quinta-feira, março 24

Censos: Quantos somos? Como vivemos?

Os Censos 2011 arrancam esta semana e pretendem, dez anos após os anteriores, responder a questões absolutamente essenciais: quantos somos? Onde vivemos? Em que trabalhamos? Mas que importância têm estes dados? Ao respondermos a estas questões estamos a contribuir para um retrato fidedigno da realidade do país, que permite refletir sobre as medidas que serão tomadas para os próximos anos. Não é possível saber o que precisamos sem saber quem somos. Onde estão a nascer mais crianças para se instalarem mais escolas? Onde estamos a envelhecer para criar uma resposta de cuidados mais próxima? O interior do país continua despovoado? No SC revelamos alguns dados recentes e tentamos antecipar os resultados dos Censos 2011.

Convidados:
Fernando Casimiro, Responsável Gabinete de Censos do INE - Instituto Nacional de Estatística
José Adelino Maltez, Prof. de Ciência Política UTL
Maria João Valente Rosa, Diretora Pordata e Prof. Universitária - FCSH – UNL e Demógrafa
João Baptista Pereira Neto, Secretário-Geral da Sociedade de Geografia de Lisboa e Prof. Catedrático Jubilado Inst. Superior de Ciências Sociais e Políticas

14 comentários:

Gina disse...

Evento no facebook:

"Alerta para a pergunta 32 dos Censos"

http://www.facebook.com/album.php?id=1773866803&aid=23882#!/event.php?eid=137279839674660


«Censos 2011
Pedem aos falsos recibos verdes para se identificar como trabalhadores por conta de outrem. Participar numa FRAUDE para beneficar as estatisticas a favor do Governo? Não obrigado!
Manifestem-se e reclamem enviando uma mensagem de correio electrónico para o seguinte endereço: censos@ine.pt
Passem a mensagem pelos vossos contactos. Muitos nao sabem e vão fazer o que lhes é pedido pelo recenseador. Estas estatisticas são importantes para as medidas a tomar durante os próximos 10 anos. Entao, que sejam o mais verdadeiras possivel.»
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=10150183711083969&set=o.132757260131148

Ricardo disse...

OLA QUERIA SABER QUEM TEM 2 CASAS TEM QUE RESPONDER AOS 2 QUESTIONARIOS AO SO A AO QUESTIONARIO ONDE RESIDE ? OBRIGADO BOM PROGRAMA ..

Cláudia Pinto disse...

Sou trabalhadora independente e ja entreguei os censos 2011. No entanto, não posso deixar de me insurgir com a pergunta 32 que obriga a que os trabalhadores com falsos recibos verdes mintam claramente ao terem de responder que trabalham por conta de outrem. Qual é a coima ou punição para os recenseadores que colaboram com esta realidade que deveria ser denunciada? Porque é que a opção para denunciar dos falsos dos recibos verdes não foi acautelada???

antonio disse...

estes census vão 'apagar' das contas os sem-abrigo, bem como a triste realidade dos recibos verdes.
Desaparecem das contas mas aumentam a cada dia que passa.

antonio disse...

uma vez que este é o modelo europeu, percebemos agora porque têm números tão baixos (e irreais) de sem-abrigo e de gente a trabalhar em condições precárias.
não queremos tapar os números, meus senhores, queremos resolver.
para isso, está visto, temos que mudar de protagonistas na política.

Jorge disse...

Sabendo que os censos são importantes para um retrato do pais pergunto se será necessário gastar 3 milhões, o próprio estado tem essas informações quer no cartão de cidadão quer nos registos prediais e respectivos orgãos,etc,etc não seria possivel gastar esse dinheiro para cruzar as informações desses orgãos do estado?

Ana Parada da Costa disse...

Como resolver a questão do preenchimento do censo pelos invisuais?

Gina disse...

O que têm os censos a ver com as preferências sexuais dos cidadãos? Não será isto do âmbito privado?

Pergunto: - Há indivíduos que têm outras preferências sexuais para além da por homens ou mulheres (imaginem os que têm a pancada pelo bestialismo, bonecas insufláveis, etc.)


Quanto à questão n.º 32 - "Qual o modo como exerce a profissão indicada?"
Os senhores estão a meter os pés pelas mãos com os trabalhadores a recibos verdes, que trabalham por conta de outrém, às suas ordens e com os instrumentos que a entidade patronal põe ao dispôr dos mesmos, e dentro das instalações do patrão, e com salário diminuto.
Os trabalhadores referidos nada têm a ver com os reais trabalhadores independentes, que não estão às ordens de ninguém, que não têm de cumprir horários e que auferem rendimentos do seu trabalho bastante elevados.



