quinta-feira, janeiro 18

QUALIDADE DA ÁGUA

A água que se bebe “da torneira” não é igual em todo o país. Há estudos que pontualmente revelam uma presença pouco recomendável de contaminantes, e cresce a tendência para só consumir água engarrafada. Numa outra vertente, há a moda das águas. Aparecem novas marcas nos supermercados e revitaliza-se o conceito de que a água e chique.

8 comentários:

Mr Eko disse...

Há uns 10 anos atrás a água de lisboa era maravilhosa parecia vinda daquelas fontes que as nossas terrinhas do meio rural têm,
mas agora a água tem um sabor péssimo e pior é bem mais cara, não percebo,se queremos evoluir, porque continuamos a andar para trás na qualidade e no consumo diário?
Tenho sérias dúvidas nas águas engarrafadas,sobre os quimicos que são intruduzidos e os seus maleficios na nossa saúde.
Melhor dizendo, estamos mal servidos no que toca a um bem essencial, que por norma paga se bem caro.
Tudo isto em portugal é claro.

Joaldi disse...

A àgua de Lisboa é realmente bem tratada, assim como grande parte das àguas deste país. Aminha pergunta é:
Quem me garante que essa qualidade é mantida no percurso das estações de tratamento até à torneira?
Ainda agora desenrosquei a torneira e encontrei vários detritos perfeitamente visíveis. Outra questão é o paladar, que é evidentemente a cloro. Mesmo assim é bem melhor do que em Albufeira (pelo menos em termos de paladar)
Não me parece que o cloro seja uma substância muito amiga da nossa saúde, quando ingerido. Para tratar a àgua, reconheço que é vital.

Joaldi disse...

As canalizações que temos para transporte de água não me deixam muito confiante, assim como as canalizações dos edifícios, e não precisam ser muito antigos para se encontrarem num estado que deve alertar a nossa preocupação.

marta disse...

Vivo numa aldeia, onde cada casa possui poços de onde se abastece com água. Acontece que as redes de abastecimento público chegaram aqui há poucos anos, mas há uma tentativa para fazerem as populações gastarem da água pública e não da dos seus poços.
Isso vai passar a ser uma espécie de obrigatoriedade?

Joana disse...

Em minha casa sempre consumimos água do furo e agora há poucos anos temos água da companhia, mas esta parece-me um pouco esverdeada por esta altura. Será que isto tem alguma relação com o facto de termos tido durante muitos anos água do furo a correr nos nossos canos?

marta disse...

Em relação à minha anterior pergunta, pois deixem que expresse o meu descontentamento.
Quem tem um poço, faz análises químicas e bacteriológicas à água do seu poço e sabe em que condições está a sua água, ser obrigado a dela abdicar, e ser OBRIGADO a gastar de uma água pública, da qual não conhece a qualidade, que tem cheiros e sabores a químicos, quando tem em casa água que sabe ser boa...essa situação é completamente absurda. Só me leva a pensar nos interesses económicos que estão por trás disto tudo.

Anónimo disse...

Boa tarde!
um dos convidados presentes disse que o relatório sobre a qualidade da agua por regioes estava no site da inag mas não o encontro.

Podem dar o link directo para esse relatório sff?

(sofiaks@gmail.com)

Anónimo disse...

A água da torneira é de muito má qualidade, pois é tratada com vários produtos químicos, que obviamente fazem mal à saúde, para além de correrem em canos de ferro, cobre, alúminio ou chumbo, que são metais pesados que passam para a água e depois a longo prazo, prejudicam seriamente a saúde da pessoa.

Nos EUA e outros locais chegam ao cúmulo de utilizar flúor na água, com a desculpa de que é necessário para fortalecer os dentes, quando se sabe que o flúor ingerido é prejudicial à saúde.

O problema da maioria das águas verdadeiramente minerais (sem modificações/manipulações), tem a ver com a questão da mineralização total e em especial ambental com a questão da produção de plásticos (muito prejudicial) e de transporte.

Bom era séculos atrás, quando se podia beber água directamente de rios, ribeiras e outros.

A culpa é da sociedade moderna, que tudo polui tudo destroi.