terça-feira, abril 17

CIDADES SEGURAS

O relatório anual do Ministério da Administração Interna revela que os crimes de grupo aumentaram 12 por cento, enquanto o crime violento cresceu 2% e os roubos à mão armada multiplicaram. Delitos contra o património diminuíram cerca de 1,5 por cento, enquanto que a delinquência juvenil também decresceu.Em termos geográficos, Lisboa continua a ter o maior índice de criminalidade do país, que atinge os 40 por cento, logo seguido pelo Porto, Setúbal, Faro e Santarém. Perante os dados, quais as soluções?

38 comentários:

Pedro disse...

Aumentam realmente os crimes?

O QUE acha? Diminuem os crimes, como afirmam alguns? Então, o que dizer desta declaração recente do Chefe de Polícia de Los Angeles, Califórnia, EUA, E. M. Davis:

“Há dez anos atrás, os criminosos eram colocados atrás das grades e as pessoas procuravam a felicidade pelas ruas.

“Hoje em dia, as pessoas estão trancadas nas casas e nos seus escritórios, e os criminosos estão procurando a felicidade pelas ruas.

Pedro Marinho
Arcos de Valdevez

Pedro disse...

“Esta violência sem sentido contra pessoas inocentes é uma terrível característica dos tempos em que vivemos.”

Pedro Marinho
ARCOS DE vALDEVEZ

Pedro disse...

O crescimento populacional certamente é factor contribuinte para o aumento do crime, mas não é a sua causa básica a única causa. Se fosse, então qualquer aumento ou decréscimo na população significaria logicamente igual aumento ou decréscimo no número de crimes. Esse, porém, nem sempre é o caso. E Agora?

Pedro Marinho
Arcos de Valdevez

Pedro disse...

Uma sociedade permissiva — para onde vai?

A SOCIEDADE moderna da actualidade torna-se cada vez mais permissiva, muitas actividades que antes eram consideradas criminosas são agora legais ou simplesmente não se aplica a lei contra elas.Os jogos de azar (com ou sem licença), a prostituição, os actos homossexuais, a venda de publicações pornográficas, o beber ao ponto de ficar bêbado, o uso de tóxicos, a nudez no palco, na tela e nas praias públicas, os homens vestirem-se de mulher e vice-versa — tudo isso é feito com decrescente probabilidade de prisão ou duma acção legal.
Alguns acham que tal tendência realmente é obra para o bem da sociedade humana. Com efeito, alguns crêem que todas estas actividades mencionadas são normais. Enfim os resultados falam por si.

Pedro Marinho
Arcos de Valdevez

Pedro disse...

Impunes

O facto de que a maioria dos crimes permanecem insolúveis e impunes é outra razão pela qual o crime floresce.

Pedro Marinho
Arcos de valdevez

Pedro disse...

Apoio Público
Embora o público seja vítima do crime, ajuda a financiá-lo por comprar serviços e produtos ilegais. Os criminosos se dispõem a supri-los a certo preço. Por exemplo, poderia existir a prostituição se não fosse apoiada pelo público? Seria tão grande problema o roubo domiciliar se o público não fosse um bom mercado para os bens roubados? Como poderia sobreviver o tráfico de narcóticos se não houvesse mercado para os narcóticos ilegais? Também, não é o público que apoia o império dos jogos de azar do crime organizado? O facto é que as receitas do jogo corrompem muitas autoridades públicas, financiam uma hoste de actividades criminosas e até mesmo tornam possível que os "gangsteres" se apossem de negócios legítimos. O livro The Challenge of Crime in a Free Society (O Desafio do Crime Numa Sociedade Livre), que é o relatório da Comissão Presidencial Sobre a Aplicação da Lei e a Administração da Justiça, declara: “Os agentes da lei concordam quase que unanimemente que o jogo de azar é a maior fonte de renda para o crime organizado.”Uma família talvez ache que não é pessoalmente afectada pelo crime organizado, mas é. Os negócios dos contraventores talvez ponham em perigo a saúde da família por venderem ilegalmente alimentos falsificados e drogas prejudiciais. Também, a família talvez tenha de pagar impostos mais elevados para se ter uma força policial maior para combater o crime local, ou porque autoridades públicas corruptas desperdiçam o dinheiro dos impostos em contratos de obras públicas concedidas a companhias cujos donos são gangsteres.
Pedro Marinho
Arcos de Valdevez

Pedro disse...

