sexta-feira, novembro 30

SIDA: prevenção e diagnóstico


No final de 2010 eram perto de 40 mil os casos de infeção VIH / SIDA notificados em Portugal. Foi o ano em que o registo de infetados se alterou: a maioria já não está associada ao consumo de drogas. Mais de 40% dos infetados refere provável transmissão sexual. O que mostra que apesar das várias campanhas de prevenção os comportamentos de risco ainda imperam.
Será que esta doença continua a ser desvalorizada? A que se deve esta desvalorização? Pelo facto de se poder controlar a doença? A SIDA é já uma doença crónica? Continua a ser mortal? As campanhas de prevenção não estão a ser eficazes? Qual a melhor forma de prevenção?

Sem comentários: