terça-feira, junho 5

DOENÇAS DO AMBIENTE

Sabemos que o ambiente em que vivemos tem implicações directas no nosso organismo. Neste Sociedade Civil, queremos perceber de que forma a qualidade da atmosfera interfere no nosso sistema respiratório. Pretendemos apresentar-lhe as soluções mais adequadas para que possa tornar o ambiente que o rodeia saudável.

28 comentários:

Maria disse...

A propósito do tema sobre o ambiente, gostaria de partilhar convosco um vídeo que também foi partilhado comigo:

“Quando os adultos não sabem o que fazem, vale a pena ouvir as crianças!

http://www.youtube.com:80/watch?v=5g8cmWZOX8Q ”

Ana disse...

Respeitem o Ambiente, é a nossa maior riqueza!!

anonymous smile disse...

Antes de mais, PARABÉNS à Associação Abraço pelo seu 15º Aniversário.

“Um ambiente limpo não é aquele que se limpa muitas vezes, mas sim aquele que se mantêm limpo.” Esta é uma grande verdade, e como “mais vale prevenir que remediar”, devemos proteger o ambiente, prevenindo agora para não termos de remediar mais tarde. Apesar de neste momento já termos de prevenir, pois não o fizemos no passado, temos que continuar a prevenir para que no futuro não tenhamos sequer hipótese de remediar.

Parabéns pelo programa e por abordarem este tema neste que é o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Filipe Albuquerque disse...

é importante não esquecermos q a discussão deste e de outros problemas´são o ponto d partida para 1 pratica q o debate só por si não satisfaz...comunicar alem do debate de ideias é essencialmente agir e dar o exemplo todos os dias, nos mais pequenos detalhes, porque é neles q verificamos o grau com q interiorizamos conhecimentos e mais valias

A.J. Correia disse...

Já que estamos preocupados com o ambiente, gostava que comentassem o facto de aviões sem qualquer identificação andarem a cobrir o céu azul no país (e pelo mundo inteiro) sempre que o céu começa a ficar azul, lá aparecem esses aviões que deixam um rasto que nalguns casos demora horas a desaparecer, parece pó de giz (não é vapor de água porque a sua massa é diferente), e pesquisando na NET com a palavra «chemtrail» vemse a saber que a sua constituição é aluminio e bário micronizado, JP4+100 (gasolina de avião)e materiais biológicos extremamente nocivo.

Tiago disse...

Interessante um representante do sector agrícola afirmar que a toxicidade dos produtos que usam são pouco tóxicos para humanos, como se o único dano que poderão causar em humanos possa ser o contacto directo. Gestão empresarial agrícola?


The Curious Incident of The Dog in The Night-Time in the airport (it's a story of the adventures of what to my inexperienced eye seems to be a high-functioning autistic teenager)

"And I realize that I told a lie in Chapter 13 because I said "I cannot tell jokes," because I do know 3 jokes that I can tell and I understand and one of them is about a cow...

And this is the joke.

There are three men on a train. One of them is an economist and one of them is a logician and one of them is a mathematician. And they have just crossed the border into Scotland (I don't know why they are going to Scotland) and they see a brown cow standing in a field from the window of the train (and the cow is standing parallel to the train).

And the economist says, "Look, the cows in Scotland are brown."

And the logician says, "No. there are cows in Scotland of which one at least is brown."

And the mathematician says, "No. there is at least one cow in Scotland, of which one side appears to be brown."

And it is funny because economists are not real scientists, and because logicians think more clearly, but mathematicians are best."

Anónimo disse...

Acabei de testar o meu microondas com o telemovel.. e ele ouvia-se perfeitamente como se estivesse fora do microondas...

Tiago disse...

É verdade que testes à toxicidade de substâncias são, regra geral, feitos isoladamente sem ter em conta possíveis interacções entre diferentes substâncias?

Anónimo disse...

No programa "Sociedade Civíl" do dia 05/06/07,foi ensinado como se testaria a saída de micro-ondas através do próprio aparelho, colocando um telemóvel no seu interior. Fiz o teste, bem como pessoas amigas, e todos nós ouviamos o telemóvel. Gostaria de mais explicações sobre o assunto.
Obrigada
M.T.

Anónimo disse...

A esmagadora maioria das doenças que as pessoas têm, são derivadas do tipo de alimentação que se tem, e de se estar em contacto com quimicos sintéticos, dioxínas, metais pesados, e outras formas de poluição causadas pelo Homem.

A Humanidade está-se a auto-destruir e a levar consigo toda a vida no Planeta.

É urgente proteger a Natureza.

Paulo



-----



"Interessante um representante do sector agrícola afirmar que a toxicidade dos produtos que usam são pouco tóxicos para humanos"


Isso é totalmente falso. Também a indústria do tabaco disse durante decadas que o tabaco não só não fazia mal, como até fazia bem, mesmo sabendo por testes secretos que eles fizeram, que provocava cancros e outros males.

Filipe Albuquerque disse...

Não conheço Matematicos,conheço contabilistas...e como todos os especialistas em ciencias mecanicas os matematicos tem uma tendencia desgraçada para somar e subtrair evidencias...falta-lhes a perspectiva quantica ,organica e Holistica de um Filosofo... Nas contas não se somam os efeitos de Guestault tal como não se somam os ritmos ou os silencios...A matematica trata de objectos não de Ultra-objectos...

Sara disse...

A evolução da tecnologia e da técnica em nome da facilidade de vida e felicidade humana tem causado gravíssimos desastres na natureza. Têm desaparecido milhares de espécies, a poluição aumenta, o lixo acumula-se, as florestas desaparecem, chegam as doenças, etc.. Tudo isto destrói a Natureza, os seres vivos e o próprio Homem.

O ser humano continua a destruir, de forma extremamente egoísta e arrogante, um Mundo que não é só nosso, nós não somos os únicos seres vivos habitantes neste planeta, somos uma espécie entre biliões de outras.

Racionais seríamos se aprendêssemos a desfrutar dos bens e delícias naturais, se trabalhássemos para viver e não o contrário, se parássemos com a destruição e com a produção massiva de lixo, se consumíssemos apenas o essencial e se finalmente admitíssemos que valemos tanto como qualquer outro ser vivo.

Simples utopia...

Anónimo disse...

Em relação ao programa de hoje, devo dizer que achei uma autêntica vergonha que o representante da CONFAGRI, disse coisas sem sentido, de que é seguro comer alimentos produzidos por agricultura quimica, dando sempre a indicar que o nivel de toxicidade desses químicos não representa praticamente nenhum perigo para a saúde humana, ainda por cima quase que afirmou que a agricultura biológica não é solução para nada.

Isto vindo de um representante de uma suposta organização ecológica. VERGONHOSO.

Das duas uma, ou está muito mal informado e nem deveria representar a associação, ou anda a fazer lobbing pela indústria química.


Depois de ter ouvido tais barbaridades, perdi toda a confiança que tinha na CONFAGRI, para mim ficará na lista negra, na lista dos que fazem "greenwash".

Paulo

Anónimo disse...

Sobre os micro-ondas aconselho a leitura destes artigos:
http://www.laleva.cc/pt/ambiente_pt/microondas.html

http://www.vegetarianismo.com.br/artigos/microondas.html


Sofia Barradas

Anónimo disse...

Estou admiradissimo com cada incongruência que os vossos convidados dizem. Para pessoas supostamente informadas, são erros imperdoáveis.


Exemplos: O mesmo senhor disse estes dois erros:

- 1º disse que os microondas são seguros, mas logo a seguir disse que as ondas de microondas fazem mal à saúde. Falha de comunicação?

- Disse que os telemóveis não provocam quaisquer efeitos negativos na saúde, no entanto EXISTEM estudos que dão fortes suspeitas que a radiação de telemóveis e antenas de telemóveis a longo prazo provocam graves problemas de saúde, como problemas de memória, falta de concentração e tumores.

Dando exemplos pessoais, posso dizer que na primeira vez que utilizei um telemóvel, bastava 5 minutos para ter fortes dores de cabeça e sentir a orelha muito quente, isso durou meses até eu me ter habituado.

Recentemente depois de cerca de 40 mins é que sinto dores de cabeça e o ouvido quente. Convêm ter o telemóvel o mais longe possível da cabeça, mesmo 2 a 5 cm já faz uma grande diferença.

Algumas horas por semana costumo estar num local que tem antenas de telemóveis a apenas 10 a 20 metros, e passado 2 horas começo a sentir-me com dores de cabeça, falta de concentração e cansaço. Não existe excepção.

Isto certamente acontece com TODOS, uns mais do que outros.

E ainda têm a "coragem" de afirmar que a radiação dos telemóveis não faz mal ??

Durante muitos anos, e ainda presentemente, que as empresas e politicos afirmam que as linhas de alta tensão não provocam problemas de saúde, mas estudos feitos ao longodos anos por organizações independentes, PROVAM que quem vive perto dessas linhas têm uma percentagem muito superior de poderem apanhar cancro.


Paulo

Anónimo disse...

Mais outro comentário dito por alguém que deveria perceber do assunto, mas que está completamente fora da realidade:

"comer carne de vaca é totalmente seguro"

Isto é FALSO, a carne dos animais (excepto criados de forma biológica), estão cheios de quimicos, hormonas, antibióticos, OGMs e outros químicos nocivos à saúde.

Só tenho a dizer que lamento que pessoas tão mal informadas tenham participado neste programa.

Paulo

Filipe Albuquerque disse...

É lamentavel que tantos dos ilustres opinadores que por aqui passam acusem tão veementemente os mal informados sem que se tenham dado ao trabalho eles mesmos de se informarem melhor...A agricultura Biologica que eu muito aprecio de facto não é solução, porque antes de mais é pensada para 1 minoria pop Burguesa que gosta de dormir bem á noite e que pode pagar para isso...Nada contra, mas é preciso ser lucido!!! Quanto aos trangénicos as normas em vigor e os estudos imparciais de várias entidades de controlo competentes falam por si...Sou imparcial, mas se querem fazer lobbie pelo menos trabalhem com competencia ...Não há risco para a Saude publica ainda que não seja a meu ver a melhor alimentação

Anónimo disse...

"A agricultura Biologica que eu muito aprecio de facto não é solução, porque antes de mais é pensada para 1 minoria pop Burguesa que gosta de dormir bem á noite e que pode pagar para isso..."

Caro filipe

A agricultura biológica já é usada há milhares de anos, foi o que sempre alimentou a população e é o futuro. A agricultura quimica (produzida com quimicos provenientes de armas quimicas da 1ª guerra mundial) só começou a ser usada em força depois da 2ª Guerra mundial, por pressões das próprias indústrias químicas, que, claro, só queriam ganhar dinheiro.

A agricultura biológica é a MELHOR, tanto para a nossa saúde como para o ambiente. Esta pode ser tão barata ou até mais barata que a "convencional", em especial se mais pessoas comprarem destes produtos, que mais barato ficará. Sei do que falo porque estou por dentro do tema.

Além do mais, prefere gastar dinheiro em alimentos de QUALIDADE ou nos medicamentos??




"Quanto aos trangénicos as normas em vigor e os estudos imparciais de várias entidades de controlo competentes falam por si... Não há risco para a Saude publica ainda que não seja a meu ver a melhor alimentação"

Isso é totalmente falso, e os ditos "estudos independentes" que afirma para análise e aprovação dos produtos transgénicos, são feitos UNICAMENTE pelas próprias empresas que vendem os produtos, a nível mundial em países onde se produza OGMs, NENHUMA entidade governamental responsável pela segurança alimentar e aprovação desses produtos faz testes, mas sim aprovam cegamente os produtos se as próprias empresas dizerem que esses produtos são seguros. Somos assim tão idiotas? Cá na Europa, a própria EFSA, que é responsável pela segurança alimentar por toda a europa, confirmou pessoalmente (eu estive presente nessa conferência) isso mesmo.

RIDICULO, pois é o mesmo que pedir à indústria tabaqueira para provar que o tabaco faz bem à saúde sem sequer o minitério da saúde fazer quaisquer testes para confirmar a veracidade.

Ou seja, tudo isto indica uma forte corrupção para permitir que empresas de biotecnologia vendam produtos nocivos à saúde e ambiente.

Pelo contrário, TODOS os estudos VERDADEIRAMENTE independentes, feitos por outros cientistas, organizações (Etc), comprovam que os OGMs têm efeitos super nefastos para a saúde e o ambiente.

Exemplos de alguns estudos em:
www.stopogm.net

BOICOTE PRODUTOS TRANSGÉNICOS

Paulo

Anónimo disse...

PLATAFORMA TRANSGÉNICOS FORA
www.stopogm.net


Este sítio da Plataforma Transgénicos Fora é dedicado a Silvino Talavera, uma das vítimas mais jovens que a agricultura intensiva com transgénicos tem feito no mundo.

Em 2003, em Itapúa (no Paraguai), Silvino Talavera, de 11 anos, ficou ensopado pela pulverização de um cocktail de pesticidas destinados à soja transgénica cultivada num terreno vizinho. Tanto ele como as suas duas irmãs tiveram de ser hospitalizados. Quando estabilizaram puderam voltar para casa mas, pouco depois, um outro terreno próximo, igualmente com soja transgénica, foi também pulverizado com pesticidas. Silvino não aguentou mais este choque químico e morreu.

Desde então corre nos tribunais uma acção para apurar os responsáveis. Mas a Silvino ninguém o trará de volta. Paz à sua alma.

Para mais informações consulte:
http://www.silvinotalavera.phy.ca/



------------------------



CIENTISTAS RUSSOS APRESENTAM NOVOS DADOS SOBRE A INFLUÊNCIA PREJUDICIAL DOS OGM NA SAÚDE HUMANA
Agência Noticiosa Regnum
11 de Maio de 2007

«Os resultados das nossas pesquisas sobre a influência dos organismos geneticamente modificados (OGM) nos organismos vivos tornam duvidosa a sua inocuidade» disse hoje Alaxander Baranov, presidente da Associação Nacional para a Segurança Genética, numa conferência de imprensa no Centro REGNUM em Moscovo.

«Isto deve tornar-se motivo para uma reflexão séria nas instituições oficiais governamentais», disse ainda Baranov. Membros desta Associação apresentaram resultados da pesquisa conduzida na Universidade Agrícola de Vavilov (Saratov). A pesquisa registou desvios patológicos nos animais que comeram OGM.

A biotecnóloga Maria Konovalova, que conduziu pessoalmente os testes, disse que a soja transgénica neles utilizada produziu mutilações sérias nos órgãos internos dos ratos (fígado, rins e testículos) e na arquitectura celular e histológica. Além disso também influenciou o número de nascimentos por ninhada, alterou a taxa de mortalidade dos descendentes, e ainda resultou num aumento da agressividade e perda do instinto maternal.

Alexander Baranov acrescentou que tinha sido enviada uma carta aberta a Gennady Onishchenko, responsável máximo pela Inspecção Sanitária Russa, salientando a necessidade de uma moratória tanto à utilização dos OGM já autorizados na Rússia como à aprovação de novos OGM até que a sua influência no organismo humano esteja completamente estudada.

Baranov aponta que neste momento se atingiu uma situação terrível «Alimentamos as nossas crianças com alimentos cuja segurança ninguém pode garantir.» E ainda «Não andamos à procura de um culpado. Na nossa carta a Gennady Onishchenko propomos algumas medidas para uma rápida resolução do problema.»