AS FRUSTRAÇÕES DO HOMEM MODERNO

Grande parte das pessoas, na sociedade actual, é infeliz e frustrada. Você já se questionou alguma vez porque é que isso acontece? Muitos são os estudos feitos para descobrir as possíveis causas da infelicidade do homem moderno e todos apontam para um único e grande causador de tudo isso: o próprio homem. O ser humano traz na sua bagagem, ao nascer, um plano de felicidade. Ele traz consigo basicamente três motivações que o levarão a uma satisfação pessoal, se as conseguir manter ao longo da existência. Uma delas é ter um relacionamento pessoal satisfatório. Outra é poder ser útil na comunidade em que vive e, por fim, crescer como indivíduo, alcançando a sua auto-realização. Se todas as pessoas conseguissem acatar esses apelos do seu interior jamais se sentiriam frustradas ou infelizes. No entanto, há outros apelos muito fortes que vêm do exterior, que a sociedade impõe como sendo indispensáveis: ter muito dinheiro, ter fama e ser fisicamente atraente. E quando o ser humano entra na luta pela conquista de posses materiais, da fama e de uma aparência física atraente, que muitas vezes é frustrada e infeliz. E porque é que isso ocorre? Porque, na sua maioria, as criaturas esquecem-se das suas aspirações íntimas e passam a lutar com todas as suas forças para conquistar o que a sociedade convencionou chamar de homem bem sucedido. E, para "subir na vida", tantas vezes não se importam de passar por cima dos outros, e mata uma de suas motivações íntimas: a de ter um bom relacionamento pessoal. Deixa de ouvir a voz da consciência que lhe chama à utilidade, junto à comunidade, e passa a lutar por uma profissão que lhe dê status e fama. Se aspirava, por exemplo, ser um médico útil à sociedade, passa a ver na profissão um meio de ganhar dinheiro e fazer fama, tornando-se num comerciante de medicina, que só atende se for bem pago. E para poder manter-se fisicamente atraente, muitos indivíduos vivem à custa de drogas e regimes cruéis, e passam a depender disso para manter as aparências. E quando o corpo físico cobra seus tributos, em função da idade, passam a esticar a pele por todos os lados, como se fosse possível enganar as leis que regem a matéria. O que o indivíduo não se dá conta, é que quanto mais luta para ter, esquece-se de ser, mais é infeliz. Os que conseguem conquistar posses materiais, fama, e uma boa aparência, passam a empregar o seu tempo e sua saúde para mantê-los. E os que não logram realizar esses sonhos estabelecidos pela sociedade, tornam-se infelizes e frustrados por se julgarem incapazes para tal. Jesus, o excelente psicólogo da humanidade, recomendou que empregássemos esforços para conquistar bens que nem a traça nem a ferrugem a consumam. E esses bens são as virtudes do espírito, que o seguem pela eternidade. Assim, quando o ser humano entender que o dinheiro é meio e não o fim para ser conquistado a qualquer custo, colocará esse bendito recurso ao serviço do progresso próprio e dos seus semelhantes em todos os sentidos. Não vos inquieteis pela posse do ouro, recomenda Jesus. E na parábola do rico fazendeiro que só se importava em encher os celeiros de forma egoísta Ele adverte: insensato que sois! Ainda esta noite lhe exigirão a alma. Jesus, portanto, não disse que temos que desprezar os bens terrenos, nem o dinheiro, mas ensinou que o que é da terra na terra fica quando daqui partimos e que não vale a pena ganhar a vida e perder-se a si mesmo. Você vale pelo que é, e não pelo que tem ou pela sua aparência física. As virtudes são os tesouros mais preciosos que você pode conquistar. E lembre-se sempre que vale a pena se tivermos que abrir a mão da nossa dignidade, da nossa honra, ou dos nossos valores mais nobres. Pensemos nisso!

Pedro Marinho

Pedro disse...

