quarta-feira, maio 23

DOENÇAS DO CALOR

A exposição ao calor intenso é uma agressão para o organismo, podendo conduzir a desidratação, agravamento de doenças crónicas, esgotamento ou golpe de calor. Saiba quais os riscos do calor, como proteger-se e conheça os sintomas aos quais deve dar especial atenção em caso de exposição prolongada ao calor.

51 comentários:

Sara disse...

Eu não aguento calor em demasia. Sobretudo se for um calor seco. A partir dos 20 ou 25 graus já não me sinto bem e tenho que procurar sombra e locais frescos e tenho que beber muita água, de preferência com gelo.

Tenho a certeza que se me apanhasse num local com uma temperatura de cerca de 40 graus, eu morria!

No verão passado, com cerca de 23 graus, eu não me sentia bem nem dentro de casa. Andava nua, apenas com umas cuecas porque nem conseguia suportar o soutien... Levava sempre uma grande caneca cheia de água com muito gelo e às vezes colava-me às paredes ou ao chão porque estava mais fresquinho... E as noites eram uma tortura, não conseguia dormir em condições por causa do calor, levantava-me imensas vezes para refrescar e não suportava nem 1 simples lençol em cima de mim!

Calor a mais faz-me sentir pesada, mole, sem vontade de fazer nada, provoca-me sono, dores de cabeça e deixa-me extremamente mal humorada e facilmente irritável.

E sinto-me muito mais enérgica, bem disposta e trabalho muito melhor quando o clima está mais frio. E adoro chuva e nevoeiro, por estranho que tudo isto possa parecer para a maioria das pessoas. Mas é assim que me sinto como 1 peixe na água! Talvez por isso as minhas estações do ano favoritas sejam o Outono e o Inverno.

Anónimo disse...

Como estamos a falar de (imenso) calor, e sendo que tudo indica este ano irá ser dos mais quentes em várias décadas, os fogos serão um factor importante para aumentar as vagas de calor, a desertificação, destruição de florestas, etc etc... Por vários motivos tudo isto irá aumentar as temperaturas em Portugal.

As florestas (nativas) são um meio natural de diminuir a temperatura e tornar o clima mais ameno, sem elas a tendencia é que o país se torne literalmente num deserto.

Infelizmente devido às altas temperaturas que se avizinham para este ano e devido também à extrema falta de coerência e sensatez do governo PS e do Sócrates (para não falar de ÓBVIA CORRUPÇÃO), por leis aprovadas este ano que APENAS favorecem fortemente o fogo posto (poder-se cortar a madeira ou construir imediatamente num terreno que tenha sido queimado), a horrível realidade é que este ano poderá bater recordes não só de temperatura, mas nos números de fogos postos... e se 2003, 2004, 2005 e 2006 já foram péssimos anos nesses aspectos...


Embaixo um pequeno texto que explica as verdadeiras origens dos fogos (postos).

Paulo



---------------

Resumidamente, a questão dos fogos é uma que é quase na sua totalidade derivada por factores económicos, seja de empresas, políticos, instituições ou individuos que podem fazer fogo posto para de alguma forma ganhar com isso.

Ao contrário do que é divulgado nos média, de cerca de 60% ou pouco mais, na realidade mais de 90% dos fogos são de origem criminosa, alguns bombeiros e membros do governo admitem mesmo cerca de 97%, e estes incêndios visam algum tipo de benefício.

Os principais responsáveis pelos incêndios são os madeireiros, os constructores, as empresas que fabricam ou alugam meios de combate aos incêndios, políticos, e mesmo, espante-se, os próprios bombeiros (alguns).

Conheço pessoalmente um antigo bombeiro que foi até convidado a ser comandante dos bombeiros (omitirei o seu nome por motivos óbvios), mas que recusou e que saiu mesmo dos bombeiros para ser comandante numa outra organização.

Numa conversa que tivemos sobre o assunto dos incêndios em que o mesmo confirmou tudo o que disse e foi muito mais longe, ao perguntar o porque de ter recusado, disse-me que para além de toda a corrupção que existe na questão dos fogos postos causada pelos já citados acima, que chegava ao cúmulo de ter visto alguns bombeiros e mesmo de algumas corporações de bombeiros a deixarem que grandes áreas ardessem de próposito, de forma a que pudessem ganhar mais subsídios do estado. E porquê, porque existe uma lei que diz que quanto mais área ardida tiver as zonas que estejam sob os cuidados de uma corporação de bombeiros, mais fundos esta recebe. Assim, para ganharem mais dinheiro do estado alguns bombeiros simplesmente deixam arder, e sabe-se que há mesmo bombeiros que põem fogo posto. Disse-me inclusive que a força aéria tem vários meios de combate a fogos que estão a literalmente a apodrecer, e porquê, porque o governo (PS e os outros passados) prefere utilizar os meios privados de luta contra fogos porque estes custam muito mais caro (aos contribuintes) e assim dão muito dinheiro a certas empresas e certos "amigos" dos políticos que regem as leis.

