segunda-feira, julho 21

Alimentação de Verão

Com as férias à porta descuramos os horários das refeições, optamos por comer mais fruta, pomos de parte outros alimentos que estabelecem o equilíbrio do corpo e todas as desculpas são boas para comer mais um gelado.
Neste Sociedade Civil queremos alertá-lo para as mudanças bruscas de alimentação que podem pôr em perigo a sua saúde, sem esquecer os problemas comuns nesta altura do ano como a desidratação, as dietas repentinas e as intoxicações alimentares.

Convidados:
Teresa Branco, Médica Fisiologista
Isabel do Carmo, Médica Endocrinologista
Pedro Queiroz, Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares

28 comentários:

manucha disse...

Boas tardes
È sempre de louvar temas como o de hoje, para informar e alertar sobre maus hábitos alimentares.
No entanto, a mudança terá que partir do quotidiano, há que reeducar a nossa sociedade e principalmente as nossas crianças, a comer de uma forma saudável e todos os dias,de Verão ou de Inverno, reeducar o paladar e demonstrar que comer de uma forma saudavel, não têm que ser um sacrificio!
Pelo contrário, em todas as idades os beneficios sobrepôem-se e muito,sendo na infância fundamental e URGENTE!

Martinha disse...

Boa Tarde

Acima de tudo comer de uma forma inteligente durante o ano todo, parece-me bem. Aqui há dias li a seguinte frase: "a saúde pode não ser tudo, mas sem ela o resto é quase nada."

Martinha

lady_blogger disse...

Este tema é já recorrente neste blogue, mas é bom que se relembre.
No meu caso concreto, tenho imensa pena de adorar vegetais mas só cozidos. Se gostásse de saladas de legumes crus, pouparia tempo, dinheiro e comeria mais saudavelmente.
Tento comer mais grelhados e menos feijoadas, um pouco menos de chocotate, e ingiro mais sumos(não refrigerantes).
Há dias em que só apetece beber, dado o calor imenso.
Por falar em comer, fui... tenho de ir fazer o almoço. Hoje é uma sopinha e franguinho grelhado com arroz branco.

CC

Maria Mendes

Carla disse...

Boa tarde!
Durante o Verão não faço nenhuma questão de tentar fazer dietas, mas o próprio calor e a preguiça das férias fazem com que coma mais saladas e dá mais vontade de se passear durante bastante mais tempo perto da praia. è assim que se consegue ter uma vida mais saudável.

Paulinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulinha disse...

Boa tarde
Verão significa férias, férias significa praia e praia significa biquinis, fatos de banho, escaldões e tudo o mais que se possa imaginar. Por esse motivo, há uma grande preocupação em emagrecer aqueles quilinhos que as roupas de Inverno escondiam. Acho que não tem de ser, de todo, um hábito prejudicial á saúde. É claro que não devemos deixar de comer repentinamente e, como tal, é importante alertar para não cometer excessos durante a estação fria para, depois, não ser tão dificil corrigi-los. Pela primeira vez, este ano, fiz uma dietazinha, que consistiu em comer a minima quantidade de sobremesas possivel, tomar um bom pequeno almoo e trocar as batatas fritas pelo arroz, já que não gosto de saladas. Emagreci 4kg em 2 meses, o que me deixou bastante satisfeita e com auto-estima para as férias deste ano, que tão merecidas são.

Cumprimentos aos convidados e parabéns ao programa
Paula

PEDRO DE CASTRO disse...

Boa tarde,
Cada vez mais temos de ter cuidado com o sol e os nossos verões estão com índices UV altissímos. Gostaria de saber se ao nível da dieta pode ser benéfico reforçar a ingestão de alimentos ricos em licopeno pois já ouvi referências que esta substância ajuda a reforçar a resistência natural da pele aos raios UV. Confirma-se ou é um mito?

Rui disse...

Boa tarde, em primeiro lugar devem ser os pais a limitar o tipo de alimentos disponíveis em casa, sou do tempo em que as bolachas se guardavam no armário fechado à chave. E nunca devemos descurar o prato milagroso que é sopa, um habito que devia ser institucionalizado. :)

Rui disse...

Mas teríamos de ser cozinheiros para nos alimentar bem! Não podemos esquecer que à gente que nem fritar um ovo sabe quanto mais fazer alimentos "criativos".

Deragnu disse...

1 gelado, 1 tosta tipo mista, ships qb, 3 copos de água pouca fresca. Depois mais um gelado e um segredo.

Para a dieta estou a pensar usar a mesma banda (cordão) que a Fernanda usa apertado ao pescoço, mais um pouco e não passa nada. Sem medo Maria, vamos à la plaia.

Anttónio

wintechno disse...

Olá

Sem querer ser mal criado e entendido…
Os seus convidados especialistas e profissionais no ramo alimentar não são propriamente o espelho de pessoas que pratiquem uma alimentação saudável pois apresentam peso a amais (julgo eu). Mas como em tudo “casa de ferreiro espeto de pau”

Bom programa
Carlos

wintechno disse...

Olá

Sem querer ser mal criado e entendido…
Os seus convidados especialistas e profissionais no ramo alimentar não são propriamente o espelho de pessoas que pratiquem uma alimentação saudável pois apresentam peso a amais (julgo eu). Mas como em tudo “casa de ferreiro espeto de pau”

Bom programa
Carlos

manucha disse...