CRIME

O crime é outro factor destrutivo que nenhum governo pode impedir. De facto, esta infecção cancerosa espalha-se numa proporção alarmante em todo o mundo. Em algumas nações, o crime é quase como que um governo rival oculto. O crime tem sido chamado de “epidemia mundial” e de “tragédia internacional”.

Pedro Marinho
Arcos de Valdevez

Pedro disse...

A luta contra o crime

“JOVENS alegam que o tédio é a causa principal do crime juvenil”, disse em manchete um importante jornal britânico. “Brigas domésticas são responsáveis pelo aumento do crime”, disse outro. E um terceiro declarou: “Vícios ‘causam milhares de crimes’Ainda existem outros factores que contribuem para o comportamento criminoso. “A pobreza em justaposição à grande riqueza. A pressão de colegas e fracas perspectivas de trabalho, a falta de firme repressão legal, o colapso geral dos valores familiares, o desrespeito pela autoridade, pela lei e a excessiva violência nos filmes e vídeos, estas são causas mais graves de uma sociedade “perigosa” e narcotizada na resolução deste problema que é o delito.

Pedro Marinho

Arcos de Valdevez

Pedro disse...

O que acontece às prisões?
ATRAVÉS da história, tem sido o direito reconhecido das sociedades punir o crime. Actualmente, a forma em que quase todos os países tratam as pessoas que cometem crimes graves é confiná-las às prisões. Algumas, permanecem ali pelo resto de suas vidas. Em anos recentes, as prisões em muitos países têm vindo à atenção do público por motins e derramamento de sangue em larga escala Visto que a prisão em muitos lugares tem dificuldades, é oportuno formular as seguintes perguntas: Como se originaram as prisões modernas? Realizam aquilo a que se destinaram? Será que a vida na prisão ajuda a reformar os criminosos? O que dizer das vítimas dos crimes — quem as compensa? Haverá um modo melhor de lidar com os crimes contra a sociedade? Virá a existir um tempo em que as prisões não serão necessárias? Boas Perguntas.
Pedro Marinho
Arcos de Valdevez

Lina disse...

Lembro-me de, em criança, brincar às escondidas, à apanhada e muitas vezes à noite, ir para escola sozinha, andar de bicicleta, ir à loja e muitas outras coisas, sem qualquer perigo.
Mas agora as crianças já não brincam na rua, os pais leva-nas e vão buscá-las à escola e o resto do tempo passam em casa "agarradas" à televisão ou ao computador.

E eu penso o mesmo quando tiver os meus filhos, acho que seria incapaz de os deixar andar por ai sozinhos...

Antigamente as portas ficavam abertas (não trancadas) quando saiamos aqui ou ali, sem qualquer problema. Mas hoje em dia é impensável!

Já não há cidades seguras...
Há cada vez mais criminalidade e menos segurança. Não há respeito pelas coisas alheias, não há civismo...enfim, é uma vergonha e é triste que assim seja, porque os tempos em que se podia brincar na rua eram muito melhores.

Heliocoptero disse...

Estou estupefacto ante a possibilidade de o Pedro considerar como responsáveis pelo aumento da criminalidade coisas como actos homossexuais, nudez e travestismo. Como se há trezentos anos atrás, quando todas estas coisas eram proibidas e punidas severamente, não houvesse crime nenhum...

Heliocoptero disse...

Cidades inseguras é, em boa medida, o resultado de cidades mal planeadas e mal geridas: desertificação dos centros históricos, crescimento desordenado de subúrbios, guetos e cidades-dormitório, ausência de espaços verdes e de convívio extensivos e imposição do automóvel como o principal - e por vezes o único - meio de mobilidade, em vez de se apostar nos transportes colectivos ou alternativos.

Perde-se o ambiente de bairro, vai-se a faceta mais humana da cidade e, consequentemente, sofre a sua capacidade de integração e de formação de novos cidadãos.

roler33 disse...

Olá Fernanda Freitas,

Temos que reconhecer que a polícia em geral evoluiu muito. Já não vemos aqueles polícias barrigudos e mal formados, que mais não faziam senão estarem à conversa com os amigos.

No entanto, sinto que a polícia, e falo das polícias de todos os ramos, deveriam estar mais próximos e mais atentos ás necessidades das populações.

