sexta-feira, dezembro 19

Dar Saúde ao Próximo

O que têm a Cruz Vermelha Portuguesa, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a Sociedade Ponto Verde e a Fundação do Gil em comum? A solidariedade na área da saúde. Oferta de consultas e rastreios, apoio domiciliário, melhoria das condições de vida dos doentes – a lista de apoios a custo zero para o utente é vasta e vai ficar a conhece-la no Sociedade Civil.São projectos oriundos dos mais variados quadrantes da sociedade que se preocupam com o estado da saúde dos portugueses. No último Sociedade Civil antes do Natal conheça os projectos, as campanhas, as preocupações e as expectativas destas instituições para a ajuda ao próximo quando o tema é a saúde.

Convidados
Ana Martins, Directora do Departamento de Acção Social da Fundação AMI
Cristina Louro, Vice-Pres. Da Cruz Vermelha Portuguesa
Emília Rodrigues, SOS Hepatites
Margarida Pinto Correia, Fundação do Gil

9 comentários:

Femme disse...

Oi pessoal! pra quem quiser pesquisar algo sobre qualquer área da saúde aí vai um link interessante: http://www.ziipi.com/result?pesquisa=sa%FAde

cláudia disse...

Deve a saúde depender da solidariedade?
Não deveria o Estado garantir o direito aos cuidados de saúde a todos os cidadãos?

P.S: Voltamos à velha questão que já foi abordada na terça-feira, no vosso programa sobre responsabilidade social.

cláudia disse...

De que forma podemos ajudar a SOS Hepatites? Gostaria de ajudar mas não sei como.

Madalena disse...

Tenho 16 anos e gostava imenso de fazer voluntariado, será possivel com a minha idade?

PEDRO DE CASTRO disse...

Boa tarde,
sem dúvida dar saúde ao próximo é necessário pois os problemas não acontecem só aos outros.

Várias campanhas conseguem a adesão, mas as mentalidades têm de mudar. Já se falou do cancro da mama, que de alguma forma tem conseguido realizar campanhas com visibilidade.
Eu já tive cancro de pele (melanoma) com 25 anos (hoje tenho 29) e devo dizer que me assusta a falta de informação que existe na sociedade sobre este problema que está a aumentar drasticamente nas sociedades ocidentais.

Sempre que posso passo a mensagem de dias de rastreio gratuitos que vão acontecer, para que familia e amigos possam estar informados e passar palavra e assim estarem mais informados sobre a sua condição.

Gostaria também de saber como é possível colaborar como voluntário com as instituições hoje representadas no programa?

Pedro
Lisboa

Florbela disse...

Boa tarde,

Não poderia deixar de desejar umas boas festas para todos os participantes do SC, inclusive, os daqui do blog.

Boas férias e um Santo Natal!

Florbela

Leonor disse...

eu tambem tenho 16 anos e ja algum tempo que gostaria de fazer voluntariado, mas a minha mae esta sempre a dizer que sou muito nova, e agora que estou de ferias gostava de ajudar os outros, será possivel?

Leonor

Marisa disse...

Boa tarde.Chamo-me Marisa e soube ontem através das noticias que a Associação Sol se encontra numa situação crítica,estando as suas crianças sem agua e consequentemente sem condições mínimas de saneamento,higíene e conforto básico.Enquanto sociedade civil em que é possível ajudar?esta situação ja está a ser minimizada por alguma autoridade?

Emilia Rodrigues disse...

Claudia

tentei entrar en contacto consigo e não consegui. Assim peço-lhe que entre em contacto comigo para o
962 665 778

Obrigada

Emilia Rodrigues
SOS Hepatites