Este antigo bombeiro que ia ser promovido a commandante disse que acha que a maior responsabilidade pretence aos políticos porque são eles que ditam as leis e que abrem caminho e facilitam para que os seus "amigos" possam fazer incêndios e beneficiar com os mesmos.

Desta forma não existe quase ninguém que esteja verdadeiramente preocupado e ocupado a lutar contra os incêndios (as entidades responsáveis citadas acima), pois têm todos interesses monetários a proteger e fazem com que literalmente, Portugal arda.

Este ano, o governo PS eliminou uma lei que, por motivos óbvios proibia que se construi-se e parece-me que mesmo, se cortasse madeira de um terreno que tivesse ardido, de forma a impedir que quem tivesse posto o fogo, pudesse de alguma forma lucrar com o incêndio logo depois do mesmo. Desse forma muitos pensariam 3 vezes antes de o fazerem pois poderia não valer a pena.

NEste momento o PS permite que logo que haja um incêndio, que se possa ter toda a liberdade de se fazer o que se quiser nesses terrenos.

O que isto significa? Que este ano os incêndios poderão bater recordes.


É simplesmente uma autêntica vergonha.

A Policia judíciária deveria investigar a fundo estas questões e colocar penas pesadas para aqueles repsonsáveis por fogos postos.

Tiago disse...

Ainda que o programa sobre fogos em Portugal já tenha passado, talvez se possa afirmar que os fogos são uma necessidade onde quer que hajam eucaliptos, pois essas árvores evoluíram durante milénios com queimadas frequentes feitas pelos australianos indígenas. Os piores fogos australianos verificam-se em zonas onde não se fazem já queimadas nem limpezas florestais, talvez essenciais em matos que evoluíram sempre com fogo presente (e talvez não tanto onde isso não se verifica).

(E chega-se ao ponto de se fazerem represas agrícolas, com fundos agrícolas no meio de eucaliptais e que não servem quaisquer agricultores.)

Lina disse...

Precisava de uma fórmula mágica para conseguir dormir à noite quando está muito calor, sabem dizer-me qual é?
Ar condicionado está fora de questão porque não tenho, a ventoinha também por vezes não dá resultado e deixar as janelas abertas é óptimo para as melgas e mosquitos entrarem e contribuírem para a minha dificuldade de dormir nessas noites.

Anónimo disse...

"talvez se possa afirmar que os fogos são uma necessidade onde quer que hajam eucaliptos, pois essas árvores evoluíram durante milénios com queimadas frequentes feitas pelos australianos indígenas."


(Desculpem de fugir um pouco ao tema)


Os Eucaliptos ADORAM fogo, porque é uma forma de conseguir reproduzir-se mais rapidamente com as sementes no solo além de destruirem outras plantas que iriam concorrer com o eucalipto. Ou seja, o fogo só iria aumentar o problema do eucalipto em todos os sentidos.

O pinheiro bravo é uma árvore não-nativa, invasora e que por vários motivos muito mal faz aos solos e à floresta nativa portuguesa. O Eucalipto é muitíssimo pior que o pinheiro bravo, acidifica os solos, destroi os nutrientes do solo tornando-o estéril, consome grandes quantidades de água, é uma árvore muito resistente (a única forma de matar a árvore é literalmente retirando toda a raiz).

Assim, o pinheiro bravo e o eucalipto estão literalmente a destruir a biodiversidade portuguesa em termos de flora e fauna. Estas árvores só beneficiam UNICAMENTE os madeireiros, dai terem sido implementadas em força em portugal.


Deve-se sim apostar em árvores nativas e mais resistentes ao fogo como o carvalho, sobreiro e outros.

"Limpar" as matas também não é solução, pois durante milhões de anos as matas nunca eram limpas e não foi por isso que havia fogos como hoje há (provocado por humanos), para além do mais essa "sujidade" (matéria orgânica) nas matas é ESSENCIAL para adubar e manter os solos ferteis, sem essa matéria orgânica os solos morrem.