Quando vemos um polícia, deveriamos ser um amigo pronto a ajudar-nos e penso que ainda não o vêmos dessa maneira. Embora tenha havido evolução, ainda não chegamos a esse patamar.

Cumprimentos,
José Maria Bompastor/Vila do Conde

roler33 disse...

Olá Fernanda Freitas,

Temos que reconhecer que a polícia em geral evoluiu muito. Já não vemos aqueles polícias barrigudos e mal formados, que mais não faziam senão estarem à conversa com os amigos.

No entanto, sinto que a polícia, e falo das polícias de todos os ramos, deveriam estar mais próximos e mais atentos ás necessidades das populações.

Quando vemos um polícia, deveriamos ver um amigo pronto a ajudar-nos e penso que ainda não o vêmos dessa maneira. Embora tenha havido evolução, ainda não chegamos a esse patamar.

Cumprimentos,
José Maria Bompastor/Vila do Conde

Catarina disse...

Se, por um lado, o crime nas cidades é preocupante, não o deverá ser menos a criminalidade nos meios mais pequenos. Vivo numa pequena vila do interior norte, onde sou professora numa escola básica do 2º e 3º ciclos e ensino secundário, onde, apesar de não existir criminalidade "ao céu aberto", existe, infelizmente outro tipos de crime, nomeadamente relacionados com drogas. Reconheço que o projecto "Escola Segura" trouxe maior segurança, todavia, essa segurança só poderá ser sentida onde esse projecto é, efectivamente, posto em prática, o que não acontece na escola onde lecciono uma vez que os carros da Escola Segura apenas são vislumbrados aquando da realização de exames nacionais.

mariana disse...

Vivo numa localidade relativamente calma no distrito de Lisboa, concelho de Sintra. Mesmo já tendo havido roubos pelas redondezas (inclusive no meu quintal) e até um homicídio por parte de pessoas de Leste (ouvi dizer, não tenho certeza), considero que vivo numa zona segura, pelo menos em comparação com outras zonas. Embora a segurança da zona não tenha nada a ver com a presença de polícias, pois não lembro de alguma vez ter visto passar um sequer carro da polícia (a não ser quando foram cobrar mobiliário não pago a casa de alguém que nem sequer era dali).

Anónimo disse...

em certas cidades existem policias a mais... por exemplo estou em portalegre e muitas vezes estão policias numa rotunda com 4 ou 5 carros de cada lado, e o que acontece e que eles fazem ainda pior... isto aqui só visto... ve-se policias sem fazer rigorosamente nada!!! a conversar no clube de video, café, etc, e para mostrar serviço passam multas de estacionamento a pessoas que estão a trabalhar e nao arranjam estacionamento para 5 minutos...

Manuel trindade (pseudónimo)

Ana, Beja disse...

Sei que à muitos boatos por aí, no entanto não ouvi isto nem uma nem duas vezes...os próprios polícias já acediaram raparigas na rua durante a noite (apenas verbalmente sem ter acontecido nada posteriormente), mas só este facto dá que pensar, nem que tenha sido na brincadeira, não tem piada nenhuma! Afinal em quem podemos confiar hoje em dia?

Anónimo disse...

Boas tardes, tenho assistido e tinha de intervir...
Na minha opinião tudo é muito bonito, falar da insegurança na sociedade, que as pessoas se sentem inseguras, mas as proprias pessoas não teem um espirito de inter-ajuda, isto principalmente nas grandes cidades, as pessoas podem ver algum a ser roubada numa paragem de autocarro por um "garoto" e nessa mesma paragem estao 20 ou 30 pessoas e ninguem faz nada...As forças de segurança (PSP e GNR), principalmente, que são as que lidam mais com qualquer tipo de criminalidade,visto serem as que lidam directamente com a sociedade, e as que estão mais ligadas à sociedade são as que teem menos condições, menos incentivos.....Policiamento de proximida sou a favor, mas não envolvam o policiamento de proximidade à Politica...

Henrique Gonçalves
Guarda

Ana disse...

Boa tarde,
gostaria de saber o que fazer em relação a sinais que apareceram na minha porta...
Sei que existe uma listagem de sinais, eu tenho uma antiga..

Deveria avisar na esquadra?

Obrigada e continuem com o belissimo programa.

