terça-feira, novembro 2

Desemprego de longa duração

Mais de 50% dos desempregados acima dos 40 anos não conseguem encontrar trabalho há mais de um ano.
Da análise dos números ressalta que cerca de 114 mil pessoas não são chamadas para entrevistas de emprego e que as empresas continuam a recusá-las. Muitos deles tentam junto da Segurança Social antecipar o seu estado de reformados, sabendo por antecipação que o mercado não os vai integrar.
O que faz com que uma pessoa fique obsoleta aos 40 anos? É por falta de qualificações? Ou porque o mercado prefere jovens eventualmente porque são mais baratos, saudáveis e incansáveis? Com que motivação se procura uma nova vida?
Vamos com este programa dar a conhecer algumas soluções para que estas pessoas possam voltar ao mundo laboral.

Convidados:
Nuno Fernandes Thomaz, Vice-presidente da Acege – Ass. Cristã de Empresários e Gestores
José Alarcão Troni, Vice-Presidente da Assembleia Geral da CNAF
Sara Ribeiro, Directora do Departamento de Emprego do IEFP
Miguel Faro Viana, Ass. Port. dos Gestores e Técnicos dos Recursos Humanos

10 comentários:

pcnomundo disse...

qual o site do ecobook

md arte sacra disse...

Boa tarde estou a ver-vos sou pintor de arte sacra e tenho um blog em mdartesacra.blogspot.com tento divulgar o meu trabalho de várias formas sem qualquer êxito. Se o que faço nao são mais valias o que será?

Ana disse...

Embora no meu caso não chegue aos 40 anos (tenho 35 anos), conheço muito quem tenha e esteja há mais de 2 anos desempregados.
As empresas são pouco "espertas" no recrutamento.
Falando de um caso em particular que me faz pensar nessa falta de "esperteza": Mulher de 48 anos, com o 2º ano do ciclo, muito bem posta e educada, com experiência de mais de 25 anos a atender em lojas de roupa, roupa "fina".
Como a loja em que trabalhava fechou porque o proprietário decidiu (conforme seu direito) reformar-se, está desempregada há cerca de 3 anos.
Pedem-lhe o 12º ano, mas a experiência não importa...

Acho que há desempregados e desempregados.
Ela passa muito tempo no centro de emprego a tentar várias soluções... nem sequer para entrevistas a chamam. Ajudei-a a fazer um curriculum vitae e uma carta de apresentação, evidenciando como é óbvio a sua experiência profissional.
Não serve de nada.

Milton disse...

Excelente programa....não podia ter sido melhor e a calhar! Encontro-me no desemprego há mais de um ano e meio. Experiência com mais de 20 anos na área da gestão da formação (tão necessária nas empresas hoje em dia) em grandes cadéias hoteleiras internacionais. Tenho enviado mais de uma dezena de resposta a ofertas de emprego, candidaturas espontâneas e outras iniciativas sem ter sucesso....Muitas das respostas: 46 anos de idade, experiência acima do perfil solicitado, etc

Glória disse...

Fala-se de habilitações, no caso, de os mais novos terem mais habilitações do que os mais velhos, mas, não se faz uma distinção (que não abona a favor do ensino): muitos dos mais novos têm, de facto, formalmente, mais habilitações. Mas, dada a degradação do ensino, na prática, não existe uma correspondência, entre essas habilitações e o seu «know how».
GAC

Isabel disse...

Estou desempregada já há dois anos, tenho 49 anos e trabalhei com advogados durante 23 anos. Tenho o curso de secretariado de direcção, na altura era só necessario o 9º para tirar este curso. Quando fiquei dempregada tirei o 12º ano; já fiz várias tentativas junto do fundo de desemprego para arranjar trabalho mas sem sucesso, gostaria de frequentar cursos de reciclagem ou outros, mas nunca existem, segundo dizem neste instituto, ora custear um curso é impossivel. É engraçado como muita gente refere que o centro de desemprego ajuda, isso é mentira, em dois anos nunca me chamaram para nada. E a luta pela minha parte é continua para arranjar um trabalho.

Isabel disse...

Oferta formativa a quem tem o 12º pelo iefp? è mentira não existe mesmo.

Ana disse...

Como iria eu reclamar para o tribunal por anúncio discriminativo de idade, não tenho dinheiro para isso!
E não me venham dizer que isso é gratuito!

Isabel disse...

Reclamar por indiscriminação? E provar? É como o assédio sexual dos patrões perante os empregados. A palavra do patrão é que vale-

Portugal Decosta disse...

Boa tarde,
o número de anúncios com idade é bastante grande!
É só pegar no Expresso...