sexta-feira, julho 25

Rosto - espelho da alma?

Serão apenas os olhos o espelho da nossa alma ou todo o nosso rosto poderá servir como uma impressão digital?
Quais as repercussões de um sorriso no desenvolvimento das emoções e das relações interpessoais? De acordo com um estudo nacional realizado de 2003 a 2006, os tipos de sorriso largo e superior exercem efeito terapêutico em pessoas depressivas, sendo que os das mulheres exercem mais efeito do que os dos homens.
Por outro lado, como se reconhecem emoções básicas através da expressão facial em bebés, adolescentes ou idosos?
No Sociedade Civil, vamos falar com os melhores especialistas de forma a identificar e reconhecer a expressão facial bem como as suas diversas aplicações, por exemplo na área da justiça.

Convidados:

Freitas-Magalhães, Director do Laboratório de Expressão Facial da Emoção
Miguel Stanley, Médico Dentista
Carlos Poiares, Psicólogo Criminal

40 comentários:

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lady_blogger disse...

Todo o nosso corpo pode ser expressão de nós próprios, ou porque tem um sinal, ou uma tatuagem, ou costuras de intervenções cirurgicas e também porque reage a estímulos. Nós não temos somente impressões digitais, nós próprios somos como que uma impressão digital manipulável e mutável ao longo do tempo.
Vi pelo menos 2 vezes um documentário talvez da RTP1 ou RTP2, em que era referido que na realação com outras pessoas conseguimos apercebermo-nos se gostaram de nós e até se nos estão a mentir. Falaram inclusivé do célebre escândalo do Bill Clinton, e disseram que nas suas expressões faciais houve franzidos denunciantes. Para sabermos se alguém com quem falamos num frente a frente até simpatiza connosco, basta observar com atenção os gestos e expressões, pois caso goste de nós tenderá inconscientemente imitar alguns dos nossos gestos.
Sabendo eu que há casos de pessoas que padecem de Síndrome de Moebius, calculo que será difícil de achar que essas pessoas sejam simpáticas, isto porque não esboçam um sorriso, e obviamente a primeira coisa que nos vem à mente é que se trata de alguém antipático quando na realidade não é.
As mulheres dado a maiores problemas hormonais, podem até chorar com vontade de rir, e até rirem sem parar, ou num dado dia nem conseguirem rir de uma piada que num dia normal achariam imensa graça.
Tanto no homem como na mullher existe o sorriso sincero e o falso, este último a reconhecer-se bem porque geralmente termina num dos cantos da boca.
O riso e o sorriso são já encarados como uma solução natural para o maléfico stress, e há já quem dedique tempo a sessões de risoterapia em grupo, em que se riem por rir.
Os programas humorísticos por algum motivo têm tido grande audiência em Portugal...


;-)

CC

Maria Mendes

disse...

Boa tarde.

Antes de responde a esta pergunta há uma importante a responder:
O que é a alma? Podem dar uma definição objectiva do que seja a alma? O que é? onde se encontra? é algo material ou imaterial?
Obrigado?

lady_blogger disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lady_blogger disse...

Um sorriso para a Fernanda Freitas;-)

Hoje no Vida do Público, pág.22

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...

Há muito tempo vi outro documentário em que falavam de expressões, e nele se concluía que as raparigas conseguem identificar melhor os estados de alma através de fotos do que os rapazes.

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...

Relembro que a primeira vez que vi em televisão a reacção (das mãos) de Gerry McCann à pergunta se davam sedativos aos filhos, confesso que fiquei logo a duvidar, isto antes de criminalistas virem para a comunicação social falar disto mesmo em que eu já tinha reparado.

CC

Maria Mendes

lady_blogger disse...

Não é só a nossa face que exprime algo, mas sim todo o nosso corpo que reage em consonância com o que pensamos e sentimos.

CC

Maria Mendes

Paulinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulinha disse...

Boa tarde

Sou uma pessoa bastante observadora. Como tal, tiro algumas conclusões através dos comportamentos, acções, palavras ou expressões que são mostradas no dia-a-dia. Uma pessoa sorridente é, antes de mais, alguém que, mesmo com problemas ( todos os temos, independentemente da dimensão) encara a vida de um modo optimista e mostra ao mundo que tem uma enorme alegria de viver. Por outro lado, alguém com mau carácter é uma repulsa a intervenções de terceiros na sua vida pessoal. Na minha opinião, o rosto é, não o espelho, mas a moldura da alma. Não é a nossa alma que se vê através do rosto mas sim a alma que queremos mostrar ao exterior.

Porém, tenho uma dúvida: a diferença entre a palavra 'riso' e a palavra 'sorriso' consiste em quê especificamente? É uma diferença de intensidades ou são sinónimos e podem ser usados nas mesmas circunstâncias?

lady_blogger disse...

Há também os sorrisos amarelos na dupla acepção da palavra, pois podem ser amarelos por serem falsos ou porque se tem uma dentição menos cuidada.
Há quem opte por não sorrir por vergonha de mostrar os dentes, e isso não significa que seja antipático.

CC

Maria Mendes

paulo_xergio disse...

paulo sergio.........barcelos


eu na minha actual escola faço teatro e a espressao facial é o dia a dia das pessoas que fazem teatro..
as vezes um simples traço no rosto da uma ideia totalmente diferente na peça...
logo respondi nao me deixo influenciar pois como lido com a expressao facial sei identificar o que é falso. e o que é verdadeiro ... o teatro faz nos dar ideias e expressões aos outros mas ao mesmo tempo aprendermos a "aldrabar" um sorriso ou uma expressao.

comprimentos a malta SC

lady_blogger disse...

Em alguns países sorri-se menos, faz parte da cultura serem mais tacitúrnos.

CC

Mendes

lady_blogger disse...

Digam ao Dr. Miguel Stanley que houve um webmaster que teve online um espaço com o nome Doutor Preciso de Ajuda e que de facto só recebia pedidos de pessoas em que elas expressavam publicamente os seus problemas, e esse internauta serviu-se da nesciência das pessoas para colocar online algo à semelhança do programa televisivo mas que neste caso não dava resposta viável a quem lhe pedia ajuda.
Sei disso porque conheço quem de certa forma o obrigou a eliminar o site.
Presumo que nem o Dr. Stanley, nem a restante equipa do programa tenham sabido da existência desse site.

CC

Maria Mendes

alexandre costa disse...

Boa Tarde,

Antes de mais gostaria de felicitar o programa pela iniciativa de discutir um tema tão importante como este, uma vez que o rosto é o meio mais importante de comunicação do homem com o meio exterior que o rodeia.

Apesar de ser uma pessoa muito feliz e de bem com a vida, sorrio pouco. Os amigos e familia incentivam-me a sorrir mais, pois dizem que tenho um sorriso bonito. Contudo acho que não, e por isso escondo-me atrás da armadura dos lábios.

Cumprimentos a todos os convidados e à Fernanda. Felicitações pelo excelente trabalho que têm vindo a fazer. Continuem!

Boas Férias

Alexandre Costa

Sandra disse...

Boa Tarde.

O que dizer das pessoas que riem com a boca mas não com os olhos?
Pode isto ser considerado o sorriso institucional?

Sendo institucional, comos e poderá analizá-lo se sai sempre da mesma forma?

Obrigado
Sandra

Joana disse...

Olá a todos!
A nossa sociedade tem vindo a degenerar a expressão natural do rosto...
1º A expressão facial devia ser um reflexo do que vai dentro, tal como as crianças fazem. Hoje em dia aprendemos desde muito cedo a dissimular os nossos sentimentos.
2º A falta de valores faz com que as nossas expressões não sejam muito agradáveis aos outros, pois para além dessa falta (de valores) nos afectar a nós interiormente (pois faz-nos sofrer), a expressão afecta mais frequentemente os outros.
Devíamos de nos conhecer melhor a nós mesmo, talvez facilitasse a sermos mais tranquilos e logo as nossas expressões mais agradáveis.
CC

paulo_xergio disse...

paulo sergio .... barcelos

uma cara nao tem de caracterizar a pessoa. pois há pessoas com uma cara muito expressiva e que se finjem de amigos sorridentes mas na verdade apunhala por tras...
será este o sorriso da verdade ???