Paulo

Anónimo disse...

Pergunto que "truques" podem existir para ajudar a manter uma pessoa e a casa mais fresca durante dias de muito calor?


Nota: Está fora de questão usar ar condicionados, que são uma das grandes causas para que as temperaturas estejam mais altas, e usar outros métodos que não sejam o mais naturais possíveis.

Paulo

maria disse...

Com o calor os alimentos degradam-se com mais facilidade, por isso é importante não esquecer de acondicionar devidamente os alimentos quando vamos às compras e quando os armazenamos em casa (principalmente os refrigerados e congelados), pois estes podem contribuir para causar doenças graves.

Lina disse...

Por vezes quando tenho sede, mas não tenho nenhuma fonte de água por perto, passado algum tempo deixo de ter sede. Porque é que isto acontece?

Por vezes também acontece não beber água de propósito porque vou estar numa situação em que não me vai ser possível ir à casa de banho. Sei que não é muito bom, mas não tenho escolha, pois sei que não me vai ser possível ir ao WC nas próximas X horas.

Tiago disse...

Acho que o pior mesmo é quando se verifica uma grande amplitude térmica num ou dois dias e não tanto uma temperatura constante.

É mesmo assim?

Anónimo disse...

O que dizer a uma pessoa que insiste em ficar morena ao sol para a convencer a usar um creme solar com factor de protecção mais elevada?

Sara disse...

Quanto a esse assunto dos fogos florestais, penso que as árvores mais resistentes ao fogo não são uma solução que se deva explorar muito porque devemos apostar na biodiversidade e não promover um maior cultivo de certas espécies só porque se mostram mais resistentes.

Devemos sim investir na prevenção dos fogos através de uma fiscalização mais alargada e eficaz nas áreas florestais, fortalecer e tornar mais rigorosas as investigações criminais, aumentar as penas para os autores dessas destruições massivas (1 dos piores e mais devastadores crimes que se cometem!)...

Anónimo disse...

"O que dizer a uma pessoa que insiste em ficar morena ao sol para a convencer a usar um creme solar com factor de protecção mais elevada?"


Dizer que se candidata a ter uma pele a envelhecer prematuramente, e mesmo melanomas (cancro de pele).

Anónimo disse...

Em relação aos óculos de sol para proteger os olhos, quais os melhores? Se é que há algum efectivamente eficaz...

Anónimo disse...

"penso que as árvores mais resistentes ao fogo não são uma solução que se deva explorar muito porque devemos apostar na biodiversidade e não promover um maior cultivo de certas espécies só porque se mostram mais resistentes."


Sara, não percebeu a questão:

1º- Essas árvores resistentes aos fogos são as árvores NATIVAS (originais da verdadeira floresta portuguesa), como os vários tipos de carvalho, que criavam uma abundância muito grande de BIODIVERSIDADE tanto de flora como de fauna. Para ver um exemplo disso mesmo basta ir a Sintra e "comparar" com a floresta invasora e alterada (pinheiros e eucaliptos).

2º- Como foi dito acima o governo PS (e outras instituições/interesses por trás) na realidade não têm interesse em fazer leis que protejam as florestas, muito pelo contrário, como prova a mais recente lei aprovada pelo PS que vai apoiar isso sim quem tem a ganhar com fogos postos (ler acima). Se o governo PS (e outros) tivessem realmente interesse em proteger a floresta e o Ambiente, porque motivo iriam aprovar leis que SÓ BENEFICIARIAM aqueles que fizessem fogos postos??? (Ler post acima)

A resposta é simples e começa por corrup...

Paulo

Sara disse...

Algumas sugestões para nos mantermos mais frequinhos em dias de muito calor:
» Em casa: Não abrir as janelas e manter as persianas, ou portinholas ou cortinas, o mais possível, fechadas durante períodos de calor interso para que não entrem radiações solares que irão aquecer o local. Arejar a casa durante a noite.
» Beber muita água ao longo do dia.
» Manter-se à sombra sempre que possível.
» Evitar a exposição prolongada ao sol.
» Usar roupas leves e frescas, com cores claras.
» Refeições ligeiras e mais à base de saladas, vegetais e frutas.

Tiago disse...

