segunda-feira, junho 22

Sexo na adolescência

Um estudo levado a cabo pelo investigador Duarte Vilar, presidente da APF, indica que a vida sexual dos jovens começa em média aos 14 anos, no caso dos rapazes, e aos 15 para as raparigas. 42% dos alunos inquiridos neste estudo já tinham tido relações sexuais.
Com isto queremos tentar perceber como começam os relacionamentos dos jovens. Sem esquecer os 3,8% que admitiram que tiveram relações homossexuais. Muitos ainda optam pelo cibersexo onde as pessoas procuram prazer sem contacto físico. Estão informados? São descuidados? Comprometem-se em relações para ter sexo? Fazem sem qualquer tipo de responsabilidade? Falam com os pais? Com os professores? Entre eles? Todos iniciam a sua sexualidade de forma precoce?
Convidados:
Duarte Vilar, Diretor Executivo da Associação para o Planeamento Familiar
Susana Ramos, Vice-presidente do Instituto Português da Juventude
Pedro Vasconcelos, Sociólogo e Docente do ISCTE
Teresa Tomé Ribeiro, Investigadora na área de Educação Sexual

12 comentários:

Ana disse...

Com 23 anos, já bem próxima dos 24 anos!! Neste momento tenho 28.
Essa média assusta-me, sou de Lisboa sempre estive em Lisboa e a média relativa às raparigas não corresponde à minha realidade.
Lembro-me que a primeira amiga deixou de ser virgem quando tinha 16 e as outras apenas a partir dos 18 anos.

Ana Prata

Rita Mafalda Bento disse...

Eu sou rapariga, tenho 18 anos e sou virgem... e em algumas coisas concordo com a filosofia do "clube das virgens" porque acho que as pessoas devem perder a sua virgindade com alguém que tenham confiança e sobretudo se houver respeito de ambas as partes.
Acho que ninguem deve ser julgado por ser ou não virgem...
o que interessa é o pensamento da pessoa e nao o que os que nos rodeiam pensam sobre isso.

* disse...

Sou uma adolescente de 17 anos e tenho amigas e amigos meus que apenas iniciaram a sua vida sexual, porque a maioria das pessoas do grupo em que se inseriam já não eram virgens de forma a afirmarem-se. O problema é que apenas procuram copiar os outros nas coisas más, nenhum deles procurou informar-se primeiro. É triste saber que há pessoas assim, que simplesmente o fazem para ser considerados os “maiores”. São influenciados pelo outro a faze-lo, e fazem com qualquer pessoa sem qualquer tipo de preocupações, como as doenças sexualmente transmissíveis. Neste momento acho que apesar de haver muita informação em todo o lado as aulas de Educação Sexual são fundamentais na devida idade. Acho que cada adolescente deve aprender a conhecer o seu corpo e depois escolher a pessoa certa, e quando achar melhor perde a sua virgindade.
Eu perdi a minha virgindade a cerca de um ano, mas ao contrário de muitos jovens, sempre tive relações com a mesma pessoa, e quando o fiz tive a certeza que era isso que eu queria e não fui pressionada a faze-lo. Até porque depois disso falei com a minha mãe ela sempre me apoiou, porque com ela falar sobre sexo nunca foi tabu. E Considero que abertura com a minha mãe me ajudou imenso.

Rita Leite

PsicadelicName disse...

Mesmo escrevendo sob pseudónimo, e representando toda uma equipa de um blog de defesa LGBT, venho comentar o tema de hoje.

O sexo na adolescência sempre existiu, mesmo que escondido... O perigoso é a maior parte dos adultos tentarem mostrar que o sexo na adolescência é errado. Principalmente uma relação homossexual...

Deixo uma pergunta que gostava de ver respondida pelos convidados presentes:
Porque será que os pais desperdiçam tempo a dizer aos filhos que o sexo na juventude é errado, (e principalmente o homossexual, visto que tentam quase sempre reprimir os filhos) envês de se preocuparem em informa-los sobre os riscos e medidas de protecção a tomar?

