quinta-feira, janeiro 27

Alimentos biológicos

Entende-se por agricultura biológica uma forma de cultivar alimentos aplicando métodos tradicionais, mas recorrendo a conhecimentos atuais e científicos. Hoje, no nosso país, a área de cultivo correspondente a esta técnica está nos 6,3% e a tendência é crescer exponencialmente. O crescimento deve-se, em parte, aos apoios atribuídos pela União Europeia. Mas que benefícios tem para a nossa saúde a ingestão destes alimentos sem químicos? Há estudos que compravam as vantagens em relação à agricultura tradicional, com pesticidas? Porque continuam a ser mais caros? São amigos do ambiente? Todas as dúvidas serão respondidas neste SC.

Convidados:
José Vasco Matafome, Pres. ACORPSOR – Ass. dos Criadores de Ovinos da Região de Ponte de Sôr
Jaime Ferreira, Pres. Agrobio – Ass. Portuguesa de Agricultura Biológica
Margarida Silva, Investigadora da Esc. Sup. de Biotecnologia UCP Porto
Pedro Graça, Coord. Plataforma Contra a Obesidade

8 comentários:

Valente disse...

Não tenho dúvidas da necessidade de investir numa agricultura biológica.
Só queria deixar uma questão aos oradores:
Será que a agricultura biológica é sustentável e capaz de produzir alimentos para a toda a população mundial e animais sem aumentar a desflorestação por exemplo?

Carina disse...

Gostava de esclarecer que ao contrário do que disse o Sr. José Matafome, não temos mais água potável por haver terrenos agrícolas, pelo contrário, as grandes mobilizações de solo efectuadas pela agricultura tradicional, não promove a acumulação de água em aquíferos, as matas e bosques sim. Esta agricultura promove o escorrimento das águas pluviais, bem como a poluição de água de aquíferos, não tem efeitos beneficos para no que respeita a água.

Carina Alves

Carina disse...

Gostava de esclarecer que ao contrário do que disse o Sr. José Matafome, não temos mais água potável por haver terrenos agrícolas, pelo contrário, as grandes mobilizações de solo efectuadas pela agricultura tradicional, não promove a acumulação de água em aquíferos, as matas, bosques sim. Esta agricultura promove o escorrimento das águas pluviais, bem como a poluição de água de aquíferos.

Partido de Todos os Portugueses disse...

Uma pergunta de ignorância.

Porque não guardam uma parte das plantas para produção de sementes para a próxima plantação?

Porque têm de comprar sementes?

Parabéns pelo programa.

Catarina disse...

Boa tarde, gostaria de acreditar que os produtos biológicos estão totalmente isentos de pesticidas ou aditivos (não me refiro à produção local). Como se conseguem manter em bom estado durante um bom período de tempo nas prateleiras do supermercado? Têm escudos contra os parasitas animais e vegetais? Ou corremos o risco de os ver à venda engelhados e atacados? Por outro lado o preço final é sempre o que o consumidor pretende.

Antístenes disse...

Caros senhores,
não confundir "aditivos" - usados para o fabrico de alimentos pré-transformados - com "pesticidas" usados na agricultura, como a Prof.ª fez.

Os aditivos são adicionados na fábrica e não na horta.
Logo, ter agricultura biológica não tem qualquer relação com o uso ou não de aditivos alimentares.

Uma coisa são produtos hortícolas biológicos outra são produtos transformados.

O representante da Plataforma tem toda a razão!
Há 1 estudo feito no Reino Unido em que se verificou que a introdução de alimentação saudável nos hospitais levou a carências alimentares pois as pessoas recusavam a comida.
Os responsáveis foram obrigados a dar "comida lixo" para obviar a situações de subnutrição!

Quem puder consumir Produtos Biológicos melhor - eu posso graças a produção familiar - mas quem não pode tem de ser apoiado para consumir hortícolas.

Paulo disse...

Já possuo uma horta biológica na varanda do 8º Alguerão - Mem Martins. Já deu Salsa, Rúcula e espero outros produtos como alfaces.

Acompanho uma horta comunitária e biológica em Monte Abraão. Com prespectrivas de uma nova Perto de casa. Na Tapada.

Tentei entrar em contacto com a Câmara (vereador responsável) sobre este tema mas sem resposta até à data!

Com esta notícia que vi hoje das hortas em sintra espero que esteja para breve um verdaeiro projecto de apoio a estas iniciativas.

oz disse...

Programa muito motivador e esclarecedor.
Gostava de saber, se há alguma iniciativa na Amadora. Adorei a iniciativa "Nabos do Norte", estava disposto a iniciar a "Nabos Amadores"

Caso me possam auxiliar com contactos e/ou iniciativas, estou receptivo: ozgaard@gmail.com (referir sff, no assunto: Agricultura Social

Cumprimentos
Óscar