terça-feira, outubro 9

Economia Paralela: como travar?


A economia paralela representa 25,4% do PIB, cerca de 43,4 mil milhões de euros a fugirem ao controlo do fisco. O equivalente a um monte de notas de 100 euros da altura do Everest.
O Observatório de Economia e Gestão de Fraude considerou que os números são resultado da carga fiscal e do desemprego.
O que pode ser feito no combate à economia não registada? Quais são os setores que movimentam maiores valores? Como conseguem fugir ao fisco? Há quem afirme que não é a falta de faturas, mas faturas a mais para se receber IVA. Que estratégias podem ser adotadas para que os números da economia paralela comecem a diminuir? Que papel pode cada um de nós desempenhar neste combate?

5 comentários:

Unknown disse...

Boa tarde,

O estado antes de aumentar a fiscalização e consequentemente os custos, deveria resolver o problema da prescrição das dívidas fiscais.

Todos os anos prescrevem milhões de euros em dívidas.

Jorge C.

Unknown disse...

Boa tarde,

Quanto à fiscalização: existe algo que aparentemente não está a ser fiscalizado mas deveria ser.

Muitas vezes as empresas de transporte de mercadorias são o único elo de ligação entre os fornecedores e os clientes.

Existem dois cenários:
1) O fornecedor não emite factura, a mercadoria é enviada através de transportadora e o cliente paga à transportadora em dinheiro.

2)O fornecedor emite factura, mas indicando apenas "Cliente indiferenciado" na factura; o cliente pagará à transportadora em dinheiro.

Se o estado obrigasse as transportadoras a enviarem os dados das encomendas todos os meses, seria possível descobrir muitas transacções.

Jorge C.

Cathy disse...

Boa tarde,

Soube através de alguém que trabalha na segurança social que agora, assim que se quiser passar um recibo como trabalhador independente, abrindo actividade, se paga automaticamente 120 eur mesmo que só se pague um mês.
Explique-me por favor, a melhor opçao de como receber por exemplo, 80, 150, 200 eur várias vezes ao ano, estando desempregado, passando recibo.
Pode-se claro pedir ao empregador para adiar o pagamento para emter tudo no mesmo mês, mas eles mesmo dizem que assim que se faz a venda que devem pedir automaticamente o recibo, caso contrário estarão a fazer algo errado.
Como se faz?

Cathy disse...

Boa tarde,

Soube através de alguém que trabalha na segurança social que agora, assim que se quiser passar um recibo como trabalhador independente, abrindo actividade, se paga automaticamente 120 eur mesmo que só se pague um mês.
Explique-me por favor, a melhor opçao de como receber por exemplo, 80, 150, 200 eur várias vezes ao ano, estando desempregado, passando recibo.
Pode-se claro pedir ao empregador para adiar o pagamento para emter tudo no mesmo mês, mas eles mesmo dizem que assim que se faz a venda que devem pedir automaticamente o recibo, caso contrário estarão a fazer algo errado.
Como se faz?

A cozinha do Cheef Esteves disse...

Economia paralela, e o chineses?? Em que economia se encontram?