Comprimentos Saudosos:
PsicadelicName

A resposta à pergunta será resumida e publicada no nosso blog, se assim for permitido.

ana disse...

Boa tarde

Gestaria de saber se os espermatozídes ultrapassam tecidos, como umas calças de ganga, ou tecido de algodão da roupa interior.


Ana Silva Lisboa

gajoVIRGEM_25 disse...

Boa tarde.
Estou preplexo com o programa, tal como fico preplexo ao ver nos ultimos anos programas como os morangos com açucar na concorrencia... Eu tenho 25 anos, e tenho-vos a dizer que sou virgem, nunca tive namorada e nunca beijei ninguem na boca. E como eu conheço muita gente assim. Por isso nao percebo o assunto deste debate e o conteudo desses programas de entretenimento que referi. Penso que o problema é que é a propria televisao que incute esses comportamentos nos adolescentes e este debate ainda contribui mais para que quem nao tenha ainda enveredado pelos caminhos da sexualidade se sinta inferiorizado. Por isso pergunto a voces se nao seria preferivel ignorar estas questoes pelo menos na televisao aberta ?

hugodesousaferreira disse...

Boa Tarde,
Sendo adolescente, e estando muito atento a todas as questões que se levantam, gostava de obter resposta dos convidados aí presentes à seguinte questão:

Porque será que a maioria dos pais tenta reprimir a sexualidade homossexual dos seus filhos?

Aguardo Resposta,
Bom Programa:

Hugo de Sousa Ferreira

José disse...

Boa tarde.
Estou preplexo com o programa, tal como fico preplexo ao ver nos ultimos anos programas como os morangos com açucar na concorrencia... Eu tenho 25 anos, e tenho-vos a dizer que sou virgem, nunca tive namorada e nunca beijei ninguem na boca. E como eu conheço muita gente assim. Por isso nao percebo o assunto deste debate e o conteudo desses programas de entretenimento que referi. Penso que o problema é que é a propria televisao que incute esses comportamentos nos adolescentes e este debate ainda contribui mais para que quem nao tenha ainda enveredado pelos caminhos da sexualidade se sinta inferiorizado. Por isso pergunto a voces se nao seria preferivel ignorar estas questoes pelo menos na televisao aberta ?

joao mendes disse...

boa tarde

tenho 19 anos, ainda nao comecei a minha vida sexual, mas nao me arrependo disso. Antes pelo contrario,sinto tive uma especie de formaçao ate agora, e sei que quando começar a minha vida sexual estarei completamente preparado e sem qualquer tipo de duvida...

cumprimentos
joao

josecarlos disse...

Julgo que o sexo na adolescência é uma inevitabilidade, porém penso que esse comportamento não resulta de um opção meramente pessoal mas da pressão social dos pares e de pensadores diletantes como o seu convidado Pedro Vasconcelos que à falta de argumentos positivos sempre evocam as instituições e o obscurantismo como os responsáveis por todos os males do mundo, e como se as opções pessoais fossem redutíveis a uma normativa de natureza ética fixa e não gradativa.

martagaspar disse...

Boa tarde.
Realmente não sei lidar com a sexualidade na adolescencia por ter pertencido a outra época.Com uma neta de 17 e outra de 14 sinto-me apavorada e só entregando tudo na mão de Deus.Jovens disponíveis? Só para o computador e televisão. Já nem querem ir à praia.A minha cabeça funciona como quando tinha 30 ou 40 mas não chego lá...As solicitações são imensas para estes jovens!

mariane disse...

Bom Dia

Bem achho que o sexo na adolescência e falta de dialago com os pais,pois grande maioria dos adolescentes fazem sexo sem pensar sem camizinha sem orientão isso resulta em doenças,gradizez etc.acho que se os pais tivençem mais d ialago com os filhos isso não aconteçese
Obrigado