quarta-feira, maio 26

4ªs do coração: sexo e doenças cardíacas

Praticar sexo duas vezes por semana tem um efeito benéfico e protetor nas doenças cardíacas. Mas apenas nos homens! O estudo foi feito nos EUA, com mais de mil voluntários, e concluiu que os homens que praticam sexo têm 45% menos probabilidade de terem doenças relacionadas com o coração.
No entanto, a grande preocupação passa no que acontece à vida sexual depois do um episódio cardíaco. Um dos sintomas mais comuns depois de ataque cardíaco é o aparecimento de sintomas depressivos que inibem o ato sexual. Mas o maior impedimento é a normal aceleração dos batimentos cardíacos, que assustam o doente. Mas é possível retomar a vida sexual? Quais os cuidados a ter com os medicamentos? Todos os mitos e conselhos neste SC.

Convidados:
Nuno Monteiro Pereira
, Médico Urologista e Prof. de Sexologia
Maria do Céu Santo, Médica Ginecologista e Obstetra
Abel Matos Santos, Sexologista e Mestre em Psicologia da Saúde
Fernando Pádua, Médico Cardiologista

9 comentários:

Zeta Draco disse...

A peça inicial mencionou que para os homens a actividade sexual protege contra doenças. Pensando nos solteiros e noutras situações onde uma parceira não está "disponível", pergunto: a masturbação também protege? Contra que doenças protege, de que forma, e como se compara com o acto sexual "normal" (ie penetração.)? Obrigado.

Paulo Brás disse...

Boa tarde
Ouvi um dos presentes referir que a idade das artérias pode ser diferente da idade da pessoa.
A minha pergunta é: existe algum exame específico que ajude a determinar se a idade das artérias está em sintonia com a nossa idade?

Cumprimentos

Abel disse...

Tomo Alfuzosina p/ Hiperplasia Benigna da Próstata.Será que este medicamento diminui a erecção?

cusponosapato disse...

há pouco tempo tive uma palpitação, porque tomei 4 cafes, fui à farmácia e a tensão estava alta. A farmaceutica disse-me que estava iminente um AVC, tensao 16 09.
Nesse mesmo dia fiu ao hospital e só me receitaram um calmante em sos.
Fiz ecocardiograma e holter, sendo que foi verificada uma extra sistole supraventricualar. Penso que despois da farmaceutica fiquei um pouco em estado de medo constante. FAço desporto, cortei com sal, com café.
O sexo, fá-lo todos os dias. Tenho razoes para me preocupar?

O Expatriado disse...

será eficaz tomar viagra para compensar o desinteresse sexual devido a antidepressivos ?

Bernardo disse...

gostava de saber se é normal o homem ter desejo sexual todos os dias, seja pelo acto ou pela masturbaçao? melhores cumprimentos, adoro o programa

Luis Antonio disse...

Tenho 24 anos e sou grande desportista, recentemente deparei-me com 2 problemas uma varicocele a que foi operado recentemente e a uma e com uma certa falta de erecção. Podera existir uma relação entre as duas coisas ja que é no testiculo que se produz o hormonio masculino

Ana disse...

Boa tarde. Tenho 34 anos sou casada e o meu desejo sexual diminuiu bastante há já alguns anos, não tenho filhos e tomo yasmin desde que fiz cirurgia a um quisto no ovário e me foi diagnosticado endometriose, será que tem haver com isto? Estou seriamente preocupada e meu marido queixa-se bastante do meu "apetite sexual", gostaria muito de resolver o meu problema mas não sei como.

cusponosapato disse...

Boa tarde a todos os presente.

Tenho 34 anos

Há cerca de um mês tive uma palpitação, talvez porque tenha bebido 4 cafés nesse dia. Fui à farmácia e tinha a tensão alta, oq ue também não é normal.

A famacêutica disse-me.

- Veja, que pode ter um AVC agora!

Bom, verdade seja dita que fiquei com ataques de panico, fui ao hospital, fiz ecocardiogramas e um holter, onde me foi diagnosticado uma extra-sístole supraventricular, sendo que de resto tudo bem.
Depois disso, bebo só um café, não ponho sal algum na comida.

Penso que ando um pouco confuso. A médica de Familia já me disse que em termos cardiacos não tinha nada.

Tenho uma vida sexual muito activa com a minha parceira.

Devo de andar preocupado? Evitar fazer todos os dia?
Faço desporto também

Boa tarde.

João