sexta-feira, abril 26

Virtudes e defeitos da democracia




Há 39 anos um golpe militar levou ao fim do regime ditatorial do Estado Novo.
Direitos políticos e laborais, liberdade de expressão e uma série de garantias para as mulheres são algumas das conquistas do 25 de abril. Mas uma sondagem da Universidade Católica realizada recentemente fez saber que 87% dos portugueses estão desiludidos com a democracia.
O que significa esta sondagem? O mal está na democracia ou nesta em particular? A democracia é o melhor sistema político? Porquê? Quais as virtudes e defeitos do regime democrático?
Pode participar no Sociedade Civil, vendo o programa (14h-15h30, de 2ª a 6ª), colocando um comentário no Facebook, ou mesmo por telefone. Se pretender entrar no programa por via telefónica, por favor envie-nos uma mensagem privada com seu nº de telefone para combinarmos consigo o dia/hora da sua intervenção.

5 comentários:

José Costa disse...

Nos ultimos 8 programas visualizaram-se 4 comentários. Quando em Democracia, se incentiva que o maior nº de cidadãos, participe em qualquer debate sobre o estado da Democracia, verifica-se que a mesma está PODRE! A televisão, paga pelo dinheiro de todos nós, deveria ter vergonha de apresentar programas com tão baixos níveis de audiência!

José Costa disse...

Querem realmente discutir "A democracia" que temos? Que tal começar pela declaração de um dos maiores poetas portugueses? Fernando Pessoa ele próprio em declarações sobre a República que nos impôs à força, este trapo vermelho e verde, com a designação de "bandeira repúblicana". « os últimos textos de Fernando Pessoa acerca da república são a expressão da total e completa desilusão, a ponto de comparar negativamente a república instaurada à monarquia derrubada.
“Bandidos da pior espécie, (…) gatunos com o seu quanto de ideal verdadeiro, anarquistas natos com grandes patriotismos íntimos — de tudo isto vimos na açorda falsa que se seguiu à implantação do regime [republicano].”

Patrícia Pereira disse...

Eu acho que esta questão necessita de ser aprofundada, no sentido em que antes de se falar em democracia talvez fosse importante falar nos diferentes tipos de sistemas políticos. Existe a democracia representativa, que é a que temos em Portugal, a participativa, que é aquela em que os cidadãos participam activamente nas decisões públicas, etc.
Esta é uma questão que me suscita grande interesse, pois de facto a democracia que se diz existir parece não ter grande efeito no sentido em que a maioria dos deputados da A. República votam a seu favor. Ora, se a maioria vota a favor da maioria, só podemos ter Leis que vão de acordo com o interesse da maioria...

Patrícia Pereira disse...

Ou seja, será que a democracia representativa tem, de facto, um impacto positivo na sociedade?

Claro que este tipo de democracia surge pois seria impossível termos um debate público ouvindo todas as pessoas que existem...

mas isto coloca-nos a pensar noutra questão: será que não seria mais fácil se a organização da sociedade fosse feita a nível local? Menos pessoas, mais debate, mais participação cívica, mais tudo.

Patrícia Pereira disse...

Corrijo: menos pessoas - no sentido em que a participação seria a nível local.