sexta-feira, junho 19

Quem quer ser modelo?

Afinal, o que é preciso para entrar no mundo da moda? As tradicionais medidas 86-60-86 parecem ter passado à história, já que hoje em dia as preocupações recaem mais no aspecto holístico: cabelo, pele, personalidade, altura e peso. A morte de Ana Carolina, modelo brasileira, de 21 anos, na sequência de uma anorexia nervosa, e de uma outra manequim do Uruguai, durante um desfile, por não comer há vários dias, lançou a polémica junto das grandes capitais da moda - que fazer para combater situações como estas? Por outro lado, a carreira de modelo abre várias portas, nomeadamente no mundo da representação. Quais os cursos de qualidade? Como impedir uma vocação de se transformar numa doença? É obvio seguir por uma carreira de actor?

Convidados:
Fátima Lopes
, Criadora de Moda
Rubim Fonseca, Modelo e Empresário
Maria João Fagundes, Psicóloga
Isabel do Carmo, Médica Endocrinologista

12 comentários:

Kuadribal disse...

Sempre foi um sonho,mas nunca tive apoio de ninguém...tento lutar por chegar lá...Não é só pela fama,é por aquilo que sou,por aquilo que gosto,as roupas,os cuidados,a sociedade da moda...é tudo um sonho,e não vou desistir...Eu até tenho medidas ideais,mas a moda tem qualquer medida...

Joana Vieira disse...

Chamo-me Joana e tenho 15 anos.
Nunca estive muito virada para a moda ou para a perfeição corporal. Gosto de mim assim e penso que é uma grande parvoice tentarmos atinguir um estado de perfeiçao, mesmo sabendo que isso pode prejudicar a nossa saude e acabar com o sonho que queremos realizar. Penso que se nao houvesse, (não sei bem como explicar), uma selecçao entre bonitos e menos bonitos nao haveria tantos problemas de personalidade, depressoes e coisas assim, e afinal a moda deve ser para todos e todos devem estar presentes.

Sylvie disse...

Boa tarde!
Eu concordo com a Fátima Lopes quando diz que n existem tantas manequins extremamente magras assim!
Excessivamente magra sou eu por exemplo (índice massa muscular:16, peso 50Kg e meço 1,79). No meu caso é também genético. Por mt que coma nunca consigo passar dos 50 e poucos kilos, infelizmente, pois sei que sou demasiado magra e sinto-me mt mal cmg própria, com a minha imagem. Acho que as modelos (e qlq pessoa) não ficam bem assim tão magras! até porque é frequente associar a extrema magreza com doenças! O ideal é o peso correcto e com o qual a pessoa se veja e sinta saudável!

Leonor disse...

Boa tarde,

o meu nome é Maria Leonor e fui paciente da Dr. Isabel do Carmo, devido a excesso de peso. é claro que uma das causas da ida à consulta era uma imposição social da magreza, mas essencialmente por uma questão de saude. emagreci aproximadamente de 20kg. Nunca "passei fome" e hoje tenho uma alimentação saudavel, não considero que tenha feito uma dieta, apenas aprendi a comer

Kuadribal disse...

Sempre foi um sonho,mas nunca tive apoio de ninguém...tento lutar por chegar lá...Não é só pela fama,é por aquilo que sou,por aquilo que gosto,as roupas,os cuidados,a sociedade da moda...é tudo um sonho,e não vou desistir...Eu até tenho medidas ideais,mas a moda tem qualquer medida...

Kanina disse...

Ainda bem que as coisas estao a mudar no mundo da moda, porque ver esqueletos a andar numa passerele nao é coisa que me entusiasme por mais bonitas, caras, luxuosas, etc... que as roupas sejam...

Depois ser modelo nao me atrai... Claro que ja sonhei com isso, como em ser actriz, escritora etc, mas na adolescencia como todas as adolescentes... Seriamente nunca...

Pinto disse...

Boa tarde a todos os participantes.

A minha questão fica para os mais entendidos da moda é o seguinte:
O músculo ainda está na moda?
Deixo a pergunta tendo 18 anos pesando 83 quilos com 18% de gordura no corpo, sendo viciado em desporto.

Melhores cumprimentos e parabéns pelo programa.

FOAM_BORN disse...

E se se descentralziarem da compleição, também é evidente que a moda impinge, de forma quase discreta, a ideia da eugenia a converger nos povos arianos e eslavos, e hoje mais do que perder peso, os ensaios sao de aproximaçao ao ideal nazi, recorre-se a lentes e cobre-se evita-se sair nas horas de maior incidencia de UVs

alice disse...

já fui abordada na minha escola para fazer um casting. Não aceitei apesar de ser caro, às vezes tenho um certo medo, pelas noticias que ouço e por aquilo que vejo. Tenho apenas 14 anos mas a minha mãe já me alerta sobre os perigos que às vezes isso implica. Mas, a moda também tem muitas vantagens e triunfos e acho que a fatima lopes é um óptimo exemplo disso.

critico disse...

O que se diz a um rapaz que sonhe ser modelo, que tenha uma beleza invulgar e diferente, mas que não possua altura suficiente, como 1,74cm e que ande por volta dos 6o e tal quilos? porque é esse o seu passo normal!

Sao aspectos fisicos que nao se podem alterar, embora na China milhares de raparigas aumentem 3/4 centimentros com operaçoes dolorosíssimas que envolvem ferros e o corte total e posterior uniao dos ossos.

Daniela disse...

Boa tarde,
Podiam colocar em rodapé o endereço que o Sr. Rubim Fonseca disse?

Obrigada!

Alexandra disse...

Boa Tarde,
Aos 15 anos fui abordada para fazer testes para uma agência de modelos... a verdade é que nunca compareci. Infelismente hoje com 30 anos, os meus 57 Kg e 1.75m também já é tarde...
Não querendo parecer convencida, tenho a perfeita noção de que tenho corpo de manequim, mas não o faço de propósito, simplesmente sou alta e magra, nem consigo engordar por mais que queira. Porém há pessoas que julgam mal e pensam que uma pessoa passa fome pra obter esse corpo.