quarta-feira, março 7

Seguros de saúde: como escolher?

Como escolher o melhor seguro para si e para a sua família? Um em cada cinco portugueses tem seguro de saúde, mas será que compensa? Que contas fazem na altura de contratar um seguro de saúde? Que situações o seguro deve cobrir? Como reclamar quando alguma coisa corre menos bem? As entidades de defesa do consumidor defendem que todos os seguros de saúde têm falhas. Resta-nos estar atentos e escolher o menos mau? Não deveria haver uma maior transparência neste setor?
Informe-se e forme a sua opinião neste Sociedade Civil.


CONVIDADOS:
José Teles de Matos, Provedor do Cliente de Companhia de Seguros (Grupo Tranquilidade)
Orlando Monteiro da Silva, Bastonário OMD (Ordem dos Médicos Dentistas)
Luís Drummond Borges, Diretor-geral AdvanceCare
Rui Fidalgo, Diretor Área Relações com os Consumidores ISP (Instituto de Seguros de Portugal)

1 comentário:

andreFloresbs disse...

Se me permitem dar um contributo para esta temática, atualmente as pessoas só não fazem boas opções se forem preguiçosas ou se não quiserem perder tempo.

Com a Internet a informação está muito mais acessível a todos.
Pena é que as pessoas prefiram estar nos facebooks a perder tempo em vez de se instruírem e se informarem melhor sobre aquilo que lhes pode facilitar a vida.

Para todos os que querem um seguro de saúde aconselho que falem a um mediador, mas não é a um qualquer, certifiquem-se que trabalha com praticamente todas as seguradoras e não tem exclusividade.
Outra dica, que é para ser seguida em simultâneo, é mesmo a de procurar informar-se por si mesmo, até para validar o que o mediador lhe vai sugerir, e nesse particular, aconselho que visite um site de seguros independente, dos tais que trabalham com tudo que é companhia, que publica e atualiza recomendações sobre os seguros de saúde em particular.

Espero que tenha sabido criar o link acima. ;)

Boas escolhas.