Catarina disse...

Dou por mim e entendo as pessoas pelas expressoes, os meus olhos têm mais força que os ouvidos! " A linguagem é uma fonte de mal entendidos"
As pessoas que me conhecem apaixonaram-se pelo meu sorriso, porque por detras de um rosto banal podem se erguer expressoes originais e invulgares!

A alma conhece-se pela expressao!

Catarina, 15 anos

Liliana disse...

É realmente verdade que muitas pessoas não sorriem devido a uma dentição menos cuidada... mas será que todas as pessoas têm condições financeiras para ter acesso a consultas rotineiras e a cuidados específicos? O Dr. Stanley afirmou há pouco que em 3 ou 4 consultas ele e a sua equipa, independentemente do grau de destruição, conseguiam colocar um óptimo sorriso numa pessoa... mas será que todas as pessoas poderão ter acesso a essas consultas? Terão todas as pessoas uma situação económico-financeira que lhes permitam uma intervenção desse género? Obrigada

Inês disse...

O rosto nem sempre é espelho da alma. Toda a gente (com mais ou menos facilidade) consegue esconder certas expressões, apesar de algumas serem quase (ou mesmo) impossíveis.
É óbvio de devemos ter cuidados com a nossa saúde oral mas isso não impede o nosso sorriso. Até posso não ter um "belo" sorriso, mas se me considero uma pessoa feliz, eu sorrio. E implantes dentários por 250€? Com esse dinheiro faço coisas muito mais urgentes. E não é (de certeza!) por causa de esse dinheiro que hei-de parar de sorrir.

carica disse...

Boa tarde,

Sempre tive o tal medo do dentista. Graças aos media também tenho ficado menos ignorante e mais motivada quanto à saúde oral. Embora seja sempre cuidadosa com a minha dentição o meu sorriso não é perfeito.
Mas a coisa mais importante que aprendi à anos e partilho com todos é o poder do sorriso. Sorrio muito. Sorrio por tudo e por nada. Sorrio para os outros e sobretudo para mim. Sorrio mesmo quando estou sozinha. Não me inibo de o fazer e isso melhorou os meus dias.

Obrigada. Ana Chagas

nisa disse...

Parabéns pelo maravilhoso programa, e pelos temas interessantes que tratam diariamente. Tento acompanhar sempre que posso.
Tenho 23 anos, estudante universitária, tenho uns quilinhos a mais, mas o meu grande problema é no meu rosto. Na altura da adoslescência, o meu nariz começou a ficar com uma ligeira "malotinha", esse é o meu grande complexo, se pudesse fazia uma rinoplastia, mas os recursos são poucos. Quando estou com novas pessoas tento sempre esconder o meu perfil, tenho muita vergonha do meu nariz. É das primeiras coisas que farei quando a minha situação económica o permita.
Cumprimentos Marisa, Braga

Sónia disse...

Conforme refere o Professor Carlos Poiares, que muito nos ensina, o tribunal é um palco, onde os actores são manipulados por vários poderes, políticos, sociais, culturas e mesmo pelos media.

nisa disse...

Parabéns pelo maravilhoso programa, e pelos temas interessantes que tratam diariamente. Tento acompanhar sempre que posso.
Tenho 23 anos, estudante universitária, tenho uns quilinhos a mais, mas o meu grande problema é no meu rosto. Na altura da adoslescência, o meu nariz começou a ficar com uma ligeira "malotinha", esse é o meu grande complexo, se pudesse fazia uma rinoplastia, mas os recursos são poucos. Quando estou com novas pessoas tento sempre esconder o meu perfil, tenho muita vergonha do meu nariz. É das primeiras coisas que farei quando a minha situação económica o permita.
Cumprimentos Marisa, Braga

Sónia disse...

Conforme refere o Professor Carlos Poiares, que muito nos ensina, o tribunal é um palco, onde os actores são manipulados por vários poderes, políticos, sociais, culturais, económicos e até pelos media. É por isso, necessário estudar as motivações, para que se possa interpretar a cena do palco e os seus actores, tentando aceder de forma mais fidedigna à verdade.

Deragnu disse...

"Rosto - espelho da alma?"

