quinta-feira, dezembro 17

Natal low cost

Crise e consumo natalício desenfreado serão compatíveis? Estarão este ano os portugueses mais compenetrados na poupança ou o recurso ao crédito fará com que as compras nesta época disparem como sempre? Um estudo recente revela que os portugueses estimam gastar em média 390 euros em presentes, menos 4% do que no ano anterior. Segundo o estudo, a tendência vai ser para oferecer produtos úteis, mas a cada vez menos pessoas. Nesta emissão vamos explicar como poupar: desde produzir as próprias prendas a confeccionar refeições mais económicas com produtos nacionais, passando pela reciclagem de materiais e até de presentes!

Convidados:
Susana Albuquerque
, Secretária-geral da ASFAC
Miguel Tecedeiro, Docente ISPA e Psicólogo Clínico
Sizélia Fragoso, Empresária e Artista Plástica
Natália Nunes, Coordenadora do Gabinete de Apoio ao Sobreendividado da DECO

6 comentários:

Martinha disse...

Olá boa tarde

Por vezes conseguem-se fazer presentes bem engraçados com materiais reciclados e é até uma ideia muito gira mas a grande maioria das pessoas ou não tem tempo ou jeito para os fazer, ou acha que os materiais para fazer a reciclagem também são caros e por isso opta por comprar já feito.

É bem difícil poupar quando a tradição manda que nos vistamos com roupa nova dos pés à cabeça e para nossa infelicidade os saldos só são em Janeiro, o bacalhau, o peru ou o cabrito e a doçaria tem de estar na mesa, as viagens têm de ser feitas para visitar familiares, os presentes têm de ser dados, pelo menos às pessoas que também nos oferecem. Low cost? Só se for no país das maravilhas.

Feliz Natal para toda a equipa do sociedade civil.
Martinha

Célia disse...

Por acaso estou a ver a Sociedade Civil e estou a fazer uns tabuleiros em decoupage para oferecer! Tenho 38 anos e de vez em quando sinto uma vontade de fazer manualidades. Alivia o stress e sinto que produzi qualquer coisa, o que me dá enorme prazer. Os tabuleiros tem uns defeitozitos mas, como são para a Mãe e sogra, acho que me vão desculpar!
Beijinhos e Bom Natal!

Célia

martagaspar disse...

Quando era nova com filhos pequenos tinha uma lista de nomes para comprar prendas. No ano passado ainda dei às minhas netas. Este ano já lhes fiz a cabeça.
dou prendas quando me apetece e nunca em datas feitas. Então o Natal transformou o Menino Jesus - que já é grande - num consumismo tremendo, competitivo e ignorante.
Meu Deus! Tantos SEM ABRIGO e fazem uma árvore de Natal para mostrar ao mundo! E as emissões de CO2?Que Deus nos perdoe!

ana joaquina disse...

Boas tardes!

Queria só aproveitar esta ocasião para partilhar um "postal de natal" que recebi há pouco...
Foi realizado por alunos de design da UA e reflecte sobre o espírito de natal perante o consumismo excessivo da nossa sociedade:
http://www.youtube.com/watch?v=nhxf2Xg4xGc
É um pequeno filme de animação simples mas que dá que pensar.

Um abraço e boas festas! :)
Ana

martagaspar disse...

Fernanda Freitas e seus convidados estão numa situação previlegiada para ensinarem as pessoas a serem PERSONAS - como dizem os espanhóis. É preciso saber SER e o saber TER só interessa a quem não sabe SER.
Não sou contestatária. Mas, Credo, parece que estamos no século dezasseis!

Sociedade Civil disse...

Os brincos e o colar mostrados no programa são peças inspiradas numa colecção de botões de punho do século XVIII do Museu Nacional do Traje.

Saudações Civis