quarta-feira, junho 16

Saúde oral

O investimento do Estado na saúde oral foi em 2009 de 25 milhões de euros, em parte pela criação dos cheque-dentista para crianças, agora alargados aos mais idosos.
Portugal tem uma fraca saúde oral: mais de um terço dos portugueses tem uma prótese e menos de metade consultou um médico dentista no ano passado.
Muitos justificam estes dados com o facto da saude oral ancorar-se apenas no sector privado – dado que não é estratégia do Ministério da Saúde incluir estes profissionais no SNS.
Mas afinal como se pode fazer prevenção nesta área quando o Estado não dá as respostas adequadas? Quem são os atores da prevenção da saúde oral em Portugal? Que conselhos dar aos espectadores para manterem a saúde da boca?

Convidados:
Paulo Melo
, Secretário-Geral e Pres. Do Conselho Directivo da Ordem dos Médicos Dentistas
Margarida Jordão, Membro da Equipa de Saúde Oral da Direcção-Geral da Saúde
Miguel Pavão, Presidente ONG Mundo a Sorrir
António Hipólito de Aguiar, Resp. Pelouro da Saúde da Junta de Freguesia de S. Domingos de Benfica

13 comentários:

Martinha disse...

o problema da saúde oral é mesmo esse, é um problema monetário mas mais do que isso é um problema de educação.

A destartarização deve fazer-se uma vez por ano?
Comer chicletes(ñ sei se é assim que se escreve) faz mal aos dentes?
Quantas vezes se deve lavar os dentes por dia?
Usar o escovilhão ou fio dentário?

Já há algum tempo tenho seguido a regra de não comer produtos açúcarados antes de dormir e apercebo-me que a minha saúde oral anda um pouco melhor.

Vitor disse...

Antes do 25 de Abril havia consultas de Dentista, nos postos de saúde estatal.
Hoje se quisermos tratar da nossa boca e dentes com urgência, temos que pagar no minímo 40 euros, para extrair um dente.
Como é que se formam dentistas na universidade estatal, para depois não termos o apoio na saúde pública.
Os "Cheque Dentista" é uma farsa, é válido só para um diagnóstico primário, porque depois temos que pagar o preço exorbitante de um negócio.
Portugal neste momemto é uma enorme feira de propaganda e marketing.

João Carlos disse...

Claro que já fui ao dentista este ano!! Afinal toda a gente pode pagar pelo menos 70 euros para uma consulta ou esperar pelo menos 5 meses para ser muito mal atendido no serviço nacional de saude. Mesmo muito mal.

Inês disse...

Boa tarde.

Eu e a minha irmã temos um problema grave na posição dos dentes, que tem de ser resolvido recorrendo a aparelhos. Temos 20 e 14 anos, respectivamente. Esta correcção custa cerca 2.400 euros, e é uma quantia que a minha família não consegue suportar.
Estou, então, a contactá-los para lhes perguntar, uma vez que estão a abordar este tema, se conhecem alguma ajuda do estado, algum apoio ou serviços, para famílias carenciadas relativas à correcção dos dentes.
Não sei se existem ajudas para pessoas com a minha idade, mas, tanto eu como a minha irmã estamos ainda a estudar.

Agradeço qualquer informação que me possam dar,
Muito Obrigada,
Inês

Antístenes disse...

Boa tarde,
tenho um filho de 8 anos numa escola do 3º sector, e não sei como obter o "Cheque Dentista", por isso faço 2 perguntas simples:

O "Cheque Dentista" é só para as crianças que estudem na escola pública?

Como se obtem o "Cheque Dentista" para as crianças?

Obrigado.

ﻣﺤﻤﺪ Rachid disse...

Boa tarde :-)
Alguns tipos de verduras, legumes e frutas são considerados detergentes, devido ao fato de eliminarem - durante o processo mastigatório - resíduos de outras comidas que ficaram aderidos à superfície dental, promovendo uma autolimpeza na boca.