Quando se fala de crianças obesas,não se fala dos produtos e da publicidade dirigida ás crianças, de alimentos completamente desadequados para as crianças, e não estou só a falar de guloseimas.
Tenho dois filhos pequenos e utilizo cereais sem acucar ao qual misturo frutos secos, um dia destes por falta de tempo, optei por comprar cereais ( passo a publicidade Nestum ) e quando fui verificar a percentagem de açucar, fiquei assustada!

Rui disse...

Quanto aos suplementos alimentares, são como o nome diz "suplementos" e não "substitutos", usam-se já em desespero de causa, além de caríssimos, insípidos são uma solução fácil para um problema mais profundo e sobretudo psicológico.

Deragnu disse...

Será que ouvi bem, gelado sem gordura, deve ser como o queijo magro, come-se o dobro pensando que tem metade de gordura e engorda-se o dobro com um sabor para esquecer.

Realmente já há muito reparo nas anafadas defensoras do controle alimentar. Percebe-se porquê, pois os critérios alimentares são errados para além dos princípios de vida.

Eu diria como fazer, mas não me pagam para isso.

Anttónio

ruisa disse...

Costumo acompanhar o vosso programa e decidi dar a minha opinião. sou um jovem de 13 anos e sou um pouco cheiinho, mas como sempre coisas saudáveis (dizem que eu sou gordinho porque como muito depressa) e comparado aos meus amigos que agora devem estar a comer fritos e a beber refrigerantes e doces e são magrinhos, eu como saladas e bebo água e sobremesa um super maxi!
existem muitas crianças obesas - eu não sou obeso, tenho mais 6 kg do que devia ter - e mando a minha opinião: os pais devem ter muito cuidado com a alimentação dos seus filhos, por exemplo vejo muitas crianças a comer coisas com muita gordura e a lamuriarem por terem de beber água enquanto que os outros meninos bebem refrigerantes, como disseram no programa. eu felizmente, fui educado para beber o que devo beber e comer o que devo comer, ou seja, coisas saudáveis.
Cumprimentos
Rui Alves de Sousa

Rosana disse...

Eu acho que em primeiro devemos acabar com os preconceitos fomentados pelos médicos contra os gordos para acabar com a pessão psicológica, depois, não partir do principio que a obesidade é só por causa da alimentação, como a maioria dos médicos fazem, como devem saber há doenças genéticas, da tiroide e outras que provoca o aumento de peso, ou seja, primeiro devem identificar a causa e depois partir para o tratamento.

rui disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Deragnu disse...

Estrelar um ovo tem de ser um homem?

Sem comentários, ou então teria de lhe lembrar quem são os melhores cozinheiros em todo o mundo. Mas adiante, fruta come-se, não se bebe, é só uma pista.

Anttónio

Ferreira disse...

Boa tarde

Muito se fala de excesso de peso, emagrecer, e em especial nas mulheres, mas nós homens tb sofremos com isso.. especialmente com as gorduras localizadas... no meu caso... barriguinha, mas nao é de cerveja ehehehe.

Fiz dieta, e faço exercicio fisico 3 x semana, e perdi peso.. mas nao barriga.

Como se perde barriga (gordura localizada) sem perder peso?

Obrigada

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lady_blogger disse...

Em casa só eu cozinho, o que pode não parecer um alívio, mas para mim é. De momento prefiro que assim seja, e que só eu saiba cozinhar.
Tenho dias em que gosto mais de cozinhar e outros em que nem por isso, mas a família depende de mim para bem se alimentar.

CC

Maria Mendes

PAULO disse...

para uma criança de 4 anos, comer um chocolate kinder ou um bomo-bom todos os dias pode trazer graves consequencias para a sua saúde?

Kika disse...

Boa tarde
O Verão é a pior estação para quem sofre de distúrbios alimentares. Pensa-se no fato de banho, olha-se para o corpo, fica-se deprimida/o e isto reflecte-se ou numa atitude louca de não comer, ou numa febre de comer apenas comida saudável, ou em crises de atacar tudo o que há no frigorífico... e tudo volta ao início, o corpo na mesma ou pior e a auto-estima e, sobretudo, a saúde cada vez mais em baixo.

Rosana disse...

é certo que devemos ter uma alimentação equilibrada, mas nos tempos de hoje quem tem dinheiro para se alimentar saudávelmente? Muita gente já se dá por ter sorte de ter um prato de comida, seja ela saudável ou não.
Eu tenho vindo a notar que quanto mais falam da obesidade mais ouço falar em mais casos de tuberculose, anoréxia, bolimismo e outras doenças do genero. Será que as pessoas não estarão a tentar emagrecer a todo o custo, para escaparem ao preconceito, alimentado por muitos médicos?

Florbela disse...

Boa tarde,

O mais incomodativo de ter uns quilinhos a mais, são os olhares incomodativos, de repugnância até!

Esquecem-se de doenças, como o factor genético, a obesidade mórbida, etc.

Mais parece, que temos que obedecer a um padrão de beleza, para não sermos socialmente excluídos.

Florbela

lady_blogger disse...

Florbela, não ligue a esses que a excluem, exclua-os ou nunca os inclua você da sua lista de amigos.
Para mim que até posso ter uns quilos a mais, mas até me acham magra, a gordura ou magreza não determina os laços que me poderão ligar às pessoas, há coisas tão mais importantes para avaliar a personalidade dos outros.

CC

Maria Mendes

Deragnu disse...

Para o Rui Alves de Sousa

Se continuar assim e fazer algum exercicio, mais dois três anos e ficará normal ou até magro se preciso for. Nada de loucuras a idade vai corrigir. Já passou pelos meus filhos essa situação e outras.

Anttónio