Ana

Ana, Beja disse...

Sinceramente não confio na polícia. Os polícias são cada vez mais corruptíveis.

husky disse...

esta a fazer zappim e vi na tv a senhora a dizer que devíamos utilizar as empresas de segurança privada (vigilância) , eu pergunto para que? , para que servem ? toda e qualquer ocorrençia eles tem que chamar a policia , visto que a leis não lhe permitem nada , visto que eles só são vigilantes e alias só servem para fazer figura ... ainda á pouco tempo o presidente do sindicato de juízes o demonstrou?!os problemas entre os struats e a policia nos estádios, os vigilantes que foram mortos no wc ?! este pais continua sempre na mesma , andamo-nos a enganar uns aos outros , é um dado basta olharem para os outros paises a criminalidade aumenta conforme o aumento da população.. visto que aumenta as desigualdades nelas.. portugual é um pais que o facilitis-mo reina e as cunhas .. que deve inspecionar ,regular, controlar ,não funciona nos seu grandes objetivos quanto + nos pequenos do dia a dia.. um exemplo gritante , isto sem racismo ou outras coisas que queiram dar : o povo de etnia cigana , como podem ter carta ?!na sua maioria não tem escolaridade obrigatória !não tem irs ! e não descontam para a segurança social? e ... andam por vezes em grandes bombas , são vendedores,e não lhes falta apoio social.

Érica disse...

Tenho conhecimento de um caso na Beira Interior em que um senhor, com uma pedra, destruiu mais de uma dezena de carros num parque de estacionamento do hospital e é porque não encontrou ninguém pela frente, senão nunca se sabe o que aconteceria. No entanto, alegou-se que tinha uma perturbação mental e por isso, nada aconteceu. E houve automoveis que foram directamente para a sucata, pois não tinham remédio possivel.
Ainda acham que estamos seguros?
Quantos alegados "malucos" haverá por ai?

Ana disse...

Boa tarde,
Fernanda, peço-lhe desculpas mas não consegui ouvir o que o Sr agente disse em relação aos sinais nas portas. O que se deve fazer?

Ana

husky disse...

os policias deviam ser um amigo ?!amigo de quem?abram os olhos vejam vida como ela e´ , os policias são pessoas com nós , com tal tem os nosso defeitos como pessoas e como sociedade!com é possível um gnr que vai numa perseguição é condenado? (grande estúpido , tinha ficado a falar com os amigo!) depois querem o que ? pouca força policial ?!que não estraguem as viaturas de serviço? ou acham que quem pratica um crime seja ele qual for fica á espera de ser preso ? bem é possível visto que quem anda nas estradas a criar guerras do iraque acha-se a cima de das leis visto que ela é branda com esta sociedade?!

Anónimo disse...

Se calhar não chegavam 90 minutos para mostrar todos os pontos negros existentes só em lisboa

husky disse...

olha érica - ele só partiu os carros porque não havia lá vigilantes ou como gostam de chamar SEGURANÇAS porque se lá houvesse eram eles que ele tinha partido ....alias eles só servem para isso pagar por tudo ...

Anónimo disse...

Ola mt boa tarde.
sigo com regularidade o SC pq acho q debate realmente temas de interesse para o cidadão. no q toca ao tema de hj mt ha para ser dito e mt mais ainda ha para ser feito. E eu posso falar ate porque tenho uma profisao esta ligada à justiça... e apenas kero deixar umas perguntas q esprimem o meu sentimento e seguramente o de muitos dos meus semelhantes. LIBERDADE??? É isto???? que pais é este onde se encerram escolas, centros de saude, maternidades e urgencias e se constroem prisoes de luxo???? porque é q cada vez mais os politicos criam leis q protegem os criminosos em vez de protegerem os cidadãos q contribuem para o desenvolvimento do país??? ate quando os srs politicos vao fingir q esta tudo bem??? caminhamos a passos largos para o q se passa no brasil, ate porque eles ja ca estão a matar os nossos policias.
politicas de combate a toxicodependencia??? nao bastam 20 anos para comprovar q nada foi feito e q as medidad adoptadas nao funcionam??? mais CATs,IDICTs??' nunca funcionaram realmente e apenas e so servem para os srs doutores forjarem os resultados e continuarem nesta hipocrisia. porque é q cerca de 75% da populaçao prisional no nosso pais é reincidaente? partilho inteiramente das opinioes do Sr criminologista e discordo completamente do Sr policia q é manipulado pelo interesse politico.
acordem o nosso pais esta a saque!!!

husky disse...

e quem é que vai ajudar alguem sabendo os problemas que se vai meter...se eu usar uma chave (técnica de combate) e por azar partir um braço ao assaltante , sabiam que eu posso passar a ser o agressor.. por alguma razão as policias tentam sempre pegar o criminoso em flagrante delito ?! porque sera ?

