quinta-feira, outubro 25

Viver no mundo rural



O fenómeno não é novo: são muitas as pessoas que saem do interior ou das zonas rurais e escolhem as cidades para viver. 

Mas há exemplos no sentido inverso, atualmente de quem perde o trabalho ou refaz escolhas e regressa à aldeia onde nasceu. Um local que defendem ser melhor para educar os filhos e onde os laços de vizinhança são uma forte entreajuda.

Será que ainda faz sentido afirmar-se que no interior há menos oportunidades? Que projetos existem para dinamizar o mundo rural? Quem dinamiza? 

Que conquistas tem conseguido a Rede Rural Nacional? É mais barato viver no interior do país? Há mais oportunidades de trabalho ou de negócio?

4 comentários:

Sá Carneiro disse...

Boa tarde:
Tenho 37 anos, sou de V. N. Famalicão e tenho formação superior. No entanto, estive desde infância minimamente ligado à exploração da terra. Há já bastante tempo procuro terras para avançar com um projeto de "Jovem Agricultor". Invariavelmente chego sepre à mesma situação; encontro terrenos com a dimensão interessante mas, mesmo estanto a monte, não arrendam porque recebem sudsídio. Já comecei a procurar no interior do país, nomeadamente no concelho de chaves, para onde não me importaria de migrar. No entanto, só encontro terrenos para venda e relativamente caros. Estou sempre a ouvir falar em bancos de terra, na disponibilização de terras pela ministra da educação (600 Ha) mas, mesmo disposto a migrar, na prática não encontro os tão falados terrenos. Gostava de ver esse assunto um pouco mais esclarecido.
Obrigado

Frederico Lucas disse...

Excelente programa!

Frederico Lucas disse...

Excelente programa!

Frederico Lucas disse...

Excelente programa!