Pois o certo será "As nossas acções e quando compreendidas, são o espelho da alma".

Eu que fui durante anos a fio, não um traficante de sorrisos, mas sim um distribuidor dos mesmos, hoje, hoje os mesmos porque alguns os usam para manipular, já não tem o mesmo significado. Perdemos todos, bem sei, mas a valorização não foi feita e agora é tarde.

Anttónio

manuela disse...

Boa tarde!
Sou professora e há 3 anos tive oportunidade, enquanto Directora de turma do 6º ano de escolaridade, sensibilizar os meus alunos para a necessidade de se manter uma boa higiene e saúde oral. Alguns deles começaram a levar a escova e a pasta dentifríca para a escola. No entanto, a pressão dos pares que os "gozavam" levou-os a desistir :-( Porque valorizo esta dimensão de formação, quero deixar uma palavra de incentivo ao Dr. Miguel Stanley para que não desista de promover acções junto das nossas escolas no âmbito deste tema. Bem haja!

Paulo disse...

Boa tarde

Como actor devo dizer que considero falsa a ideia de que as expressões dos actores são falsas.

Quando há tempo para preparar bem uma personagem um actor digno desse nome pode, se for esse o seu objectivo, sentir as emoções, viver, quando representa, as siatuações. Como que acreditar que é verdade o que representa, ser honesto naquilo que faz.

Representar não é fingir. Não é necessariamente colocar uma máscara; é viver a máscara. Como uma espécie de auto-hipnóse.

Claro que devemos sempre estar por trás a controlar o processo para evitar que alguém se magoe; e sempre que acabamos o trabalho deixamos a personagem no teatro para evitar perturbações de personalidade graves (o que já aconteceu pela profundidade de determinados trabalhos e processos).

As falsas expressões só surgem quando um actor não vivência o que representa, não se envolve no trabalho. Doutra forma elas surgem naturalmente porque derivam da situação que está a ser vivida.

Grato pelo vosso trabalho.

Tiago Cruz.

Deragnu disse...

Nunca estive de acordo com o ditado popular, "MUITO RISO POUCO SISO", no entanto sou levado a aceitar e deitar-me a rir e a gargalhar desvairadamente:

Quando alguém diz que o nosso sistema de saúde é bom.

Quando alguém se lembra de que todos teremos de pagar a electricidade que alguns não pagaram.

Quando desaparecem 74 000 processos de revalidação de cartas de condução.

Quando pessoas honestas são insultadas em tribunal por juízas.

Quando processos se arrastam dezenas de anos, sem qualquer justificação.

Quando a Segurança Social, não o é.

Quando o IEFP, fomenta o desemprego com cursos e condições desfasadas e desarticuladas.

Etc.

É tudo para rir, mas o "etc" é que me "parte todo"

Anttónio

Grifo disse...

Na minha opinião, nenhuma conclusão poderá ser considerada segura, tendo em vista que muitas pessoas sabem esconder ou alterar o que vão exprimir com o rosto. Acho uma forma de aplicação na justiça com demasiados senãos...

Coca disse...

boa tarde parabens pelo programa
o problema dos sorrisoa é que custa carissimo compolos

Coca disse...

é uma pena pois existe a necessidade

Rui disse...

De facto "o sorriso é uma breve curva que tudo pode endireitar", como Diz o vosso convidado Freitas-Magalhães.
Mas noto que nem todos se encontram habilitados para o uso desta arma... poderosissíma. Quantas e quantas fezes, e pegando num exemplo banal, nos dirigimos a serviços como postos de abastecimento, caixas de supermercado e outros que tais e encontramos uma menina, até bem parecida, mas com a maior infelicidade estampada no rosto? Ok, não são trabalhos de sonho para a maioria da população, mas decerto que um sorriso simpático, mais do que mero ponto para uma avaliação de desempenho por parte da entidade patronal, serviria para que essa pessoa se sentisse muito melhor, transformando os seus males e dificuldades num sorriso simpático e acolhedor. Qqui vai o meu :D

For@-da-lei disse...

