quinta-feira, março 29

A CULTURA TAMBÉM TEM GÉNERO?

O género influencia no resultado criativo? Quais os constrangimentos que se apresentam às mulheres no mundo artístico português? Neste SC, vamos reconhecer o papel das mulheres na construção cultural, como agentes não só criadores mas também de continuidade e tradição. Com o apoio dos parceiros da área cultural, que são os mais importantes a nível nacional.

5 comentários:

Mário disse...

está visto que o mundo com homens a governar, nao evolui.. continuamos primitivos sem sensibilidade para as questoes importantes. está na altura de ver-mos uma mulher no poder com o seu enorme sentido governacional... isto está a mudar (hillary clinton e candidata nas presidenciais dos Estados unidos) e acredito que vai ser a solução no futuro...

Ana disse...

Conheço imensos jovens com licenciatura, mestrado ou doutouramento e que não conseguem arranjar emprego (incluindo eu própria).
Por outro lado, começo outros jovens que optaram por ficar apenas com o 12º ou até 9º ano e que têm emprego e, em alguns casos, ganham bastante mais do que os que têm grau superior.
Ora, isto só me leva a perguntar, "cultura para quê?"

Liliana disse...

Boa tarde,

Sou licenciada em Gestão do Património e a terminar mestrado na Universidade Católica em Gestão do Património Cultural, gostaria de obter a opinião dos presentes sobre as dificuldades de um Técnico na área da gestão cultural ter tanta dificuldade em ingressar no mercado de trabalho.

Agradecia muito uma opinião!

Parabéns pelo programa.

Liliana Ribeiro.

Mário disse...

nao se esqueça da receita dos profiteroles

Alexandra Ferreira disse...

Permitam-me relembrar que a própria questão do género é cultural. Que género deveria ser "género humano" e que a existência de macho e fêmea, a tal questão de género, deveria estar única e exclusivamente associada à possibilidade reprodutiva (pela via biologicamente normal, não me referindo à possibilidade parental por casais não heterossexuais). Já pensaram na quantidade de falsas questões que cairiam por terra se parássemos de uma vez por todas com a guerra dos sexos? A cultura também ganharia com o fim desta luta estéril...