Anónimo disse...

Nem com tanta segurança num estádio de futebol se está seguro...

JP disse...

Desde já boa tarde a si fernanda, aos convidados. Acima de tudo a falta de segurança nas cidades resume-se a dois factos: 1º a falta de legislação que defenda as forças de intervençao; 2º os actuais agentes das forças de segurança não estão nesses postos pelo gosto e pela vontade de proteger a cidade mas sim ganhar o dinheiro ao final do mes...

husky disse...

população presional é reincidem-te porque quer, é uma vida + fácil viver do alheio , é evidente como nada funciona neste pais ,os apoios são - que nada , já agora penssem nisto , são sempre os políticos os responçaveis de tudo , então quem é que esta cá em baixo no pais real pode decidir no dia a dia , explo. juízes ,assistentes sociais ,qualquer pessoa com cargos de direção ou de comando ,gestão, o que fazem ? tiram as suas culpas lavando as mãos .. é típico dos portugueses os outros é que são,não cumprem ,não fazem , gerem ... os outros.

José disse...

Enquanto não virmos a PSP ou GNR, a andar na rua a fazer vigilância, não temos segurança das pessoas. De dia ainda se vai vendo um policia aqui ou ali, mas de noite não se vê um policia na rua até um policiamento de carro, é difícil de ver. O mau ambiente que as pessoas fazem, de noite na rua, não há a quem recorrer, e esperar que o carro patrulha chegue é um cabo dos trabalhos.

husky disse...

jp: alguem faz alguma coisa sem quer ganhar dinheiro ? não !a vida para o qual vi-mos é para ter-mos dinheiro ,ou sal ou contas ,ou gado ...temos que ter algo para trocar por outra coisa?!alguem trabalha todos os dias por gosto , acha que os policias enfermeiros ,médicos, padeiros,almeidas, vigilantes ,estam durante as noites acordados porque a vida da noite é bela ! e gostam de correr riscos por ser a terceira tentação de cristo!alguem corre risco de morte porque deu-lhe na cabeça !

Tiago disse...

"se eu usar uma chave (técnica de combate) e por azar partir um braço ao assaltante"

Por azar? Ou por não saber usar a força necessária para impedir a ameaça? Como não é aceitável que alguém roube por não ter dinheiro, também o não é espancar ou matar quando n sofre ameaça à integridade física.

Como quer que a polícia apanhe um assaltante antes de ele assaltar? Existem medidas que podem evitar assaltos no geral, mas não servem contra um assaltante específico.

Anónimo disse...

Ao Pedro Marinho:

Muito BOM o seu comentário das 13:00!

Subscrevo!

Cumprimentos.

Andreia de Jesus

José Araújo disse...

Tipico de português...

Que se há criminalidade pela a sua fraqueza logo diz que deve hav~er mais policia , por casa esquina que julga os outros pela a diferença que aparenta...

Para não falar dos media que é uma vergonha como tingem miseravélmente bairros sociais que acima de tudo são espaços humanos, e não numeros ou parte de estatisticas...

Enfim julgar para não lutar e muito menos se elucidar dos verdadeiros problemas que englobam a dita criminalidade que sempre nasce de fundamentos sociais, e que a sua continuidade é fomentado pela a debilidade de uma toda sociedade que se deve responsabilizar e não se armar em carrasco por mãos de outrém...

Faz lembrar quando se fala de deliquência , que dessas bocas nem sabem , de que é feito um bairro social ou de lata...

Enfim um grande defeito porteguesinho , que é como uma herança de anos a fio...

Dedicado a certos comentários aqui publicados , que me arrepiaram...