Sara, falta de biodiversidade existe hoje, e ao plantar plantas resistentes ao fogo significa plantar plantas endógenas. As plantas que evoluíram aqui, apesar do clima que pode tornar os fogos comuns, evoluíram no sentido de lhe resistir. A cortiça por exemplo arde facilmente mas separa-se do tronco da árvore ao arder. A biodiversidade existe nas plantas endógenas, não são necessárias plantas exóticas ao meio. Ao plantarem-se determinadas plantas é apenas para reparar um dano e não impôr monoculturas. Sabe a quantidade de subespécies de carvalhos que existem?

E estamos a falar de plantas/árvores especificamente, não confundir valores humanos com isso.

Pedro Costa disse...

Gostava de perceber se realmente as pessoas de cor negra realmente são menos susceptiveis de ter doenças de pele provocadas pelos raios ultravioletas?

Anónimo disse...

É mais frequente ter a pele seca das mãos no inverno do que no verão.

maria pinto disse...

pergunta: há 1 ano atrás apareceram-me manchas grandes e pequenas no peito e agora alastraram-se até à barriga e costas...já consultei 2 dermatologistas que não me souberam diagnosticar nada...sou branca e sardenta, pelo facto ando um pouco angustiada, gostaria de ouvir uns comentários se pode ser algo maligno? sei que será difícil fazer diagnósticos sem ver a pessoa mas seria mais para me sossegar....
os meus cumprimentos a todos e um especial para si e parabéns pelo seu belíssimo programa

Joana disse...

Num dia de verão enublado, existe mais, menos ou igual perigo em relação aos raios ultravioletas?

roler33 disse...

Olá Fernanda Freitas,

Que podemos fazer, quando os países mais poluidores, com os USA e o Japão não assinam os acordos internacionais, como por exemplo o Protocolo de Quioto? Esses porque são grandes podem poluir á vontade?

Cumprimentos,
José Maria Bompastor/Vila do Conde

Sara disse...

Sim Paulo, no caso de serem árvores nativas concordo plenamente! Até porque melhoram o estado do solo. Só não acho que se deva implementar essas medidas em lugares de onde não são originárias, abatendo outras espécies que se dão bem aí para que a área florestal se torne mais resistente a fogos.

Anónimo disse...

"Gostava de perceber se realmente as pessoas de cor negra realmente são menos susceptiveis de ter doenças de pele provocadas pelos raios ultravioletas?"


Sim, as pessoas de raça negra (Africanas) evoluiram ao longo de milhares de anos no sentido de desenvolverem defesas para se protegerem do calor e da exposição directa ao sol por longos periodos.

A maneira de o corpo se defender do sol e calor, é tornar a pele mais escura. Quanto mais escura for mais resistente se torna às radiações solares.

Os escandinavos (pessoas muito brancas) têm uma resistência muito fraca ao sol enquanto que os Africanos (pele muito escura), devido ao clima onde vivem, têm uma resistÊncia muito superior.


As pessoas de raça negra só são negras APENAS por uma questão de evolução no ambiente onde estavam inseridos, de forma a melhor resistir às radiações solares.

(Vendo as coisas assim, o racismo torna-se ainda mais rídiculo do que já era)

Paulo

maria disse...

Maria Pinto:

Já tive umas manchas no corpo e que foram alastrando e foi-me diagnosticado "Pitiríase rósea".
Não sei se é em algo parecido ao que tem, mas se quiser pode fazer uma pesquisa na internet com esse nome e verá fotografias a exemplificar essas manchas, podendo assim verificar se é parecido com o seu caso ou não.

Anónimo disse...

É proibido levar os cães para a praia, mas continuam a ser levados para lá pelos donos...

Pedro Costa disse...

E pegando no processo inverso a quem se brozeia... a não exposição solar efectiva, ou seja o exagero de protecção solar, usando sempre roupa ou protecção muito eficiente pode de algum pode trazer consequencias para a pele?

Joana, Cartaxo disse...

Eu, normalmente,meto protector solar, tanto na praia, como no dia a dia;tambem meto protector na minha filha q tem 3 anos,mas normalmente vejo mães a "barrarem" os filhos com uma qtd exagerada de protector! As crianças ficam completamente brancas e eu penso q isso é um exagero e q talvez faça mal à pele tanto creme! Estarei certa?
Gostava q me respondessem!

Anónimo disse...

É incrível, mas vêm-se tantas pessoas a levar os filhos (bebés e crianças) para a praia às horas de maior calor. Realmente não sei o que vai na cabeça daquela gente...

Anónimo disse...