Esses alimentos aumentam a produção de saliva - elevando o pH na boca - e formam uma barreira entre o dente e a placa bacteriana, limitando a ação dos ácidos produzidos pelas bactérias que são responsáveis pela formação da cárie.

Ricos em vitaminas, eles não só protegem os dentes - ajudando a manter o sorriso saudável e perfeito - como também cuidam da saúde, agindo como uma barreira no organismo e evitando várias doenças.
isto é um "copy and paste"

Miguel disse...

Boa Tarde... Chamo-me Miguel, 14 anos e esta questão da higiene oral é muito deixada de parte por a maior parte dos adolescentes pois por muito rápido que seja é sempre chato ter que deixar de fazer algo para ir lavar os dentes que é o meu caso...

Acho que desde pequenos, os nossos pais deviam insistir mais na higiene e mais campanhas publicitárias deveriam ser criadas para realmente as pessoas perceberem que é mesmo importante...

Paulo Saraiva disse...

Sou médico dentista. Recebi há 2 semanas do estado 50% do valor dos tratamentos terminados há 2 anos (DOIS ANOS! - Disseram-nos na altura que demorariam um máximo de 60 dias a pagar qualquer tratamento); continuam por receber mais de 4000 euros e pergunto-me quando prevê o estado cumprir com as suas obrigações; isto de financiar medidas demagógicas pagas pelo contribuinte começa a ser escandaloso...

Antístenes disse...

Obrigado pela resposta.

Mas gostaria de dizer à senhora Margarida Jordão, que pelo que foi dito, compete à escola dar o cheque, logo a responsabilidade 1ª da pró-actividade é da escola e não dos pais!

Além disso, para 1 pai ser "pró-activo" tem de saber que o "Cheque Dentista" existe!

Só hoje, graças a este programa, é que percebi o que era o "Cheque Dentista".

O meu bem haja à produção!

Mariana disse...

Acho que a sociedade é um todo muito grande ,é pena que só as crianças , idosos e gravidas seijam apoiados , jovens e adultos pelos vistos nao devem ter problemas. So tenho a dizer que é lamentavel a saúde oral que é um dos sectores mais importantes na saúde não ser incluido no Serviço Nacional de Saúde .

João disse...

JOÃO

Os cheques dentistas vieram preencher uma lacuna na saúde oral mas ainda não chega.
Existem indígenas na amazônia com 50 anos que não usam Pepsodent e têm mais dentes do que muitos jovens portugueses de 20 anos.
Se a Coca-cola, o tabaco e muitos outros produtos abrasivos para o esmalte dos dentes têm milhões para patrocinar campeonatos do mundo de futebol, equipas de futebol e etc, não podem ser taxados em por exemplo 0,5% por trimestre nas receitas líquidas em prol de serviços dentários e só para esse fim? Ou só servem para criar peso no SNS para tratar obesidade, cancros dos pulmões e etc?

MJBrito disse...

Boa tarde
Na escola do meu filho de 5 anos as crianças escovam os dentes após o almoço, o que é uma medida muito positiva. Contudo, são as próprias crianças que passam a escova por água no final, no caso do meu filho muito mal (a avaliar pelas partes pretas entre as cerdas que observo quando a escova vem para casa para ser trocada) levando ao crescimento de bactérias...
Será que as escolas são alertadas para este problema?
Maria José Brito

MJBrito disse...

Boa tarde
Falou-se há pouco nas consequências de uma má saúde oral para a saúde geral e sobre isto tenho uma questão a colocar.
Na escola do meu filho de 5 anos, as crianças escovam os dentes após o almoço, o que é uma medida muito positiva. Contudo, são as próprias crianças que passam a escova por água no final, no caso do meu filho muito mal (a avaliar pelas partes pretas entre as cerdas que observo quando a escova vem para casa para ser trocada) levando ao crescimento de bactérias...
Será que as escolas são alertadas para este problema?
Maria José Brito