Concordei com algumas das partilhas dos convidados do programa.Concordo que de facto o rosto é o espelho da alma e, os olhos reflectem esse fundo.
Cada um deve de assumir o rosto que tem sem recorrer aos artifícios da estética.Porque o mais importante é o rosto da alma,esse que na maioria das vezes a sociedade nos tenta ocultar e nos quer ver com demasiada máscaras.
Por isso valorizo tanto os povos que ainda são francamente genuínos no seu habitat.
Programa que dava pano para mangas.

Muito bom:)Felicidades :)

Maria Manuel Teixeira disse...

Boa tarde a todos!Parabéns pelo excelente painel de convidados.
Sou uma pessoa extrovertida e simpática,muito sorridente,adoro uma boa gargalhada ou um simples sorriso ternurento...o sorriso é, por excelência, aquilo que mais aprecio no ser humano!
No entanto,na maioria das vezes,expresso um sorriso "condicionado".Ou seja,apesar de sorrir de forma bastante expressiva,tento sempre que os lábios se mantenham juntos para que a minha dentição não se veja.Porquê?Precisamente porque tenho os caninos muito afiados e um dos caninos está parcialmente de lado,o que de alguma forma desfigura o meu sorriso.Além disso,tenho um dente a menos, estando este espaço ainda preenchido com um "dente de leite" (tenho 36 anos!), que teima em não cair, apesar de abanar.
Concordo que nem sempre se consegue manipular os músculos envolvidos no sorriso, mas também é certo que se consegue condicioná-lo ("manipulá-lo!") em função da nossa "insatisfação" com a dentição, o que por vezes pode alterar a veracidade da expressão ou a autenticidade do sorriso.
Considero que o sorriso humano é a "porta de entrada" no nosso Eu, isto é, é o "convite" mais expressivo e verdadeiro que o ser humano dispõe para se mostrar ao mundo e se abrir ao outro.

Maria Manuel Teixeira
Psicóloga (pela UFP)
Aluna de Mestrado da UFP

lady_blogger disse...

Boas férias do SC para a Fernandinha e equipa CI.

Até breve.


CC

Maria Mendes
(sempre contactável nos meus blogs)

AG disse...

A tocar pela rama, e sem querer apontar o dedo: que seja feito antes de mais um:
" EXTREME MAKEOVER " - ás mentalidades plásticas futeis.

---

Boas férias, com saudades civis!
Um Bem-Hajam, todos vós! :D

---

( in Público: um cognome bem aplicado e curioso: "...a solidária"
Continuação de bom trabalho! Que este programa seja o "meio cirúrgico" ( não plástico, nem de aparências ) para cada um se sentir, cada vez melhor consigo mesmo!! )

H&M disse...

Lembrei-me do tema do programa de ontem, quando esta manhã, uma comentadora numa das televisões nacionais comentava o pedido de Manuela Ferreira Leite aos fotógrafos, para não a fotografarem de perna cruzada e a rir.
Ferreira Leite poderia ser uma das personagens do livro de Humberto Ecco, sobre a questão do riso, O Nome da Rosa.

VGarcia disse...

O rosto como espelho da alma...depende da perspectiva. De facto, constitui-se, na medida em que através do rosto, das nossas expressões, se demonstram todos os sentimentos que nos dominam. Sabemos quando uma pessoa está doente, triste, "abatida", através das suas espressões, dos seus sorrisos. Mas esses, os sorrisos, também podem enganar. Todos conhecemos os chamados "sorrisos amarelos". Por vezes sorrimos falsamente, numa tentativa de iludir aqueles que nos são próximos de que está tudo bem.
O rosto é, de facto, um espelho de tudo aquilo que nos vai na alma, mas consegue também ser uma máscara que esconde, por vezes, aquilo que não queremos que se veja. Quando conhecemos bem uma determinada pessoa, conhecemos as suas expressões a ponto de afirmar se aquele é, ou não, um sorriso verdadeiro, de alegria, tristeza, agradecimento, ou outro qualquer sentimento que a domine.Acredito que um olhar, esse sim, tem a maravilhosa capacidade de dizer coisas para as quais podem não existir palavras.
O olhar é a nossa mais sincera voz mas o rosto....tal como uma moeda, tem duas faces, duas utilidades.

Vera Garcia