Como anteriormente noticiado via Regnum, em Outubro de 2005 a investigadora russa Irina Ermakova tornou públicos os resultados de experiências onde se mostrava que a soja transgénica afecta a descendência.

Nas fotos (clicar nas imagens para ampliar): Ao fim de cinco meses, são visíveis as diferenças entre ratos que comeram soja transgénica (foto da esquerda) e os que comeram soja convencional (foto da direita).

http://stopogm.net/?q=node/212




Soja transgénica causa mortandade em ratos
A investigação foi liderada pela cientista Dra Irina Ermakova do Instituto de Actividade Nervosa e Neurofisiologia da Academia Russa de Ciências, um respeitado centro de investigação nacional.
Utilizou-se farinha de soja transgénica (a mesma que está em circulação na União Europeia) resistente ao herbicida Roundup. Essa farinha foi adicionada à alimentação de ratas, com início duas semanas antes da concepção e manteve-se durante a gravidez, parto e amamentação. Um outro grupo de ratas, nas mesmas condições, foi alimentado com soja não-transgénica e num terceiro grupo a alimentação não incluiu qualquer soja.

Nos recém-nascidos alimentados com soja transgénica, 36% não conseguiram ganhar peso (nos grupos de controle essa percentagem foi de 6%). Ainda mais grave, 55.6% dos ratos nascidos das mães alimentadas com soja transgénica morreram no espaço de três semanas (nos grupos de controle a taxa de mortalidade foi de apenas 9% (com soja convencional) e 6% (sem soja)).

Segundo a Dra. Ermakova, "A morfologia e estrutura bioquímica dos ratos é muito semelhante à dos humanos, o que torna estes resultados muito perturbadores. Eles apontam um risco para as mães e respectivos filhos".

FONTE: The independent, UK, 8 de Janeiro de 2006

http://stopogm.net/?q=node/79

Filipe Albuquerque disse...

Vamos lá a ver se nos entendemos sem demagogia e alarmismos desnecessarios.Em 1 lugar como certamente sabe somos já + de 6 biliões e o espaço agricola disponivel não abunda nem é compativel com as necessidades que vamos ter no médio longo prazo...poderia enumerar mais 10 razões mas você provavelmente já as conhece...Obviamente que o desejavel seria uma agricultura limpa e natural,mas não estamos no século 19...a evolução tecnologica não é nem nunca foi 1 processo reversivel e responde a problemas reais do mercado especialmente em locais problematicos com um clima e condições adversas com solos pobres e uma taxa de precepitação baixa...são enumeros os motivos pelos quais se engana ao encarar o futuro com tanta demagogia ou então com uma ingenuidade desconcertante...Concordo que é necessario investigar + para fazer melhor e com + segurança tal como é necessario 1 controlo + apertado em muitos dos casos, mas esse é outro problema...Não vamos meter a cabeça debaixo da areia recorrendo a argumentos alarmistas que as estatiscas na sua maioria não reflectem, não é simplesmente honesto... Percebo os seus pontos de vista e até simpatizo com algumas posições que defende, pretendo contudo uma reflexão equilibrada imparcial e aberta sem preconceitos e posições pré-concebidas... Os melhores cumprimentos para si e para todos os que participam activamente neste espaço Filipe Albuquerque
F.A.A.M.S

Anónimo disse...

"Não vamos meter a cabeça debaixo da areia recorrendo a argumentos alarmistas que as estatiscas na sua maioria não reflectem"


Não são "argumentos alarmistas", são FACTOS de estudos científicos, alguns exemplos (e apenas alguns, pois existem muitos mais) que já coloquei no blog.

E caso não saiba, é a indústria quimica que está a destruir os solos, a torná-los cada vez mais inférteis (por vários motivos), e cada vez mais solos a nível mundial perdem as suas qualidades e dentro de alguns anos a quantidade de solos desertificados será muito grande e será cada vez mais dificil conseguir-se produzir alimentos, isto sem contar com poluição e destruição de ecossistemas inteiros e de toda uma biodiversidade mundial, que já tras e trará cada vez mais, efeitos gravissimos.