Quanto à questão «C - Indique o nome e o sexo das pessoas que não são residentes no alojamento mas que estavam presentes no dia 21 de Março»
Quer dizer se eu tiver visitas em casa tenho de dar o nome das pessoas? O que é isto? O que é que têm a ver com as pessoas que os cidadãos recebem em casa? (isto é do foro pessoal).



No inquérito individual perguntam acerca da Religião que temos, isto é um abuso!
Se ao menos perguntassem acerca da religião e colocassem também um campo perguntando quanto pagam as pessoas de dízimo ainda se entendia mas, de resto não estou a ver qual é a intenção.


Os senhores enchem a boca a falar que os dados não podem ser recolhidos por qualquer outra entidade que não seja o INE, e depois referem que as juntas de freguesia estão envolvidas no assunto, pois bem, fiquem sabendo que eu não confio nos que estão a ocupar o "trono" na minha junta de freguesia.

Gina disse...

O que têm os censos a ver com as preferências sexuais dos cidadãos? Não será isto do âmbito privado?

Pergunto: - Há indivíduos que têm outras preferências sexuais para além da por homens ou mulheres (imaginem os que têm a pancada pelo bestialismo, bonecas insufláveis, etc.)


Quanto à questão n.º 32 - "Qual o modo como exerce a profissão indicada?"
Os senhores estão a meter os pés pelas mãos com os trabalhadores a recibos verdes, que trabalham por conta de outrém, às suas ordens e com os instrumentos que a entidade patronal põe ao dispôr dos mesmos, e dentro das instalações do patrão, e com salário diminuto.
Os trabalhadores referidos nada têm a ver com os reais trabalhadores independentes, que não estão às ordens de ninguém, que não têm de cumprir horários e que auferem rendimentos do seu trabalho bastante elevados.



Quanto à questão «C - Indique o nome e o sexo das pessoas que não são residentes no alojamento mas que estavam presentes no dia 21 de Março»
Quer dizer se eu tiver visitas em casa tenho de dar o nome das pessoas? O que é isto? O que é que têm a ver com as pessoas que os cidadãos recebem em casa? (isto é do foro pessoal).



No inquérito individual perguntam acerca da Religião que temos, isto é um abuso!
Se ao menos perguntassem acerca da religião e colocassem também um campo perguntando quanto pagam as pessoas de dízimo ainda se entendia mas, de resto não estou a ver qual é a intenção.


Os senhores enchem a boca a falar que os dados não podem ser recolhidos por qualquer outra entidade que não seja o INE, e depois referem que as juntas de freguesia estão envolvidas no assunto, pois bem, fiquem sabendo que eu não confio nos directores ou administradores da minha junta de freguesia.

FATY disse...

gostaria de saber por que razão não recebi os censos 2011,,,

Madalena disse...

De acordo com os artigos 35ª (ponto3) e 41º (ponto3) da Constituição da República Portuguesa, os dados estatísticos não podem ser individualmente identificáveis. Como conciliar este princípio constitucional com os vários pedidos de identificação nos questionários do Censos 2011?

Obrigada

Madalena André

Partido de Todos os Portugueses disse...

Recomendações Europeias Obrigatórias?

Ou são recomendações... ou são obrigatórias.

O Problema é que os recibos verdes não são FALSOS, O empregador pode a qualquer momento dizer que não necessita dos serviços.

Se trabalha por conta própria não tem os benefícios de trabalhar por conta de outrém!

Lamentável!

Ana disse...

Qd se tem 2ª casa é preciso fazer alguma coisa?? Eu já enviei o meu censos pela net
Obrigada
Ana

Diogo Pessoa de Andrade disse...

Censos 2011
Pedem aos falsos recibos verdes para se identificar como trabalhadores por conta de outrem. Participar numa FRAUDE para beneficar as estatisticas a favor do Governo? Não obrigado!
Manifestem-se e reclamem enviando uma mensagem de correio electrónico para o seguinte endereço: censos@ine.pt
Passem a mensagem pelos vossos contactos. Muitos nao sabem e vão fazer o que lhes é pedido pelo recenseador. Estas estatisticas são importantes para as medidas a tomar durante os próximos 10 anos. Entao, que sejam o mais verdadeiras possivel.

Veja o video aqui: www.youtube.com/watch?v=b2D50MEem5U