As frutas (de todo o género) são, por vários motivos, o melhor alimento que existe para o ser humano, especialmente no verão.

Paulo

maria pinto disse...

pergunta: ainda sobre a minha pergunta sobre as manchas rosadas na pele, gostaria que me informassem pf se existe algum instituto ou hospital onde se façam despistagem sobre estas manchas?
obrigada e mais uma vez parabéns pelo belíssimo programa

Sara disse...

Tiago, quis apenas dizer que não concordo com o cultivo excessivo de árvores mais resistentes, apenas por serem mais resistentes, em detrimento de outras espécies próprias e que se dão bem em determinado solo.

Ao longo de Portugal existe imensas áreas florestais que foram cultivadas com árvores não nativas por razões normalmente comerciais. E aqui sim, no caso de serem destruídas por fogos, sou a favor da reflorestação com árvores endógenas.

Isabel disse...

Outra consequência do calor, são os insectos como melgas que não nos deixam em paz. Há quem ponha vinagre ou até álcool na pele como repelente das melgas. Isto é prejudicial para a pele ou realmente ajuda?

Sara disse...

Nas noites de verão costumo andar à caça de melgas no quarto antes de dormir. E, mesmo assim, muitas vezes acordo picada... Mas não gosto de usar produtos como Dum Dum por serem um tanto tóxicos...

Anónimo disse...

A febre da carraça pode ser muito perigosa, como evitar tendo em conta que existe muita vegetação em volta da casa (vendo-se as carraças a “trepar” os muros) e animais (gatos) a saltar os muros

Tiago disse...

Eu concordo que não é necessário eliminar qualquer espécie não-nativa, apenas constato que com espécies nativas a intervenção humana necessária para a sua manutenção é tendencialmente mínima quanto menor for o impacto humano no seu livre desenvolvimento. Com plantas exóticas , a sua cultura terá que ser monitorizada e terá que se ter cuidado ao escolher que espécies são introduzidas. Por exemplo ao escolher-se o eucalipto pode tornar-se (acho que se tornou) normal haver fogos, porque são propensos a isso.

Anónimo disse...

"Nas noites de verão costumo andar à caça de melgas no quarto antes de dormir. E, mesmo assim, muitas vezes acordo picada... Mas não gosto de usar produtos como Dum Dum por serem um tanto tóxicos... "


Um tanto não, são MUITO tóxicos.
Só para ter uma ideia esses produtos quimicos são quimicos derivados de armas químicas usadas na 1ª guerra mundial.

Muitas pessoas cometem o erro gravissimo de usarem esse tipo de produtos para se livrarem de moscas e outros insectos, quando estão a envenenar-se e a prejudicar o ambiente.


Recentemente ao passear pelo campo vi um agricultor numa pequena vinha a pulvorizar produtos quimicos na sua vinha, sem usar qualquer tipo de protecção mínima, e via-se que estava literalmente a levar um "banho" de quimicos. Com o passar do tempo é quase certo que irá desenvolver cancros e outras doenças.

Solução? BOICOTEM TODOS os produtos químicos de sintese, usem APENAS produtos naturais.

Paulo

maria disse...

Tenho uma avó de 90 anos que mesmo no verão anda vestida de com roupa preta e quente e vive no alentejo onde faz bastante calor no verão, o que fazer para a convencer a mudar de hábitos?

Sara disse...

"BOICOTEM TODOS os produtos químicos de sintese, usem APENAS produtos naturais."

APOIADÍSSIMO!!

Sara disse...

Convencer uma pessoa com 90 anos a mudar os hábitos quanto ao que veste, tendo em conta que provavelmente passou a maior parte da sua vida procedendo assim, não é tarefa nada fácil. No mínimo, levará muito tempo até ela ceder, mas o melhor, a meu ver, é conversar com ela com muita paciência e sem desistir e tentar, aos poucos, incentivá-la a vestir roupas gradualmente mais leves e com cores mais claras e um pouco mais curtas. É difícil mas tudo é possível.

Anónimo disse...

Quanto aos Eucaliptos em relação aos fogos. Sendo ou não mais resistentes, em relação às arvores são definitivamente aquelas que mais água consomem, ora esse também é um dos problemas do calor ou não? Além de não poluirmos o ambiente também devemos preocupar-nos com as reservas naturais de água e racionar a existente.

Sara disse...

Isso de racionar a água existente passa por insistir na informação acerca inclusive da quantidade de água potável e acessível existente e da sua cada vez maior escassez, através dos principais meios de comunicação como a televisão (em horários nobres), rádio, jornais, revistas, etc.. E passa por adoptar políticas e impôr limites quanto ao consumo de água por mês.

