quinta-feira, abril 5

ARTRITE REUMATÓIDE - COM A DOR NAS MÃOS

Em Portugal existem cerca de 40.000 doentes com Artrite Reumatóide, uma doença inflamatória crónica que limita a vida do dia a dia. Abrir uma porta ou atender o telefone pode ser um sacrifício para estes doentes. No Dia Nacional da Artrite Reumatóide, queremos dar a conhecer à sociedade civil o panorama desta maleita, explicar como identificá-la e também apresentar as soluções disponíveis para dotar estas pessoas de melhor qualidade de vida.

9 comentários:

Anónimo disse...

Oi!

Acho notável um pintor com esta doença conseguir pintar. Estes, podemos dizer, são realmente obras de arte pois foram pintados com sofrimento e um grande esforço.
Podemos entao comparar estes quadros de sofrimento aos "simples" de Picasso?

Beijo, Ana Isabel

Anónimo disse...

Olá de novo.

Quando eu andava no 9º ano tinha um colega meu que sofria desta doença e que para além disso sofria de uma deficiencia cerebral.
Nas aulas de Tecnologica tinhamos de fazer algo do genero ponto cruz ou tecelagem. Fiquei impressionada quando no final do ano vi esse meu colega com um tapete tecido por ele, com as suas proprias maos frageis. Enquanto muitos que eram perfeitamente normais nao tinham feito nada durante o ano, este meu colega tinha feito algo impressionante.

Beijo, Ana Isabel

Thashepineric disse...

Às vezes costumo adormecer com os braços enrrolados na Almofada, já tem acontecido acordar a meio da noite sem sentir o braço e a mão, neste caso faço uma "fisioterapia" ajudado pela outra mão até sentir uns "picos" no braço que penso eu, que é quando o sangue começa a circular novamente pelas células, até poder mexer os dedos!
Se este caso for possível de comparação com esta doença, penso que não existe dor física, mas talvez uma dor psicológica provocada pela a incapacidade de não exister realmente energia para mover o braço e a mão!

Nurse Anesthetist disse...

O mais importante é despertar as pessoas para os sintomas precoces da doença...a educação da população, portanto!

Mais uma boa aula de sociedade civil, induzindo a educação para a saúde!

Nuno

Renata Vieira disse...

Tenho 25 anos e a cerca de um ano atrás começei com dores a meio da coluna, que se estendem até ao fim das costas, mais propriamente na zona direita, afectando também o fémur e os músculos em redor.Fui ao médio reumatologista e levei infiltrações, mas o problema persiste.Fiz Rx's, Ressonâncias magnéticas e nada foi descoberto, contudo as dores têm aumentado imenso e nesto momento tenho uma filha de quatro meses o que dificulta imenso, tenho receio que seja algo grave caso não seja seguida.Devo ser vista por um Reumatologista ou por um Neurologista?

Inês Mega disse...

Acho óptimo chamar-se a atenção para uma doença que pode ser tão desestruturante física e psicológicamente. Lamento apenas, que no panorama actual, uma outra forma de Artrite, a Psoríasica, seja tão esquecida.

Um abraço a todos

Anónimo disse...

Boas

Queria juntar-me à conversa e dar os parabéns às pessoas que conseguem viver com esta doença.Conheço demasiado bem os sintomas. Já consultei um reumatologista e hematologista e a melhor resposta que me puderam dar sobre a minha condição foi que tinha uma trombocitopénia ( ou seja doença desconhecida). Tenho plaquetas baixas e costuma-me doer o corpo inteiro. Existem dias que não consigo passar sem tomar um analgésico. Será que a minha condição pode estar relacionada com a doença?

Bjos, Odete **

Anónimo disse...

Para a Renata Vieira e o/a Anónimo/a das 15h25:

Renata, tenho sintomas idênticos há 8 meses, também tenho 25 anos, e sei o que é andar de médico em médico, com dores constantes, desespero, o tempo a passar e os exames a virem "milagrosamente" normais.

Depois deste corropio de 8 meses, encontrei finalmente um médico reumatologista que detectou o problema que tenho, através de uma Cintigrafia Óssea Osteoarticular de Corpo Inteiro, c Detalhe de Mãos e Bacia (é um exame q apesar de um pouco demorado é fácil de fazer).

Se quiser o contacto do médico em causa ou mais detalhes pode enviar-me um e-mail.

Anónimo/a, se também quiser o contacto do referido médico que finalmente encontrei (depois de ter sido dada como doente com Fibromialgia, afinal não era nada disso!), envie-me tb um mail a solicitar.

As melhoras a todos os que sofrem com dores e falta de mobilidade.

Já agora, uma sugestão ao Sociedade Civil: relativamente a problemas reumatológicos já abordaram (e muito bem) a Fibromialgia e a Artrite Reumatóide. Poderão considerar a hipótese de vir a ser abordada uma outra patologia reumatológica que começa a crescer e a ascender, nomeadamente em pessoas na casa dos 20? Trata-se da Espondiloartropatia (nas suas diversas formas e evoluções).

Era muito bom se pudessem abordar esse tema!

Obrigada.

Andreia de Jesus.

andreiajesus@netvisao.pt

Antonio disse...

Olá a toda(o)s

Também sei o que é a "dor" (artrose coxo-femural)
Alguém se lembra do nome, autor e a editora do livro que foi apresentado no programa e que fala sobre os exercícios que se podem fazer?

Obrigado

António L.