Com a agricultura biológica, pelo contrário, não se destroi ecossistemas, promove-se a biodiversidade, não se polui, e pode-se literalmente fazer com que um terreno possa dar alimentos durante tempo ILIMITADO, isto sem contar com os imensos benefícios de saúde.

Paulo

Filipe Albuquerque disse...

Estou a par... poderia referir-se ao caso egipcio,ou a outros semelhantes, no entanto não responde ao essencial, a soluçao Biologica não é viavel à escala de massas...o que é necessario é o bom senso e o meio termo, recorrendo a soluções equilibradas e a + investigação,não estamos a falar de um processo acabado mas de um processo em constante Evolução, o progresso tem os seus custos e desafios, é lento e feito á custa de enumeros erros, no entanto é tambem incontornavel e necessario. Não vale a pena repetir argumentos,nem rétoricas quantitativas,chega dizer o quanto baste de forma clara e concisa,para que todos possam perceber...Não gosto de palavras como FALSO e VERDADEIRO são extremismos da linguagem pouco sóbrios que nunca reflectem um raciocinio coerente...tambem não estou aqui para lhe dar aulas de Bromatologia e de Segurança Alimentar o preciosismo é enfadonho e tecnocrata, no entanto como vê conheço bem os exemplos...

Tiago disse...

Parece que humanos têm por hábito urbanizar terrenos férteis também...

Alimentação vegetariana permite uma utilização menos intensiva dos solos.

Eu acho que é alarmante quando tecnologias se impõem massivamente sem um estudo adequado de possíveis consequências. Não é um querer voltar atrás, é não querer repetir os mesmo erros.

Não estou muito dentro do assunto sobre transgénicos, mas já li alguma coisa sobre a possibilidade de complicações alérgicas, e a dificuldade de saber se algum alimento poderá provocar reacções alérgicas, já que genes de tantos organismos diferentes podem estar contidos num único alimento.

Tiago disse...

Por falar em alergias, e já que se insere neste programa, alguns aparelhos vendidos como purificadores de ar que ionizam as partículas em suspensão, podem ter o efeito contrário. Tal como quando estou em sítios com ar condicionado, provocam-me rapidamente uma reacção alérgica (sou alérgico a ácaros).

Anónimo disse...

"a soluçao Biologica não é viavel à escala de massas..."

Sempre o foi, antes da 2ª Guerra mundial haviam já biliões de pessoas no mundo, e praticamente todas alimentavam-se com produtos biológicos. Durante milhares de anos que alimentou a população mundial.

Actualmente, na Aústria, grande parte dos agricultores usa agricultura biológica e se bem feito, consegue produzir tanto como na "convencinal", se bem que com muito menos efeitos nocivos e mais qualidade. A maioria da alimentação na aústria é de origem biológica.

Ser possível é, a questão é vontade e saber fazer.





"o progresso tem os seus custos e desafios, é lento e feito á custa de enumeros erros, no entanto é tambem incontornavel e necessario."


O mesmo "progresso" que está literalmente a destruir o planeta e a matar milhões de pessoas. Será isso "progresso"?


Paulo

Anónimo disse...

" Tal como quando estou em sítios com ar condicionado, provocam-me rapidamente uma reacção alérgica "


Ar condicionado é mau para a saúde, especialmente depois de algum tempo de uso, porque muitas bactérias e fungos se desenvolvem no seu interior.

Além do mais é péssimo para o ambiente.

Solução: não usar.

Paulo

José Araújo disse...

Muita gente exprimentou colocar o telélé no micro-ondas , mas esqueceram de o fritar,...Porque assim já não se ouviria...

Agora sigam os passos como deve ser... :)


Viram? Agora já não o ouvem! :)

Anónimo disse...

Penso que as pessoas deviam estar mais sensibilizadas sobre o problema ambiental.Hoje em dia os jovens estão mais alerta para o aquecimento por isso participam mais em acções de sensibilização espero que as pessoas se preocupem mais com o ambiente.