Quando vou a casas de banho públicas, daquelas que ainda não têm torneiras que doseiam a água (que se desligam por si), vejo muitas vezes torneiras abertas e, claro, vou fechá-las...

Uma vez vi um calceteiro, nas obras do metro, que após ter feito seu trabalho se pôs a limpar o chão (da areia que ficara em cima) com uma mangueira a jorrar água constantemente através de um orifício do tamanho de uma ameixa grande e nunca mais terminava e quase não saía do sítio... Esteve assim pelo menos uns 15m... Porque raio não podia usar 1 vassoura? Ou pelo menos que se despachasse... Pareceu-me foi que estava ali para passar o tempo...

Tiago disse...

Sara isso parece ser um exagero da sua parte, com certeza a gravilha usada em calçada precisa de água pra ganhar alguma consistência, ele poderia era ter evitado usar água potável.

José Araújo disse...

Os fundamentalistas(filhos do paternalismo) portuguêses parecem que nascem como cogumelos...Ainda vou plantar um no meu jardim , para espantar os mosquitos...

Que desporto favorito de português ,que é servir e bem servir , sem próprio racicionio , dop que o rodeia, e assim radicalizando tudo que acha que tem deveres sempre maiores que os seus...Sem qualquer sentido analógico, sem dependencia de terceiras opiniões..Ao estilo militar..Mata mas jamais penses...

Enfim o Salazar andar ai...Nesta população que mais me parecem leitores de uma qualquer revista Maria , com nuances de um 24 horas...

Continuem assim ...Obedientes , e serviçais , para esquecer o sentido de igualdades e de lógica social... o estado agradece...

Sara disse...

Mas Tiago, achei que foi um exagero usar tanta água durante tanto tempo. Ele quase não saía do lugar... Estava distraído a conversar com os colegas. Não acredito que seja preciso desperdiçar tanta água para que a calçada fique consistente.

Pedro disse...

Para realizar bons exames é bom ter professores que durante os anos pré-exame sejam bons professores eloquentes, os professores fascinantes apenas conhecem o funcionamento da mente. Os professores fascinantes transformam a informação em conhecimento e o conhecimento em experiência.

Será que todos ss professores são capazes de preparar os alunos para um bom exame final?

Pedro Marinho / Arcos de Valdevez

Pedro disse...

Criticar sem antes elogiar bloqueia a inteligência, leva o jovem a reagir por instinto, como um animal ameaçado, será que muitos professores em vez de elogiar criticam com abundância, e depois os exames a motivação será a mesma?

O grande interessado não é só o aluno mas sim também o professor o mestre!

Pedro Marinho

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Só é possivel motivar os alunos se os professores estiverem motivados!
E agora?

Pedro Marinho

Pedro disse...

Aqui em Arcos de Valdevez o governo quer fazer uma fusão de duas escolas que envolverá cerca de 2000 alunos. Acham correcto ou incorrecto, já viram 2000 alunos, será que haverá sucesso nesta escola ?



Pedro Marinho
Arcos de Valdevez

Pedro disse...

De: Um jovem de Arcos de Valdevez

Pedro Marinho

http://blogs.arcosdigital.com/linguaafiada/

Fusão das escolas será uma grande “TOURADA” típico do governo socialista
Não compreendo e ninguém sabe o porque da fusão de duas escolas em Arcos de Valdevez, o que se acontecer será uma grande “TOURADA”, este governo que muito mal tem governado o país e sempre a instalar o caos permite esta fusão sem que os pais sejam ouvidos, a Câmara Municipal, associação de pais e os alunos, que erro grave na educação quando não se ouve as pessoas. Todas as decisões em estado de direito democrático devem ser tratadas com a devida probidade, os tempos são outros claro. A ditadura volta á ribalta, que sociedade estamos nós a criar? Que tipo de alunos queremos? Os profissionais mais importantes da nossa sociedade no futuro vão ser os psiquiatras a tratar alunos e pais das depressões.

Pedro Marinho
Arcosde Valdevez

Pedro disse...

intenção da Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) é fundir aquelas duas escolas e criar um único agrupamento, cujo conselho executivo teria que gerir cerca de 2500 alunos, 420 professores e funcionários e 28 edifícios.

"Seria criada uma mega estrutura que vai contra todos os princípios das políticas educativas