buscar dinheiro a algum lado(tgv, Areoporto...etc, e quem é que paga!? o eterno trabalhador que percorre essa grande linha imaginaria, (como hamsters na roda) presos ao sistema financeiro para que no fim de uma vida de trabalho fique a viver bem pior do que vivia quando trabalhava, (não a ninguém mais prisioneiro do que aquele que falsamente se sente livre) e por causa disso e que o estado manipula e muda leis em proveito propio sem q o trabalhador se possa queixar, a primeira coisa que me vem a cabeça com mais um dos vossos super debates e a seguinte: contas feitas o dinheiro q iria para a CGA bem pode ir para uma poupança numa caixa enterrada ou bem imvestido. cada vez mais cresce a descomfiança, contas bem feitas só ficamos a perder.... pensem nisso...

José disse...

Boa tarde.
Trabalho desde os 12 anos a descontar para a segurança social desde aí até agora. Cumpri 2 anos no Ultramar (Angola). Estou agora com 57 anos de idade. Como posso requerer a reforma sem penalizações ?

Dr.Brain disse...

não a ninguém mais prisioneiro do que aquele que falsamente se sente livre, o eterno trabalhador e que paga e por isso estas leis mudam por conveniencia, se bem me lembro mudaram com a desculpa de que a reforma era enevitavel porque a CGA entrava em bancarota em 10 que é aquilo que os nossos irmãos espanhois estão a passar agora, e por isso alguem tinha que perder, e a quem calha a fava ao trabalhador, onde e que isto vai parar? a esperança media de vida esta aumentar cada vez mais (dos 65 aos 90) ainda são 25 anos.... resumindo a situação e insustentavel e como uma bolha e quando arrebentar a serio, pessoas que trabalharam a vida toda não vão ter nem 1 euro.... pensem em vosses e façam por vosses. abraços blogonautas :)

fatima disse...

Sou professora do ensino oficial secundário.
Faço 60 anos em Agosto e completei em Abril 33 anos de serviço. Quando me posso aposentar com penalização?

Saliento que se tivesse agora 55 anos e 30 de serviço poderia faze-lo de imediato.

Não há duplicidade de critérios?

Cinha disse...

Bom dia
Esou a ver o programa, creio em repetição, na sexta-feira, dia 19, de manhã.
Em 2008 fui "incentivada" a aproveitar os 33 anos de serviço e 52 anos de idade para meter os papeis da reforma antecipada.
Como tinha 20% tempo de serviço sobre 24 anos, tinha de sobra anos contributivos seguros para poder ter os anos "certos".
A penalização calculada foi de 40,5 %= na prática é quase metade do vencimento. Aceitei
Agora já passaram 7 meses e o Processo ainda não saiu e sei que os descontos deste meses, a actualização do vencimento não foi contado, bem como a subida de nível que estava bloqueada, pelo Estado.
É correcto e Justo?
Obrigada
mgcguerra@hotmail.com

joão disse...

O problema é que quem fez a lei se borrifou para o escravo,esse tem direito ás migalhas que ELES deixam.(OS GOVERNANTES).Para mim ESSES ilustres SENHORES deviam ser reformados aos 65ANOS tal como são todos os outros.Poderiam sim receber mais 1.000 ou 2000€.Mas não teem de ter as mordomias.Podem dizer que a benesse está na LEI.MAS QUME FEZ A LEI?Eu não fui

LC disse...

Boa tarde!

Tenho 31 anos (11 anos de descontos), foi me diagnosticada a uns anos atrás uma mio cardiopatia hipertrófica generativa. Depois disso tive um ataque cardíaco ao qual tive que implantar um cárdeo desfibrador.
Recentemente os médicos disseram- me que deveria ir para uma Reforma por Invalidez ou por incapacidade.
Gostaria de saber mais indicações sobre estas reformas e se devo ir pelo conselho dos médicos em ir para uma reforma???

Desde já o meu muito obrigado.
Cumprimentos

Luis Costa