segunda-feira, novembro 6

MITOS DA ALIMENTAÇÃO


Os famosos “E” das latas de refrigerantes são de facto cancerígenos? O queijo fresco provoca brucelose? A alimentação está repleta de mitos e falsas ideias sobre aquilo que comemos.

12 comentários:

Anónimo disse...

O sítio dos programas de TV não tem hoje, 6 de Novembro de 2006, os nomes dos participantes do “Sociedade Civil”. Deve ser por falta de empregados.
Faz-me lembrar a Caixa Geral de Depósitos de Alcobaça que com mais de cinquenta funcionários tem um dois ou três ao balcão!!!!
Mas estou aqui para dizer bem e não mal. Os meu enorme reconhecimento à médica que está a colaborar hoje pois é uma pessoa de grande talento, conhecimento e humanismo e ensina-nos tantas coisas de modo tão simples. A representante da indústria não está mal mas exagera um pouco na defesa das suas posições. O terceiro elemento também me parece bem embora eu não o conheça. Mas repito a médica é fenomenal e duma simplicidade aterradora.
Vejam bem se custa alguma coisa fazer bons programas!
E vós CGD de Alcobaça não querem mudar nada?
M. Lopes

Armando Ramos disse...

Consumo uma determinada marca de iogurt com indicação de " reduz o colesterl". Não queria acreditar, mas de facto baixou de 220 para 180. De referir que aquele valor se mantinha há mais de 2 anos.

JSilva disse...

Porque será que 1kg de farinha de centeio custa mais de 200% do que a farinha de trigo?

Anónimo disse...

O sítio dos programas de TV não tem hoje, 6 de Novembro de 2006, os nomes dos participantes do “Sociedade Civil”. Deve ser por falta de empregados.
Faz-me lembrar a Caixa Geral de Depósitos de Alcobaça que com mais de cinquenta funcionários tem um dois ou três ao balcão!!!!
Mas estou aqui para dizer bem e não mal. Os meu enorme reconhecimento à médica que está a colaborar hoje pois é uma pessoa de grande talento, conhecimento e humanismo e ensina-nos tantas coisas de modo tão simples. A representante da indústria não está mal mas exagera um pouco na defesa das suas posições. O terceiro elemento também me parece bem embora eu não o conheça. Mas repito a médica é fenomenal e duma simplicidade aterradora.
Vejam bem se custa alguma coisa fazer bons programas!
E vós CGD de Alcobaça? Não quereis mudar nada?
Lopeiras

João Cardoso disse...

O saber popular diz que comer batata dá sono. Isto tem alguma base científica?

Clotilde disse...

Para emagrecer recomendaram-me consumir adoçante em vez de açúcar. Mas através de uma senhora diabética que trabalha no IPO soube que o adoçante em excesso pode provocar cancro. É mesmo verdade?

Ricardo Lopes disse...

Estamos hoje a falar dde miitos, e foi abordado o tema das refeições prontas/embaladas, mas apenas se falou da componente de higiene. No entanto, é importante falar da qualidade nutricional desses alimentos, quando se sabe que vitaminas e minerais são alterados quando submetidos a tratamento, nomeadamente o leite que é ultrapasteurizado para ficar "isento" de microorganismos, mas que com isso perde praticamente todas as propriedades vitaminicas e passa a ser um alimento menos bom.
E importa também referir que o excesso de zelo na higiene pode-nos prejudicar a saúde, pois existem microorganismos importantes para a flora do organismo, essenciais para o funcionamento orgânico e boas defesas.

Leila Aguiar disse...

Apesar de considerar que o programa de hoje está a correr muito bem, devo acrescentar que dado o tema do programa a presença de um nutricionista daria uma perspectiva mais global ao tema. Visto me parecer que algumas abordagens são demasiado técnicistas e pouco aplicáveis ao dia a dia do cidadão comum.
Para além de algumas questões poderem ser mais esclarecidas.

Madalena disse...

Disseram que beber água em jejum emagrece. Vale a pena testar ou é mais uma ideia falsa?

Ana Paula disse...

Adoro pão, mas todas as pessoas dizem que o pão engorda.

João Pedro Fonseca disse...

Aqui está a lista dos tais E?s perigosos (pode ser vista aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_aditivos_alimentares

Daniela Gonçalves disse...

Gostaria de saudar os responsáveis pela selecção dos temas que são debatidos regularmente no Sociedade Civil.
Particularizando, e tendo por base a investigação que estou a desenvolver no meu doutoramento, refiro-me, em especial, à abordagem dos mais diversos tipos de temas relacionados com a saúde.
Tendo estado atenta ao programa, sobretudo, durante todo o mês de Outubro, venho por este meio, subinhar o importante contributo que o Sociedade Civil pode desempenhar no que concerne à educação para a saúde.
Fazendo uma retrospectiva, de 5 de Outubro ao dia de hoje, foram abordados os temas da Tuberculose, Saúde Mental, da Dieta Mediterrânica, das Doenças do Trabalho, do Cancro da Mama e dos Mitos da Alimentação.
Queria, igualmente, elogiar a riqueza do tratamento jornalístico da informação, bem como a selecção criteriosa das fontes e dos convidados à mesa redonda. De parabéns está também a apresentadora Fernanda Freitas, pelo seu trabalho jornalístico.